Cidade foi o destaque no SX na lama em Camboriú

01 de março de 2010 - 18:00

O campeonato Catarinense de Supercross 2010 começou com chuva e muita lama em Balneário Camboriú na tarde deste domingo, 28 de fevereiro. Mesmo assim, o público lotou as dependências da pista que abriu as portas da modalidade no município. Segundo o superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Sandro Bernardoni, há possibilidades da competição voltar ao Balneário Camboriú ainda nesta temporada.

Vamos ao que rolou na corridas deste domingo em Camboriú :

CATEGORIA SX3

A primeira classe a entrar na pista oficialmente foi a SX3, que teve disputa pela primeira posição entre Richard Berois e Ademir Todeschini. Todeschini largou na frente, mas Richard, estreante na categoria, pressionou e assumiu a liderança com 8 minutos de prova e permaneceu na frente para receber a quadriculada e vencer a etapa de abertura do estadual de supercross. “A prova foi muito mais do que eu esperava. Fiquei três semanas parado por conta de uma lesão, vim pra prova só para contar pontos e acabei saindo com uma vitória. Foi muito bom, estou muito feliz”, disse o vencedor.
Ademir Todeschini, Erivelto Nicoladelli, Léo Lopes e Ingo Júnior completaram o pódio.

CATEGORIA INTERMEDIÁRIA

O piloto Marcos Paulo Holtman que dominou todos os treinos da classe Intermediária, liderou a bateria oficial até a nona volta quando sofreu uma queda e o paranaense Aristeu Kist Júnior assumiu a liderança e venceu a prova. Marcos ainda voltou, mas não deu mais tempo para recuperar a posição e terminou na quarta posição. Completaram o pódio, Fábio Lobo, Paulo de Pieri e Anderson Robl.

CATEGORIA 65

O gaúcho Enzo Lopes largou na frente e liderou a bateria da 65cc de ponta a ponta. Já na primeira volta encaixou um duplo e levou a arquibancada ao delírio. Com a pista muita pesada por conta da lama, os pequenos da 65cc tiveram muita dificuldade para correr. Enzo Lopes caiu duas vezes, mas mesmo assim continuou na primeira posição e recebeu a quadriculada. Arthur Todeschini, José Brayan, Kaue Vieira e Leonardo Souza, completaram o pódio.

CATEGORIA 50

Por conta das condições da pista, a direção de prova decidiu cancelar a bateria da 50 cilindradas para não por em risco a segurança dos pilotos.

CATEGORIA 85

A bateria da 85cc foi uma das mais disputadas da abertura do estadual. Rodrigo Riffel começou na frente, mas logo foi ultrapassado pelo piloto da casa, Tauan Brenner, que ficou na ponta até a segunda volta quando sofreu uma queda e Rodrigo reassumiu a liderança. Mas a alegria de Rodrigo durou pouco, alguns metros depois de reassumir a ponta, sofreu uma queda e foi ultrapassado pelo paranaense Pedro Henrique Bueno, e novamente por Tauan.

Pedro Bueno disparou na frente e venceu a prova, com Tauan Brenner, em segundo, Rodrigo Riffel, em terceiro, Vinicius Rosa em quarto e Enzo Lopes em quinto. “A prova estava bastante difícil, muito pesado o terreno, mas não cai nenhuma vez e isso me ajudou muito a vencer”, disse Pedro. Tauan Brenner, representante da casa terminou na segunda colocação, mas é o líder do campeonato já que Pedro Henrique não pontua no campeonato catarinense. “Foi uma prova muito difícil, todos os treinos foram com terrenos diferentes da prova. Muita lama, tive um problema na embreagem também, mas o que vale é a experiência, estou feliz com o resultado”, disse Tauan.

CATEGORIA SX1

Anderson Cidade (foto) foi o vencedor da principal categoria, a SX1. Por conta das condições da pista, a categoria teve apenas uma bateria, e não duas, como estava programado. Anderson largou na frente e conseguiu se manter na posição até o final da prova, vencendo a briga com a lama, que dificultou muito a vida dos pilotos. “Eu vim trabalhando bastante na pré-temporada. Prova na lama é sempre muito difícil, não tem favoritos, eu consegui ficar em pé e vencer”, disse o vencedor que dedicou a vitória ao colega Eduardo Rudnick.

“Eu corri de luto hoje. Essa vitória vai para o Eduardo Rudnick”.
João Paulo Feltz e Gabriel Gentil, brigaram pela segunda posição durante toda a prova. No final, melhor para João Feltz que ficou na segunda posição, seguido de Gabriel Gentil, Luiz Henrique Zimerman e Jhonatan Batista.

RESULTADO DA ETAPA DE CAMBORIÚ DO CATARINENSE DE SX

CATEGORIA SX1
1º) 23 – Anderson Cidade – 13:10.483
2º) 25 – Joao Paulo Feltz – 31.432
3º) 1 – Gabriel Gentil – 32.919
4º) 727 – Luiz Henrique Zimmermann – 1 Volta
5º) 913 – Jhonatan Batista – 1 Volta
6º) 191 – Leandro Smakovicz – 1 Volta
7º) 40 – Victor Feltz – 3 Voltas
8º) 128 – Anisio Clasen – 6 Voltas

CATEGORIA SX3
1º) 46 – Richard Berois – 11:49.879
2º) 172 – Ademir Todeschini – 20.507
3º) 45 – Erivelto Nicoladelli – 51.477
4º) 216 – Leo Lopes – 57.508
5º) 193 – Ingo Gielow Junior – 1 Volta
6º) 76 – Sandro Botelho – 1 Volta
7º) 49 – Rogerio Schmitt – 2 Voltas
8º) 510 – Francisco Uhlick – 3 Voltas

CATEGORIA INTERMEDIÁRIA
1º) 377 – Aristeu Kist Junior – 11:43.854
2º) 715 – Fabio Lobo – 24.248
3º) 218 – Paulo de Pieri – 36.576
4º) 23 – Marcos Paulo Holtman – 1 Volta
5º) 354 – Anderson Luis Robl – 1 Volta
6º) 103 – Pablo Ricardo Sebben – 1 Volta
7º) 177 – Gabriel Zilário Claudino – 3 Voltas
8º) 765 – Bruno Varela – 3 Voltas
9º) 219 – Fernando Fraga – 4 Voltas

CATEGORIA 85
1º) 35 – Pedro Henrique Rosa Bueno – 8:56.842
2º) 8 – Tauan Brenner – 36.688
3º) 500 – Rodrigo Riffel – 39.753
4º) 97 – Vinicius Rosa – 1:00.209
5º) 2 – Enzo Lopes – 1:25.439
6º) 9 – Hallex Dalfovo – 1 Volta
7º) 400 – Gustavo Henrique Henn – 1 Volta
8º) 89 – Luciano Oriano Jr – 3 Voltas

CATEGORIA 65
1º) 2 – Enzo Lopes – 9:26.600
2º) 20 – Arthur Todeschini – 49.327
3º) 98 – José Brayan – 2:01.715
4º) 28 – Kaue Vieira – 1 Volta
5º) 45 – Leonardo de Souza – 1 Volta
6º) 33 – Bruno Couto – 2 Voltas
7º) 34 – Wagner da Silva Oliveira – 3 Voltas

CLASSIFICAÇÃO DO CATARINENSE DE SUPERCROSS 2010

CATEGORIA SX1
1º) Anderson Cidade – 25 pontos
2º) Joao Paulo Feltz – 22
3º) Gabriel Gentil – 20
4º) Luiz Henrique Zimmermann – 18
5º) Jhonatan Batista – 16
6º) Leandro Smakovicz – 15
7º) Victor Feltz – 14
8º) Anisio Clasen – 13 pontos

CATEGORIA SX3
1º) Richard Berois – 25 pontos
2º) Ademir Todeschini – 22
3º) Erivelto Nicoladelli – 20
4º) Ingo Gielow Junior – 18
5º) Rogerio Schmitt – 16
6º) Francisco Uhlick – 15 pontos

CATEGORIA INTERMEDIÁRIA
1º) Fabio Lobo – 25 pontos
2º) Paulo de Pieri – 22
3º) Marcos Paulo Holtman – 20
4º) Anderson Luis Robl – 18
5º) Gabriel Zilário Claudino – 16
6º) Bruno Varela – 15
7º) Fernando Fraga – 14 pontos

CATEGORIA 85
1º) Tauan Brenner – 25 pontos
2º) Rodrigo Riffel – 22
3º) Vinicius Rosa – 20
4º) Hallex Dalfovo – 18
5º) Gustavo Henrique Henn – 16

6º) Luciano Oriano Jr – 15 pontos

CATEGORIA 65
1º) José Brayan – 25 pontos
2º) Kaue Vieira – 22
3º) Leonardo de Souza – 20
4º) Bruno Couto – 18
5º) Wagner da Silva Oliveira – 16 pontos

Redação Mundocross
Texto Divulgação
Foto by Gerson Coas

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly