Irmãos Sacilotti prontos para o Rally dos Sertões

Por Daniela Burgonovo | Fotos por Divulgação | 06 de agosto de 2010 - 17:25

Os irmãos Ramón e Moara Sacilotti, naturais de São José dos Campos, São Paulo, estão prontos para encarar mais uma edição do Rally dos Sertões. O desafio tem início a próxima terça-feira, 10 de agosto, com a largada na cidade de Goiânia, Goiás. Serão 4.593 quilômetros percorridos de moto em dez dias de competição, passando por seis Estados brasileiros, até a chegada em Fortaleza, Ceará.

Ramón disputa a categoria Sport, sendo esta sua quarta participação no evento. Em sua estreia, no ano de 2005, o piloto liderava a categoria Brasil quando sofreu uma queda e fraturou o fêmur, tendo que abandonar a corrida.  Já em 2008 foi vice-campeão na Brasil e em 2009 terminou em décimo lugar na Sport após enfrentar problemas mecânicos em três dias.

“Minha expectativa para este ano é conseguir concluir a prova sem cometer nenhum grande erro. Acredito que se eu conseguir isso, chegarei a Fortaleza entre os primeiros. O Sertões é uma prova muita longa, sair pensando em vitória não é uma boa ideia, o resultado vai sendo construído a cada etapa e não dá para se empolgar demais e acabar errando”, explicou.

Moara compete na categoria Production. A piloto foi a primeira mulher a participar do Sertões, em 1998, e neste ano é uma das poucas a marcar presença na disputa. Seu melhor resultado desde a estreia foi em 2000, quando encerrou a corrida em terceiro lugar, superando fortes adversários do sexo oposto. Seu objetivo para a 18ª edição do Rally é parecida com a de seu irmão.

Moara vai competir no Sertões na categoria Production

Moara vai competir no Sertões na categoria Production

“Ano passado eu me machuquei e não consegui completar, por isso esse ano eu quero chegar até o fim cuidando para não errar. O Sertões é muito imprevisível, até o último momento qualquer coisa pode acontecer. Penso que o segredo não é correr para ganhar, mas seguir os três nãos: não cair, não se perder e não quebrar a moto. Tenho algumas desvantagens em relação aos homens, como a força por exemplo, mas minha resistência é melhor que a de muitos competidores e também costumo pensar mais que eles antes de tomar uma decisão precipitada”, ressaltou.

Desde o início do ano os irmãos vêm se preparando para o segundo maior rali do mundo. São horas de academia, corridas ao ar livre, alongamento, treino com moto, além de muita suplementação e dieta monitorada por profissionais. Ramón explica que, com a chegada do evento, muda a alimentação para ter uma reserva de gordura para perder durante a corrida sem queimar massa muscular. Durante o Sertões ele costuma emagrecer em média três quilos.

O estudo do percurso também é uma tarefa diária. Ramón e Moara se preocupam bastante com o prólogo, que define a ordem de largada. Em 2009 Ramón foi o vencedor e espera repetir o feito. Os dias de maratona são outro ponto complicado para eles, já que os pilotos terão que andar pelas areias do Deserto do Jalapão, em Tocantins, sem manutenção para as motos.

A escolha dos equipamentos foi feita com todo o cuidado para que não haja nenhum imprevisto. Para encarar vários tipos de solos e adversidades, o pneu foi um dos itens mais pesquisados. Ramón e Moara optaram por pneus Rinaldi, sendo que ele andará com os modelos RMX 35 na traseira e HE 40 na dianteira e ela com RMX 35 na traseira e SH 31 na dianteira.


Ramón vai correr o Sertões usando pneus Rinaldi

Ramón vai correr o Sertões usando pneus Rinaldi

“A Rinaldi é nossa patrocinadora há alguns anos e confiamos muito nos seus produtos. O HE 40 ainda não está disponível no mercado, estou fazendo os últimos testes, mas posso garantir que ele irá surpreender os pilotos de rali. A durabilidade é incrível e a aderência é outra característica de destaque”, garante Ramón.

Os irmãos deixam São José dos Campos neste sábado e contam muito um com o apoio do outro para alcançarem seus objetivos. “Correr em família é muito bom, nós treinamos juntos, nos cobramos e incentivamos, ele me ajuda nos ajustes de motor e suspensão, trocamos dicas de pilotagem. É uma parceria muito bacana, com certeza nos ajuda a seguir em frente”, finalizou Moara.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly