Castro e Machito venceram no Arena Velocross

Foto por Valter Guilherme | 23 de junho de 2010 - 11:00

Sacudiu geral o Parque de Eventos na cidade de Campina Grande do Sul,  no Paraná, onde ocorreu neste sábado, 19 de junho, a segunda etapa do Campeonato Paranaense de Arena Velocross 2010. O evento atualmente é considerado um show, pois o público consegue ter uma boa participação e uma visibilidade de 100% da pista, podendo torcer e vibrar pelo piloto preferido, além de todos ficarem acomodados em um espaço coberto.

Foram mais de 200 pilotos inscritos em 11 categorias,  disputando em uma pista com aproximadamente 350 metros. Os treinos classificatórios começaram às 12 horas e após ocorreu  a prova da VX3 da etapa passada que foi adiada para a segunda etapa e quem ficou com a melhor foi João Francisco Winche, seguido de João Luiz Torres e com a terceira colocação ficou Alexandre Alberto.

A abertura oficial ocorreu às 19 horas e quem entrou na pista já para começar a embalar a galera foi a VX3, Marcelo Roberto deu um show de velocidade e ficou com a primeira colocação,  entre o segundo o terceiro colocado a briga  foi bonita, passaram  na linha de chegada com pouquíssima diferença de tempo sendo eles  Helder Jose Gandolfo e Fabiano Grahl de Souza.

Momento antes da largada da categoria VX3 Especial

Momento antes da largada da categoria VX3 Especial

Depois foi a vez das crianças darem um espetáculo na pista e o público ficou vidrado nos pequenos da 50cc e o João Vitor foi para o melhor lugar do pódio, Henrique Lapola Jr com o segundo lugar e Leonardo Zequinao com o terceiro.

230cc entrou já repassando adrenalina, foi uma disputa bem acirrada, o numeral 6, Silvio Roberto Alchini  fez a prova com o menor tempo e após ele chegou Eduardo Leobet com diferença de frações de segundos seguido de Matheus Mocellin.

Silvio Alchini venceu na categoria 230 Nacional

Silvio Alchini venceu na categoria 230 Nacional

Na sessentinha Vitor Igor de Almeida conseguiu o que queria e levantou a taça, logo atrás veio Leonardo de Souza, Matheus Galves de Souza ficou com o terceiro lugar do pódio.

E que disputa sensacional  foi na categoria Estreante Especial, todos com um único objetivo mas  a pista é claro não podia comportar tantos pilotos lado a lado e uns foram ficando mais atrás e os três primeiros colocados tiveram diferença de milésimos de segundo sendo eles respectivamente:  Paulo Henrique Nogueira, Guilherme Henrique e Marcos R. Holtman

E na 250cc Eduardo Leobet se deu bem melhor  que na 230cc e subiu no lugar mais alto do pódio, Marcos Dário da Cruz ficou com o segundo lugar e Arnaldo Souza de Lara também com pouca diferença de tempo, conquistou a terceira colocação.

Eduardo Leobet foi o vencedor da categoria 250 Nacional

Eduardo Leobet foi o vencedor da categoria 250 Nacional

Na VX2 quem ficou na melhor posição foi o piloto venezuelano Humberto Martin e com o segundo lugar ficou o numeral 188 Elievan Alves Júnior e Leonardo Cassarotti com o terceiro.

Largada da categoria VX2 Especial

Largada da categoria VX2 Especial

Matheus Galves de Souza foi pro pódio novamente na 85cc, mas desta vez ficou com o melhor lugar, Anderson Ribeiro conquistou o segundo e chegando quase junto, mas já no terceiro lugar Lucas Gadotti. Vale à pena ressaltar que Vinicius (Vini) liderou a prova até as últimas voltas quando teve problema com sua moto e cruzou a chegada empurrando a mesma,  subiu no pódio em quinto lugar.

Na Intermediária Marcos Paulo Holtman, fez uma bela corrida e levantou o caneco e Murilo Donizeti Manzati vai pro pódio mais uma vez,  mas desta vez conseguiu uma colocação melhor, ficou com o segundo lugar seguido de Marcelo Roberto Holtman que aliás também já tinha ido pro pódio na Estreante Especial.

Largada da categoria Estreante Especial

Largada da categoria Estreante Especial

O numeral 09, Marcos Dario da Cruz se deu melhor  na Força Livre Nacional  e levou o primeiro lugar,  Arnaldo Souza de Lara ficou com o segundo seguido de Deivid Souza de Oliveira.

E a prova mais emocionante entrou por último,  a VX1 com muita velocidade e habilidade, o costa riquenho Roberto Castro foi o vencedor com o tempo de 25.327 e o venezuelano Humberto ‘Machito’ Martin, vencedor da VX2, novamente subiu ao pódio com a segunda colocação com o tempo  de 26.833 e Leonardo Cassarotti ficou mais uma vez com o terceiro lugar com o tempo de 28.418.

Roberto Castro foi o grande vencedor da noite

Roberto Castro foi o grande vencedor da noite

A atração mais esperada da noite,  foi o desafio ‘Head to Head’, foram somente pilotos  convidados  entre eles o costa-riquenho Roberto Castro e o venezuelano Humberto Martin da equipe Pro Tork, a adrenalina rolou solta. A largada foi de dois em dois e um foi eliminando o outro. A competição foi dividida em duas partes. A primeira ficou da seguinte maneira:

Alencar Krefta e Lui Fieltz – Lui largou na frente e levou a melhor

Leo Cassaroti e Elievan da Silva Júnior – Juninho vence eliminando Léo

Marcos Holtmann e Roberto Castro – O costa-riquenho venceu e ficou pra segunda parte

Thell Adur e Humberto Martin – A vitória ficou com o venezuelano

Na segunda parte Roberto Castro eliminou Humberto Martin e Elievan eliminou Lui .No final a disputa emocionante foi entre Roberto Castro e Elievan Junior, Roberto largou na frente e acelerou sem dó e foi o ganhador do desafio ‘Head to Head’ levando uma TR50F como prêmio.

A próxima etapa acontecerá próximo do fim do ano (data ainda não definida) onde será a final que decidirá os campeões do Arena Velocross 2010, e com direito a show de Motocross Freestyle.

A segunda Etapa do Campeonato Paranaense Arena Velocross foi uma organização de Cale Neto, com o apoio da Prefeitura de Campina Grande do Sul, supervisão da Federação Paranaense de Motociclismo – FPRM, e  patrocínio oficial da Pro Tork, a maior fábrica de moto peças da América Latina.

Big Foot foi uma das atrações do evento

Big Foot foi uma das atrações do evento

Resultado da segunda etapa do Paranaense de Arena Velocross 2010

Categoria VX3
1° lugar – Marcelo Roberto
2° lugar – Helder José Gandolfo
3° lugar – Fabiano Grahl de Souza
4° lugar – Márcio Fernando
5° lugar – Álvaro Antunes Costa

Categoria 50
1° lugar – João Vitor Ribeiro
2° lugar – Henrique Lapola Jr.
3° lugar – Leonardo Zequinao
4° lugar – Leonardo Nunes
5° lugar – Lucas Gobor

Categoria 230
1° lugar – Silvio Roberto Alchini
2° lugar – Eduardo Leobet
3° lugar – Matheus Mocelin
4° lugar – Fabio J. Santos
5° lugar – Arnaldo Souza de Lara

Categoria 65
1° lugar – Vitor Igor de Almeida
2° lugar – Leonardo de Souza
3° lugar – Matheus Galves de Souza
4° lugar – Lucas Gadotti
5° lugar – Leonardo Zequinao

Estreante Especial
1° lugar – Paulo Henrique Nogueira
2° lugar – Guilherme Henrique
3° lugar – Marcos R. Holtman
4° lugar – Luiz Felipe Bulgacov
5° lugar – Leonardo Pianaro

Categoria 250
1° lugar – Eduardo Leobet
2° lugar – Marcos Dario da Cruz
3° lugar – Arnaldo Souza de Lara
4° lugar – Silvio Roberto Alchini
5° lugar – Matheus Mocelin

Categoria VX2
1° lugar – Humberto Martin
2° lugar – Elievan Alves Junior
3° lugar – Leonardo Cassarotti
4° lugar – Murilo Donizeti Manzati
5° lugar – Willielson Pratezi

Categoria 85
1° lugar – Matheus Galves de Souza
2° lugar – Anderson Ribeiro
3° lugar – Lucas Gadotti
4° lugar – Loris Pianaro
5° lugar – Vinicius Miguel Alves

Categoria Intermediária
1° lugar – Marcos Paulo Holtman
2° lugar – Murilo Donizeti Manzati
3° lugar – Marcelo Roberto Holtman
4° lugar – Leonardo Cassarotti
5° lugar – Cleberson Souza

Categoria Força Livre Nacional
1° lugar – Marcos Dario da Cruz
2° lugar – Arnaldo Souza de Lara
3° lugar – Deivid Souza de Oliveira
4° lugar – Eduardo Leobet
5° lugar – Marcio Silvio Ribeiro

Categoria VX1
1° lugar – Roberto Castro
2° lugar – Humberto Martin
3° lugar – Leonardo Cassarotti
4° lugar – Edinei Bueno
5° lugar – Murilo Donizeti Manzati

Categoria VX3 – Prova da primeira etapa
1° lugar – João Francisco Winche
2° lugar – José Luiz Torres
3° lugar – Alexandro Alberto
4° lugar – Álvaro Antunes Costa
5° lugar – Helder José Gandolfo

Texto : Joseane Bulle

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly