Thales foi destaque dos treinos de hoje do Brasileiro de MX

Por Adriano Winckler | Fotos por Pedrinho Plá | 26 de junho de 2010 - 21:20

O paulista Thales Vilardi, piloto oficial da KTM, e o mineiro Nielsen Bueno, piloto da Suzuki, foram os destaques dos treinos deste sábado, 26 de junho, para a terceira etapa do Campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010, que está sendo disputada em Quissamã, no norte fluminense.

Vilardi fez o melhor tempo nos treinos cronometrados da categoria MX1, enquanto Nielsen cravou a melhor volta dos treinos da categoria MX3. Na MX2, o americano Scott Simon, piloto da Pro Tork Racing Team, foi o mais rápido, superando justamente Vilardi, que tinha a volta mais rápida até os últimos minutos do treino.

“Foi muito bom. Fiquei até surpreso. A pista está muito difícil, arenosa, mas consegui fazer uma volta muito boa na MX1. Estou muito satisfeito. Espero ter um bom ritmo e preparo físico para a prova deste domingo. Na MX2 também consegui estar firme, mas no finalzinho o Scott (Simon) baixou meu tempo. Agora é concentrar bastante e fazer uma boa prova nas duas corridas”, ressaltou Vilardi.

Thales foi o mais rápido do dia na categoria MX1

Thales foi o mais rápido do dia na categoria MX1

Scott Simon foi o mais rápido na categoria MX2

Scott Simon foi o mais rápido na categoria MX2

Atual campeão e líder do Campeonato Brasileiro de Cross Country, Nielsen Bueno  cravou sua melhor em 1m26s489, superando em quase um segundo o tempo de Davis Guimarães, da Pro Tork, segundo mais rápido no treino da categoria MX3.

“Na primeira etapa eu peguei a moto há menos de uma semana da prova. Na segunda, eu tive dez dias para treinar, porém choveu em cinco deles. Agora tive mais tempo no calendário, consegui me adaptar melhor à moto e tive mais ritmo de treino. Ainda não estou tão bem fisicamente, nem adaptado como eu quero, mas foi uma pista com a qual eu me identifiquei. Adoro andar na areia. Realmente gosto mesmo. Acho que o melhor tempo no treino não é tudo. Amanhã serão 25 minutos em uma pista pesada. É outra cabeça”, ressaltou Nielsen.

Nielsen se adaptou bem as areias de Quissamã

Nielsen se adaptou bem as areias de Quissamã

O goiano Kioman Munhoz, da equipe Tonin Bala/Rinaldi, foi o mais rápido na categoria 65, enquanto o paulista Anderson Amaral, da 2B Duracell Racing, foi o melhor na 85. Já o sul-mato-grossense Carlos Eduardo Franco, da Pro Tork Racing Team foi o mais rápido na categoria 230.

Carlos Eduardo tem sido o destaque na categoria 230

Carlos Eduardo tem sido o destaque na categoria 230

Humberto Martin fez o quarto melhor tempo na MX2

Humberto Martin fez o quarto melhor tempo na MX2

Anderson venceu segunda etapa da 85
O piloto Anderson Amaral venceu a única bateria disputada no dia e conquistou a sua segunda vitória na competição, abrindo uma vantagem ainda maior na liderança. A prova que aconteceu neste sábado serviu para repor a etapa de Carlos Barbosa, Rio Grande do Sul. Na ocasião, os pilotos da 85 tiveram a prova interrompida por causa da chuva. Anderson largou bem e logo na segunda curva, já ultrapassou Rodrigo Riffel e assumiu a primeira colocação.

A partir daí, começou a abrir vantagem e terminou a prova em primeiro lugar, conquistando uma vitória tranquila. “Estou feliz com o resultado, mas ainda tem muito campeonato pela frente. Foram só duas etapas e se eu quiser conquistar o título é muito importante me manter concentrado para as próximas corridas”, comentou.

Ele afirmou ainda que a vitória deste sábado não dá a ele nenhuma vantagem para a prova de amanhã, que acontece contra os mesmos adversários e no mesmo circuito. “O pessoal passou máquina na pista, então amanhã as linhas serão totalmente diferentes e os traçados também. Além disso, cada prova é uma prova”, explicou.

Resultado da segunda etapa do Brasileiro de MX na categoria 85
1º – Anderson Amaral
2º – Cezar Zamboni
3º – Rodrigo Riffel
4º – João Pedro Ribeiro
5º – Gustavo Roratto

Anderson venceu a etapa e foi o mais rápido neste sábado

Anderson venceu a etapa e foi o mais rápido neste sábado

Pódio da segunda etapa da categoria 85 disputada em Quissamã

Pódio da segunda etapa da categoria 85 disputada em Quissamã

Transmissão Ao Vivo pelo site Mundocross
O site Mundocross estará fazendo a transmissão Ao Vivo da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2010 através da Rádio Pró Moto. A transmissão deste domingo começará a partir das 08:30 horas. Para escutar a transmissão é só acessar a aba da Rádio no site www.mundocross.com.br e você escuta a narração de Marcinho Frozza com entrevistas e comentários.

Patrocinadores e organizadores
A terceira etapa do Campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010 é uma realização da Federação de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro – FEMERJ, com apoio da prefeitura de Quissamã. O campeonato tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi, com supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Resultados dos treinos cronometrados deste sábado

Categoria MX1
1º – Thales Vilardi – 1:24.025
2º – Scott Simon – 1:24.298
3º – Adam Chatfield – 1:26.098
4º – Eduardo ‘Dudu’ Lima – 1:27.262
5º – Marcello ‘Ratinho’ Lima – 1:27.645

Categoria MX2
1º – Scott Simon – 1:25.918
2º – Thales Vilardi – 1:26.596
3º – Adam Chatfield – 1:27.497
4º – Humberto ‘Machito’ Martin – 1:27.657
5º – Eduardo ‘Dudu’ Lima – 1:27.920

Categoria MX3
1º – Nielsen Bueno – 1:26.489
2º – Davis Guimarães – 1:27.350
3º – Milton ‘Chumbinho’ Becker – 1:28.590
4º – Nico Rocha – 1:28.837
5º – Willian Guimarães – 1:32.296

Categoria 65
1º – Kioman Munhoz – 1:15.605
2º – Djalma Brito – 1:16.589
3º – José Bryan Soares – 1:19.716
4º – Enzo Lopes – 1:20.362
5º – Matheus de Souza – 1:22.188

Categoria 85
1º – Anderson Amaral – 1:35.397
2º – Cezar Zamboni – 1:36.621
3º – Gustavo Henn – 1:37.536
4º – João Pedro Ribeiro – 1:38.631
5º – Rodrigo Riffel – 1:39.330

Categoria 230
1º – Carlos Eduardo Franco – 1:35.319
2º – Ismael Rojas – 1:37.434
3º – Nivaldo José Viana – 1:43.964
4º – Eduardo Rosing – 1:45.055
5º – Germano Vandresen – 1:46.248

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly