Bracco e Mormaii juntas no GP Brasil de Motocross

Foto por Divulgação | 30 de julho de 2010 - 10:40

A Bracco Internacional e a Mormaii estarão juntas mais uma vez na etapa brasileira do Campeonato Mundial de Motocross MX1/MX2, que acontecerá nos dias 21 e 22 de agosto em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Assim como no ano passado, a Mormaii irá realizar, em parceria com o evento, uma série de ações especiais que prometem engrandecer ainda mais a maior competição do mundo na modalidade.

“Nós estamos preparando uma série de surpresas que serão apresentadas somente no dia 22 de agosto. Esperamos trazer para um nível continental a forte parceria que a organização do Mundial tem com a Mormaii em nível internacional”, destacou Federico Carli, diretor executivo da Bracco Internacional.

Uma das principais marcas de surf wear do mundo, a Mormaii entrou no motocross para aumentar seu mix de produtos, uma vez que o perfil da marca e do público se assemelha muito com o surf. Com isto, a marca tem maior visibilidade no Brasil e principalmente na Europa, aonde o surf não é tão forte.

“Na Europa, o Motocross é uma verdadeira vocação do continente. Em alguns países, chega a ser mais forte do que a Fórmula 1. Quando fechamos a parceria com a Youthstream, apostamos em uma forte revitalização do esporte, e felizmente até agora a parceria tem sido muito positiva para os dois lados”, comentou o gestor de marketing da Mormaii, Julio César Gianvechio.

No Brasil, a Mormaii irá repetir algumas das ações realizadas o ano passado. Uma delas será o Mormaii Day, que reunirá na quinta-feira os principais pilotos do mundo e os principais veículos da mídia nacional e internacional. A idéia é mostrar a cultura e as belezas de cada região do país.

Pilotos conhecerão as belezas do Mato Grosso do Sul

Pilotos conhecerão as belezas do Mato Grosso do Sul

Ano passado, os atletas conheceram o litoral de Santa Catarina e a casa da Mormaii em Garopaba. Este ano será mostrada a cultura do Mato Grosso do Sul e as belezas do Pantanal. A empresa realizará ainda o “encontro da família Mormaii”, onde irá reunir representantes e imprensa em uma fazenda para um churrasco típico, com muita música, shows e um ambiente muito agradável.

A imprensa de vários países estará em Campo Grande

A imprensa de vários países estará em Campo Grande

Detentora do licenciamento de produtos dos óculos MX1, a fabricante produz os óculos oficiais da competição há três anos e o resultado tem sido aprovado pela empresa. Atualmente, a Mormaii vende óculos em 85 países. Na etapa brasileira do Mundial do ano passado, a empresa ampliou seu leque de produtos e lançou também o google, capacete de Motocross, camisa e calça de competição.

No país o investimento tem sido cada vez maior. Depois de participar do Mundial no ano passado e repetir a participação este ano, a Mormaii entrou também como patrocinadora da equipe 2B Duracell Racing, principal equipe de Motocross do país e que conta com pilotos como os irmãos Jorge e Mariana Balbi, destaques no mundial de 2009.

A parceria entre a Mormaii e a Bracco a nível sul-americano tem dado tão certo que Federico Carli já começa a estudar a possibilidade de trazer mais etapas do Mundial para o Brasil. “Nós estamos muito felizes de ter ao nosso lado empresas como a Mormaii. O motocross precisa desse tipo de parceiros e acreditamos que a parceria com a Mormaii tem tudo pra ser duradoura. Nossa intenção é trazer o Mundial de Motocross para o Brasil de forma permanente e nós acreditamos que tem espaço para mais GPs por ano na América do Sul”, disse.

O GP Brasil de Motocross 2010 tem o patrocínio do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, Honda, Enersul, Banco Rural, Mormaii, Red Bull, Teka Group, Sidi, KTM e Rebootizer. Realização Bracco Internacional e YouthStream. Supervisão Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM, Federação de Motociclismo do Mato Grosso do Sul – FEMEMS, e Federação Internacional de Motociclismo – FIM.

Clique aqui para comprar seu ingresso antecipado para o GP Brasil de MX 2010.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly