Mullins vence e encosta em Strang no GNCC

Foto por Shan Moore | 28 de maio de 2010 - 15:00

Após uma semana de recesso, o Grand National Cross Country – GNCC, voltou no último fim de semana, dias 22 e 23 de maio, em Somerset, no Estado da Pensilvânia, para a disputa da 7ª das 13 etapas da temporada 2010. E o campeonato deu uma grande reviravolta na principal categoria, a XC1, tornando as coisas muito interessantes. O piloto Charlie Mullins chegou à sua terceira vitória consecutiva em uma batalha emocionante que envolveu ele e mais três pilotos, enquanto que o líder do campeonato, Josh Strang, amargou outro resultado ruim.

Apesar de sua vantagem ainda ser confortável, já não é mais grande como era antes e despencou consideravelmente após esta sétima etapa. Já na categoria XC2 Lites, Jason Thomas venceu, mas o líder e atual campeão Kailub Russell foi consistente de novo, subindo no pódio e mantendo sua exponencial vantagem de pontos intacta. Acompanhe como foi…

Categoria XC1

A chuva que atacou o estado da Pensilvânia durante toda a semana também não deu trégua no sábado e no domingo, e as provas aconteceram sob muita lama escorregadia e pedras traiçoeiras, o que fez com que a corrida fosse considerada uma das mais duras do ano até agora. Após fazer uma largada ruim, o piloto Barry Hawk Jr., da equipe Am Pro/FMF/Yamaha, lutou para recuperar posições até se envolver na briga pela vitória com seu companheiro de equipe, Charlie Mullins e os pilotos da equipe FMF/KTM, Cory Buttrick e Nate Kanney.

Hawk brigou pela ponta da sexta etapa e terminou em terceiro

Hawk brigou pela ponta da sexta etapa e terminou em terceiro

Estes quatro pilotos mantiveram a liderança individualmente em algum ponto da corrida ao longo de suas três horas de duração até o momento em que faltavam duas voltas para o final, quando Mullins assumiu a liderança de forma definitiva e abriu vantagem sobre os demais, vencendo com 60 segundos de margem. Buttrick garantiu a segunda posição e Hawk completou o pódio em terceiro. O mais curioso é que a última vez que Hawk havia subido no pódio tinha sido justamente na etapa de Somerset do ano passado, e por correr em seu estado natal, a Pensilvânia, obviamente ele era o mais ovacionado pelo público presente.

Mullins venceu a XC1 e está na disputa pelo título de 2010

Mullins venceu a XC1 e está na disputa pelo título de 2010

Buttrick terminou a sexta etapa na segundo colocação

Buttrick terminou a sexta etapa na segundo colocação

Kanney da KTM foi o quinto nesta sexta etapa

Kanney da KTM foi o quinto nesta sexta etapa

Nate Kanney ainda perdeu a quarta posição para o neozelandês Paul Whibley, atual campeão da categoria e companheiro de equipe de Hawk e Mullins, tendo que se contentar com a quinta posição. Líder do campeonato, o australiano Josh Strang, da equipe FMF/Makita/Suzuki, cometeu muitos erros ao longo da corrida, finalizando apenas na sétima posição, resultado muito abaixo de sua capacidade e que o deixou com apenas 3 pontos de vantagem sobre Mullins. Whibley é o terceiro na classificação, Buttrick o quarto e o privado Chris Bach, da KTM, fecha os cinco primeiros. Os 250 dólares do holeshot ficaram com o piloto Jedediah Haines da Kawasaki, que finalizou na nona posição.

Categoria XC2 Lites

O piloto Jason Thomas, da equipe Monster Energy/Andrews Cycles/Yamaha, conquistou uma vitória impressionante sobre os pilotos, da equipe FMF/KTM, Kailub Russell, atual campeão e líder do campeonato e seu companheiro de equipe, Jesse Robinson. Thomas e Russell travaram uma dura batalha no início da corrida e mantiveram esta disputa até o momento em que Thomas finalmente assumiu a liderança e se distanciou dos ataques de Russell, desbancando o atual campeão com uma vantagem de 2 minutos na bandeira quadriculada.

Jason Thomas venceu a categoria XC2 e é o segundo no campeonato

Jason Thomas venceu a categoria XC2 e é o segundo no campeonato

Russell finalizou em segundo e Robinson completou o pódio na terceira posição. O privado KTM, Stewart Baylor Jr., foi o quarto e Scott Watkins, da Kawasaki, completou os cinco primeiros. No campeonato, Russell mantém grande sua vantagem de pontos em relação a Thomas, com 27 pontos de margem. Robinson é o terceiro, Watkins o quarto e Stewart Baylor Jr fecha os cinco primeiros da classificação.

Resultado da sétima etapa na categoria XC1
1. Charlie Mullins (Yam)
2. Cory Buttrick (KTM)
3. Barry Hawk Jr. (Yam)
4. Paul Whibley (Yam)
5. Nate Kanney (KTM)
6. Glenn Kearney (Hsq)
7. Josh Strang (Suz)
8. Kenneth Gilbert (Kaw)
9. Jedediah Haines (Kaw)
10. Eric Bailey (Kaw)

Classificação da categoria XC1 após sete etapas
1. Josh Strang – 171 pontos
2. Charlie Mullins – 168
3. Paul Whibley – 131
4. Cory Buttrick – 124
5. Chris Bach – 109
6. Glenn Kearney – 106
7. Nate Kanney – 99
8. Barry Hawk Jr. – 87
9. Kenneth Gilbert – 77
10. Eric Bailey – 76 pontos

Resultado da sétima etapa na categoria XC2 Lites
1. Jason Thomas (Yam)
2. Kailub Russell (KTM)
3. Jesse Robinson (KTM)
4. Stewart Baylor Jr. (KTM)
5. Scott Watkins (Kaw)
6. Dustin Gibson (KTM)
7. Charles Huegel IV (Yam)
8. Brian Lawson (Yam)
9. David Snyder (Yam)
10. Ryan Echols (KTM)

Classificação da categoria XC2 Lites após sete etapas
1. Kailub Russell – 196 pontos
2. Jason Thomas – 169
3. Jesse Robinson – 150
4. Scott Watkins – 122
5. Stewart Baylor Jr. – 118
6. Dustin Gibson – 93
7. David Snyder – 85
8. Brian Lawson – 74
9. Mark Fortner – 72
10. Nicholas Hunter – 67 pontos

Acompanhe como foram as etapas anteriores do GNCC 2010

7ª Etapa – 23 de maio – Somerset / Pensilvânia
6ª Etapa – 9 de maio – Yadkinville / Carolina do Norte

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly