Blog do Jorge Balbi Jr. – Anaheim 3 – Sensacional !!!

15 de Fevereiro de 2010 - 10:00

Este fim de semana foi a 6ª etapa do AMA SX em Anaheim. Como vinha falando nos meus posts anteriores, a cada etapa, venho me sentindo melhor na moto não só tecnicamente mais também fisicamente já que a lesão no meu ombro já esta quase 100%. Pra ser sincero na semana que antecedeu a corrida não me senti muito bem, tive dificuldade pra dormir e voltei a sentir dor no ombro. Acredito ter forçado um pouco nos treinos, porém como sempre faço, rezei bastante e pedi muito a Deus que me iluminasse meu caminho e que as coisas fluíssem bem.

Ao caminhar na pista fiquei bastante impressionado. Com certeza foi a pista mais técnica até o momento. Meu dia não começou muito bem. No primeiro treino tive vários problemas com a moto e não consegui treinar. A moto começou a falhar e com certeza não tinha a menor condição de andar na pista daquela maneira. No intervalo eu e o Max procuramos checar todas as coisas possíveis ignição, gasolina, carburador e etc.

Parecia estar resolvido o problema. Entrei na pista para a ultima seção de treinos e aconteceu novamente. Parei no pit e a única coisa que restava era trocar o cdi da moto. Perdi tempo precioso. Voltei pra pista nos minutos finais andei bem, mas estava um pouco nervoso tentando correr atrás do prejuízo.

Não consegui acertar uma volta rápida, porém me senti bem e o mais importante a moto finalmente estava 100% para o evento da noite.

HEAT RACE

Concentrei muito na largada e acredito ter feito com certeza a minha melhor largada até agora. Na reta vinha lado a lado com o Canard que acabou me bloqueando para defender a liderança. Perdi tempo porem mesmo assim sai em quinto lugar. Procurei atacar no inicio e logo já era o quarto, colocando muita pressão pra cima do Jeff Alessi e de repente ao saltar a chegada bandeira vermelha a corrida foi interrompida…

Não podia acreditar, pois minha classificação era garantida. No momento procurei manter a calma e durante todo tempo falava pra mim mesmo. “se você fez uma vez pode fazer novamente”. No Supercross a largada é muito mais muito importante, pode decidir todo o resultado da corrida.

Relargada. Dessa vez pulei bem novamente, não tão bem quanto na primeira, mas mesmo assim saí em sétimo na primeira volta. Vinha sofrendo muita pressão do PJ Larsem piloto oficial da KTM. Então fui pra cima ganhei uma posição em cima do outro piloto da KTM e encostei no Jeff Alessi novamente.

Foi uma corrida bem tensa, pois tentava passar o Jeff e ao mesmo tempo me defendia para não tomar a ultrapassagem. Felizmente mantive firme avançando para o main event na sexta colocação. Ufa mais um main event. Fiquei muito feliz e fui ao box descansar e pensar na minha estratégia de corrida.

Senti muito bem nas classificatórias pude ver que a moto tava 100% novamente e queria muito um bom resultado.

MAIN EVENT

Cai o gate e errei brutamente a minha largada. Assistindo hoje na televisão pude ver que dobrei a primeira curva em penúltimo. Porém era mesmo a minha noite. Fui com tudo nas primeiras voltas. Muito, mas muito agressivo e estava numa daquelas noites que tenho que agradecer muito a DEUS, pois todas as decisões que tomava estavam dando certo.

Com isso fui ganhando posições. Só na primeira volta foram 4. Vim pulando tudo no meio do trafego e fui recuperando posições. A pista tava muito difícil de ultrapassar porem na 4ª volta achei uma linha muito rápida nas costelas, onde estava entrando alucinado sem tirar a mão. Comecei a ganhar mais posições.

Na metade da corrida era o décimo e não vou mentir, senti um pouco a prova, pois vinha andando em um ritmo muito intenso. Respirei fundo e fui à caça, pois tinha muita gente na minha cola e a melhor defesa e sempre o ataque.

Dei um tiro muito forte, ganhei mais uma posição e distanciei do pelotão de trás e aproximei do pelotão da frente. Faltando cinco voltas para o fim, o Jeff Alessi tinha uma vantagem de 5 segundos e pensei comigo: eu posso. Só não contava é que o Jake Weimer, líder do campeonato, que tinha caído no inicio da prova vinha com tudo atrás de mim e chegou muito rápido. Mais uma vez, quando avisado pelo Max meu mecânico que era ele, resolvi não forçar, nada para que ele passasse, pois sabia que seria inevitável.

Mas pensei, vou tentar ir na balada dele e deu certo. Ele tinha linhas muito melhores e acompanhei por umas 2 voltas o que fez com que chegasse de vez em cima do Jeff Alesi. Cheguei e joguei duro com ele. Só não esperava que ele fosse revidar e trocamos uns 3 block passes, até que na última volta, passei ele e dei um tiro. Mais uma vez pulei a chegada me sentindo talvez tão feliz quanto o Canard que ganhou a corrida rs…

Nono lugar. Não tenho palavras para agradecer a Deus por todas as alegrias que tem me proporcionado! Mais uma vez aprendi que não devemos nunca perder a Fé e lutar ate o fim, pois dias antes da abertura em Anaheim eu estava machucado e achava que não ia nem mesmo conseguir correr! Agradeço minha família, começando pelo Max que está ao meu lado e aos meus pais e minhas irmãs. Com certeza, mesmo com a toda a distancia, somos muito unidos e isso nos faz muito fortes.

Claro que tudo isso jamais seria possível sem o apoio da 2B Racing. Tenho que agradecer minha equipe e ao Vicente e Erick Bretz que possibilitaram a minha participação no AMA SX, juntamente com a L’acqua di Fiori e Mr Pro.

Agora é trabalhar duro e rumo aos próximos desafios !

Obrigado pela torcida de vocês !

Balbi

Foto Arquivo Jefferson Coelhinho

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly