Abertura do Rondoniense de MX teve show de Amaral

Foto por Arnaldo Martins | 03 de junho de 2010 - 23:50

Em uma prova das mais concorridas e de emocionantes pegas, a cidade de Porto Velho foi palco no último fim de semana da etapa de abertura do Campeonato Rondoniense de Motocross 2010. A prova foi disputada nas categorias 65, 85, MX Estreantes, Força Livre Nacional e MX2/MX3. No duelo das máquinas mais possantes, as MX2 / MX3, o porto-velhense Hugo Amaral, correndo em casa, e com a força de sua torcida, venceu as duas baterias e de quebra proporcionou show para o público de mais 3 mil pessoas presentes na prova.

A pista, agora denominada Motódromo do Vale, anexo ao Parque de Exposições da capital, foi preparada de forma a exigir muita técnica e habilidade dos pilotos, o que acabou acarretando numa série de tombos, com alguns pilotos sofrendo luxações e no caso mais grave, Cândido Chagas #93, de Rolim do Moura, fraturou a perna acima do tornozelo e deve ficar por pelo menos três meses fora das corridas. Cândido que é atual campeão da categoria 230cc, estreava na MX2, e vinha brigando por posições com os quatro primeiros colocados na prova.

Diego Henning passeou
Na disputa da categoria 85cc, a princípio correria junto a 65cc, mas a pedido dos pais e responsáveis pelos pilotos menores, acabaram divididas. Incansável na pista, Diego Henning #191, piloto Mastter Moto de Porto Velho, mostrou que está ainda melhor que em 2009, quando venceu a temporada com antecedência. Henning largou bem e a cada volta conseguiu aumentar a distância de seus concorrentes. A segunda posição ficou com o piloto Gabriel Caiam #99, da cidade de Jaru.

Diego Henning venceu na categoria 85

Diego Henning venceu na categoria 85

Lucas Belém foi absoluto
Após uma manhã bastante movimentada com a realização dos treinos cronometrados, a tarde começou com grandes pegas, onde na disputa da categoria 65cc, nove motos foram à pista. O vilhenense Lucas Belém #444, atual campeão da categoria, mostrou que é sério candidato ao título desta temporada e venceu a corrida com grande folga para o segundo colocado Mateus Zilli #17, também da cidade de Vilhena.

O jovem Lucas Belém foi o destaque na 65

O jovem Lucas Belém foi o destaque na 65

Felipe Carvalho brilhou
A prova começou a mostrar um bom equilíbrio já na disputa da categoria MX Estreantes, que reuniu vários pilotos que migraram do Velocross, como Erico Flores # 706, Felipe Carvalho # 112,  com alguns nomes já bastante conhecidos nas pistas e outros como Nidval Amaral # 10, Arnaldo Pereira # 122, Jhonson Paixão # 722 e jovens pilotos como Marco Paulo # 20 e Eduardo Alecrim # 7. Felipe Carvalho mostrou ser uma das grandes promessas para a temporada e venceu a prova com uma corrida perfeita, onde Erico Flores pressionou bastante, mas teve de se contentar com a segunda colocação.

Chupel dominou a categoria com mais pilotos
Na prova com o maior número de participantes, superando até mesmo a categoria especial, a Força Livre Nacional com Motos CRF 230cc, teve também o maior número de tombos e abandonos. A largada já foi emocionante com as motos fechando na curva numa briga ferrenha por espaços. Pressionando na curva, Victor Carlos # 4, enrosca com Felipe Carvalho e ambos vão ao chão e abandonam a prova. A disputa seguia quente, quando Talles Rodrigues erra no salto e cai, deslocando o ombro.

No mesmo local algumas voltas após foi Wesley Vagner #173 quem perdeu o traçado e na queda deslocou o punho. Na ponta, Anderson Chupel # 711, do Mato Grosso, correndo pelo grupo Mastter Moto da capital, venceu a corrida com Riderson Carlos # 1 chegando na segunda posição. Mateus Chagas # 40 fez uma boa corrida e garantiu a terceira posição, com Rodrigo Mezzomo $ 89 e João Roberto Chagas # 39 completando o pódio.

Show de Hugo Amaral
Na disputa da MX2, a categoria top do motocross de Rondônia, correndo junto com a MX3, a briga na ponta foi entre os pilotos Marco Túlio # 1, tricampeão estadual e Hugo Amaral # 57, piloto de grande potencial, mas que por problemas diversos, não teve boa regularidade nas últimas temporadas. A presença do jovem Cesar Zamboni # 981, de Juina-MT que correrá a temporada por Rondônia, tornou a briga ainda mais acirrada.

Largando bem e andando com um ritmo bastante forte, Hugo Amaral venceu a primeira bateria com larga vantagem para seus concorrentes diretos, Zamboni segundo colocado e Marco Tulio em terceiro.

Amaral venceu a principal categoria do Rondoniense de MX

Amaral venceu a principal categoria do Rondoniense de MX

Na segunda e decisiva bateria, Marco Túlio larga bem e arranca na ponta, mas já na segunda volta é ultrapassado por Hugo. A disputa segue acirrada e Amaral erra no traçado, com Marco Túlio ganhando a liderança novamente. Hugo não desiste e parte com tudo para a retomar a ponta e não demora muito para encontrar e passar o adversário. Marco Túlio ainda tenta pressionar, mas na última volta acaba errando, cai e deixa mais fácil a vitória para o concorrente direto.

Para o presidente da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR, Reinaldo Selhorst, as emoções estão apenas começando. “A prova disputada no último fim de semana em Porto Velho, foi apenas o início do que promete a temporada 2010 de motociclismo em Rondônia. Certamente vamos ter grandes duelos e cada prova, isso em todas as categorias. Infelizmente tivemos o fato lamentável do piloto Cândido Chagas fraturando e perna”, lamentou o presidente.

A prova de abertura do Campeonato Rondoniense de Motocross 2010 foi mais uma realização da FMR em parceria com o desportista João Tagino, apoio Prefeitura de Porto Velho, Mastter Moto, Rodão Motos, Governo de Rondônia, Ministério dos Esportes, senador Valdir Raupp, deputada federal Marinha Raupp, deputado federal Natan Donadon, Menzelub, Cairu Transporte, Castilho Estruturas Metelicas e Ciclo Cairu.

Resultado da primeira etapa do Rondoniense de Motocross 2010

Categoria 65
1º # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2º # 217 – Mateus Zilli – Vilhena
3º # 80 – Rickson Carlos – Porto Velho
4º # 71 – Matheus Euclides – Porto Velho
5º # 8 – Gustavo Alecrim – Buritis

Categoria 85
1º # 191 – Diego Henning – Porto Velho
2º # 99 – Gabriel Caiam – Jaru
3º # 20 – Marco Paulo – Ariquemes
4º # 444 – Lucas Belém – Vilhena
5º # 80 – Rickson Rocha – Porto Velho

Categoria MX Estreantes
1º # 112 – Felipe Carvalho – Rolim de Moura
2º # 706 – Erico Flores – Alta Floresta
3º # 10 – Nidval Amaral – Ji-Paraná
4º # 122 – Arnaldo Pereira – Alvorada do Oeste
5º # 300 – Júnior Teles – Acre

Categoria Força Livre Nacional
1º # 711 – Anderson Chupel – Mato Grosso
2º # 1 – Riderson Carlos – Acre
3º # 40 – Mateus Chagar – Santa Luzia
4º # 89 – Rodrigo Mezzomo – Ariquemes
5º # 39 – João Roberto – Santa Luzia

Categoria MX2 / MX3
1º #57 – Hugo Amaral (Mastter Moto) – Porto Velho
2º # 1 –  Marco Túlio (Rondomotos) – Ariquemes
3º # 981 – Cesar Zamboni (Mastter Moto/MCR/Prefeitura de Juina) – Porto Velho
4º # 712 – Alberto Maschio Brizola (Ciclo Cairu/Arroz Faccio) – Pimenta Bueno
5º # 191 – Diego Henning (Mastter Motos/Alfa Casa/Dex Informática) – Porto Velho

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly