Pista do Brasileiro de MX em Foz será menor

Foto por Pedro Plá | 09 de julho de 2010 - 15:50

Pelo segundo ano consecutivo, a cidade de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, na fronteira do Brasil com a Argentina e o Paraguai, receberá o maior e mais importante campeonato de Motocross da América Latina. Nos dias 17 e 18 de julho, a praia artificial de Três Lagoas será o palco da 4ª etapa do Campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010. Com a mesma estrutura utilizada na etapa do Campeonato Mundial de Motocross, disputada no ano passado em Canelinha, Santa Catarina, e a presença dos melhores pilotos do país, a prova promete fortes emoções ao público paranaense.

“Desde o início da semana estamos com a primeira equipe de montagem da CBM preprando a estrutura de pista. Foram três carretas e dez homens trabalhando forte todos os dias. É a mesma cenografia do Mundial de Motocross, e já estamos finalizando também as reformas da pista. O objetivo é deixar o circuito mais seletivo e menos rápido do que o do ano passado. A extensão também deve diminuir dos atuais 1.800m para 1.500m”, disse  Marcos Zibetti, diretor da MZ Sports, empresa que promove a etapa.

Após a terceira etapa, disputada no fim de junho em Quissamã, Rio de Janeiro, a luta pela liderança ficou ainda mais acirrada. Um dos destaques do campeonato, o americano Scott Simon, da equipe Pro Tork, consolidou a primeira posição nas categorias MX1 e MX2. Já na MX3, após a belíssima vitória do mineiro Nielsen Bueno, da Suzuki, Davis Guimarães vai em busca de sua primeira vitória. O piloto paranaense conquistou três segundos lugares nas três primeiras etapas e está empatado em 66 pontos com o catarinense Milton ‘Chumbinho’ Becker, que passou por uma cirurgia após acidente em um treino na semana passada e estará fora das competições nos próximos 50 dias.

Pódio da categoria MX1 em Quissamã

Pódio da categoria MX1 em Quissamã

Entre a garotada, Kioman Munhoz, da Rinaldi, soma duas vitórias seguidas e lidera a categoria 65cc, logo à frente do gaúcho Enzo Lopes, campeão brasileiro da categoria 50 em 2009. Na 85, Anderson Amaral, da 2B Duracell, não tem dado chances aos rivais e é o líder com três vitórias. Cezar Zamboni é o segundo, com João Pedro Ribeiro em terceiro. Na 230, Carlos Eduardo Franco é outro que está dando as cartas em sua categoria. O piloto da Pro Tork venceu as três primeiras etapas e tem 26 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Nivaldo Viana, da 2B Duracell. Eduardo Rosing é o terceiro, dois pontos atrás do piloto paulista.

A venda de ingressos antecipados e credenciais de box para o evento começará na quarta-feira, dia 14 de julho.  Os ingressos antecipados duplos para sábado e domingo custam R$10,00. Não haverá ingresso antecipado somente para um dos dias. No local, o preço será R$5,00 para o sábado, e R$10,00 para o domingo.

As credenciais para os dois dias, com direito a acesso aos boxes e arquibancada exclusiva atrás do gate de largada, custarão R$20,00. Os pontos de venda são: Motec/Honda Foz e Santa Terezinha, Picos Motos, Daytona Motos, Moto Peças Alto Paraná, Foz Tintas, Menfhys Celular, Tass Motos, V Max Motos e João Motoka Motos. A organização também colocou a venda 24 camarotes para empresas ou pessoas físicas. Mais informações: (45) 9964-4347.

Cartaz de divulgação do Brasileiro de MX em Foz do Iguaçu

Cartaz de divulgação do Brasileiro de MX em Foz do Iguaçu

A 4ª etapa do Pro Tork Campeonato Brasileiro de Motocross é uma promoção da MZ Sports Competições & Eventos, com apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu através da secretaria de Esportes e Lazer. A organização é da Federação Paranaense de Motociclismo – FPRM, com realização e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly