GP Brasil de MX poderá definir campeões

13 de agosto de 2010 - 10:40

As vitórias de Antonio Cairoli e Marvin Musquin na última etapa do Mundial de Motocross MX1/MX2, que aconteceu no último fim de semana, 7 e 8 de agosto, em Loket, na República Tcheca, trouxeram ainda mais emoção para a etapa brasileira da competição, que acontecerá em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, nos dias 21 e 22 deste mês.

Isso porque, devido aos resultados, os dois pilotos, que ão líderes da MX1 e MX2 respectivamente, poderão conquistar os títulos da competição por antecipação já na etapa brasileira, que será a antepenúltima da competição. Tanto Cairoli, quanto Musquin lutam pelo bicampeonato das suas categorias.

No ano passado, Cairoli chegou ao Brasil já campeão antecipado, e se recuperando de uma cirurgia no joelho, sem estar no auge de suas condições físicas, e por isto não forçou a pilotagem. Desta vez porém, o italiano chega em condições totalmente diferentes. Depois de ter vencido as três últimas etapas do campeonato, ele chega preparado para tentar conquistar mais uma vitória, e quem sabe, o campeonato por antecipação.

GP Brasil de MX 2010 promete grandes emoções

GP Brasil de MX 2010 promete grandes emoções

Para isso, Cairoli precisa abrir mais dezessete pontos de vantagem sobre o belga Clement Desalle, atual segundo colocado. A missão não será fácil, uma vez que Desalle foi o vencedor do GP Brasil em 2009, e pretende conquistar mais uma vitória em terras brasileiras.

“Todos os brasileiros que eu conversei estão super ansiosos para ver o Cairoli em ação no auge da sua forma. Como no ano passado ele não estava 100% fisicamente, a grande maioria dos fãs do italiano está encarando esta prova como a primeira oportunidade de ver o italiano nas pistas”, comentou Federico Carli, diretor executivo da Bracco Internacional, empresa detentora dos direitos de execução do Mundial de MX na América Latina.

Já Marvin Musquin terá uma missão ainda mais complicada. O francês precisa abrir vinte e três pontos de vantagem sobre o alemão Ken Roczen que nas últimas etapas, vem tendo um desempenho impressionante. Além disso, o alemão é um grande entusiasta da etapa brasileira e, em 2009, disse que havia se apaixonado pelo público brasileiro.

“Não sei direito porque eles torciam tanto por mim, mas foi apaixonante. Me senti muito confortável dentro da pista e simplesmente não tenho palavras para descrever o que aconteceu aqui hoje. Foi simplesmente incrível”, disse o piloto, na época.

A favor de Musquin pesa exatamente o fato de o piloto francês ter conquistado seu primeiro título no país, no ano passado. Na ocasião, ele chegou disputando o campeonato com o português Rui Gonçalves que, este ano, está competindo na MX1.

Últimos ajustes
A organização do GP Brasil de Motocross se reuniu na última segunda-feira,9 de agosto, com os departamentos competentes pelo trânsito em Campo Grande, para definir um plano de ação para o fim de semana da competição. Como a expectativa de público é muito grande, está sendo planejado um esquema especial para o fim de semana do evento.

Ingressos podem ser comprados pelo site mxgpbrasil.com

Ingressos podem ser comprados pelo site mxgpbrasil.com

Uma nova reunião foi realizada ontem, onde os últimos detalhes devem ser acertados para que o público acompanhe a prova com o máximo de conforto e segurança possível.

O GP Brasil de Motocross 2010 tem o patrocínio do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, Honda, Enersul, Banco Rural, Mormaii, Red Bull, Teka Group, Sidi, KTM e Rebootizer. Realização Bracco Internacional e YouthStream. Supervisão CBM, Federação de Motociclismo do Mato Grosso do Sul e Federação Internacional de Motociclismo.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly