Swian e Marrom foram os mais rápidos em Chapecó

Foto por Maurício Arruda | 19 de junho de 2010 - 19:40

Os treinos cronometrados realizados na tarde deste sábado, 19 de junho, na pista do Autódromo Internacional de Chapecó, em Santa Catarina, definiram as posições de largada da terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross. Para alcançar os melhores tempos, os pilotos das seis categorias do campeonato, MX1, MXJR, CRF230, MX2, 65 e MX3, demonstraram muita técnica no traçado.

Na MX1, principal categoria do campeonato, o mais rápido foi Swian Zanoni, da equipe Honda. Na MXJR, Endrews Armstrong da equipe Dunas Brasil ficou com o primeiro lugar. Ismael Rojas da equipe Conti Bier fez o melhor tempo na CRF230. Na MX2, João Paulino da Silva, o ‘Marronzinho’, ficou com a primeira colocação. Na 65, Djalma Brito da equipe Transbritto foi o primeiro colocado. E na MX3, Davis Guimarães da equipe Pro Tork ficou com o melhor tempo.

Arthur Todeschini é de Chapecó e foi o quarto mais rápido nas 65

Arthur Todeschini é de Chapecó e foi o quarto mais rápido nas 65

Leandro Silva foi o sexto mais rápido na categoria MX1

Leandro Silva foi o sexto mais rápido na categoria MX1

Confira a classificação dos treinos cronometrados

Categoria MX1
1 – Swian Zanoni – Honda/Ccm/Mobil/Avanutri – RJ – 1:28.549
2 – Jean Ramos – Honda/Pirelli/Mobil/Jmr – Es – PR – 1:30.257
3 – Wellington Garcia- Honda/Reebok/Pirelli/Asw – GO – 1:30.302
4 – Anderson Cidade – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:30.354
5 – João Marronzinho – Honda/Mobil/Pirelli/ASW – SC – 1:30.383
6 – Leandro Nunes – Honda/MX Parts/Mr Pró – PR – 1:30.408
7 – Gabriel Gentil – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:30.962
8 – Scott Simon – Pro Tork/Castello Works – PR – 1:31.234
9 – Rafael Zenni – IMS/Honda/Zenni Preparações – SP 1:31.399
10 – Eduardo Lima – Vaz/Kawasaki/IMS/Rinaldi – SP – 1:31.675
11 – Douglas Parise – Cidade de Sananduva/Brasil Racing – RS – 1:31.942
12 – Marcello Lima – Vaz/Kawasaki/Rinaldi – SP – 1:32.064
13 – Adam Chatfield – Duracell/Gillete/Ariel/Kawasaki – USA – 1:32.415
14 – João Feltz – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:32.473
15 – Roosevelt Assunção – Honda/Mobil/Fox/Pirelli – SP – 1:32.755
16 – Gustavo Takahashi – Circuit/Honda – SP – 1:32.794
17 – Pipo Castro – Duracell/Gillette/Ariel – SC – 1:33.463
18 – Kurt Rocha – MX Parts/Honda/Brasil Racing – PR – 1:33.873
19 – Douglas Finatto – Transfinatto/Super Lazarotto – RS – 1:35.335
20 – Marcelo Maziero – Total Moto Peças – SC – 1:35.876

Categoria MXJR
1 – Endrews Armstrong – Dunas/Brasil Racing/Honda – PR – 1:39.323
2 – Anderson Amaral – Duracell/Gillette/Ariel/Mobil – SP – 1:39.916
3 – Thiago Formehl – Mr Pró/Governo do Mato Grosso – MT – 1:41.048
4 – Leonardo Lizzot – MX Parts/Brasil Racing/Honda – RS – 1:42.135
5 – João Pinho Ribeiro – Brasil Racing/Revendas Pinho – RS – 1:42.413
6 – Pedro Bueno – Brasil Racing/Mundial Prime/KMT – PR – 1:43.118
7 – Gustavo Roratto – Sebben Sport/Motor Home – RS – 1:43.512
8 – Hallex Dalfovo – Pro Tork/TBT Racing/Dalfovo – SC – 1:43.670
9 – Gustavo Pessoa – Honda/Itamaracá Rodas/ – SP – 1:44.344
10 – Diego Hening – Team Honda/Master Moto – RO – 1:44.973
11 – Kaio Miranda – Honda/Oakley/MX Personal – SP – 1:44.996
12 – Cristian Scherer – Viola Racing/Tcer – PR – 1:45.203
13 – Gabriel Carbonera – Benettão Acessórios/Vini Motos – RS – 1:46.661
14 – Guilherme Zaparolli – Motul/Mecanica Zapanetti – RS – 1:48.425
15 – José Bryan – Kaiani Malhas – SC – 1:50.027
16 – Kioman Muñoz – Rinaldo/Tonin Bala/IMS – GO – 1:50.736
17 – Djalma Brito – Transbritto/Brasil Racing – SP – 1:51.293
18 – Julio Chehouan – Portal do Sol Hotel Fazenda – SP – 1:52.638
19 – Luciano Oriano – Oriano/Graxa Racing/ASW – SC – 1:52.702
20 – Gustavo Ferna – Casa do Computador – SC – 2:14.855

Categoria CRF 230
1 – Ismael Rojas – Conti Bier/Grupo TCM – SP – 1:44.081
2 – Thiago Formehl – Honda Cometa Motocenter – MT – 1:44.088
3 – Gustavo Rorato – Sebben Sports – RS – 1:44.344
4 – Vinicius Nalin – Bamba Racing/Seritec – SC – 1:44.437
5 – Murilo Tomazelli – IMS/Polisport/Pro Taper – SP – 1:44.608
6 – Nivaldo Viana – Duracell/Gillette/Ariel – SP – 1:44.899
7 – Anderson Chupel – Comercial Madezan – MT – 1:45.012
8 – Germano Vandrese – SC – 1:45.029
9 – Marcelo de Souza – Papeléguas Racing – SP – 1:48.615
10 – Preslei de Carli – Prefeitura de Abelardo Luz – SC – 1:49.376
11 – Paulo Britzke – Gambatto Motos – SC – 1:49.715
12 – Jeisson Potrich – Hotel Paraiso – SC – 1:55.179
13 – Regis Zonta – Foguinho Racing – SC – 1:55.334
14 – Luciano Miozzo – Supermercado Bia – SC – 1:56.516
15 – Eduardo Treviso – Bodinho Motos – RS – 1:59.012

Categoria MX2
1 – João Marronzinho – Honda/Mobil/Pireli/ASW – SC – 1:30.952
2 – Swian Zanoni – Honda/ASW/Mobil/Ccm – RJ – 1:31.151
3 – Adam Chatfield – Duracell/Gilette/Ariel – USA – 1:31.761
4 – Wellington Garcia – Honda/Reebok/Pirelli – GO – 1:31.821
5 – Jean Ramos – Honda/Pirelli/Mobil/Jmr  – PR – 1:31.991
6 – Leandro Nunes – Honda/Mobil/ASW/Pirelli – PR – 1:32.395
7 – Jorge Balbi – Duracell/Gillete/Ariel – MG – 1:32.420
8 – Scott Simon – Pro Tork/Castello Works – USA – 1:32.455
9 – Anderson Cidade – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:32.546
10 – Hector Assunção – Honda/Irmãos Rh- SP – 1:32.791
11 – Gabriel Gentil – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:32.835
12 – Eduardo Lima – Vaz/Kawasaki/IMS/Rinaldi – SP – 1:33.239
13 – João Feltz – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:33.684
14 – Douglas Parise – Cidade De Sananduva/Dash – RS – 1:33.836
15 – Rodrigo Rodrigues – Circuit/Honda – SP – 1:33.862
16 – Marcelo Lima – Vaz/Kawasaki/IMS/Rinaldi – SP – 1:34.058
17 – Gustavo Amaral – Duracell/Gillette/Ariel – SP – 1:34.738
18 – Marcos R. Moraes – IMS/Madeireira Tietê – SP – 1:35.939
19 – Leandro Smakovicz – Pafer/Tikal Extreme- SC – 1:36.536
20 – Higor Passos – Mormaii/Afam/Ek/Ferodo – ES – 1:36.839

Categoria 65
1 – Djalma Brito – Transbritto/Brasil Racing – SP – 1:49.956
2 – Kioman Muñoz – Rinaldi/Tonin Bala/IMS – GO – 1:52.794
3 – Carlos Evangelista – KTM – SP – 1:56.389
4 – Arthur Todeschini – Cetric/Concrebal – SC – 1:57.517
5 – José Bryan – Kaiani Malhas/Dipil – SC – 1:57.617
6 – Gabriel Soares – Mineração Argentina – MG – 2:01.168
7 – Enzo Lopes – Léo Motos/Freeday – RS – 2:05.794
8 – Renato Mattos – MG Plásticos/Mr Pró – SP – 2:06.661
9 – Felipe Moraes – Miri Carrocerias – RS – 2:09.298
10 – Daniel Reichardt – Pro Motos – PR – 2:09.715

Categoria MX3
1 – Davis Guimarães – Pro Tork/Adrenalina/Dash – PR – 1:35.209
2 – Milton Becker – Pro Tork/TBT – SC – 1:35.360
3 – Cristiano Lopes – BM Motos/IMS/Honda – SP – 1:36.436
4 – Richard Berois – Yamaha/Grupo Geração – SC – 1:36.503
5 – Walter Tardin – Tardin Langerie – RJ – 1:39.966
6 – Erivelto Rossi – Energético Black Lince – SC – 1:40.809
7 – Léo Lopes – Léo Motos – RS – 1:43.116
8 – Marco Paz – MG Plásticos – SP – 1:43.461
9 – Marcio Joanita – Jet Fio/IMS/Estopa Joanita – SP – 1:43.792
10 – Israel Feitosa – Rota do Mar/Silk Express – ES – 1:44.046
11 – Flávio Alves – Mastter Moto Honda – MS – 1:45.626
12 – Alessandri Dias – MRP Racing/ASW/Slin Gráfios – SP – 1:47.073
13 – Junior Feitosa – Blue Red Camisas/Berlin – MS – 1:47.713
14 – Rogério Schimitt – Moto Shop/Lobo Som – SC – 1:48.709
15 – Paulo Perussi – Moto Sun/Yamaha Xanxerê – SC – 1:49.411

Serviço da etapa de Chapecó
Superliga Brasil de Motocross – 3ª etapa
Data: 19 e 20 de junho de 2010
Local: Autódromo Internacional de Chapecó – SC

Programação

Domingo (20/06)

Warm-up
MX3 – 08h00
65 – 08h15
MX2 – 08h30
CRF230 – 08h45
Júnior – 09h00
MX1 – 09h15

Baterias
MX3 – 10h45
65 – 11h20
MX2 – 11h50
CRF230 – 12h35
Júnior – 13h10
MX1 – 13h50

A Superliga Brasil de Motocross tem patrocínio da Honda, Mobil e Aymoré Financiamentos e co-patrocínio da Pirelli e do Consórcio Nacional Honda. A etapa de Chapecó conta com apoio da Prefeitura de Chapecó, Motopoint e Moto Clube Chapecó. A realização é da Romagnolli Promoções e Eventos.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Ritch !!!

Você tem razão em relação a Superliga, é um campeonato bem organizado sim.
Mas eu lamento muito este racha no Motocross brasileiro, pois o ideal seria ter a força, a historia, o nome e também os pilotos do Brasileiro de Motocross e a organização e os pilotos da Honda da Superliga num só campeonato……. aí sim digo que estaríamos no mesmo nível dos melhores (tirando o AMA Motocross) campeonatos nacionais de Motocross do mundo.

Falowww, um abração, Jorge

ritch disse:

buenas acho q a super liga ta sendo um dos campionastos mas ben organizado do brasil o nivel teqnico ta muito forte eu tenho muitos anos trabalhando com motocross no brasil e na europa acho q tamos quasi igualando aos gringos um abraço para o pessoal do mundo cross e q deus abençoe todos nos.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly