Polícia recuperou motos roubadas no Latino

Foto por Jorge Soares | 11 de junho de 2010 - 12:00

O lamentável episódio do roubo das motos de seis dos nove pilotos estrangeiros que estavam no Brasil para a disputa da segunda etapa do Campeonato Latino Americano de Motocross MX2 chegou ao fim. Na manhã desta quinta-feira, 10 de junho, agentes da 19ª Delegacia de Polícia do Distrito Federal encontraram as motocicletas na região administrativa de Ceilândia, Distrito Federal.

“A conclusão desse caso é um grande alívio para todos nós, não apenas para as Federações ou para a Confederação Brasileira de Motociclismo, mas também para o Brasil, que teria sua imagem arranhada mais uma vez por um fato tão triste. Houve todo o empenho das entidades e da polícia para solucionar e resolver o problema. Foi um trabalho em conjunto que trouxe um resultado extremamente positivo para o Brasil”, declarou Alexandre Caravana, presidente da CBM.

As motos haviam sido roubadas no dia 30 de maio, próximo à cidade de Alexânia, em Goiás, e desde então a polícia vinha fazendo um forte trabalho de investigação para localizá-las.

“Mesmo após 11 dias, as buscas policiais não cessaram, demonstrando a dedicação e compromisso dos policiais civis. Graças ao trabalho e esforço da polícia, o Brasil mostrou, mais uma vez, que é um país capaz de fazer justiça e dar segurança a seus cidadãos, além de estar preparado para enfrentar quaisquer adversidades que venham a surgir contra turistas e o próprio povo brasileiro”, ressaltou Carlos Senise, presidente da FMDF.

As Federações de Motociclismo do Distrito Federal – FMDF e do Estado de Rondônia – FMR, já estão tomando as providências necessárias para a repatriação das motocicletas aos pilotos nos países em que residem.

O peruano Jetro Salazar teve sua KTM 250F recuperada

O peruano Jetro Salazar teve sua KTM 250F recuperada

“Reitero mais uma vez nossa gratidão à PCDF e desejo as mais sinceras congratulações à equipe policial. Agradeço a todos os pilotos e pessoas que se sensibilizaram com o ocorrido e ajudaram nas buscas da melhor maneira possível”, completou Senise.

Clique aqui e entenda como foi caso.

Texto : Adriano Winckler

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Lucasmx disse:

Essa Historia ta muito mal contada .
Primeiro as motos são roubadas e depois aparece assim do nada
ahhhh precisamos investigar esse caso
sabotagem 2x

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly