10P Mundocross para Paulo Della Flora

Foto por Divulgação | 31 de julho de 2010 - 7:20

Ele é atualmente o presidente da Federação Gaúcha de Motociclismo – FGM, e diretor de provas da Confederação Brasileiro de Motociclismo – CBM, e no circo do motociclismo de competições do Brasil ele é conhecido por ‘Jabuti’. Paulo Della Flora, gaúcho da cidade de Santa Rosa, é como algumas pessoas que conheço que tem o motociclismo de competição no sangue.

Paulo ‘Jabuti’ Della Flora vive intensamente o motociclismo de competição, seja através da JB Competições, sua empresa de promoção de eventos esportivos, seja no dia a dia através do trabalho na Artemoto Troféus, sua empresa de fabricação de troféus para corridas, seja como presidente da Federação Gaúcha de Motociclismo, ou na direção de provas da CBM pelo Brasil afora.

Eleito para presidente da Federação Gaúcha de Motociclismo no dia 23 de janeiro, ‘Jabuti’ completou no último dia 23 os seis primeiros meses de gestão da entidade, e nesta entrevista ele faz uma avaliação do seu trabalho até agora. E para sabermos um pouco mais sobre o marido da Jussara, pai do Gabriel e da Eduardo e um amante do MX, agora para você a entrevista 10P Mundocross com Paulo ‘Jabuti’ Della Flora.

Placa de 5 segundos no ar : Largou…

1) Mundocross – Jabuti, no último dia 23 completou seis meses da sua gestão frente a FGM. Qual a avaliação que você faz do trabalho desenvolvido até agora ?

Paulo Della Flora –  Olha Jorge, eu acho que tenho que ser bem realista e ver que estamos trabalhando com muitas dificuldades neste primeiro ano, e precisamos evoluir muito. Mas também podemos comemorar as pequenas ações que já tivemos com muito esforço por parte de todos. Já tivemos várias etapas de campeonatos nacionais no Estado e os nossos campeonatos estão em andamento com ótimos níveis dentro e fora da pista.

Nossos patrocinadores estão sendo peças fundamentais para a viabilização dos eventos. Nossos pilotos estão mostrando uma boa evolução, e isto mostra que o esporte no Estado está sendo levado a sério. A maioria dos clubes filiados  vem lado a lado na parceria com a FGM para que o motociclismo evolua.

Tenho muita vontade de comemorar grandes feitos, mas temos que ir de acordo com as nossas condições. Espero que num futuro bem próximo tenhamos apoios maiores e também uma maior quantidade de pessoas com comprometimento sério com o motociclismo.

Jabuti e Adílson Kilca que é o vice presidente da FGM

Jabuti e Adílson Kilca que é o vice presidente da FGM

2) Mundocross – Com a saída da Honda, que patrocinou por vários e vários anos o campeonato Brasileiro de Motocross, e a entrada da Pro Tork como patrocinadora máster da temporada 2010, o que você considera de bom e de ruim nesta nova configuração do campeonato ?

Paulo Della Flora – Tanto você como qualquer pessoa envolvida no Motocross nacional, ou até apenas aqueles que gostam e acompanham através da imprensa, concordam comigo que o campeonato de 2008, onde tínhamos varias marcas como patrocinadores, foi muito melhor que o de 2009 e também que os dois campeonatos que estão acontecendo em 2010. Isto para mim já chega como conclusão. O campeonato de 2010 tá muito legal, mas todos nós sabemos que teríamos este ano, o melhor campeonato de toda historia até agora.

O que temos hoje com a Pro Tork e a Rinaldi no Brasileiro deste ano é muito show. O programa de TV é coisa de primeiro mundo. O nível das pistas melhorou muito, e o nível dos pilotos também. Mas é uma pena que aja uma certa divisão no esporte atualmente. Penso que as vezes o esporte e os atletas não estão sendo respeitados, e tão pouco valorizados, mas também torço para que isto não continue, pois estamos todos perdendo.

3) Mundocross – Em relação aos Campeonatos Gaúcho de Velocross e Motocross de 2010, o que você ainda não conseguiu colocar em prática e pretende colocar em ação ainda neste ano ?

Paulo Della Flora – O nosso maior problema esta sendo a confirmação dos calendários. Infelizmente já tivemos que alterar por mais de uma vez o nosso calendário de provas do Gaúcho de Motocross e também do Gaúcho de Velocross. Cidades que já estavam com tudo certo deram um veredito negativo de última hora.

Ainda por cima agora no mês de julho tivemos muita chuva em todo o Estado, e em agosto tivemos alteração do calendário da CBM que acabou batendo com uma data do MX Gaúcho. Mas sem dúvida depois do GP Brasil de Motocross vamos retomar com força nossos campeonatos.

Ainda agora em agosto, 7 e 8, vamos realizar a etapa gaucha do Brasileiro de Velocross na cidade de Passo Fundo, trazendo de volta a cidade ao cenário nacional das competições motociclísticas. Temos bons projetos para estes campeonatos, e acho que o ponto alto vai ser a festa de premiação no final do ano com todas as modalidades reunidas.

4) Mundocross – Para 2011 está previsto no calendário da FIM uma etapa do Mundial de Motocross na categoria MX3, sendo que o local não foi divulgado pela Youthstream, empresa organizadora do campeonato. O Rio Grande do Sul será um dos candidatos a receber está etapa do Mundial MX3 ?

Paulo Della Flora –  Meu sonho Jorge, é trazer uma etapa do Campeonato Mundial de Motocross nas categorias MX1/MX2. Agora sobre o da MX3 não tenho certeza, mas acho que Santa Catarina é forte candidato para 2011.

5) Mundocross – A Red Bull é a patrocinadora do Mundial de Motocross 2010, e para 2011 a Monster Energy já foi anunciada como a nova patrocinadora do campeonato. Este não é o momento para a CBM também buscar a parceria de uma destas empresas de energéticos para o campeonato Brasileiro de MX 2011 ?

Paulo Della Flora –  Sem dúvida, e acho que nós aqui no Estado também precisamos buscar apoio de empresas que estão atuando forte no motociclismo mundial. Vejo que em termos de busca de patrocinadores, o País inteiro precisa evoluir.

6) Mundocross – No dia 22 de agosto vai rolar em Campo Grande a décima terceira etapa do Campeonato Mundial de Motocross MX1/MX2, quando você será um dos diretores de prova. Na sua opinião, a etapa de Campo Grande conseguirá superar o número de expectadores do GP Brasil de MX 2009, onde 40.000 pessoas se fizeram presentes em Canelinha ?

Paulo Della Flora – Realmente tinha muita gente em Canelinha, mas conheço Campo Grande e sei que lá o povo gosta, e por ser etapa de mundial, onde o pessoal não mede esforço para estar presente podemos até ter mais povo ainda.

Paulo 'Jabuti' Della Flora com a diretoria da FGM

Paulo 'Jabuti' Della Flora com a diretoria da FGM

7) Mundocross – No dia 15 de agosto acontecerá a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross em Canelinha, Santa Catarina. A FGM fará alguma promoção de incentivo para os pilotos gaúchos irem participar deste evento, que receberá pela primeira vez uma prova nacional na pista que foi disputada a etapa do Mundial de Motocross 2009 ?

Paulo Della Flora –  Sem duvida esta será uma grande oportunidade para o nossos pilotos poderem ter contato com uma pista de nível internacional. Realmente estamos com muitas dificuldades para poder beneficiar de alguma forma financeira nossos pilotos. Mas penso que aqueles que conseguirem ir terão uma experiência inesquecível. E para dar uma força vamos sortear um par de Pneus Rinaldi entre os pilotos gaúchos inscritos em Canelinha, sendo que este sorteio irá acontecer na próxima etapa do Gaúcho de MX, dia 12 de setembro em Casca.

8) Mundocross – Como estão os preparativos em Passo Fundo para receber a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross 2010 ?

Paulo Della Flora – Conversei esta semana com o Jair (Jair Costa, diretor de Velocross da FGM), e tá tudo a mil por lá. Acredito que vamos ter uma grande prova, pois o nosso estado tem muita tradição no Velocross, e com a prova sendo em Passo Fundo onde a turma é das boas, podemos ter garantia de sucesso.

9) Mundocross – Este ano foi criado o Brasileiro de Motocross Júnior, e a sua Federação receberá a quinta e última etapa do campeonato. Qual será a cidade que receberá o evento no Rio Grande do Sul ?

Paulo Della Flora –  A data já esta definida para o dia 21 de novembro, e a prova vai ser na cidade de Machadinho, em uma parque de águas termais. Na próxima semana estaremos visitando o local com o presidente de Moto Clube de Marau – Motomar, da cidade de Marau, Luizinho Rizzoto, que vai ser o encarregado oficial desta prova.

10) Mundocross – Como última pergunta, o site Mundocross deseja saber como está o planejamento estratégico com os objetivos, metas de melhorias e buscas de patrocínios para 2011 ?

Paulo Della Flora – No papel já tenho um monte de coisa, vários projetos e varias ideias que vão ser colocadas em pratica ainda este ano. Eu já estava preparado para trabalhar para 2011, ai tivemos estes problemas com as chuvas e alteração do calendário e acabei transferindo este inicio de trabalho para o mês de setembro.

Vamos buscar novos apoios e maior divulgação, algumas metas que queríamos já no primeiro ano e não conseguimos, mas tenho certeza que em 2011 serão conquistadas. Novos incentivos para os pilotos e maior acompanhamento de todas as competições também serão retrabalhados.

Mundocross – Para encerrar o 10P Mundocross, a palavra é tua.

Paulo Della Flora –  Obrigado de coração a você Jorge, e quero agradecer o imenso apoio que estou tendo neste inicio de gestão. Pessoas de todas as modalidades e também de outros segmentos tem me ajudado muito a absorver todos os problemas que encontro. Tenho sido bastante otimista com o esporte e acho que vamos todos comemorar bons resultados. Um grande abraço a todos.

JOGO RÁPIDO COM PAULO DELLA FLORA

Nome completo : Paulo Henrique Della Flora
Data de nascimento : 19 de agosto de 1968
Cidade onde nasceu : Santa Rosa – RS.
Profissão : Fabrico Troféus
Apelido : Jabuti
Evento favorito no Rio Grande do Sul : Competições nacionais
Evento favorito no Brasil : Mundial de MX
Comida favorita : Lasanha
Bebida favorita : Coca-cola
Lazer preferido : Treinar com meu filho Gabriel
Esporte preferido : Motocross
E-mail :[email protected]
Msn : [email protected]
Site : www.jbcompeticoes.com.br

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly