Rodney Smith está dando curso em Florianópolis

Foto por Alexandra Beróis | 10 de julho de 2010 - 19:45

Depois de conquistar diversos títulos na carreira, o piloto norte americano Rodney Smith está de volta ao Brasil, mas agora não para competir, e sim para repassar os seus conhecimentos de pilotagem. Os catarinenses Anderson Cidade, Gabriel Gentil, João Paulo Feltz, Richard Berois, Pipo Castro, Fábio Lobo e Marcos Cordeiro participam desse curso que está sendo ministrado em Florianópolis desde a última terça-feira, sendo que o curso terminará na próxima terça, 13 de julho.

Aos 46 anos o californiano Rodney Smith conquistou diversos títulos nos Estados Unidos, com a incrível marca de ser oito vezes campeão do Grand National Cross Country – GNCC, que é o campeonato americano de Cross Country. No Brasil Rodney marcou seu nome na lista de campeões ao conquistar o Brasileiro de Motocross de 1986 nas classes 125 e 250.

Confira todos os campeões Brasileiros de Motocross desde 1973

Rodney dando instruções para os pilotos catarinenses

Rodney dando instruções para os pilotos catarinenses

A vinda de Smith para Santa Catarina surgiu por iniciativa da equipe Geração/Yamaha. “Eu já conhecia o Rodney desde o tempo que ele competiu por aqui nos anos 80, no Hollywood Motocross. Quando nos foi repassado que ele faria essas clínicas de pilotagem aqui no Brasil, tratamos de viabilizar a sua vinda para o nosso Estado. O mínimo necessário seria de oito pilotos. Além dos quatro pilotos da Geração/Yamaha, Anderson, Gabriel, João Paulo e Richard, convidamos também o Pipo Castro, o Fabinho, além do Marcos Cordeiro, de Araranguá (está residindo em Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul), e que trouxe também o Henrique Guaresi, piloto gaúcho que treina com ele”, disse Sandro Garcia, chefe da equipe Geração/Yamaha.

Anderson Cidade treinando largada

Anderson Cidade treinando largada

Para dar início às aulas práticas, os primeiros fundamentos trabalhados foram os de largada e de frenagem. Mas, além da prática, muita conversa. “Segundo ele, a velocidade já existe. O que temos que aprimorar são os detalhes”, disse Anderson Cidade, sobre um comentário de Rodney ‘Brazuca’ Smith.

Pipo Castro recebendo dicas de Rodney

Pipo Castro recebendo dicas de Rodney

Crescimento contínuo

De acordo com Sandro, a oportunidade de um curso com um piloto de tanta experiência surgiu na hora exata, bem de acordo com os propósitos do grupo. “Estou satisfeito com o desempenho dos nossos pilotos, ciente que o trabalho está no seu início”, disse.

“Toda a equipe está em fase de crescimento. Estamos criando uma estrutura para então colhermos os frutos. Não dá para exigir agora. Eu sei que os pilotos começaram preocupados em mostrar resultados. Porém, eles vinham de outras marcas de motos, e de esquemas de equipe diferentes. Agora estamos deixando-os bem a vontade, sem pressão, mas da mesma forma eles sabem que eles não quiserem, não tem sequência. Ou seja, o que nós queremos agora é o empenho, a dedicação e o esforço de cada um, por que a gente sabe que o resultado vai ser uma consequência. E nesse ponto eu sinto que nenhum deles está brincando. Talvez bons resultados já comecem a aparecer nesse segundo semestre”, finalizou Sandro.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly