Os gringos Martin e Castro agora são oficiais Pro Tork

22 de abril de 2010 - 10:00

Com o maior número de vitórias entre as equipes participantes do Campeonato Brasileiro de Motocross, a Pro Tork Racing Team parte confiante para Carlos Barbosa, Rio Grande do Sul, onde disputa neste fim de semana, dias 24 e 25 de abril, a segunda etapa da competição. Após vencer três das quatro categorias que disputou na estreia, o objetivo do time não poderia ser diferente, repetir os resultados de destaque na MX1, MX3 e 230 e ainda conquistar o primeiro lugar que ficou pendente na MX2.

“Os pilotos se saíram muito bem em Siqueira Campos. O Scott Simon fez uma prova incrível na MX1 e sagrou-se campeão. Na MX3 o Milton “Chumbinho” Becker, o Nico Rocha e o Davis Guimarães travaram uma verdadeira batalha, da qual Nico levou a melhor. Por fim, na 230cc o Carlos Eduardo Franco foi imbatível. Para ser perfeito, só faltou a liderança na MX2. Espero que no Rio Grande do Sul a gente possa comemorar o topo do pódio em todas as classes”, destacou o chefe de equipe Clóvis Castello.

Scott aproveitou a última semana para melhorar o condicionamento físico e intensificar os treinos com moto. Na etapa gaúcha, além de tentar repetir o resultado na principal categoria, o norte-americano espera alcançar a vitória na MX2. “A estréia não foi fácil, o nível dos atletas é muito alto e tive que me concentrar muito para alcançar um bom resultado. A disputa pelo título será bastante acirrada, quero dar o meu melhor e alcançar minha meta”, comentou.

Na MX1 o time contará ainda com o costa-riquenho Roberto Castro e na MX2 com o venezuelano Humberto Martin. Os atletas agora passam a competir com as motocicletas oficiais do time Pro Tork, já que antes a Pro Tork era um dos patrocinados deles, e agora eles são oficiais. Isto aconteceu após um desentendimento dos estrangeiros com o antigo patrocinador, que os impedia de participar do Campeonato Brasileiro de MX. Os pilotos estão motivados e ansiosos para representar a nova equipe no campeonato mais disputado do Brasil.

Chumbinho, Nico (foto) e Davis prometem mais pegas alucinantes na MX3. Na pista é cada um por si, todos em busca da primeira colocação. “Os dois me deram trabalho em Siqueira Campos, foi uma prova emocionante, com várias ultrapassagens e com o público vibrando mais e mais a cada volta. Espero que continue esse espetáculo e, de preferência, que eu saia com a vitória”, destacou Nico.

Carlos Eduardo ficou empolgado com o primeiro lugar em seu retorno ao Brasileiro. Após uma temporada no Paraguai, na qual foi campeão da MX2, o atleta está pronto para conquistar o segundo título na competição. “Em 2008 ergui minha primeira taça e agora tudo está caminhando para que eu alcance meu segundo caneco. Quero repetir o desempenho da estréia em Carlos Barbosa e disparar na classificação”, ressaltou.

A Pro Tork Racing Team conta mais uma vez com o apoio da torcida. Quem não tiver a oportunidade de prestigiar a etapa pode acompanhar a transmissão da locução ao vivo através do site www.brasileiromx.com.br.

RESULTADOS DOS PILOTOS PRO TORK EM SIQUEIRA

CATEGORIA MX1

1°) Scott Simon (Pro Tork Racing Team)
6°) Roberto Castro (Pro Tork Racing Team)

CATEGORIA MX2

2°) Scott Simon (Pro Tork Racing Team)
8°) Humberto Martin (Pro Tork Racing Team)

CATEGORIA MX3

1°) Nico Rocha (Pro Tork Racing Team)
2°) Davis Guimarães (Pro Tork Racing Team)

3°) Miton Becker (Pro Tork Racing Team)

CATEGORIA 230

1°) Carlos Eduardo Franco (Pro Tork Racing Team)

Redação Mundocross
Texto by Dani Burgonovo
Foto by IC Fotos

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly