Dungey venceu e abre boa vantagem no AMA Supercross

22 de março de 2010 - 8:00

O AMA Supercross 2010 prosseguiu neste sábado com a 11ª etapa da temporada, disputada em Arlington, no Texas, pertinho de Dallas, no Cowboys Stadium. A pista foi considerada pelos pilotos como uma das mais difíceis do campeonato até agora, com um total de 40 obstáculos, incluindo um trecho de areia e uma longa sessão de costelas. Confira abaixo como foi à corrida do Main Event deste sábado, 20 de março na categoria principal do AMA Supercross e também do Mundial de SX FIM…

CATEGORIA SUPERCROSS

Retornando para sua equipe de origem, após substituir Chad Reed na equipe oficial Monster Energy / Kawasaki, Nick Wey fez o holeshot e saiu na frente, mas na segunda curva o líder do campeonato Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki fez a ultrapassagem sobre Wey e assumiu a liderança da prova. Um pouco depois, ainda na primeira volta, Josh Hill da equipe San Manuel / Yamaha assumiu a vice-liderança, com Davi Millsaps da equipe oficial Red Bull / Honda/Racing seguindo seus passos e assumindo a terceira posição.

Wey logicamente caiu para quarto. Maior adversário de Dungey na disputa pelo título, Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki aparecia apenas na 10ª posição. Com cinco voltas completadas, Dungey se mantinha na liderança com uma pequena, porém, confortável vantagem sobre os demais. Millsaps ultrapassou Hill, assumindo a vice-liderança da prova. Justin Brayton da equipe JGRMX / Toyota / Yamaha era o quarto, e Trey Canard da Geico PowerSports/Honda o quinto.

Pelo fato de Dungey consolidar sua liderança com 3 segundos de vantagem sobre o vice-líder, quem mais chamava a atenção do público neste momento da corrida era Canard. Ele despachou Brayton e, sem perder tempo, já se preparava para atacar Hill em busca da terceira posição, o que veio a acontecer quando os pilotos completaram a primeira metade da corrida. Passada a primeira metade da corrida, Dungey liderava, com Millsaps em segundo, Canard em terceiro, Hill em quarto, Brayton em quinto e Villopoto em sexto.

Os seis primeiros eram os únicos a marcar volta na casa dos 49 segundos, os demais faziam em 50 para cima. Com 15 voltas completadas, a única alteração foi o fato de Hill ter despencado para o sexto lugar, deixando Brayton em quarto e Villopoto em quinto. Neste momento da corrida também, Canard pressionava Millsaps em busca da segunda posição. Após 20 voltas, vitória de Dungey, com Millsaps em segundo e Canard completando o pódio em terceiro. Villopoto conseguiu roubar a quarta posição de Brayton, que completou os cinco primeiros. Hill finalizou em sexto. Em 11 etapas disputadas, Dungey possui um total de 4 vitórias contra 5 de Villopoto, uma de Millsaps e uma de Stewart.

Com estes resultados, Dungey alcançou uma vantagem de 24 pontos em relação a Villopoto na liderança do campeonato. Faltando 6 etapas para o final do campeonato, mesmo que o piloto da Kawasaki vença todas as corridas, basta a Dungey chegar em segundo em todas elas que ainda assim conquista o título com 6 pontos de sobra. Hill ocupa a terceira posição, com Millsaps em quarto e Kevin Windham da equipe Geico Powersports / Honda, que foi sétimo na corrida deste sábado, fecha os cinco primeiros.

RESULTADO DA HEAT 1 DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Davi Millsaps
2. Josh Hill
3. Nick Wey
4. Kyle Chisholm
5. Jason Lawrence
6. Trey Canard
7. Ryan Morais
8. Jason Thomas
9. Ryan Clark

RESULTADO DA HEAT 2 DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Ryan Dungey
2. Ryan Villopoto
3. Ivan Tedesco
4. Justin Brayton
5. Kyle Regal
6. Tommy Hahn
7. Matt Boni
8. Michael Byrne
9. Heath Voss

CLASSIFICADOS PELA LAST CHANCE DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Kevin Windham
2. Chris Blose

RESULTADO DA DÉCIMA PRIMEIRA ETAPA DA CATEGORIA SUPERCROSS

1. Ryan Dungey (Suzuki)
2. Davi Millsaps (Honda)
3. Trey Canard (Honda)
4. Ryan Villopoto (Kawasaki)
5. Justin Brayton (Yamaha)
6. Josh Hill (Yamaha)
7. Kevin Windham (Honda)
8. Kyle Chisholm (Yamaha)
9. Jason Lawrence (Yamaha)
10. Tommy Hahn (Suzuki)
11. Michael Byrne (Yamaha)
12. Nick Wey (Kawasaki)
13. Ivan Tedesco (Yamaha)
14. Chris Blose (Honda)
15. Heath Voss (Honda)
16. Jason Thomas (Suzuki)
17. Ryan Clark (Honda)
18. Matt Boni (Honda)
19. Ryan Morais (Suzuki)
20. Kyle Regal (Yamaha)

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA SUPERCROSS APÓS ONZE ETAPAS

1. Ryan Dungey – 239 pontos (4 vitórias)
2. Ryan Villopoto – 215 (5 vitórias)
3. Josh Hill – 192
4. Davi Millsaps – 174 (1 vitória)
5. Kevin Windham – 161
6. Justin Brayton – 152
7. Ivan Tedesco – 143
8. Nick Wey – 122
9. Kyle Chisholm – 105
10. Tommy Hahn – 100
11. Michael Byrne – 99
12. Trey Canard – 83
13. Chris Blose – 79
14. Andrew Short – 69
15. Grant Langston – 66 pontos

A próxima etapa, a décima segunda do AMA Supercross, décima segunda do Mundial FIM de Supercross e sexta do AMA Supercross Lites Costa Leste será no próximo sábado, dia 27 de Março, em Jacksonville, na Flórida.

ETAPAS RESTANTES DO AMA SUPERCROSS 2010

12ª etapa – 27 de Março – Jacksonville – Flórida
13ª etapa – 10 de Abril – Houston – Texas
14ª etapa – 17 de Abril – St. Louis – Missouri
15ª etapa – 24 de Abril – Seattle – Washington
16ª etapa – 1º de Maio – Salt Lake City – Utah
17ª etapa – 8 de Maio – Las Vegas – Nevada

ETAPAS RESTANTES DO AMA SUPERCROSS LITES OESTE 2010

7ª etapa – 24 de Abril – Seattle – Washington
8ª etapa – 1º de Maio – Salt Lake City – Utah

ETAPAS RESTANTES DO AMA SUPERCROSS LITES LESTE 2010

6ª etapa – 27 de Março – Jacksonville – Flórida
7ª etapa – 10 de Abril – Houston – Texas
8ª etapa – 17 de Abril – St. Louis – Missouri

SHOOTOUT OESTE X LESTE SUPERCROSS LITES 2010

Etapa única – 8 de Maio – Las Vegas – Nevada

Redação Mundocross
Texto by Renato Dalzochio Jr.
Foto by GuyB

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly