FMR contratou experiente construtor de pistas de MX

19 de janeiro de 2010 - 8:00

Com o objetivo de melhorar a qualidade das pistas e por consequência garantir mais segurança aos pilotos, sem com isso tirar o brilho do espetáculo, a Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR confirmou a contratação do experiente e renomado construtor de pistas Sebastião Hot Gouvêa, o “Tiãozinho” para as provas a partir da temporada 2010. Tiãozinho chegará a Rondônia no dia 5 de abril para o início dos trabalhos.

De acordo com o empresário Reinaldo Selhorst, presidente da FMR, a contratação deste renomado profissional em construção de pista é sem dúvidas uma das grandes ações da federação para um maior desenvolvimento do motociclismo de Rondônia. A ação terá um custo elevado, mas que trará grandes benefícios para os pilotos e ao público presente a cada prova.

”É por prezar pelo padrão de qualidade que a Federação Rondoniense contratou Sebastião Gouvêa para a construção de 22 pistas este ano em Rondônia, sendo doze do Rondoniense de Velocross, oito para o Rondoniense de Motocross, uma para o Latino Americano MX2 e uma para a etapa do Brasileiro de Motocross. Trazer um dos melhores profissionais da área implicará num elevado custo, mas a FMR está preocupada apenas melhorar o nível das provas, além da segurança dos pilotos e do publico”, justificou Selhorst.

SOBRE SEBASTIÃO HOT GOUVÊA

Técnico agrícola, formado pelo Colégio Agrícola de Bambuí -MG e bacharel em Comunicação Social – habilitação jornalismo, pela Universidade Federal de Juiz de Fora, aos 55 anos de idade, 22 de profissão (construção de pistas), o minero, nascido na pequena cidade de Manhuaçu e há mais de 10 anos morando Itapema-SC, é hoje a maior autoridade na projeção de pistas de Motocross e Supercross do Brasil e também bastante requisitado no exterior.

Entre os eventos mais importantes dos quais Tiãozinho foi responsável pelos projetos das pistas, estão sem dúvida, as provas do Skol Supercross, no período de 1992 a 1997. “Projetei também os circuitos de estádios do Paraná, um grande desafio na época, quando realizei meu melhor trabalho com uma pista dentro do Estádio do Café, em Londrina, em dezembro de 1992”, lembrou Tiãozinho.

Redação Mundocross
Texto by Chico Limeira
Foto Divulgação

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly