10P Mundocross para Petrus Vellozo

Foto por Divulgação | 29 de abril de 2010 - 6:00

Ele é um piloto que representa a nova geração do Motocross carioca. Com apenas 15 anos, Petrus Vellozo, que nasceu em Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro, e residente de Bom Jardim, também na região serrana, tem um currículo que mostra todo o seu potencial como piloto. E os frutos deste potencial já apareceram, tendo terminado a temporada 2009 com excelentes resultados.

Petrus foi campeão do Campeonato Carioca LEMERJ de Motocross nas categorias 85 e 2 Tempos Importada, e foi vice-campeão no Campeonato Carioca FEMERJ de Motocross na categoria 85. E ele tem um grande apoio de sua família, que pelo gosto que tem pelo Motocross, formaram uma equipe familiar, a Gatrus Radical.

Ele vai tentar repetir o desempenho de 2009 para se despedir da categoria 85 / 150 com chave de ouro, e começar uma nova fase na categoria MX2. E para vocês conhecerem um pouco mais sobre a pessoa e sobre este jovem piloto, resolvemos fazer uma entrevista exclusiva para o site Mundocross.

Então agora com vocês, o 10P Mundocross para Petrus Vellozo.

Placa de 5 segundos no ar : Largou…

1) Mundocross – Como esta é a primeira entrevista que você dá para o Mundocross, gostaríamos de saber como foi o teu inicio de carreira, o que te inspirou começar a correr Motocross ?

Petrus Vellozo – Quando eu tinha 8 anos, meu pai me deu uma moto para gente fazer trilha, uma KX 60. Daí ele me levou para ver uma corrida de Motocross em São José (em Bom Jardim) e quando acabou a corrida fiquei andando na pista e percebi que era aquilo que eu queria pra mim. Dali em diante comecei a competir e não parei mais.

2) Mundocross – Em 2009 você teve excelentes resultados, como você avalia a temporada do ano passado ?

Petrus Vellozo – Uma temporada de muito trabalho apesar das dificuldades de dinheiro por falta de apoio e quebras das motos, mas felizmente consegui obter os objetivos previstos. Consegui correr e ganhar títulos com motos diferentes na pilotagem, no caso da 2 Tempos e da 4 Tempos, decidindo na última etapa o da 2T e da 80 antecipado. Mas deu tudo certo.

3) Mundocross – Essa temporada 2010 marca seu último ano na categoria 85, quais suas expectativas ?

Petrus Vellozo – Aproveitar ao máximo essa temporada porque a 80 é a melhor fase que já passei, tentar conquistar os meus objetivos de patrocínios e títulos e começar a me preparar pra encarar a 250 ano que vem.

4) Mundocross – Petrus, qual é a sua rotina de treinos ? E a preparação da moto ?

Petrus Vellozo – Treino todas terças e quintas-feiras, faço treinamento de curvas e depois ando nas pistas.E faço acompanhamento nutricional para melhorar o desempenho. A preparação da moto eu devo ao meu pai, a meu treinador e mecânico Campagnoli e a Radical Motos. Meu pai cuida de coisas como lavagem da moto, trocas de peças junto com a Radical, já as preparações mais profundas são com o Campagnoli.

5) Mundocross – O que costuma fazer nas horas vagas ?

Petrus Vellozo – Costumo pedalar com amigos, jogar vídeo game, escalar, voar de para-pente com meu pai, e claro, ficar na internet.

6) Mundocross – Você é um piloto privado e corre com uma equipe familiar, a Gatrus Radical. Atualmente você não participa do campeonato brasileiro por falta de patrocínio que dificulta a viagem através do país. Conte pra galera como é a vida de um piloto privado, as dificuldades, as restrições de campeonatos, a manutenção da moto e fale um pouco sobre sua equipe.

Petrus Vellozo – Um piloto privado que só tem uma moto não pode treinar, pois a moto não agüenta a corrida, porque se você gasta ela no treino, ela fica ruim para a corrida, e isso necessita uma manutenção dobrada e hoje fica muito caro para acompanhar as etapas do Brasileiro de Motocross por causa da distância e o custo dos equipamentos. Minha equipe vem me ajudando no que pode, fazendo minha propaganda na internet, a questão de marketing e o total apoio dos meus pais que gastam o que podem, e o que não podem para me levar nas corridas.

Minha equipe esta se dedicando ao máximo para conseguir qualquer apoio para as próximas temporadas. Minha tia é a fotógrafa e cuida da nossa alimentação, Campagnoli treinador e mecânico, Mariah que cuida da parte de marketing na internet e fotografia e também é a maior torcedora para o sucesso da equipe que vem nos ajudando com a busca de apoio e patrocínios.

7) Mundocross – Para você o Motocross é apenas um esporte ou no futuro pretendes competir profissionalmente, quem sabe indo fazer carreira nos exterior, como está fazendo Jorge Balbi ?

Petrus Vellozo – Para mim o Motocross um dia se tornará mais famoso e acessível do que o futebol !!!! E pretendo continuar e me tornar um profissional, mas para isso necessito de apoio pra competir em grandes competições.

8) Mundocross – Na sua categoria atual como você avalia seus adversários ? Você acha que o nível dos pilotos que estão entrando na 85 está aumentando ?

Petrus Vellozo – Com certeza. Os pilotos estão treinando cada vez mais e com melhores equipamentos e com muita bagagem de categorias anteriores. Estão entrando em nível forte já na 85.

9) Mundocross – Como você avalia a entrada da Pro Tork como patrocinadora máster do Campeonato Brasileiro de Motocross e a criação da Superliga pela Honda ?

Petrus Vellozo – A Pro Tork é uma empresa no ramo de Cross em ascensão, que tem tudo para ser uma boa patrocinadora e proporcionar um bom campeonato. Mas fica uma situação difícil porque muitos pilotos que são considerados de ponta não vão poder participar do Brasileiro, deixando difícil a avaliação do nível do campeonato. É uma pena porque não vamos poder ver a Honda e a ProTork na disputa pela liderança do campeonato.

10) Mundocross – E para encerrar o 10P Mundocross, qual é seu maior desafio ?

Petrus Vellozo – Meu maior desafio no esporte é continuar me superando em cima da moto e fora das pistas, como pessoa, com a ajuda de minha equipe, e todas as pessoas que torcem por mim.

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são seus.

Petrus Vellozo – Gatrus Radical não é loucura, é técnica pura !! Obrigado a Mariah pela entrevista e ao Mundocross por esse espaço.

Petrus Vellozo é piloto da nova geração do MX

Jogo Rápido Com Petrus Vellozo

Nome completo : Petrus Vellozo Francisco
Data nascimento : 21 de Outubro de 1994
Apelido : Não tem
Primeira moto : KX60
Moto atual : CRF150 / YZ85
Principal título : Campeão Carioca de Motocross 85 2007
Ídolo no Motocross Nacional : Swian Zanoni
Ídolo no Motocross Internacional : James ‘Bubba’ Stewart
Pista preferida no AMA Motocross : Glen Helen
Pista preferida no Rio de Janeiro : Rocha Leão
Pista preferida no Brasil : Rocha Leão – Rio de Janeiro
Comida favorita : Arroz, batata frita, alface e bife
Bebida favorita : Suco
Comida nos dias de corridas : Pizza
Bebida nas corridas : Água
Tipo de música favorita : Todos os estilos
Lazer preferido : Andar de bicicleta
Esporte preferido fora o Motocross : Bicicleta
E-mail : [email protected]
MSN : [email protected]
Blog : www.gatrusradical.wordpress.com

Por Mariah Morgado

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly