Windham venceu o AMA Motocross em Steel City

Foto por GuyB | 05 de setembro de 2010 - 22:39

Após a décima etapa em Southwick no final de semana passado, quando o piloto americano Ryan Dungey conquistou o título antecipado na principal categoria, a 450, resta agora decidir o título da categoria 250s e também do WMX, que é o campeonato Americano de Motocross Feminino. E a disputa está cada vez mais acirrada e emocionante. Acompanhe como foi a décima primeira e  penúltima etapa da temporada, disputada neste sábado, 4 de setembro, em Steel City na Pensilvânia…

Categoria 450

Na largada da primeira bateria, como já não é mais novidade, Andrew Short da equipe oficial Red Bull/Honda fez o holeshot e saiu na frente. Quebrando o script das etapas anteriores, o recém coroado campeão Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar/Makita/Suzuki abandonou ainda na primeira volta com problemas na moto. Steel City é uma das pistas mais extensas da temporada. As voltas mais rápidas giravam em torno de 2 minutos e 30 segundos.

Windham venceu após nove vitórias consecutivas de Dungey

Windham venceu após nove vitórias consecutivas de Dungey

Na quinta volta, a liderança foi assumida pelo australiano Brett Metcalfe da equipe Geico Powersports/Honda, mas sua alegria não durou muito tempo. Na volta seguinte ele foi superado por Kevin Windham. Ao assumir a primeira posição, Windham se manteve nela até a bandeira quadriculada. Metcalfe garantiu a segunda posição. O neozelandês Ben Townley da equipe Troy Lee Designs/Lucas Oil/Honda foi o terceiro, com Short em quarto e Justin Brayton da equipe Muscle Milk/JGRMX/Toyota/Yamaha em quinto.

O polêmico Jason Lawrence não tem conseguido ficar nos Top 10

O polêmico Jason Lawrence não tem conseguido ficar nos Top 10

Na segunda bateria Short fez novamente o holeshot, mas desta vez Dungey e Windham o superaram ainda na primeira volta. Windham liderou até a quarta volta, quando foi superado por Dungey. O piloto da Suzuki desta vez não teve problemas em sua moto e conseguiu repetir o script das etapas anteriores, vencendo a bateria com tranquilidade. Windham por sua vez não se esforçou para recuperar a liderança, sabendo que o segundo lugar era o suficiente para lhe garantir a vitória no overall, já que Dungey havia abandonado a primeira bateria.

Tommy Hahn teve problemas na etapa de Steel City

Tommy Hahn teve problemas na etapa de Steel City

Metcalfe finalizou em terceiro, Brayton em quarto e Short em quinto. No overall, vitória de Windham, com Metcalfe em segundo e Brayton completando o pódio em terceiro. Short foi o quarto e Mike Alessi da equipe oficial KTM completou os cinco primeiros. No campeonato, com o título já decidido a favor de Dungey, a briga agora é pelo vice-campeonato. E Metcalfe roubou o segundo posto de Short por apenas cinco pontos de vantagem. Alessi é o quarto e Townley fecha os cinco primeiros.

Windham e Metcalfe conversam no pódio da categoria 450

Windham e Metcalfe conversam no pódio da categoria 450

Categoria 250

Na largada da primeira bateria o sul-africano Tyla Rattray da equipe Monster/Pro Circuit/Kawasaki fez o holeshot e saiu na frente, mas ainda na primeira volta foi superado por seu companheiro de equipe e líder do campeonato, o francês Christophe Pourcel. Único adversário de Pourcel na briga pelo título, Trey Canard da equipe Geico Powersports/Honda mostrou que está disposto a roubar a liderança do francês e ficar com o título.

Largada da categoria 250 com o trio da Pro Circuit na ponta

Largada da categoria 250 com o trio da Pro Circuit na ponta

Largando na terceira posição, na segunda volta ele despachou Rattray e na terceira o próprio Pourcel. Mas o piloto da Kawasaki mostrou também que não está disposto a se render facilmente. Ainda na terceira volta ele deu o troco em Canard e recuperou a liderança. A briga direta dos dois pela vitória dentro da pista estava finalmente acontecendo, para delírio dos fãs.

Canard venceu mais uma e quer estragar festa de Pourcel

Canard venceu mais uma e quer estragar festa de Pourcel

Pourcel permaneceu se defendendo bravamente dos ataques de Canard até os 20 minutos de prova, quando não resistiu e cedeu a liderança novamente.Vitória de Canard, com Pourcel em segundo e Rattray em terceiro. O jovem estreante Elic Tomac, companheiro de equipe de Canard, foi o quarto, e Nico Izzi da equipe Star Racing Yamaha o quinto.

Rattray conquistou um ótimo terceiro lugar em Steel City

Rattray conquistou um ótimo terceiro lugar em Steel City

Na segunda bateria foi a vez de outro piloto da equipe Monster/Pro Circuit/Kawasaki fazer o holeshot e sair na frente. O felizardo foi Dean Wilson. Canard largou em quarto e Pourcel em sétimo. Ambos vieram recuperando posições até encostarem nos líderes. Wilson liderou até a décima primeira volta, quando foi simultaneamente superado por Canard e Pourcel. Os dois repetiram o duelo da primeira bateria, travando uma batalha emocionante até a última volta.

Vitória apertadíssima de Canard, com Pourcel em segundo e Wilson em terceiro. Rattray foi o quarto e Tomac o quinto. No overall vitória de Canard, com Pourcel em segundo e Rattray completando o pódio em terceiro. Tomac foi o quarto e Broc Tickle da equipe Star Racing Yamaha completou os cinco primeiros.

Pourcel é o líder do AMA Motocross 250 2010

Pourcel é o líder do AMA Motocross 250 2010

No campeonato, Pourcel vai para a última etapa em Pala, na Califórnia, com apenas sete pontos de vantagem sobre Canard. O restante, já fora da disputa pelo título, brigará pelas demais posições. Rattray é o terceiro, Wilson o quarto e o jovem Justin Barcia, outro companheiro de equipe de Canard, fecha os cinco primeiros.

WMX Motocross

Novamente as protagonistas foram Jessica Patterson da Yamaha e Ashley Fiolek da Honda. E quem se deu bem novamente foi a líder do campeonato, Patterson, que faturou mais um overall ao fazer novamente o resultado inverso de Fiolek, vencendo a segunda bateria e finalizando em segunda na primeira.

Jessica é a líder do WMX e tem deixado Fiolek comendo poeira

Jessica é a líder do WMX e tem deixado Fiolek comendo poeira

Patterson levou vantagem no primeiro critério de desempate, onde pesa mais o resultado da segunda bateria. Para nós brasileiros esta etapa foi especial. Mariana Balbi, que compete de Yamaha, ficou com o último degrau do pódio ao finalizar em terceira na primeira bateria e quarta na segunda. Alexa Pearson, também da Yamaha, foi a quarta (7ª/3ª), e Sara Price da Kawasaki completou as cinco primeiras ao finalizar nesta mesma posição em ambas baterias.

A piloto Alexa Pearson chegou em quarto em Steel City

A piloto Alexa Pearson chegou em quarto em Steel City

No campeonato, Patterson vai para a última etapa com 22 pontos de vantagem sobre a atual campeã Fiolek. Tarah Gieger é a terceira, Vicki Golden a quarta e Sara Price fecha as cinco primeiras. Mariana Balbi ainda ocupa a sexta posição, mas graças ao excelente resultado desta etapa, esta apenas cinco pontos atrás de Price.

Resultado da décima primeira etapa do AMA MX na categoria 450
1. Kevin Windham 1-2 (Honda)
2. Brett Metcalfe 2-3 (Honda)
3. Justin Brayton 5-4 (Yamaha)
4. Andrew Short 4-5 (Honda)
5. Mike Alessi 7-7 (KTM)
6. Ryan Dungey 40-1 (Suzuki)
7. Nick Paluzzi 10-8 (Yamaha)
8. Kyle Chisholm 14-6 (Yamaha)
9. Robert Kiniry 9-11 (Suzuki)
10. Ben Townley 3-37 (Honda)
11. Nick Wey 13-10 (Kawasaki)
12. Ben Evans 12-12 (Kawasaki)
13. Ryan Sipes 6-19 (Yamaha)
14. Michael Byrne 8-18 (Yamaha)
15. Matt Goerke 18-9 (Yamaha)
16. Austin Howell 11-16 (Suzuki)
17. Sean Borkenhagen 19-14 (Kawasaki)
18. Steven Clarke 35-13 (Suzuki)
19. Jason Lawrence 28-15 (Yamaha)
20. Lowell Spangler 16-20 (Kawasaki)
21. Dan Reardon 15-34 (Yamaha)
22. Weston Peick 21-17 (Yamaha)
23. Billy Mackenzie 17-36 (Kawasaki)
24. Shane Sewell 20-30 (Yamaha)
25. Tony Gallo 23-21 (Honda)
26. Joshua Clark 22-23 (Honda)
27. Adam Chatfield 25-22 (Kawasaki)
28. Derek Anderson 24-26 (Kawasaki)
29. Ronnie Stewart 26-25 (Suzuki)
30. Cameron Stone 29-27 (Kawasaki)
31. Ryan Mills 33-24 (Honda)
32. Jacob Morrison 30-28 (Honda)
33. Jerry Lorenz 32-29 (Kawasaki)
34. Dustin Pipes 27-35 (Suzuki)
35. Johnny Moore 31-33 (Honda)
36. Travis Sewell 37-31 (Yamaha)
37. Jeff Alessi 38-32 (Yamaha)
38. Ben LaMay 34-40 (Yamaha)
39. Tommy Hahn 36-39 (Suzuki)
40. Kyle Regal 39-38 (Honda)

Classificação da categoria 450 após onze etapas
1. Ryan Dungey – 493 pontos (9 vitórias)
2. Brett Metcalfe – 356
3. Andrew Short – 351
4. Mike Alessi – 301
5. Ben Townley – 291
6. Josh Grant – 260
7. Kyle Chisholm – 238
8. Ryan Sipes – 211
9. Chad Reed – 204 (1 vitória)
10. Kyle Regal – 201
11. Nick Wey – 201
12. Tommy Hahn – 193
13. Justin Brayton – 177
14. Kevin Windham – 153 (1 vitória)
15. Dan Reardon – 134 pontos

Resultado da décima primeira etapa do AMA MX na categoria 250
1. Trey Canard 1-1 (Honda)
2. Christophe Pourcel 2-2 (Kawasaki)
3. Tyla Rattray 3-4 (Kawasaki)
4. Eli Tomac 4-5 (Honda)
5. Broc Tickle 7-8 (Yamaha)
6. Justin Barcia 10-8 (Yamaha)
7. Blake Wharton 9-7 (Honda)
8. Wil Hahn 5-11 (Honda)
9. Dean Wilson 17-3 (Kawasaki)
10. Darryn Durham 8-10 (Honda)
11. Martin Davalos 15–9 (Yamaha)
12. Gareth Swanepoel 13-12 (Yamaha)
13. Alex Martin 12-13 (Honda)
14. Cole Seely 11-15 (Honda)
15. Nico Izzi 6-36 (Yamaha)
16. Tommy Weeck 14-14 (Yamaha)
17. Les Smith 36-16 (Honda)
18. Tevin Tapia 19-18 (KTM)
19. Shawn Rife 18-19 (Kawasaki)
20. Shane Durham 16-24 (Honda)
21. Michael Willard 21-17 (Honda)
22. Ryan Zimmer 27-20 (KTM)
23. Steve Roman 20-28 (Yamaha)
24. Willy Browning 23-22 (KTM)
25. James DeCotis 25-23 (Honda)
26. Taylor Futrell 28-21 (Honda)
27. Cody Robbins 24-27 (Kawasaki)
28. Jason Brooks 2-26 (Kawasaki)
29. Jeff Gibson 22-32 (Honda)
30. Nicholas Meyers 31-25 (Honda)
31. Kyle Gills 29-31 (Yamaha)
32. Tony Archer 30-33 (Suzuki)
33. Preston Mull 34-30 (Honda)
34. Dylan Slusser 32-35 (Honda)
35. Sean Lipanovich 40-29 (Honda)
36. Christopher Johnson 33-37 (Suzuki)
37. Phil Nicoletti 37-34 (KTM)
38. Drew Yenerich 35-40 (Yamaha)
39. Killy Rusk 38-38 (KTM)
40. Ian Trettel 39-39 (Suzuki)

Classificação da categoria 250 após onze etapas
1. Christophe Pourcel – 443 pontos (2 vitórias)
2. Trey Canard – 436 (5 vitórias)
3. Tyla Rattray – 402 (2 vitórias)
4. Dean Wilson – 387 (1 vitória)
5. Justin Barcia – 317
6. Eli Tomac – 296 (1 vitória)
7. Blake Wharton – 285
8. Broc Tickle – 259
9. Martin Davalos – 229
10. Jake Weimer – 195
11. Wil Hahn – 185
12. Cole Seely – 131
13. Darryn Durham – 126
14. Tommy Searle – 116
15. Nico Izzi – 105 pontos

Resultado da sétima etapa do AMA MX na categoria WMX
1. Jessica Patterson 2-1 (Yamaha)
2. Ashley Fiolek 1-2 (Honda)
3. Mariana Balbi 3-4 (Yamaha)
4. Alexa Pearson 7-3 (Yamaha)
5. Sara Price 5-5 (Kawasaki)
6. Tarah Gieger 4-7 (Honda)
7. Vicki Golden 9-6 (Yamaha)
8. Sherri Cruse 6-9 (Suzuki)
9. Jacqueline Strong 8-10 (Yamaha)
10. Sarah Whitmore 11-11 (KTM)
11. Tatum Sik 17-8 (Yamaha)
12. Lindsey Palmer 13-12 (Honda)
13. Eric Cook 12-13 (Yamaha)
14. Elizabeth Bash 10-17 (Honda)
15. Penni Cyrus 14-14 (Kawasaki)
16. Nicole Madsen 15-15 (Yamaha)
17. Ashley Boham 30-16 (Kawasaki)
18. Jackie Ives 18-19 (Yamaha)
19. Allison Vrba 16-21 (Yamaha)
20. Sade Allender 24-18 (Kawasaki)

Classificação do WMX Motocross após sete etapas
1. Jessica Patterson – 335 pontos
2. Ashley Fiolek – 313
3. Tarah Gieger – 261
4. Vicki Golden – 217
5. Sara Price – 212
6. Mariana Balbi – 207
7. Sarah Whitmore – 178
8. Alexa Pearson – 172
9. Tatum Sik – 152
10. Jacqueline Strong – 136
11. Erica Cook – 130
12. Penni Cyrus – 88
13. Lindsey Palmer – 81
14. Elizabeth Bash – 65
15. Nicole Madsen – 58 pontos

Etapa restante do AMA Motocross 2010
12ª Etapa – 11 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as etapas anteriores do AMA Motocross 2010

10ª Etapa – 28 de agosto – Southwick / Massassuchets
9ª Etapa – 14 de agosto – Unadilla / New York
8ª Etapa – 24 de julho – Washougal / Washington
7ª Etapa – 17 de julho – Spring Creek / Minesotta
6ª Etapa – 3 de julho – Red Bud / Michigan
5ª Etapa – 26 de junho – Thunder Valley / Colorado
4ª Etapa – 19 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 12 de junho – High Point / Pensilvânia
2º Etapa – 5 de junho – Freestone / Texas
1ª Etapa – 22 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly