Líderes venceram no AMA Motocross em Lakewood

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 27 de junho de 2010 - 23:50

O AMA Motocross deu sequência neste sábado com a quinta etapa da temporada 2010, disputada no circuito de Thunder Valley, na cidade de Lakewood, no Estado do Colorado. A etapa também marcou o retorno do WMX – Womens Motocross 2010, o campeonato Americano de Motocross Feminino. Thunder Valley será o circuito que receberá o Motocross das Nações 2010 no mês de setembro. Acompanhe como foi…

Categoria 450

Na largada da primeira bateria Andrew Short da equipe oficial Red Bull/Honda Racing fez o holeshot e saiu na liderança, permanecendo nela até a segunda volta, quando cometeu um erro e perdeu algumas posições, deixando a liderança livre para Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar/Makita/Suzuki, atual líder do campeonato. Quando tudo parecia se encaminhar para mais uma vitória fácil de Dungey, foi Josh Grant da equipe Muscle Milk/Toyota/Yamaha quem roubou a cena, ou melhor, a liderança do piloto da Suzuki. Com o primeiro lugar assumido, Grant não olhou mais para trás, garantindo a vitória nessa primeira bateria após 16 voltas, total que os pilotos conseguiram em 30 minutos mais duas voltas.

Andrew Short da Honda foi quem fez o holeshot da primeira bateria

Andrew Short da Honda foi quem fez o holeshot da primeira bateria

Josh Grant foi quem venceu a primeira bateria em Thunder Valley

Josh Grant foi quem venceu a primeira bateria em Thunder Valley

Dungey foi o segundo, com Thomas Hahn da equipe Canidae/Rockstar/Suzuki em terceiro, o australiano Brett Metcalfe da equipe Geico Powersports/Honda em quarto e Kyle Cunningham em quinto. Após o erro cometido na segunda volta, Short finalizou na em oitavo lugar. O australiano Chad Reed da equipe oficial Monster Energy/Kawasaki, atual campeão da categoria, fez outra corrida abaixo de suas expectativas, finalizando apenas na décima posição.

O AMA Motocross tem sempre um grande público nas suas etapas

O AMA Motocross tem sempre um grande público nas suas etapas

Na segunda bateria, Andrew Short mostrou mais uma vez que está se tornando especialista em largar na primeira posição, e mais uma vez fez o holeshot e saiu na frente, enquanto que o vencedor da primeira bateria, Josh Grant, caiu na primeira curva e voltou para a corrida com a parte dianteira de sua moto bastante torta e danificada. Mesmo sem cometer erros como na primeira bateria, desta vez a alegria de Short durou somente até a quarta volta, quando ele foi superado por Dungey. A partir daí o piloto da Suzuki mostrou porque é o atual líder do campeonato, conquistando a vitória com tranquilidade.

Dungey venceu a segunda bateria e venceu no overall

Dungey venceu a segunda bateria e venceu no overall

Dungey comemora a vitória com seu mecânico Mike Gosselaar

Dungey comemora a vitória com seu mecânico Mike Gosselaar

O neozelandês Ben Townley da equipe Lucas Oil/Honda finalizou em segundo, com Short em terceiro, Metcalfe em quarto e Mike Alessi da equipe oficial FMF/KTM em quinto. Chad Reed outra vez decepcionando foi apenas o sétimo colocado, e Grant se recuperou até a décima posição. No overall Dungey ficou com a vitória e Townley voltou ao pódio em segundo lugar, após um jejum que durava desde 2007, quando havia subido no pódio pela última vez no AMA Motocross.

Metcalfe completou o pódio em terceiro, Grant foi o quarto e Short completou os cinco primeiros. No campeonato Dungey ampliou sua vantagem na liderança para 51 pontos. O vice-líder agora é Brett Metcalfe, que superou seu conterrâneo Chad Reed por 7 pontos. Mike Alessi é o quarto e Andrew Short, com um ponto a menos que o piloto da KTM, fecha os cinco primeiros.

Categoria 250

Na primeira bateria da categoria 250 não houve surpresas. Líder do campeonato, o francês Christophe Pourcel da equipe Monster/Pro Circuit/Kawasaki fez o holeshot e liderou a corrida de ponta a ponta, conquistando a vitória sem ser incomodado por ninguém. Seu companheiro de equipe Dean Wilson finalizou em segundo, com Trey Canard da equipe Geico Powersports/Honda em terceiro, o sul-africano Tyla Rattray, ex-campeão mundial de Motocross na categoria MX2, outro companheiro de equipe de Pourcel em quarto e Broc Tickle da equipe Star Racing/Yamaha em quinto.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Thunder Valley

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Thunder Valley

O canadense Dean Wilson é um dos grande destaques na 250

O canadense Dean Wilson é um dos grande destaques na 250

A segunda bateria foi um pouco mais interessante que a primeira. Canard fez o holeshot e saiu na frente. Pourcel largou apenas na quinta posição e precisou de metade da corrida para recuperar posições até alcançar Canard e assumir a liderança, isso depois da oitava das dezesseis voltas totais que os pilotos deram em 30 minutos de bateria mais duas voltas. Canard garantiu a segunda posição, com Wilson em terceiro, Rattray em quarto e Blake Wharton, companheiro de equipe de Canard, em quinto.

Blake Wharton é um dos jovens talento do MX americano

Blake Wharton é um dos jovens talentos do MX americano

Pourcel foi o primeiro a fazer um 1-1 na categoria 250 em 2010

Pourcel foi o primeiro a fazer um 1-1 na categoria 250 em 2010

Pourcel comemora vitória com Mitch Payton dono da Pro Circuit

Pourcel comemora vitória com Mitch Payton dono da Pro Circuit

No overall vitória de Pourcel, sendo ele o primeiro piloto da categoria 250 a vencer as duas baterias em uma mesma etapa na tenporada 2010. Canard foi o segundo e Wilson completou o pódio em terceiro. Rattray foi o quarto e Wharton completou os cinco primeiros. No campeonato, Pourcel ampliou sua vantagem em relação a Wilson para 34 pontos. 5 pontos atrás de Wilson vem Rattray. Canard é o quarto e Broc Tickle fecha os cinco primeiros.

Categoria WMX

No retorno do WMX ao campeonato, novamente não houve surpresas. Jessica Patterson da Yamaha continua sendo a grande pedra na bota da bicampeã Ashley Fiolek da Honda. Patterson manteve 100% de aproveitamento no campeonato, vencendo as duas baterias e faturando também o overall. A atual campeã Fiolek foi a segunda (5ª/2ª) com Sara Price da Kawasaki completando o pódio na terceira posição (2ª/6ª). Jacqueline Strong da Yamaha foi a quarta (3ª/5ª) e Sarah Whitmore da KTM (6ª/4ª) completou as cinco primeiras. Nossa representante Mariana Balbi, que compete pela equipe oficial MotoConcepts/Yamaha, garantiu a nona posição (7ª/13ª).

Largada da categoria WMX

Largada da categoria WMX

Resultado da quinta etapa do AMA Motocross na categoria 450
1. Ryan Dungey 2-1 (Suzuki)
2. Ben Townley 6-2 (Honda)
3. Brett Metcalfe 4-4 (Honda)
4. Josh Grant 1-10 (Yamaha)
5. Andrew Short 8-3 (Honda)
6. Kyle Regal 9-6 (Honda)
7. Kyle Chisholm 7-8 (Yamaha)
8. Mike Alessi 12-5 (KTM)
9. Chad Reed 10-7 (Kawasaki)
10. Justin Brayton 13-9 (Yamaha)
11. Dan Reardon 11-11 (Yamaha)
12. Tommy Hahn 3-35 (Suzuki)
13. Kyle Cunningham 5-22 (Yamaha)
14. Nick Wey 16-12 (Kawasaki)
15. Grant Langston 15-13 (Yamaha)
16. Steven Clarke 14-17 (Suzuki)
17. Ryan Sipes 36-14 (Yamaha)
18. Weston Peick 20-15 (Yamaha)
19. Derek Anderson 19-16 (Kawasaki)
20. Kyle Summers 18-18 (Yamaha)
21. Travis Sewell 17-25 (Yamaha)
22. Matt Moss 28-19 (Suzuki)
23. Heath Harrison 29-20 (Kawasaki)
24. Ricky Renner 21-23 (KTM)
25. Terren O’Dell 26-21 (Yamaha)
26. Joshua Clark 25-24 (Kawasaki)
27. Ben Evans 22-29 (Kawasaki)
28. Spencer Dally 32-28 (Suzuki)
29. Justin Sipes 24-36 (Kawasaki)
30. Cameron Rodriguez 35-26 (Honda)
31. Cory Green 34-27 (Kawasaki)
32. Roman Morozov 31-30 (Kawasaki)
33. Hunter Meyer 30-31 (Honda)
34. Ryan Mills 27-34 (KTM)
35. Tyler Wharton 23-40 (Honda)
36. Travis Stichter 33-33 (Kawasaki)
37. Justin Berry 39-32 (Kawasaki)
38. Matt Goerke 37-37 (Yamaha)
39. Jake Moss 38-38 (Suzuki)
40. Coby Adair 40-39 (Kawasaki)

Classificação da categoria 450 após cinco etapas
1. Ryan Dungey – 218 pontos
2. Brett Metcalfe – 167
3. Chad Reed – 160
4. Mike Alessi – 154
5. Andrew Short – 153
6. Josh Grant – 152
7. Ben Townley – 151
8. Kyle Chisholm – 108
9. Tommy Hahn – 101
10. Kyle Regal – 94
11. Ryan Sipes – 88
12. Kyle Cunningham – 79
13. Davi Millsaps – 76
14. Nick Wey – 72
15. Justin Brayton – 62 pontos

Resultado da quinta etapa do AMA Motocross na categoria 250
1. Christophe Pourcel 1-1 (Kawasaki)
2. Trey Canard 3-2 (Honda)
3. Dean Wilson 2-3 (Kawasaki)
4. Tyla Rattray 4-4 (Kawasaki)
5. Blake Wharton 6-5 (Honda)
6. Broc Tickle 5-6 (Yamaha)
7. Martin Davalos 8-8 (Yamaha)
8. Eli Tomac 7-9 (Honda)
9. Cole Seely 9-12 (Honda)
10. Justin Barcia 16-7 (Honda)
11. Vince Friese 13-11 (Yamaha)
12. Alex Martin 11-16 (Honda)
13. Killy Rusk 15-14 (KTM)
14. Hunter Hewitt 14-15 (Suzuki)
15. Darryn Durham 40-10 (Honda)
16. Max Anstie 12-19 (Yamaha)
17. Jake Weimer 10-24 (Kawasaki)
18. Matt Lemoine 39-13 (Suzuki)
19. Les Smith 19-17 (Honda)
20. Jake Canada 17-39 (Kawasaki)
21. Michael Willard 36-18 (Honda)
22. Drew Yenerich 18-26 (Yamaha)
23. Tevin Tapia 23-20 (KTM)
24. Branden Miller 20-36 (Kawasaki)
25. Hunter Clements 22-21 (Honda)
26. Dakota Tedder 26-23 (Kawasaki)
27. Myles Martin Tedder 21-29 (Kawasaki)
28. Christopher Johnson 24-27 (Suzuki)
29. Sean Lipanovich 30-22 (Honda)
30. Kyle Gills 29-28 (Kawasaki)
31. Johnny Moore 25-32 (Honda)
32. Cody Gilmore 37-25 (Kawasaki)
33. Preston Mull 28-34 (Honda)
34. Yuta Ikegaya 33-31 (Suzuki)
35. Donald Vawser 35-30 (Kawasaki)
36. Trevor Monks 32-33 (Honda)
37. Corey Pennington 27-38 (Kawasaki)
38. Michael Akaydin 31-35 (Kawasaki)
39. Scott Champion 34-40 (Kawasaki)
40. Robert Fitch Jr. 38-37 (Kawasaki)

Classificação da categoria 250 após cinco etapas
1. Chris Pourcel – 219 pontos
2. Dean Wilson – 185
3. Tyla Rattray – 180
4. Trey Canard – 162
5. Broc Tickle – 151
6. Justin Barcia – 140
7. Eli Tomac – 135
8. Blake Wharton – 112
9. Martin Davalos – 108
10. Wil Hahn – 106
11. Jake Weimer – 105
12. Tommy Searle – 69
13. Max Anstie – 64
14. Cole Seely – 62
15. Blake Baggett – 58 pontos

Resultado da terceira etapa do AMA Motocross na categoria WMX
1. Jessica Patterson 1-1 (Yamaha)
2. Ashley Fiolek 5-2 (Honda)
3. Sara Price 2-6 (Kawasaki)
4. Jacqueline Strong 3-5 (Yamaha)
5. Sarah Whitmore 6-4 (KTM)
6. Vicki Golden 9-3 (Yamaha)
7. Tarah Gieger 4-7 (Honda)
8. Alexah Pearson 8-8 (Yamaha)
9. Mariana Balbi 7-13 (Yamaha)
10. Erica Cook 12-9 (Yamaha)
11. Tatum Sik 10-12 (Yamaha)
12. Kim Irmgartz 15-10 (Kawasaki)
13. Penni Cyrus 14-11 (Kawasaki)
14. Linsey Scheltema13-14 (Kawasaki)
15. Sayaka Kanseshiro 11-26 (Suzuki)
16. Lindsey Palmer 18-16 (Honda)
17. Hailey Larson 27-15 (Yamaha)
18. Jackie Ives 16-20 (Yamaha)
19. Ashley Boham 24-17
20. Nicole Madsen 17-25 (Yamaha)
21. Julie Anne Parizek 21-18 (Kawasaki)
22. Christina Reed 20-19 (Yamaha)
23. Shelbie Brittain 19-21 (Kawasaki)
24. Tressa Rau 22-22 (Honda)
25. Laren Volentir 25-23 (Kawasaki)
26. Jenica Paulsen 26-24 (Yamaha)
27. Denaye Giroux 23-27 (Yamaha)
28. Taryn Covington 28-28 (Honda)

Classificação da categoria WMX após três etapas
1. Jessica Patterson – 150 pontos
2. Ashley Fiolek – 124
3. Tarah Gieger – 109
4. Vicki Golden – 97
5. Sara Price – 88
6. Mariana Balbi – 78
7. Sarah Whitmore – 72
8. Jacqueline Strong – 71
9. Alexa Pearson – 70
10. Tatum Sik – 68
11. Erica Cook – 61
12. Sayaka Kaneshiro – 50
13. Elizabeth Bash – 46
14. Penni Cyrus – 32
15. Lindsey Palmer – 31 pontos

Etapas restantes AMA Motocross 2010
6ª Etapa – 3 de julho – Red Bud – Buchanan (Michigan)
7ª Etapa – 17 de julho – Spring Creek – Millville (Minesotta)
8ª Etapa – 24 de julho – Washougal – Washougal (Washington)
9ª Etapa – 14 de agosto – Unadilla Valley – New Berlin (New York)
10ª Etapa – 28 de agosto – MX 338 – Southwick (Massassuchets)
11ª Etapa – 4 de setembro – Steel City – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 11 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as etapas anteriores do AMA Motocross 2010

4ª Etapa – 19 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 12 de junho – High Point / Pensilvânia
2º Etapa – 5 de junho – Freestone / Texas
1ª Etapa – 22 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly