Foto Histórica Mundocross

Por Jorge Soares | Foto por Maurício Arruda | 02 de janeiro de 2010 - 2:00

Na Foto Histórica da vez aqui no Mundocross, o destaque vai para um dos pilotos de Motocross mais técnicos que o Brasil já teve. Várias vezes campeão Brasileiro de Motocross, de Supercross e Arenacross, o paulista Jorge Negretti retornou oficialmente as pistas no ano retrasado, mas uma queda durante um treino, fez com que ele abandonasse as disputas da categoria MX3 do campeonato Brasileiro de Motocross 2008. Depois de recuperado do tombo, Jorginho Negretti retornou as suas rotinas de shows de Freestyle Motocross pelo Brasil afora.

Jorge Negretti tem uma história típica dos vencedores: a paixão pelo esporte. Ele começou quando criança, depois fez uso do talento e de sorte para mostrar resultados e conquistar muitos títulos e fãs. Aos 14 anos ele venceu a primeira prova, realizada em Socorro (SP), com uma DT 180 que ganhou do pai. Foi visto por Pedro Faus (que era fazendeiro na região), que acabaria se tornando um dos maiores empresários do Motocross nacional, sendo o dono da equipe Amparo, que tinha o patrocínio da Hollywood e que tinha o americano Rodney Smith.

Faus também era dono da Revista Motosport e de revendas Agrale. Em sua equipe, a Amparo Racing, Negretti era apenas um estreante e o astro era Zinho Viviani. Viviani se machucou o Jorge foi escolhido para substituí-lo na categoria Profissional. Ele terminou em quarto, consagrando-se como uma das maiores revelações do país na modalidade.

Negretti é 7 vezes campeão Brasileiro de Motocross e participou de várias etapas do Mundial de Motocross aqui no Brasil nas décadas de 80 e 90. Nesta Foto Histórica, que até não é tão antiga, o “Loirinho Maravilha”, apelido dado pelo locutor Zézitto, foi clicado pelo gente boa Maurício Arruda, do site Motox, e aparece correndo em 2001 na inauguração da pista de sua cidade natal, Bragança Paulista, no interior de São Paulo.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

melhor piloto mundial…

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly