Knight venceu na Eslováquia e é cada vez mais líder do Mundial de Enduro

Foto por Divulgação | 22 de junho de 2010 - 23:45

Como comentado anteriormente aqui no Mundocross, pelo segundo final de semana consecutivo os pilotos do Campeonato Mundial de Enduro entraram em ação, desta vez para o GP de Puchov, na Eslováquia, válido pelas 9ª e 10ª etapas da temporada 2010. Acompanhe como foi a competição deste último sábado e domingo, 19 e 20 de junho…

Categoria Enduro 1
Após desclassificar o espanhol Cristobal Guerrero, da Yamaha, no GP da Polônia, disputado no final de semana passado por trocar de motocicleta, a FIM também havia anunciado que ele estava banido do campeonato Mundial pelo restante da temporada. Baseado nisso, todo mundo acreditava que o espanhol não seria visto em Puchov.

Mas para incredulidade geral, além de participar da etapa ele também se redimiu do episódio triste de semana passada vencendo a etapa de sábado. O francês Johnny Aubert, da equipe oficial KTM, foi o segundo e seu companheiro de equipe, o finlandês Eero Remes o terceiro. Chuva e lama escorregadia (condições climáticas que os pilotos encontraram no GP eslovaco) nunca foram à especialidade de Guerrero, o que tornou a vitória do espanhol ainda mais surpreendente.

Dupla vitória de Aubert no GP da Eslováquia

Dupla vitória de Aubert no GP da Eslováquia

Meo é o líder do Mundial de Enduro na categoria E1

Meo é o líder do Mundial de Enduro na categoria E1

Líder do campeonato, o piloto Antoine Meo, da equipe Husqvarna, outro francês, finalizou apenas na quarta posição, após perder tempo resolvendo problemas com a embreagem. No domingo a chuva continuou prevalecendo e desta vez Guerrero também virou vítima das condições climáticas. Após um forte tombo em um Enduro Teste, o espanhol se viu forçado a abandonar a prova, resultado de um ombro deslocado.

Johnny Aubert garantiu a vitória, com Eero Remes em segundo e Antoine Meo, aos trancos e barrancos, em meio a tombos e problemas mecânicos durante todo o domingo, finalizando em terceiro. Mas ainda não há motivo para o francês entrar em pânico. Ele ainda lidera com 42 pontos de vantagem sobre Remes. Aubert é o terceiro, seu conterrâneo Nicolas Deparrois da Kawasaki o quarto, e o finlandês Matti Seistola, companheiro de Meo na Husqvarna, fecha os cinco primeiros.

Categoria Enduro 2
O finlandês Mika Ahola da equipe HM Honda é o homem a ser batido na categoria Enduro 2 em 2010. Sem se intimidar com a chuva e a lama escorregadia e com uma tocada muito suave, o finlandês venceu com 8,4 segundos de vantagem sobre o francês Rodrig Thain da equipe TM, com o italiano Thomas Oldrati da equipe oficial KTM em terceiro.

O outro favorito ao título, o espanhol Ivan Cervantes, também da equipe oficial KTM, foi vítima dos erros que assombraram muitos pilotos em Puchov. Um tombo no Enduro Teste foi decisivo no resultado espanhol, que finalizou apenas na quarta posição. Empolgado com o terceiro lugar no sábado, no domingo o Oldrati decidiu ir ainda mais longe e venceu a etapa, deixando o líder Ahola quase 18 segundos atrás de si. Cervantes finalizou em terceiro.

Ahola é o líder do Mundial na categoria Enduro 2

Ahola é o líder do Mundial na categoria Enduro 2

Oldrati da KTM é o terceiro no Mundial na categoria E2

Oldrati da KTM é o terceiro no Mundial na categoria E2

O francês Pierre Alexandre Renet, mesmo após se chocar com o capacete de um fã no Enduro Teste (o mesmo foi assisti-lo de motocicleta e deixou o capacete cair dentro da pista), o que danificou o disco do freio dianteiro de sua moto, ainda conseguiu finalizar na quarta posição. Com o frustrante resultado nos dois dias, Cervantes deixou Ahola se isolar ainda mais na liderança, agora com uma vantagem de 21 pontos.

A segunda, a terceira e a quarta posição são ocupadas por pilotos da equipe oficial KTM, com Cervantes em segundo, Oldrati em terceiro e o francês Pierre Alexandre Renet em quarto. O sueco Joakim Ljunggren da equipe Husaberg fecha os cinco primeiros.

Categoria Enduro 3
Na categoria Enduro 3 a supremacia continua entre o britânico David Knight, da equipe Farioli KTM, e o francês Christophe Nambotin, da equipe Gas Gas. Ambos disputam o título da categoria. Precisando descontar a vantagem de pontos que Knight possui na liderança do campeonato, Nambotin arriscou tudo na lama de Puchov no sábado e venceu com impressionantes 42 segundos de vantagem sobre o britânico.

Nambotin é um forte adversário de Knight na categoria E3

Nambotin é um forte adversário de Knight na categoria E3

Seu conterrâneo Sébastien Guillaume, da Husqvarna, finalizou em terceiro. Com sede de vingança no domingo, Knight decidiu vencer da mesma maneira que seu adversário havia feito consigo no sábado, ou seja, humilhando. O que ele não esperava era, além de vencer, ainda contar com o azar de Nambotin. Knight liquidou a fatura com 52 segundos de vantagem sobre Guillaume, que finalizou em segundo, após intensa batalha com o italiano Simone Albergoni, outro piloto oficial KTM, que ficou com a terceira posição.

Outra vítima de um tombo no Enduro Teste, Nambotin amargou o quarto lugar, vendo seu rival fugir ainda mais na busca pelo título. A vantagem de Knight sobre o francês chegou a exatos 34 pontos. Albergoni é o terceiro, Guillaume o quarto e o alemão Marcus Kehr, companheiro de Knight na equipe Farioli KTM, fecha os cinco primeiros.

Categoria Enduro Júnior
Após ver o espanhol Lorenzo Santolino, da equipe KTM, ameaçar sua liderança por apenas um ponto há algumas semanas atrás, o francês Jérémy Joly da equipe HM Honda decidiu impor sua superioridade começou a conquistar vitórias. Chegou a dividir algumas com Santolino, mas em Puchov foi superior, vencendo os dois dias.

No primeiro Santolino foi o segundo, com seu conterrâneo Victor Guerrero, da Yamaha, em terceiro e o francês Romain Dumontier, da Husqvarna, em quarto. No domingo Joly teve motivos em dobro para comemorar. Além de vencer, Santolino nem figurou entre os 20 primeiros, abandonando a prova com problemas mecânicos. A segunda posição ficou com o finlandês Antti Hellsten da KTM, com Dumontier em terceiro.

Robert Kvarnstrom da Gas Gas, outro finlandês, foi o quarto. No campeonato Joly respira um pouco mais aliviado, já que abriu 29 pontos de vantagem sobre Santolino. Victor Guerrero é o terceiro, Dumontier o quarto, e o espanhol Mario Roman da KTM fecha os cinco primeiros.

Felipe Zanol
O piloto brasileiro não disputou a etapa da Eslováquia do Mundial de Enduro, pois estava neste final de semana em Goiás, competindo na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Cross Country 2010.

Classificação da categoria Enduro 1 após dez etapas
1. Antoine Meo / Husqvarna – 228 pontos
2. Eero Remes / KTM – 186
3. Johnny Aubert / KTM – 178
4. Nicolas Deparrois / Kawasaki – 151
5. Matti Seistola / Husqvarna – 150 pontos

Classificação da categoria Enduro 2 após dez etapas
1. Mika Ahola / Honda – 241 pontos
2. Ivan Cervantes / KTM – 220
3. Thomas Oldrati / KTM – 187
4. Pierre Alexandre / KTM – 169
5. Joakim Ljunggren / Husaberg – 145 pontos

Classificação da categoria Enduro 3 após dez etapas
1 David Knight / KTM – 234 pontos
2. Christophe Nambotin / Gas Gas – 204
3. Simone Albergoni / KTM – 200
4. Sébastien Guillaume / Husqvarna – 176
5. Marcus Kehr / KTM – 151 pontos

Classificação da categoria Enduro Júnior após dez etapas
Jérémy Joly / Honda – 223 pontos
Lorenzo Santolino / KTM – 194
Victor Guerrero / Yamaha – 163
Romain Dumontier / Husqvarna – 148
Mario Roman / KTM – 129 pontos

Confira como foram as etapas anteriores do Mundial de Enduro FIM 2010

7ª/8ª Etapas – 12 e 13 de junho – Polônia
5ª/6ª Etapas – 22 e 23 de maio – Itália

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly