Boka venceu o Brasileiro de Velocross em Anápolis

Foto por Divulgação | 27 de julho de 2010 - 7:15

Diante de mais de 5 mil pessoas e com promessa de muita emoção, o que se viu durante a 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross 2010, foi tudo isso e mais um pouco. Na prova da categoria VX1 deste domingo, 25 de julho em Anápolis, Goiás, que marcou a volta de Paulo Stedile, piloto da equipe Pro Tork, às competições depois de ter machucado a coluna, a vitória ficou com Luciano ‘Boka’ de Oliveira, patrocinado pela Pro Tork/Ashama, seguido por Stedile, e pelo ainda líder Lui Fietz, patrocinado pela Veloferas/Central Automóveis.

“A prova foi muito melhor do que o esperado. Fiquei quatro semanas sem poder treinar com a moto, que estava passando por uma grande revisão, mas eu estava bem preparado fisicamente. Fiquei sem poder treinar na pista, mas continuei correndo, pedalando, nadando e me preparando bem forte fisicamente. No sábado consegui fazer o melhor tempo e vi que tinha condições de ganhar’, comemorou Luciano de Oliveira.

Após a largada, Lui Fietz tomou a ponta e vinha se mantendo à frente de Stedile. Na metade da prova, porém, o piloto de São Bento do Sul/SC sofreu uma queda e perdeu a liderança, voltando logo atrás de Stedile. Faltando duas voltas para o fim, Fietz caiu mais uma vez, sendo ultrapassado também por Boka. Pouco mais à frente foi a vez de Stedile ir ao chão. O piloto da equipe Pro Tork ainda conseguiu se levantar e voltar à prova, mas cruzou a linha de chegada em segundo, logo atrás de Luciano e pouco à frente de Fietz.

Boka venceu o Brasileiro de Velocross VX1 em Goiás

Boka venceu o Brasileiro de Velocross VX1 em Goiás

“Me desconcentrei um pouco na largada e fiquei para trás. Mas fui buscando e esperei a hora certa de dar o bote. Quando meu mecânico me passou a placa de 18 minutos, parti para cima. Na penúltima volta vi o Lui e o Paulinho caídos. Isso acabou facilitando um pouco, pois não precisei de muito esforço. Só completei as duas voltas e garanti a vitória”,  ressaltou Boka.

Com o resultado, Lui Fietz segue na liderança do Brasileiro, com 89 pontos na categoria VX1, mas viu cair de dez para apenas seis a sua vantagem sobre o segundo colocado, Luciano de Oliveira. Paulinho Stedile é o terceiro com 72 pontos.

‘Até agora eu vinha com uma moto de 2009, com motor original. Fiz todo o campeonato de 2009 com ela, e estava com um equipamento bem inferior ao do Lui e ao do Paulinho. Agora estamos com equipamento de igual para igual. Estou bem contente, vou treinar ainda mais e o bicho vai pegar’, brincou Luciano.

Na categoria VX2 a vitória foi de Lui Fietz, à frente de Claudner da Rocha, e de seu irmão Luis Felipe Fietz. Com o resultado, Lui segue na liderança com 97 pontos (três vitórias e um segundo lugar). Na VX3 Importada, Leonardo Brito foi o vencedor, com Giovani Pick em segundo e Eduardo Aires em terceiro.

A liderança na classificação geral segue nas mãos de Giovane Pick. Na VX3 Nacional quem venceu foi Alessandro de Oliveira, seguido por Ailton Messias. João Silvério Francener chegou em terceiro e se mantém na primeira colocação na classificação geral da categoria.

Quem também se destacou no fim de semana foi Kurt Feichtenberger. O piloto goiano, que esteve no pódio das categorias VX1 (5º) e VX2 (4º) foi o primeiro colocado em três categorias disputadas neste domingo: 230cc, 250cc e Nacional Força Livre.

A 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross e a 1ª etapa do Campeonato Goiano foram uma realização da Prefeitura de Anápolis, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico/Diretoria de Turismo. A supervisão foi da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás – FMG, e da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Resultado da quarta etapa do Brasileiro de Velocross 2010

Categoria VX1
1º – Luciano de Oliveira
2º – Paulo Cesar Stedile
3º – Lui André Fietz
4º – Claudner da Rocha
5º – Kurt Feichtenberger

Categoria VX2
1º – Lui Andre Fietz
2º – Claudner da Rocha
3º – Luis Felipe Fietz
4º – Kurt Feichtenberger
5º – João Batista Filho

Categoria VX3 Nacional
1º – Alessandro de Oliveira
2º – Ailton Silva Messias
3º – João Silvério Francener
4º – Fábio Barbosa Gomes
5º – Marco Aurélio Farias

Categoria VX3 Importada
1º – Leonardo Brito Ferreira
2º – Giovani Pick
3º – Eduardo Aires
4º – Joâo Silvério Francener
5º – Wanderley de Souza

Categoria 230
1º – Kurt Feichtenberger
2º – Claudner da Rocha
3º – Guilherme da Silva
4º – Ricardo Batista
5º – Ramon Aquino Afonso

Categoria 250
1º – Kurt Feichtenberger
2º – Claudner da Rocha
3º – Guilherme da Silva
4º – Ricardo Batista
5º – Wander Meleiro

Categoria Força Livre Nacional
1º – Kurt Feichtenberger
2º – Wander Meleiro
3º – Claudner da Rocha
4º – Fernando Dieter
5º – Alessandro de Oliveira

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly