10P Mundocross para Jorge Balbi Jr.

Por Jorge Soares | Foto por Carlos Aguirre | 13 de março de 2010 - 1:00

A entrevista da vez aqui no site Mundocross é com ninguém mais, ninguém menos que Jorge Balbi Jr., o piloto mineiro que colocou o pé na estrada e foi mundo afora correr Motocross. Depois de ter ido correr no Mundial de Motocross e há quatro anos estar correndo no AMA Motocross, Jorginho é considerado pela imprensa especializada e pela maioria dos fãs do MX no Brasil, como o melhor piloto da atualidade do Motocross brasileiro.

Me 2010 Jorginho vai mudar de ares, e ao invés de morar nos Estados Unidos e vir ao Brasil de visita, ele vai morar mais tempo no Brasil e vai visitar os Estados Unidos para correr algumas etapas do AMA Motocross. Ele vai correr na equipe privada 2B Racing, da qual ele é um dos sócios, e não estará ligado a nenhuma equipe de fábrica. E a 2B Racing deverá trazer grandes patrocinadores para o circo do Motocross, abrindo portas para outras empresas investirem no esporte.

Se existem dúvidas sobre quais grandes empresas irão patrocinar a 2B Racing, um fato que não se tem dúvida é que a volta de Jorge Balbi Jr. ao Motocross Brasileiro trará bons frutos, com os pilotos brasileiros podendo aprender com quem tem uma grande experiência internacional. Então agora para vocês saberem mais da carreira e dos planos do Brazilian Bomber, está no ar o 10P Mundocross com Jorge Balbi Jr.

Placa de 5 segundos no ar : Largou…

1) Mundox – Para dar uma quebrada no gelo e também para a galera saber um pouco mais da tua história, conta aí pros teus fãs como foi o teu início no Motocross.

Jorge Balbi Jr. – Bem, pra quem não conhece a minha historia, nasci em Belo Horizonte e meu pai, Antônio Jorge Balbi, é ex-piloto de Motocross e ele é o responsável por tudo, e pelo meu inicio no esporte. Minha carreira é resultado de muito trabalho, principalmente por parte dos meus pais. Minha família é de origem humilde e tive que começar no BMX, pois os custos são bem menores. Acredito que o Bicicross me ajudou muito, não só pela técnica, mas pelo espírito de competição e superação. Corri dos 5 aos 12 anos de idade no BMX e conquistei títulos Mineiros, Brasileiros, Latino-Americano e um 4º lugar no Mundial !!

Aos 11 anos, o sonho de ter uma moto importada se tornou realidade e foi aí que comecei a competir no Motocross. No início foi muito difícil, pois o esporte não tinha nenhum incentivo na época em que corria nas categorias de base. Com muito sacrifício e união, acredito que nos tornamos uma família vencedora no esporte. Tive a felicidade de ter o melhor treinador do Brasil na minha opinião, que é meu pai, e que sempre foi muito duro comigo, com a Mary, minha irmã mais velha Thereza e o Max, meu primo-irmão. Junto com a minha mãe ele nos ensinou não só a correr, mas a ter disciplina e sempre da melhor maneira, independente da situação.

2) Mundox – Depois de 4 anos competindo na categoria principal do AMA Supercross, este ano você está correndo na categoria Supercross Lites Oeste. O que levou você a optar por esta categoria ?

Jorge Balbi Jr. – Sempre tive muita vontade de correr na Lites, porém, o custo é muito maior, não só pelo equipamento, mas tem o fato das premiações serem menores. Para mim, que sou piloto privado aqui nos EUA, isso faz mais diferença ainda na hora de pagar as contas. No final de 2009 meu sócio na 2B Racing me fez um pedido para que pudéssemos alavancar a equipe, para que eu corresse os principais campeonatos no Brasil neste ano.

Por isso escolhi correr na SX Lites costa oeste, pois a maioria das etapas acontece em janeiro e fevereiro e assim não coincidem com o calendário no Brasil. Ainda em 2009 fiz um teste para uma equipe da Lites aqui na Califórnia e essa equipe acabou não tendo orçamento para correr. Nesse teste fui o mais rápido no meio de ótimos pilotos como Jeff Alessi, Travis Baker, Cole Seely entre outros. Após esse teste tive a certeza que com um bom equipamento poderia ser competitivo e resolvi encarar o desafio !!

3) Mundox – Neste ano você irá competir no Brasileiro de Motocross 2010 nas categorias MX1 e MX2, mas você fará a temporada completa do campeonato ?

Jorge Balbi Jr.– Com certeza, o objetivo maior em 2010 é defender a equipe 2B Racing e seus patrocinadores, dentro e fora do Brasil. Irei correr todo o campeonato Brasileiro de Motocross e também a Superliga da Honda.

4) Mundox – Você também irá competir no Brasileiro de Supercross 2010 ?

Jorge Balbi Jr.– Pretendo correr também o Dunas SX. Fui campeão em 2008 e queria muito ter corrido em 2009, já que o SX no Brasil acontece no segundo semestre e não bate com as datas do AMA MX. Infelizmente, a Dunas não pôde realizar o evento em 2009. Acredito muito no trabalho da Dunas e com certeza a equipe 2B Racing estará presente também no SX.

5) Mundox – Você está correndo de Kawasaki nos Estados Unidos, mas quando você vir correr o Brasileiro de Motocross, você também irá competir pela Kawasaki ?

Jorge Balbi Jr. – Vou competir pela minha equipe 2B Racing, que terá seu grafismo próprio e é uma equipe multimarca, independente, onde cada piloto poderá escolher a moto que mais se sentir à vontade.

6) Mundox – Como você enxerga a entrada da Pro Tork como patrocinadora máster do campeonato Brasileiro de Motocross 2010 ?

Jorge Balbi Jr.– Enxergo com bons olhos !! Na realidade acredito que o Motocross Brasileiro está vivendo uma grande fase e a entrada da Pro Tork e também a criação de um novo campeonato, a Superliga de Motocross, patrocinada pela Honda, deve fazer com que o esporte cresça muito. Estou muito otimista com o Motocross Brasileiro. Vamos ter nesse ano muita competição e espero que seja uma disputa sadia, onde quem ganha com isso seja o Motocross nacional.

Quando digo competição, não digo somente dentro das pistas entre os pilotos que, por sinal, acredito que será o ano mais disputado da história do Motocross nacional com atletas estrangeiros e também os melhores do Brasil. A competição não pára por aí. Vamos ter inúmeras disputas de equipes como nunca tivemos antes, e equipes que irão brigar por títulos, como a 2B Racing, Pro Tork, Honda Racing, Satélites Honda, Vaz Kawasaki, Suzuki, dentre outras. E para finalizar, temos dois campeonatos que tenho certeza farão de tudo pra ser um melhor do que outro, o Pro Tork Brasileiro x Superliga Honda.

A única coisa que espero é que essas disputas sejam sadias, com respeito e que no fim nosso esporte ganhe com isso. Que os organizadores não se esqueçam de fazer pistas técnicas e regulamento igual pra todos e com boas premiações para os pilotos. Mais do que nunca estou apostando muito no cenário nacional e vou me sentir orgulhoso de fazer parte dele. Quero parabenizar a Honda e a Pro Tork pela inovação e mais uma vez estão investindo no esporte que amamos tanto !! Muito obrigado !!

7) Mundox – Sem atuar nos últimos dois anos, a ABPMX voltará a atuar neste ano com o intuito de defender o ponto de vista dos pilotos. Você irá apoiar, e atuar nas iniciativas da ABPMX ?

Jorge Balbi Jr.– Com certeza, sou piloto e acredito que a ABPMX é muito importante. Porém é preciso tomar cuidado, pois os pilotos não podem pensar somente no próprio interesse, algo que já vi acontecer antes nas associações, como numa ocasião em que tinha um triplo muito técnico e poucos pilotos pulavam. Os que não queriam pular recorreram à associação e assim a pista foi mudada.

Acho que a associação deve ser utilizada para o bem de todos, com objetivos que façam o esporte crescer, evoluir, mesmo que alguns tenham que sofrer em determinados momentos. E com certeza a união dos pilotos é fundamental para que a ABPMX tenha força perante as entidades e organizadores de eventos. Como sempre, essa força deve ser usada de maneira sensata, menos política e para o bem do esporte em geral.

8) Mundox – Para muitos pilotos você é um exemplo a ser seguido, e o que te peço é para você passar alguns conhecimentos seus, para com isto ajudar ainda mais a elevar o nível do Motocross brasileiro. Então passe para os teus fãs qual o teu método de treinamento na parte física e com a moto.

Jorge Balbi Jr. – É difícil falar em treinamento de uma maneira geral. Cada piloto tem uma característica física e também técnica. Nem sempre o que funciona pra mim irá funcionar para outro piloto. Porém, existem regras básicas que todo programa de treinamento deve seguir, como uma boa alimentação, trabalho de fortalecimento e alongamento, além de treinamento aeróbico.

No meu programa de treino uso dois elementos que na minha opinião são muito importantes para um piloto de Motocross. Um deles é lógico, a motocicleta com treinos técnicos e de resistência (baterias), e também a bicicleta. Eu pedalo bastante e acredito ser o exercício mais próximo ao treino com moto. No mais, a minha dica mais importante é que o MX é um esporte de superação.

No fim de uma corrida até mesmo o piloto melhor preparado está cansado. Daí é que onde entra a vontade e a determinação, o algo mais que meu pai me ensinou a buscar lá no fundo, uma energia que sai do coração e que te dá forca para aquela volta a mais! Para encerrar essa pergunta deixo outra dica. Nunca deixem de respeitar seus próprios limites.

9) Mundox– O que você costuma fazer nas tuas horas de folga ?

Jorge Balbi Jr. – Folga… rs… Na vida de piloto essas horas são raras, rs… Porém, quando tenho tempo, gosto de fazer algo diferente e que não esteja relacionado ao Motocross. Aqui na Califórnia, sempre que dá tempo, corro de Kart com meus amigos. No Brasil, adoro ficar em casa e matar a saudade da minha família e amigos. Às vezes me desligar das corridas e do MX nas horas de folga me faz ter mais motivação e energia quando volto ao trabalho.

10) Mundox – E para finalizar, o povo quer saber se com a sua volta ao Brasileiro de Motocross este ano, existe alguma possibilidade de paralelamente você também correr o AMA Motocross 2010 ?

Jorge Balbi Jr.– Com certeza correr no AMA MX pra mim é como uma criança em um parque de diversões. Se deixar ela não volta pra casa, rs… Gosto muito de correr nas pistas americanas e este ano com certeza vou perder algumas etapas. Porém, o fato de correr no Brasil me dará condições financeiras para poder ter um equipamento bom para correr no AMA MX.

Pretendo, nas poucas etapas que participar, dar o meu melhor e talvez o fato de não correr todo o campeonato, pode me dar uma tranquilidade a mais dentro das pistas, que às vezes me faltava nos anos anteriores. Vou correr para me divertir e quando estou me divertindo, na maioria das vezes o resultado é melhor !!

Mundox– Agora a palavra e o espaço são seus.

Jorge Balbi Jr.– Agradeço à oportunidade a vocês do Mundocross. Quero agradecer a Deus por todas as inúmeras alegrias que consegui até hoje com o MX. Muito obrigado a todos brasileiros que torcem e muitos passam madrugadas acordados para assistir minhas corridas. Obrigado também, à fantástica equipe que tenho nos bastidores, e claro a 2B Racing, que é uma equipe dos sonhos. Graças ao Vicente Bretz, que tornou tudo possível.

E por isso teremos grandes novidades entre elas, a presença de patrocinadores fora do meio, o que vai ajudar a alavancar o nosso mercado e vai marcar uma nova era no esporte, onde quem for mais profissional vai se destacar e estamos trabalhando muito para termos uma temporada 2010 maravilhosa. Conto com a torcida de vocês e será um prazer receber todos nos boxes para sessões de fotos e autógrafos.

Perfil do piloto Jorge Balbi Jr. :

Nome completo : Antônio Jorge Balbi Júnior
Data nascimento : 9 de junho de 1982
Apelido : Jorginho
Primeira moto : Mini Cross – Toda fabricada pelo meu pai rs…
Moto atual : KXF 250 / 450
Principal título : Hexacampeão Brasileiro MX / SX e campeão Latino MX2
Ídolo no Motocross Nacional : Meu pai e Ayrton Senna fora do MX
Ídolo no Motocross Internacional : Kevin Windham
Pista preferida no AMA Motocross : Unadilla
Pista preferida em Minas Gerais : Pista do Centro de Treinamento 2B Racing
Pista preferida no Brasil : Pista do Mundial de Canelinha
Comida favorita : Churrasco
Bebida favorita : Suco de laranja
Comida nos dias de corridas : Massa
Bebida nas corridas : Hidrôtonico I9 da Coca-cola
Tipo de música favorita : Todos
Lazer preferido : Play Ride nas montanhas da Califórnia
Esporte preferido fora o Motocross : Ciclismo, volta da França e Moto GP
E-mail: [email protected]
MSN : [email protected]
Site: www.balbi3.com.br

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly