Blog do Jorge Balbi Jr. – Phoenix

19 de janeiro de 2010 - 9:00

Esse fim de semana aconteceu a segunda etapa do AMA Supercross. Apesar de ter andado muito bem em Anaheim, forcei muito meu ombro e fiquei muito dolorido depois da corrida, mas gostei bastante do que me aconteceu na semana passada. Apesar de ter treinado bem menos do que de costume, consegui forçar bastante no preparo físico.

Erick Bretz, meu companheiro de equipe na 2B Racing e o nosso amigo Kadinho estiveram comigo nos EUA e descontraíram a minha semana. Treinamos juntos, fomos à academia e eles foram para Phoenix acompanhar a corrida comigo. Logo pela manha fizemos um track walk, o reconhecimento da pista à pé. Fiquei muito impressionado com a pista do Arizona, com costelas gigantes e sequências bem complicadas.

TREINOS

Para ser sincero, nos treinos não me senti muito bem e não consegui me encontrar como havia acontecido na semana anterior. Mesmo assim consegui ser o segundo mais rápido no meu grupo.

Geralmente as costelas são meu ponto forte, porém, na segunda sequência deste fim de semana vinha de uma curva sem nenhuma velocidade, fazendo com que a moto caísse no meio das costelas. Quando isso acontece é preciso muita força física e por toda volta sentia muito meu ombro doer.

CLASSIFICATÓRIAS

Procurei não me importar muito com o resultado dos treinos e mantive minha cabeça erguida indo para as classificatórias. Mais do que nunca sabia da importância da largada. Por mais que me concentrasse, ela não veio, e pra piorar, na primeira curva me envolvi em um acidente com outros três ou quatro pilotos e caí para último.

Voltei rapidamente pra prova e comecei a recuperar posições. Na segunda volta vi que tinha algo errado com minha roda dianteira e graças a Deus resolvi parar. Logo em seguida a roda começou a travar, porque no tombo da largada quebrei vários raios e a roda começou a se desmanchar. Mesmo assim terminei a classificatória contornando os pulos e corri para os boxes para trocar a roda e voltar pra last chance.

LAST CHANCE

Mais uma vez o gate caiu e realmente não estava no meu dia. Errei mais uma largada e vim muito de trás. Isso, porque na last chance fiz as minhas melhores voltas do dia e ganhei sete posições ao sair de 12º e chegado em 5º. Pode até servir de consolo, mas não sei…

Voltei pra casa um pouco decepcionado, porque depois do que andei na abertura, esperava muito mais da minha pilotagem e também dos resultados. Analisei muito o fim de semana e como as corridas não param, o tempo é curto para me recuperar.

Esta semana vou usar uma estratégia diferente. O fato de ter treinado duas vezes na semana passada me fez ir pra pista com muita dor. Vou ter de ficar a semana toda sem treinar e é muito difícil pra mim, pois sou acostumado a andar de moto todos os dias.

Quero estar 100% fisicamente na próxima corrida para ter condições de andar aquilo que sei. O que me resta é colocar muitas horas de pedal na minha bicicleta e também bastante academia para que meu preparo continue em cima.

Espero correr com muita fé na próxima etapa para trazer melhores noticias no meu próximo post. Agradeço a Deus por me manter capacitado pra fazer o que mais amo, que é correr, e agradeço também aos patrocinadores da 2B Racing, i9 Hidrotônico e Mart Plus. A meus patrocinadores LAqua di Fiori e MR Pro, além da torcida sempre motivadora de todos vocês !!

Valeu !!

Balbi

Acessem e comentem no Blog do Balbi – www.balbi.blogspot.com

Foto Arquivo Carlos Aguirre

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly