Confirmado Latino de Motocross em Rondônia

Foto por Jorge Soares | 01 de junho de 2010 - 19:15

O presidente da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR, Reinaldo Selhorst, tomou conhecimento minutos depois do acontecimento do roubo de seis motos de pilotos estrangeiros que competiram na segunda etapa do Campeonato Latino Americano de Motocross MX2 em Brasília, quando vinha de Porto Velho para Ariquemes, logo depois do término da etapa de abertura do Campeonato Rondoniense de Motocross 2010, que aconteceu na capital de Rondônia no último domingo, 30 de maio.

Desde então dezenas de conversações foram feitas por celular no Brasil e no exterior, a fim de resolver o inesperado impasse que surgiu com o roubo das motos.

Depois de exaustivas articulações, a FMR concluiu a locação de seis motocicletas para que os pilotos Miguel Cordovez, Felipe Espinoza, Andres Benenaula, Justiniano Romero, ambos do Equador, e Jetro Salazar e Julian Araújo, ambos do Peru, possam competir normalmente na terceira e última etapa do Campeonato Latino Americano de Motocross MX2 2010 em Cacoal no próximo final de semana, dias 5 e 6 de junho.

“A informação de que o evento em Rondônia seria cancelado em virtude do roubo das motos foi um engano e não procede. A grande equipe de técnicos da FMR está neste momento empenhada ao máximo na conclusão dos detalhes da pista do Bosque, onde no próximo dia 6 esperamos pelo menos 40 mil pessoas, a imprensa do Estado de Rondônia e do Brasil, além de pilotos e equipes de onze países”, disse Reinaldo Selhorst na manhã desta terça-feira, 1º de junho.

Pilotos latinos estarão em Rondônia entre eles Jetro no centro da imagem

Pilotos latinos estarão em Rondônia entre eles Jetro no centro da imagem

O presidente da FMR fez questão de deixar claro que todas as providências foram e estão sendo tomadas para que os pilotos latino americanos tenham motos para competir, e toda a atenção de que necessitarem. “O impasse é lamentável, entretanto, nos motiva ainda mais a realizarmos uma grande festa que certamente, entrará para a história do nosso motociclismo”, concluiu Reinaldo.

Reinaldo Selhorst é presidente da FMR e da ABPMX

Reinaldo Selhorst é presidente da FMR e da ABPMX

Descrição das  motos roubadas
– Kawasaki KXF250 2009 (Miguel Cordovez – Equador)
– Yamaha YZF250 2010 (Felipe Espinoza – Equador)
– Yamaha YZF250 2010 (Andres Gavilanes – Equador)
– Honda CRF250 2010 (Justiniano Romero – Equador)
– KTM SXF250 2010 (Jetro Salazar – Peru)
– Yamaha YZF250 2010 (Julian Araujo – Peru)

Informações sobre o paradeiro das motos podem ser passadas à Federação de Motociclismo do Distrito Federal – FMDF pelos telefones (61) 3326-6792, (61) 8466-4476 ou (rádio) 88*9461.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly