Musquin fez mais um 1-1 no Mundial de Motocross 2010

Foto por Geoff Meyer | 12 de abril de 2010 - 12:00

Após a etapa de abertura no final de semana passado na Bulgária, o Mundial de Motocross MX1 / MX2 2010 teve sua segunda etapa disputada neste fim de semana, dias 10 e 11 de abril, no tradicional circuito de Mantova, na Itália. Com clima e pista em condições perfeitas, o domínio da equipe oficial KTM persistiu na corrida deste fim de semana.

Na MX2, o francês Marvin Musquin, atual campeão da categoria conquistou novamente uma dupla vitória, fazendo um 1-1 e levando mais um overall na categoria. Já na MX1, seu companheiro de equipe, o italiano Antônio Cairoli, atual campeão da categoria, desta vez não deixou a vitória escapar no overall, finalizando a primeira bateria na segunda posição e vencendo a segunda.

Cairoli assumiu a liderança do campeonato por apenas um ponto de vantagem sobre outro companheiro de equipe seu, o jovem alemão Max Nagl, vencedor da etapa de abertura e que nesta etapa ficou com o último degrau do pódio ao finalizar as duas baterias na terceira posição. Confira abaixo como foi esta segunda etapa…

CATEGORIA MX1

Na primeira bateria, o italiano David Phillipaerts se mantinha forte na liderança até sofrer uma queda. Quem agradeceu e faturou a vitória foi o belga Clement Desalle, com o italiano Antônio Cairoli da equipe oficial KTM, atual campeão da categoria finalizando em segundo. Mas o dia pertencia mesmo ao Sr. Cairoli. E na frente de sua torcida, o atual campeão do mundo não decepcionou.

Ele venceu a segunda bateria de forma convincente, e com isso também faturou a vitória no overall. Cairoli (foto) também assumiu a liderança do campeonato por apenas um ponto de vantagem sobre o seu companheiro de equipe, o jovem alemão Max Nagl. Com a vitória na primeira bateria e o quarto lugar na segunda, Desalle ficou com a segunda posição no overall. Nagl completou o pódio em terceiro ao finalizar nesta mesma posição nas duas baterias.

Ken De Dycker foi quarto na primeira bateria e quinto na segunda, ficando com a quarta posição no overall. Xavier Boog fechou os cinco primeiros graças ao sétimo lugar na primeira bateria e o sexto na segunda. Na classificação do campeonato, a KTM mantém a dobradinha, com Cairoli liderando com 88 pontos contra 87 de Nagl. Desalle é o terceiro com 79, De Dycker o quarto com 65 e Phillipaerts fecha os cinco primeiros com 60 pontos marcados.

CATEGORIA MX2

Em um circuito perfeitamente preparado, o francês Marvin Musquin da equipe oficial KTM, atual campeão da categoria, faturou o overall ao vencer as duas baterias. Mas não sem um pouco de drama. Na segunda bateria Musquin sofreu demais para superar a jovem sensação Jeffrey Herlings de apenas 15 anos de idade, estreante no mundial deste ano. Musquin só conseguiu a ultrapassagem na última volta, restando alguns metros antes da bandeira quadriculada.

Ken Roczen da Suzuki, outro piloto de 15 anos de idade, foi o segundo colocado ao finalizar em segundo na primeira bateria e em terceiro na segunda. Herlings completou o pódio na terceira posição ao finalizar em sexto na primeira bateria e em segundo na segunda, isso no segundo GP de Mundial de Motocross da sua carreira. O norte-americano Zach Osborne foi o quarto colocado graças ao quinto lugar nas duas baterias.

O francês Steven Frossard da Kawasaki fechou os cinco primeiros com o terceiro lugar na primeira bateria e o décimo na segunda. No campeonato Musquin lidera com 100% de aproveitamento (venceu as quatro baterias disputadas até agora, conquistando os 100 pontos possíveis). Ken Roczen é o segundo com 86, Herlings o terceiro com 72, Frossard o quarto com 69 e Arnaud Tônus fecha os cinco primeiros com 62 pontos marcados.

RESULTADO GERAL DA ETAPA DA ITÁLIA NA CATEGORIA MX1

1. Antonio Cairoli – 47 pontos
2. Clement Desalle – 43
3. Max Nagl – 40
4. Ken De Dycker – 34
5. Xavier Boog – 29
6. Jonathan Barragán – 26
7. Steve Ramon – 25
8. David Philippaerts – 24
9. Jimmy Albertson – 23
10. Evgeny Bobryshev – 19 pontos

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA MX1 APÓS DUAS ETAPAS

1. Antonio Cairoli – 88 pontos (1 vitória)
2. Max Nagl – 87 (1 vitória)
3. Clement Desalle – 79
4. Ken De Dycker – 65
5. David Philippaerts – 60
6. Steve Ramon – 59
7. Jonathan Barragán – 56
8. Xavier Boog – 54
9. Sebastien Pourcel – 37
10. Josh Coppins – 37 pontos

RESULTADO GERAL DA ETAPA DA ITÁLIA NA CATEGORIA MX2

1. Marvin Musquin – 50 pontos
2. Ken Roczen – 42
3. Jeffrey Herlings – 37
4. Zach Osborne – 32
5. Steven Frossard – 31
6. Arnaud Tonus – 28
7. Shaun Simpson – 27
8. Jake Nicholls – 23
9. Jeremy Van Horebeek – 21
10. Harri Kullas – 20 pontos

CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA MX2 APÓS DUAS ETAPAS

1. Marvin Musquin – 100 pontos (2 vitórias)
2. Ken Roczen – 86
3. Jeffrey Herlings – 72
4. Steven Frossard – 69
5. Arnaud Tonus – 62
6. Zach Osborne – 59
7. Shaun Simpson – 53
8. Jeremy Van Horebeek – 52
9. Jake Nicholls – 47
10. Harri Kullas – 39 pontos

ETAPAS RESTANTES DO MUNDIAL DE MOTOCROSS MX1 / MX2 2010

3ª Etapa – Dia 25 de Abril – Valkenswaard – Holanda
4ª Etapa – Dia 9 de Maio – Agueda – Portugal
5ª Etapa – Dia 16 de Maio – Bellpuig – Catalunha
6ª Etapa – Dia 30 de Maio – Glen Helen – Estados Unidos
7ª Etapa – Dia 6 de Junho – St. Jean de Angely – França
8ª Etapa – Dia 20 de Junho – Teutschenthal – Alemanha
9ª Etapa – Dia 27 de Junho – Kegums – Letônia
10ª Etapa – Dia 4 de Julho – Uddevalla – Suécia
11ª Etapa – Dia 1º de Agosto – Lommel – Bélgica
12ª Etapa – Dia 8 de Agosto – Loket – República Tcheca
13ª Etapa – Dia 22 de Agosto – Campo Grande – Brasil
14ª Etapa – Dia 5 de Setembro – Lierop – Benelux
15ª Etapa – Dia 12 de Setembro – Fermo – Itália

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly