CBM anuncia nova diretoria de Enduro

Por Adriano Winckler | Fotos por Adriano Winckler | 28 de maio de 2010 - 15:25

O Enduro de Regularidade tem um novo diretor nacional. Em função da saída do então diretor, Paulo Melo, o presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM, Alexandre Caravana, anunciou esta semana a nova diretoria da modalidade: Alfredo Miranda. presidente da Federação de Motociclismo do Ceará – FMC, e grande nome do esporte no Nordeste do Brasil é o novo diretor da CBM. Alfredo já era integrante da comissão de Enduro de Regularidade da CBM, que era composta também por mais dois nomes: Breno Beltrão, presidente da Federação Alagoana de Motociclismo – FAM, e Valdeci Martines, diretor técnico da Federação Paranaense de Motociclismo – FPRM.

“Infelizmente tivemos que aceitar o pedido de afastamento do Paulo Melo, que precisou deixar o cargo por motivos pessoais. Paulo Melo revolucionou o Enduro de Regularidade em 2007, quando conseguiu um feito inédito, trazendo o patrocínio da Yamaha para o Campeonato Brasileiro de Enduro”, declarou Alexandre Caravana.

Além de ser muito respeitado entre os pilotos, Alfredo Miranda é também um grande conhecedor e entusiasta do sistema de apuração por GPS, que vem sendo item praticamente obrigatório até mesmo em provas regionais. O dirigente já tem na cabeça ideias para aplicar na modalidade, resgatando o prestígio de grandes provas de Enduros do Brasil.

“Minha praia é o Enduro de Regularidade e estou muito contente com essa missão. Quero fazer algumas modificações, principalmente no Brasileiro, trazendo de volta aquelas provas principais, que têm grande tradição. Claro que são ideias para o próximo ano, afinal estamos com o campeonato de 2010 em curso”, disse Alfredo. “Estamos com uma equipe muito boa, e focada no regularidade. Acho que podemos contribuir e muito para o esporte a crescer ainda mais”, completou.

Alfredo é o novo diretor de Enduro da CBM

Alfredo é o novo diretor de Enduro da CBM

Com a nomeação do novo diretor, abriu-se uma vaga entre os três integrantes da Comissão Nacional da modalidade, que agora passa a ser ocupada pelo mineiro Gustavo Jacob, vice-presidente da Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais – FMEMG, e presidente do TCMG, clube organizador do Enduro da Independência, prova mais antiga e tradicional do país.

Breno também faz parte da diretoria de Enduro da CBM

Breno também faz parte da diretoria de Enduro da CBM

“Foi um prazer receber este convite. Conversei bastante com o Alfredo e nossa vontade é reincorporar ao Brasileiro as provas grandes e mais tradicionais do país, como o Enduro dos Vinhedos, que voltou agora e é uma prova clássica desde os tempos em que eu era piloto”, declarou Jacob. “Temos muitas provas e competições aqui em Minas e é bom poder espalhar esse “know-how” para o restante do Brasil”, completou o mineiro.

Apesar de sempre fazer segredo em relação à principal prova do TCMG, Jacob adiantou algumas informações sobre o levantamento do Enduro da Independência 2010, competição que chega este ano à sua 28ª edição.

Jacob agora faz parte da comissão nacional de Enduro

Jacob agora faz parte da comissão nacional de Enduro

“A prova está sendo levantada no Sul de Minas e deve ter sua chegada perto de Belo Horizonte. Estamos na nossa 28ª edição e a tendência hoje dos enduros é fazer provas mais curtas, com muita trilha e pouco deslocamento. Queremos acabar com aqueles dias de 300km cheios de deslocamentos, que obrigam o piloto a encarretar a moto o tempo inteiro. Temos que acabar com isso”,  ressaltou o dirigente, que já tem mais de 120 pessoas envolvidas no evento.

Outra ideia da nova diretoria de enduro da CBM, que promete frutos para 2011, tem raízes na edição 2009 do Enduro da Independência.

“Não quero fortalecer apenas o Brasileiro de Regularidade. Acho que podemos ajudar o esporte em todos os estados. Tenho também a ideia de criar uma Copa de Federações, com determinado número de pilotos defendendo as cores de seus estados. Além disso, quero chamar cada federação para conversar e procurar mecanismos de incentivo para a prática da modalidade em cada região. Temos muito trabalho pela frente, mas uma equipe competente e interessada em ajudar o esporte”, finalizou Alfredo Miranda.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly