Venâncio assistiu um show do Gaúcho de Motocross

Foto por Nico Dalzochio | 05 de maio de 2010 - 9:10

Muitas vezes se fala que uma corrida foi legal, mas a segunda etapa do Campeonato Gaúcho de Motocross 2010 foi mais que isto, foi um show de Motocross. A etapa disputada neste último domingo, 2 de maio, aconteceu na cidade de Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul. Um domingo com um sol lindo e temperatura agradável, muitas pessoas assistindo, pista bem construída, cenografia bem montada e pegas emocionantes fizeram o dia ser nota 10.

Mais de 4.500 pessoas estiveram acompanhando as disputas das 12 baterias válidas por 14 categorias, em evento realizado no Parque da Fenachim, na entrada da cidade de Venâncio Aires. Foram 185 pilotos, mas o número de inscrições chegou a 210, pois vários pilotos correram em mais de uma categoria, que tiveram seus horários cumpridos dentro da programação.

A cidade de Venâncio Aires, a Prefeitura e o Moto Clube de Venâncio Aires estão de parabéns, pois receberam de braços abertos o circo do campeonato Gaúcho de Motocross. Há vários e vários anos a cidade recebe etapas do estadual de MX, e a cada ano a estrutura fica melhor, e neste ano o Moto Clube inaugurou sua nova sede para receber ainda melhor os convidados e também para realizaram grandes festas para o público, pilotos, equipes e imprensa que forem nos próximos anos.

E o público foi maravilhoso, pois além de apoiar a maioria dos pilotos, eles torceram muito para os pilotos, inclusive, é claro, para o piloto da casa Fabiano dos Santos. A narração das corridas estava a cargo de Márcio Frozza, locutor oficial do campeonato Gaúcho de MX. A cerimônia de abertura, apresentada por Hélio Lawall, teve a presença do prefeito municipal, do presidente da Festa da Fenachim, representantes dos patrocinadores, rainha e princesas da Fenachim, presidente da Federação Gaúcha de Motociclismo e do presidente do Moto Clube de Venâncio Aires.

E agora veja o que rolou na segunda etapa do Gaúcho de MX 2010 :

A primeira corrida da programação já foi quente
O piloto Manolo Magnabosco (Auto Marauense / Lubrificantes Ipiranga #39) foi quem largou na frente na primeira categoria em disputa, seguido de Cristian Tessaro (Bad Demolitors #701) em uma grande tocada. Foram precisos três minutos de prova para Cristian meter pressão e assumir a liderança. Ricardo De Cristo (Restaurante Serrano / Mecânica Diesel #57) vinha rápido e assumia a segunda posição. Em disputa com Ricardo, Cristian caiu perdendo a liderança para Roberto ‘Beto’ Calliari Bergmann (Santa Rosa Caminhões / MV Transportes #89), que largou no pelotão da frente e vinha assistindo os duelos de camarote.

Boas disputas na categoria Estreante Importada

Boas disputas na categoria Estreante Importada

Beto foi para frente e abriu boa vantagem, deixando Cristian em quinto lugar. Beto venceu a etapa seguido de Douglas Colett (Moinhos Casquense / Moto&Cia / Gráfica Avanço #12), que veio em recuperação após uma largada insegura. Já Manolo conquistou a terceira colocação com Ricardo e Alcides Bristot (Lauro Motos / RD Informática / Super Woltmam #171) a seguir. Já Cristian, que havia vencido a primeira etapa em Marau, caiu novamente e foi mal em Venâncio, terminando apenas na décima nona colocação.

50 cilindradas: A categoria de base do MX
Os piás entraram na pista logo em seguida. A correria dos pais a cada volta foi fundamental para a segurança dos pilotos e posterior chegada ao final da prova. Felipe Menuzzi (Joel Preparações / Agro Menuzzi #921) largou na ponta seguido de Diogo Zanco (Impacto Motos / Auto Peças Farroupilha #8). Já na 3ª volta, Felipe tinha em seu encalço o catarinense, filiado pela FGM, Arthur Todeschini (Concrebal / Cetric / Moto Jeans / Expresso Sul #3) que logo já fazia duelo com o líder.

Categoria 50 é o presente e o futuro do Motocross

Categoria 50 é o presente e o futuro do Motocross

Os dois trocaram de posição por duas oportunidades na metade da prova. Arthur vai à liderança e logo abre vantagem para vencer a etapa na 50B com Menuzzi em segundo seguido de Felipe Migliorini (Migliorini Auto Peças #5), Vitor Della Nina Gonçalves (#49) e Diogo Zanco em quinto. Já na 50cc A, Gabriel Andrigo (Fredy Tintas / Cerâmica Dambrós / Tintas Killing / Vang FM #10), levou o caneco pela segunda vez na temporada mantendo 100% de aproveitamento.

Danny soma 50 pontos na 230
Surpreendendo a muitos e contrariando a prognósticos, o piloto de Panambi, Danny de Oliveira (Estofados Edu #108) larga na ponta seguido de Guilherme Zottis (Laboratório Cleomar #256) e Cássio Anacleto Espíndola (Litoral Motos #2). Foram quatro voltas de uma disputa intensa até que Cássio fez a ultrapassagem e foi à caça de Danny que havia aberto uma certa vantagem na pista. Cássio pressionou, mas Danny confirmou sua segunda vitória no campeonato.

Danny Oliveira largou na ponta na 230

Danny Oliveira largou na ponta na 230

Cássio passou em seguida com Guilherme na terceira colocação. Anderson Alberton (Moto Mania / Satti Soldas / Léo Motos / Viecelli / Bob Racing / Lauro Motos #147) se manteve na quarta colocação com José “Mimi” Benetti (Mecânica Zapanett i#15) em quinto após recuperar posições perdidas no tombo da primeira volta.

A MX3 é a experiância na pista
“Vem comigo que eu vou contar. Gustavo Visoto, o Imprevisível, largou na ponta da categoria MX3”. Foi com essa frase que o locutor oficial do Gaúcho de Motocross Márcio Frozza, deu início a narração da categoria. E o piloto de Carazinho Gustavo Visoto (Super Posto / Visoto Equipamentos / Idéias Comunicação Visual #27) largou na frente, seguido de Walter Tardim (Tardim Langerie #47) e Marcelo Agostini (Dragon Designs / SPY MX Google / Dilvo Racing #33) e Djalma Salvador (Tear Off Styles / Pista MX Brother / Said Máquinas #222), de Caxias do Sul, que na primeira curva passou em segundo lugar e brigou pelas primeiras posições nas primeiras voltas e finalizou a etapa  na sétima posição.

Mas logo no começo de prova, Gustavo errou, perdeu a liderança para Walter e caiu para a quarta posição atrás de Marco ‘Milão’ Müller (Kawasaki American Cross / MSR / Pro Race / Ramarim #2). Carlos Kettermann (Farmapop / Nelson Import / Postos Detroit / Oximont #54) em quinto lugar. Todos numa tocada forte mantendo um ritmo alucinado na categoria veterana do Motocross. Walter abriu grande vantagem de seus adversários para vencer pela primeira vez na MX3. As demais posições não sofreram alterações.

Finatinho e Chies se destacaram na intermediária MX2
Esta foi uma das categorias mais fortes do dia, com disputas emocionantes do início ao fim. Quem largou na frente (foto) foi Ricardo De Cristo (Restaurante Serrano / Mecânica Diesel #57), seguido de Cristian Tessaro (Bad Demolitors #701), Lucas Basso (Cereais Basso #8) e Douglas Finatto (ATM Motos / Transportes Finatto / Supermercado Lazarotto #9). De Cristo segurou um pouco a ponta, seguido de Cristian Tessaro (Bad Demolitors #701), com Daniel Chies (Dilvo Racing / Farfri Indústria e Comércio Ltda. #290) junto do pelotão.

Pilotos da Intermediária MX2 andaram muito

Pilotos da Intermediária MX2 andaram muito

Na metade da corrida de 10 minutos, Finatinho e Daniel Chies ocupavam a primeira e a segunda posição, e abriam distância dos demais concorrentes. Chies bem que tentava chegar em Finatinho, mas o jovem de Marau estava num dia inspirado e não deu chances para o piloto da serra. Final de corrida, Finatto venceu com Daniel Chies em segundo, Lucas Basso em terceiro, e Tessaro, que foi mal na categoria Estreante, finalizando em quarto neste disputa.

Andrio Seben venceu a 65 em tarde inspirada
Pela 65cc, Andrio Seben (Impacto Motos / Auto Peças Farroupilha #70) largou na ponta seguido de Gabriel Rebelatto Della Flora (Arte Moto Troféus / Transportes Todeschini / Impacto Motos / Sebben Motorhome #919). Andrio abriu grande vantagem na primeira metade da prova até que Gabriel começa a tirar a diferença e encosta de vez no líder. Faltando duas voltas do fim, Gabriel errou, caiu e perdeu o contato. Andrio vence e segunda etapa seguido de Gabriel, Arthur Todeschini (Concrebal / Cetric #20), Felipe Moraes (Rinaldi / Cereais Basso / Carrocerias Miri / Transporte Finatto #8) e Leonardo Tenedini (Restaurante Banquetti Grill #252).

Intermediária MX1: duas vezes Dambrós
Em uma grande fase, Leonardo Dambrós (Borracharia Rebelato / KM Motos / Pro Race #11), largou na ponta na disputadíssima categoria intermediária MX1, para vencer a segunda prova consecutiva. O duelo pelo segundo lugar, entre Fabrício Ramazzini (Transportes Ramazzini / UniFrutas / Pavilama #48), Douglas Finatto (Transporte Finatto / Super Lazzarotto / Auto Marauense #6) e Mateus ‘Tatu’ Basso (Cereais Basso #7) era intenso e Finatto vai pra cima de Ramazzini que cai para a quarta colocação atrás de Tatu. O pódio ficou assim com a presença de Jonatas Migliorini (KM Motos / Migliorini Auto Peças #111) que ultrapassou no meio da bateria o piloto de Montenegro Carlos Kettermann (Farmapop / Nelson Import / Postos Detroit / Oximont #54) o sexto na reta final.

Gringa e Duda Salomoni repetiram vitórias da Feminina
Largando na ponta a piloto de Mato Castelhano, Maiara Basso (Cereais Basso #8) venceu de ponta a ponta na Feminina A, seguida de Fernanda Kubaski, piloto do centro do estado correndo por Santa Maria, e Mayrê ‘Gauchinha’ Ribeiro (Eletrosul #74) de São Jerônimo, e da guerreira Janaina Todeschini (Farover Transportes / KM Motos #139) que mesmo operada recentemente participou da etapa defendendo o título de 2009. Já na Feminina B a vitória ficou com Maria ‘Duda’ Salomoni da Silva (Terra Motos / Supermercado Nenê #127) de Passo Fundo, que tem 100% de aproveitamento no campeonato e soma 50 pontos nas duas etapas. Patrícia Bernardon (Gabiões Sul #23) de Novo Hamburgo e Bruna Zanatta (Dermatobel / TIM Celulares #67) completaram o pódio.

Irmãos Müller fizeram dobradinha na MX2
Quem largou na ponta, mostrando que ta pegando a manha de fazer holeshot, foi Ariel Müller (Kawasaki American Cross / MSR / Pro Race / Ramarim / Sobre Rodas Racing #951), seguido de Leonardo Dambrós (Borracharia Rebelato / KM Motos / Pro Race #11), e Marçal Müller (Kawasaki American Cross / MSR / Pro Race / Ramarim / Sobre Rodas Racing #544). Ainda nos primeiros momentos da prova Marçal superou Dambrós e assumiu a segunda colocação com Ariel em sua alça de mira. No decorrer da corrida, Marcos Cordeiro (Casa Bella Construtora / Guaresi Imóveis / Suzuki / Circut / Answer #37) assume a terceira colocação com Douglas ‘Duda’ Parise (Cidade de Sananduva / BSC / Moto&Cia / Brasil Racing / Motul / Grati #292), em quarto bem próximo dele.

Duda travou uma boa disputa com Cordeiro, enquanto que Ariel e Marçal mantinham uma boa distância na liderança. Depois de trocarem de posições algumas vezes, Duda conseguiu ultrapassar Cordeiro e começou uma reação em busca dos pilotos da Kawasaki American Cross. Faltando três voltas para o final Duda encostou em Marçal, que por sua vez estava grudado em Ariel. Duda tentou a ultrapassagem por algumas vezes, mas Marçal suportou a pressão, e com isto Ariel respirou um pouco recebendo a bandeirada final em primeiro, com Marçal em segundo, Duda em terceiro e o piloto da casa, Fabiano dos Santos (Sol Piscinas / Móveis Gottems / Chima Veículos / Padaria Dornelles / Mocva / Prefeitura de Venâncio Aires #438) em quarto lugar.

A vez de Timm Bala na MX4
Na MX4, Eduardo Timm ‘Bala’ Bergamann (Pro Computer / Pro Race / Moto Mania #69) fez o holeshot para abrir grande vantagem logo no início da bateria. Sílvio Lodi (SSul Lodi #51), que largou bem, caiu nas voltas iniciais ficando pra traz e terminando em sexto, ele que ficou em segundo na prova de abertura. Andando atrás do prejuízo, Ciro Shossler (CC Motos #108) campeão 2009, buscou recuperação após largar mal. Ciro tirou a diferença, mas Timm administrou a vantagem para vencer a etapa. Além de Ciro, o pódio foi composto por José Astor Maldaner (Embalagens Maldaner #20), Rossandro Sabbi (KM Motos #111) e Fabiano Kubaski (Instituto Musical Decibel / Prefeitura de Giruá #227).

Roratinho somou mais 25 pontos na 85
Na categoria 85cc Gustavo Roratto (Motul / Seben Motorhome / Dilvo Racing / Auto Socorro Roratto #811) largou na frente e a cada volta aumentava a diferença sobre o segundo colocado. Gustavo não diminuía o ritmo rumo a sua segunda vitória no campeonato. Em segundo lugar chegou João Pinho Ribeiro (Brasil Racing / Fly / AVM / Studio Personal #82) que alcançou na metade da prova a posição de Guilherme Zaparoli (Motul / Toninho Racing / Cidade de Sananduva #16) o terceiro na prova. Eduardo Martello (Martello Serviços Funerários #62) e Eloi ‘Juninho’ Cavalheiro Júnior (Farias & Cavalheiro #88) completam o pódio.

Duda Parise foi o oitavo a somar 50 pontos
Por fim, a categoria MX1 teve Fabrício Ramazzini (Transportes Ramazzini / UniFrutas / Pavilama #48), seguido de Mateus Basso (Cereais Basso #7) com Douglas ‘Duda’ Parise (Cidade de Sananduva / BSC / Moto&Cia / Brasil Racing / Motul / Grati #292) em terceiro. Vindo com tudo Marcos Cordeiro (Casa Bella Construtora / Guaresi Imóveis / Suzuki / Circut / Answer #37) ultrapassou Duda e chegou à liderança. Ramazzini caiu para terceiro e Mateus que buscava a liderança caiu e perde muitas posições. Isso em apenas duas voltas. Apesar de abrir boa vantagem, Cordeiro acelerava enquanto que Duda a cada volta diminuía a diferença.

Duda chegou em Cordeiro na parte final da corrida, fez a ultrapassagem e abriu vantagem suficiente para vencer pela segunda vez na temporada a categoria MX1, e se tornar o oitavo piloto a vencer as duas primeiras provas do ano. Cordeiro chega em segundo, seguido de Marçal Muller (Kawasaki American Cross / MSR / Pro Race / Ramarim / Sobre Rodas Racing #2), que fez prova de recuperação após errar na largada, com Leonardo Sebben (SG Arquibancadas / Transvale / Viecelli Móveis / Metalúrgica Ferrari / Bike Tech / Meneguzzi Multimarcas / Motostyle #934) e Ariel Muller (Kawasaki American Cross / MSR / Pro Race / Ramarim #951) completando o pódio.

Quem ajudou para a festa acontecer
A segunda etapa do campeonato Gaúcho de Motocross 2010 teve a promoção do Moto Clube de Venâncio Aires – MOCVA, e a supervisão da Federação Gaúcha de Motociclismo – FGM e nestas entidades muitas pessoas trabalharam com afinco para o evento sair a contento de todos. A FGM e o MOCVA estão de parabéns pelo excelente evento realizado. A Prefeitura de Venâncio também merece os parabéns, pois proporcionou a comunidade um final de semana de muito entretenimento e diversão.

E por fim, estão de parabéns à todos os integrantes das equipes de trabalho da FGM e do MOCVA, que fizeram acontecer a segunda etapa do Gaúcho de Motocross. O Valter, o Lawall, o Tomate e toda equipe do MOCVA, e o Jabuti, o Jair, o Hardy, a Neca, o Danny, a Vera, o Jeffe e toda equipe da FGM, e os demais membros não mencionados aqui, além é claro, pois sem eles o evento não aconteceria, dos pilotos e membros das equipes que estiveram em Venâncio.

A próxima etapa está marcada para o dia 6 de junho em Sananduva.

Patrocinadores e apoiadores do Gaúcho de Motocross
O Campeonato Gaúcho de Motocross 2010 tem o patrocínio de Rinaldi, Honda Concessionárias do RS, Impacto Motos e IMS Equipamentos, e o co-patrocínio de Octano, Motul, Mecânica Zapanetti, DG Metalúrgica, SSul Lodi, KM Motos e Artemoto Troféus. A etapa de Venâncio Aires teve o apoio local da Prefeitura de Venâncio Aires, Alliance One, Caixa Econômica Federal. Tabacum, Universal Leaf Tabaccos, Banrisul e CTA Continental. A cenografia é da André Produções e Eventos.

Resultados da segunda etapa do Gaúcho de Motocross 2010

Categoria Estreantes
1º (89) Roberto Calliari Bergmann
2º (12) Douglas Colett
3º (39) Manolo Riva Magnabosco
4º (57) Ricardo Henrique de Cristo
5º ( 171) Alcides Freitas Bristot
6º (216) Luiz Eduardo Sbruzzi (Kitinha)
7º (102) Rafael Testa
8º (98) Gabriel Mattes (Gabiru)
9º (934) João Pedro Zucchi Viecelli
10º (18) Rafael Ruaro Zancan
11º ( 34) Tiago Pollo
12º ( 172) Cleber Luiz Todeschini
13º ( 15) Guilherme Benatto
14º ( 297) Ademir Dall Acqua
15º ( 204) Jeisson Potrich
16º ( 9) Moisés Lazarroto (Laza)
17º (181) Diovam Hofmann (Dido)
18º ( 970) Jack Pitaluga
19º ( 701) Cristian Luan Tessaro
20º (84) Régis Júlio Bender

Categoria 50A
1º (10) Gabriel Bohrer Andrigo (Gabi)
2º (4) Garmichel Rodriques Giehl

Categoria 50B
1º (3) Arthur Piva Todeschini
2º (921) Felipe Muller Menuzzi
3º (5 ) Felipe Miglorini
4º (49 ) Vitor Della Nina Gonçalves
5º (8 ) Diogo Victor Zanco
6º (57) Lucas Moresco
7º (68) Eduardo De Andrade Vieira

Categoria 230
1º (108) Danny Santos de Oliveira
2º (2) Cássio Anacleto Espindola
3º (256) Guilherme Formighieri Zottis
4º (147) Anderson Alberton
5º (15) José Luiz Brusco Benetti (Mimi)
6º (41) Sergio Zarbieli Júnior
7º (74) Adenilson Dorigon
8º (70) Rafael Ritter Wovst
9º (16) Fabricio Zaparolli
10º ( 212) Luciano Miozzo
11º ( 51) Luiz Pedro Dorigon
12º ( 21) Wagner Alex de Bolba
13º ( 83) Rael Naan Botelho
14º (103) Mariano Gulart
15º ( 66) Ricardo Guisso
16º (18) João Alberto Schneider
17º (199) Thomas Luis Lodi
18º ( 27) Ranieri de Oliveira Pereira
19º ( 127) Maria Eduarda Salomoni da Silva (Duda)

Categoria MX3
1º (47) Walter Sérgio Tardim
2º (33) Marcelo Alam Agostini
3º (2) Marco Müller (Milão)
4º (27) Gustavo de Oliveira Visoto
5º (54) Carlos Gustavo Ketermann
6º (88) Glaureci J. Pereira Lemos
7º (222) Djalma Ivandro Salvador
8º (297) Ademir Dall Acqua
9º (172) Cleber Luiz Todeschini
10º ( 229) Fabricio Coutinho Kubaski
11º ( 94) Sidinei Antonio Pinheiro (Sid)
12º ( 400) Alexandre de Lima
13º (48) Glaucio João Pereira Lemos
14º ( 36) Renilton da Silva Ramão Filho
15º ( 909) João Carlos de Lima Carvalho

Categoria Intermediária MX2
1º (9) Douglas Finato (Finatinho)
2º (290) Daniel Chies
3º (8) Lucas Fávero Basso
4º (701) Cristian Luan Tessaro
5º (765) Luis Henrique Formighieiri Zottis (Hike)
6º (581) Jônatas Migliorini
7º (530) Eduardo Kunz (Kiko)
8º (653) Cristian Kehl
9º (62) Manoel Humberto de Oliveira Kuhn
10º ( 333) Milton Ismael Petry
11º ( 12) Douglas Colett
12º ( 720) Rodrigo Galiotto
13º ( 337) Henrique Cecconello Guaresi
14º ( 57) Ricardo Henrique De Cristo
15º ( 103) Pablo Ricardo Sebben
16º ( 357) Fábio Berte Imperatorie
17º ( 171) Alcides Freitas Bristot
18º ( 154) Diego Moliterno Dias
19º ( 39) Manolo Riva Magnabosco

Categoria 65
1º (70) Andrio Seben
2º (919) Gabriel R. Della Flora
3º (20) Arthur Piva Todeschini
4º (8) Felipe Chagas Moraes
5º (252) Leonardo Tenedini
6º (31) Gabriel Pereira Alves
7º (5 ) Felipe Miglorini
8º (74) Mayré Ely Rebeiro (Gauchinha)
9º (49) Vitor Della Nina Gonçalves
10º (18) Henrique Bublitz
11º (67) Bruna Zanatta de Freitas
12º (4) Lucas Pacheco de Souza

Categoria Intermediária MX1
1º (11) Leonardo Rodrigo Dambrós
2º (6) Douglas Finato (Finatinho)
3º (7) Mateus Fávero Basso (Tatu)
4º (48) Fabricio Ramazzni
5º (111) Jônatas Migliorini
6º (54) Carlos Gustavo Kettermann
7º (47) Walter Sergio Tardim
8º (27) Gustavo de Oliveira Visoto
9º (227) Fabiano Coutinho Kubaski
10º (88) Glaureci J. Pereira Lemos
11º ( 69) Eduardo Timm Bergmann
12º ( 110) Marcelo Galiotto (Tchelo)
13º ( 222) Djalma Ivandro Salvador
14º ( 119) Daniel Bortolossi
15º ( 20) José Astor Maldaner

Categoria Feminina A
1º (8) Maiara Basso
2º ( 229) Fernanda Coutinho Kubaski
3º (74) Mayré Ely Rebeiro (Gaúchinha)
4º (139) Janaína Palmira Todeschini (Jana)

Categoria Feminina B
1º (127) Maria Eduarda Salomoni da Silva (Duda)
2º (23) Patricia Bernardon
3º (67) Bruna Zanatta de Freitas

Categoria MX2
1º ( 951) Ariel Müller
2º ( 544) Marçal Müller
3º ( 292) Douglas Scartazzini Parise (Duda)
4º (37) Marcos Cordeiro
5º ( 438) Fabiano Nestor dos Santos
6º (84) Mairon Mergener (Ferruge)
7º (934) Leonardo Sebben.
8º (11) Leonardo Rodrigo Dambrós
9º (8 ) Lucas Fávero Basso
10º ( 530) Eduardo Kunz (Kiko)
11º ( 62) Manoel Humberto de Oliveira Kuhn
12º ( 581) Jônatas Migliorini (Joaninha)
13º ( 720) Rodrigo Galiotto

Categoria MX4
1º (69) Eduardo Timm Bergmann (Timm Bala)
2º (108) Ciro Shossler
3º (20) José Astor Maldaner
4º (111) Rossandro Sabbi (Mano)
5º (227) Fabiano Coutinho Kubaski
6º (51) Silvio Carlos Lodi
7º (15) Guilherme Benatto
8º (76) Luis Leandro Essvein
9º (747) Claudemir José Focchesato
10º (7) Alexandre Mello Najar
11º ( 970) Jack Pitaluga
12º (232) Roberto André Kalsing

Categoria 85
1º (811) Gustavo Roratto (Roratinho)
2º (82) João Pedro Pinho Ribeiro
3º (16) Guilherme Antonietti Zaparoli
4º (62) Eduardo Martello
5º (88) Eloi Cavalheiro Júnior
6º (170) Daniel Seidl Noal
7º (181) Leonardo Seibert Limberger
8º (229) Fernanda Coutinho Kubaski
9º (22) Bruno Pacheco de Souza
10º (60) Tobias Yunis
11º (18) Lucas Eduardo Zanco

Categoria MX1
1º (292) Douglas Scartazzini Parise
2º (37) Marcos Cordeiro
3º (2) Marçal Müller
4º (934) Leonardo Sebben
5º (951) Ariel Müller
6º (11) Leonardo Rodrigo Dambrós
7º (148) Anderson Sebben
8º (7) Mateus Fávero Basso (Tatu)
9º (42) Eder Antoniazzi
10º (27) Gustavo de Oliveira Visoto

Texto : Assessoria Imprensa FGM

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly