Quarta etapa e terceiro vencedor diferente no AMA SX

31 de janeiro de 2010 - 4:00

Líderes destronados. Se fosse definir em uma única frase a quarta do AMA Supercross disputada neste sábado em San Francisco, essa é a melhor. Quem esperava por novas vitórias dos líderes Jake Weimer e Ryan Dungey ficou a ver navios. Mas uma notícia caiu como uma bomba e mexeu muito com os bastidores da ‘família’ do Supercross. O atual campeão James Stewart sofreu uma fratura no pulso, e como vocês puderam acompanhar na notícia publicada aqui no Mundocross neste domingo, ele passou por uma cirurgia na sexta-feira e está fora do campeonato.

Com Stewart e Chad Reed fora, a disputa pelo título está completamente aberta, mais aberta do que já estava antes, quando, em termos de favoritos, tínhamos somente a presença do piloto da equipe San Manuel / Yamaha. Pilotos que antes eram considerados coadjuvantes, e que só tinham condições de brigar pelos demais degraus do pódio, agora por milagre se tornam sérios candidatos à vitória, e conseqüentemente ao título.

Mas milagre mesmo foi que pelo segundo ano consecutivo o clima colaborou e por isso a prova aconteceu com pista seca, algo muito raro se tratando de AMA Supercross em San Francisco. Acompanhe como foi esta quarta etapa realizada neste sábado, 30 de janeiro…

CATEGORIA SUPERCROSS

Na largada, o líder do campeonato, o piloto Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar/Makita/Suzuki fez o holeshot e saiu na frente, trazendo em seu encalço Davi Millsaps, Josh Hill, Nick Wey, Chris Blose, Ryan Villopoto, Andrew Short, Ivan Tedesco e Kevin Windham. Com cinco voltas completadas, Dungey manteve liderança, com Josh Hill em segundo e Villopoto (foto) em terceiro. Na seqüência apareciam Millsaps, Wey, Short, Tedesco, Windham, e Justin Brayton.

Dungey se manteve tranqüilo na liderança, mas Hill e Villopoto brigavam forte pela segunda posição. A disputa foi definida quando Villopoto aplicou um agressivo block pass sobre Hill. Dungey mantinha a liderança, mas agora com Villopoto em segundo e Hill em terceiro. Dungey chega a abrir quatro segundos de vantagem sobre Villopoto. Quando parecia que tudo seria igual as etapas de Phoenix e Anaheim 2, ao final da 11ª volta, logo após o salto de chegada, Dungey sofreu um tombo !!

Ele se levanta rapidamente, mas perde muito tempo colocando sua moto para funcionar. Villopoto aproveita e assume a liderança. Hill agora é o segundo, com Millsaps em terceiro. Dungey retorna na quarta posição. Depois disso nada de mais interessante aconteceu. Após 20 voltas completadas, Villopoto venceu, com Hill em segundo e Millsaps completando o pódio em terceiro. Dungey garantiu a quarta posição e Andrew Short fechou os cinco primeiros.

No campeonato, Dungey lidera com onze pontos de vantagem sobre Hill, que por sua vez tem dois pontos a mais que Villopoto. Andrew Short é o quarto e Kevin Windham completa os cinco primeiros na classificação geral. Windham finalizou a corrida na 11ª posição.

RESULTADO DA HEAT 1 DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Andrew Short
2. Davi Millsaps
3. Chris Blose
4. Jarred Browne
5. Ivan Tedesco
6. Ryan Dungey
7. Jesse Casillas
8. Tommy Hahn
9. Cyrille Coulon

RESULTADO DA HEAT 2 DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Ryan Villopoto
2. Josh Hill
3. Kevin Windham
4. Michael Byrne
5. Fabiel Izoird
6. Nick Wey
7. Justin Brayton
8. Jason Thomas
9. Kyle Partridge

RESULTADO DA LAST CHANCE DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Manuel Rivas
2. Kyle Chisholm

RESULTADO DA QUARTA ETAPA DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Ryan Villopoto (Kawasaki)
2. Josh Hill (Yamaha)
3. Davi Millsaps (Honda)
4. Ryan Dungey (Suzuki)
5. Andrew Short (Honda)
6. Justin Brayton (Yamaha)
7. Ivan Tedesco (Yamaha)
8. Nick Wey (Kawasaki)
9. Tommy Hahn (Suzuki)
10. Michael Byrne (Yamaha)
11. Kevin Windham (Honda)
12. Kyle Chisholm (Yamaha)
13. Jason Thomas (Suzuki)
14. Cyrille Coulon (Kawasaki)
15. Fabien Izoird (Kawasaki)
16. Chris Blose (Honda)
17. Manuel Rivas (Kawasaki)
18. Jesse Casillas (Kawasaki)
19. Jarred Browne (Kawasaki)
20. Kyle Partridge (Kawasaki)

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA SUPERCROSS APÓS QUATRO ETAPAS

1.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly