Deu Gentil no Catarinense de MX em São José

Foto por Gerson Coas | 04 de agosto de 2010 - 7:50

Correndo em casa, o piloto Gabriel Gentil venceu a MX1, principal categoria na terceira etapa do Campeonato Catarinense de Motocross 2010 na tarde deste último domingo, 1º de agosto, na pista do motódromo Pedra Branca, na cidade de São José, na Grande Florianópolis, Santa Catarina.

Gabriel largou na frente e liderou do início até o fim embalado pelo apoio da torcida que estava a seu favor. “Vencer em casa é sempre muito bom, com o apoio da torcida é ainda melhor. Essa vitória é resultado do trabalho forte que venho fazendo”, comentou o vencedor. Anderson Cidade e João Paulo Feltz, companheiros de Gabriel na equipe Yamaha/Geração ficaram com a segunda e terceira posições, respectivamente.

Gabriel Gentil venceu na categoria MX1 em São José

Gabriel Gentil venceu na categoria MX1 em São José

Na MX2, a vitória ficou com Marcello “Ratinho” Lima depois de uma grande disputa pela posição com Gabriel Gentil. Mais uma vez, os dois pilotos se estranharam na pista e tiveram de levar um “puxão de orelha” da direção de prova. Eduardo Lima, Anderson Cidade e Jean Ramos completaram o pódio da categoria.

Ratinho foi o destaque na categoria MX2

Ratinho foi o destaque na categoria MX2

Pela MX3, Erivelto Nicoladelli superou o piloto da casa, Richard Berois e venceu a primeira nesta temporada conquistando também a liderança da categoria. Richard ficou em segundo seguido por Anísio Clasen, Amilton Juca Bala e Carlos Eduardo Coelho.

Nicoladelli venceu e é o líder do Catarinense na MX3

Nicoladelli venceu e é o líder do Catarinense na MX3

Na classe MX4 a vitória ficou com Sandro Silveira seguido de Rogério Schmitt, Marcos Roberto Holtmann, Moacir Silveira Júnior e Mirko dos Santos.

A classe intermediária teve vitória de ponta a ponta de Tauan Brenner. Maicon Frena, Marcos Paulo Holtman, Venício Voigt e Samuel Pacheco completaram o pódio.

Tauan Brenner foi o vencedor da categoria Intermediária

Tauan Brenner foi o vencedor da categoria Intermediária

Na classe nacional deu Eduardo Rosing, seguido de Germano Vandressen, Vinicius Nalin, Jader Schmitz e Regis Zonta.

Rodrigo Riffel (85cc), José Brayan (65cc) e Thiago Brenner (50cc) foram os vencedores das categorias de acesso.

Riffel é o líder do Catarinense de MX na categoria 85

Riffel é o líder do Catarinense de MX na categoria 85

A terceira etapa do Campeonato Catarinense de Motocross 2010 foi uma realização do Motoclube de São José com a supervisão da Federação Catarinense de Motociclismo – FCM, patrocínio de Riffel Motospirit e apoio de Hparts, Destak Transportes, Geração Motos, TBT suspensões, Sebben Sport Racing, Prefeitura de São José e Fundação Municipal de Esportes.

Resultado da terceira etapa do Catarinense de Motocross 2010

Categoria MX1
1) Gabriel Gentil – 28:37.218
2) Anderson Cidade – 13.072
3) João Paulo Feltz – 28.523
4) Jean Carlo Ramos – 29.369
5) Eduardo Ferreira Lima – 29.841

Categoria MX2
1) Marcello Lima – 29:23.246
2) Gabriel Gentil – 21.994
3) Eduardo Ferreira Lima – 29.905
4) Anderson Cidade – 52.222
5) Jean Carlo Ramos – 1:02.846

Categoria MX3
1) Erivelto Nicoladelli – 17:52.044
2) Richard Berois – 15.168
3) Anísio Clasen – 1:56.031
4) Amilton Juca Bala – 1 Volta
5) Carlos Eduardo Coelho – 1 volta

Categoria MX4
1) Sandro Silveira – 19:01.614
2) Rogério Schmitt – 1 Volta
3) Marcos Roberto Holtmann – 1 Volta
4) Moacir Silveira Júnior – 1 Volta
5) Mirko André dos Santos – 1 Volta

Categoria Intermediária
1) Tauan Brenner – 17:11.983
2) Maicon Frena – 20.324
3) Marcos Paulo Holtmann – 43.631
4) Venicio Voigt – 50.425
5) Samuel Pacheco – 58.064

Categoria Nacional
1) Eduardo Rosing – 16:14.345
2) Germano Vandresen – 10.337
3) Vinicius Nalin – 41.887
4) Jader Schmitz – 1:08.513
5) Régis Zonta – 1:24.245

Categoria 85
1) Rodrigo Riffel – 17:31.522
2) Pedro Henrique Rosa Bueno – 12.763
3) José Brayan – 1:42.316
4) Vinícius Rosa – 1:51.065
5) Henrique Schmitt – 2 Voltas

Categoria 65
1) José Brayan Soares – 16:02.487
2) Leonardo de Souza – 30.657
3) João Gabriel Filipin – 1:19.684
4) Kaue Vieira – 1:27.221
5) Bruno Couto – 1:28.167

Categoria 50
1º) Thiago Brenner
2º) Antony Maso
3º) Igor Matte Farias
4º) Bernardo de Moura Zappellini
5º) Felipe Matte Farias

Classificação do Catarinense de Motocross após três etapas

Categoria MX1
1º) Marcello Lima – 63 pontos
2º) Anderson Cidade – 60
3º) Gabriel Gentil – 55
4º) Eduardo Ferreira Lima – 54
5º) João Paulo Feltz – 53 pontos

Categoria MX2
1º) Marcello Lima – 70 pontos
2º) João Paulo Feltz – 60
3º) Eduardo Ferreira Lima – 52
4º) Leandro Smakovicz – 46
5º) Jhonatan Batista – 44 pontos

Categoria MX3
1º) Erivelto Nicoladelli – 69 pontos
2º) Richard Berois – 60
3º) Milton Becker – 50
4º) Anísio Clasen – 49
5º) Amilton Juca Bala – 48 pontos

Categoria MX4
1º) Mirko André dos Santos – 60 pontos
2º) Marcos Roberto Holtmann – 56
3º) Moacir Silveira Junior – 51
4º) Sandro Silveira – 50
5º) Rogério Schmitt – 47 pontos

Categoria Intermediária
1º) Samuel Pacheco – 61 pontos
2º) Venicio Voigt – 58
3º) Marcos Paulo Holtmann – 50
4º) Fernando Alex Reis – 48
5º) Luis Felipe Claudino – 48 pontos

Categoria Nacional
1º) Eduardo Rosing – 72 pontos
2º) Vinícius Nalin – 62
3º) Germano Vandresen – 47
4º) Jader Schmitz – 46
5º) Ricardo Eucário Kades – 36 pontos

Categoria 85
1º) Rodrigo Riffel – 72 pontos
2º) José Brayan – 56
3º) Vinícius Rosa – 35
4º) Luciano Oriano Jr. – 35
5º) Leonardo Simas Machado – 31 pontos

Categoria 65
1º) José Brayan Soares – 75 pontos
2º) Leonardo de Souza – 64
3º) Kauê Vieira – 50
4º) João Gabriel da Veiga – 49
5º) Bruno Couto – 46 pontos

Categoria 50
1º) Thiago Brenner – 75 pontos
2º) Antony Maso – 66
3º) Bernardo de Moura Zappellini – 56
4º) Igor Matte Farias – 20
5º) Vinícius Lamonatto – 20 pontos

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly