Público recorde no Rondoniense de MX em Machadinho

Foto por Chico Limeira | 07 de setembro de 2010 - 10:46

Em uma etapas com o maior público já registrado em corridas do Rondoniense de Motocross nas últimas temporadas, no último domingo, 5 de setembro, a cidade de Machadinho do Oeste foi palco da 5ª etapa do Campeonato Rondoniense de Motocross 2010. O piloto Hugo Amaral # 57 (Mastter Moto), de Porto Velho, venceu a prova com Marco Túlio # 1 (Rondomotos/Banco BMG/Alicante Veículo/Post), de Ariquemes, chegando em segundo e Cesar Zamboni # 981 (Mastter Moto/MCR Prefeitura de Juina), que não pontuou na primeira bateria chegando em sexto.

A prova marcou ainda o retorno as pistas do piloto rolimourense Cândido Chagas # 93 (Sicoob/Menzelub/Canapus Motos/Farol), que recuperado da fratura na perna, mostrou excelente performance, garantindo a terceira colocação na MX2. Lucas Belém # 444, de Vilhena – 65, Diego Henning # 191 (Mastter Moto/Alfa Casa/Dex Informática), de Porto Velho – 85, Hérico Flores # 706 (Ricardo Flores/Agropecuária Campo Verde/Faz.F), de Alta Floresta – MX Estreantes, Evandro Bucioli # 27 (Menzelub/Saara Combustível/Capacetes Mixs), de Rolim de Moura – MX3 e Diego Ferrari # 961 (Decar Auto Peças/Kinutri) de Espigão do Oeste – Força Livre Nacional foram os outros vencedores do dia.

Já nos treinos ocorridos na tarde de sábado, na reformulada pista do motódromo Jair Roberto Siconi, os pilotos buscavam acertar o traçado, com manobras que levantava o público, que já lotavam as arquibancadas. A prefeitura de Machadinho em parceria com o grupo Rondomotos, promotores local do evento, deram total cobertura e apoio para que a Federação de Motociclismo de Rondônia FMR pudesse realizar uma prova de elevado nível.

Toda uma estrutura foi montada para receber um grande número de pilotos e a presença de um público estimado em mais de 10 mil pessoas prestigiando a 5ª Etapa do Estadual de MX. Durante o show, o locutor Itamar Dalosto, narrador oficial dos eventos d FMR buscou transmitir ao toda emoção de uma das corridas mais fortes da temporada.

Belém manteve a invencibilidade na 65
Reunindo total de nove motos na categoria mirim, com pequenos pilotos na faixa dos 6 aos 10 anos, a categoria 65cc foi bastante prestigiada pelo público, incentivando e se emocionando com a apresentação daqueles que representam o futuro da modalidade. O vilhenense Lucas Belém, líder absoluto da categoria, largou mesmo largando atrás de Matheus Zilli # 17, também de Vilhena, passou a frente logo nos primeiras voltas e manteve a ponta para vencer mais uma e ficar com o bicampeonato praticamente garantido com três provas de antecedência.

Belém é o pilotinho destaque da categoria 65 em Rondônia

Belém é o pilotinho destaque da categoria 65 em Rondônia

Zilli teve problema com sua moto e teve de abandonar antes do final, não pontuando na prova. Mateus Euclides # 71 (Elisangela Carvalho/Vivitur/Ciclo Cairu), de Porto Velho chegou em segundo, com Igor Vasconcelos # 172 (Cabelo Eletro/Auto Elétrico do Índio), de Buritis em terceiro, Leandro Silva # 171 (Carlos da Silva Ribeiro), de Buritis em quarto e Leandro Kunrath # 70, de Ariquemes completando o pódio.

Henning manteve ritmo para vencer mais uma na 85
Na disputa da categoria 85cc, a briga foi uma pouco mais acirrada, onde o líder Diego Henning # 191 foi sempre seguido de perto por Gabriel Caiam # 99 (Rondomotos/Batisti & Batisti/Posto Ferra), de Jaru. Após ficar fora da última etapa em Alta Floresta, Eduardo Alecrim # 7 (Galegos/Motocross), de Porto Velho marcou sua volta, com um ritmo bastante forte e garantindo a terceira posição.

Henning é o líder do Rondoniense de MX na categoria 85

Henning é o líder do Rondoniense de MX na categoria 85

A prova marcou ainda a estreia de Lucas Belém # 981, pilotando sua nova máquina de 85cc. Apesar dos 10 anos, Luquinhas mostrou que tem pulso firme para comandar sua moto e andar num ritmo bem próximos dos três primeiros colocados da categoria. Com mais uma vitória, Diego Henning  foi outro a ficar muito próximo de garantir o título da temporada por antecipação.

Hérico venceu duelo da MX Estreante na volta do Banana
Voltando as pistas após dois anos afastado, devido grave acidente sofrido numa prova internacional, o piloto Douglas Amaral ‘Banana’ # 149 (Bizarelo), de Porto Velho marcou duelo acirrado com o aguerrido Hérico Flores # 706, de Alta Floresta. Hérico largou bem e garantiu a ponta, com Arthur Gabriel # 717 (Lojas Graúna/Honda Moto Peças), de Ouro Preto do Oeste em segundo lugar.

Já na metade da prova Douglas ‘Banana’ encostou e assumiu a segunda posição, passando a pressionar Hérico pela ponta da fila, mas a falta de ritmo foi prejudicial.Hèrico venceu mais uma e isolou-se na liderança da categoria. Douglas Amaral comemorou bastante o retorna com a segunda colocação, enquanto Arthur Gabriel em terceiro, Nidval Amaral # 10 (Kart Indoor/Rical/Arroz Primavera), de Ji-Paraná em quarto e Itamar Tadeu # 77 (ITF/Multimarcas), de Cacoal chegando em quinto.

Moto de Vitim falhou e Ferrari venceu na Força Livre
Na disputa da categoria Força Livre Nacional, a disputa foi bastante emocionante, com o líder Victor Carlos # 4 (MegaBom/Ciclo Cairu/Horse Power), de Cacoal travando duelo acirrado com Diego Ferrari # 961 e Jackson Bernardino # 22 (Coyotes Motos/Vol. Diesel), de Vilhena. Logo na primeira bateria, Diego Ferrari largou na ponta com Vitim forçando o ritmo e assumindo a liderança logo nas primeiras voltas. Contudo na metade da corrida, a moto de Vitim apaga e Ferrari volta a frente mantendo-se até a bandeirada final.

Quem se deu bem na Força Livre Nacional foi Diego Ferrari

Quem se deu bem na Força Livre Nacional foi Diego Ferrari

Na segunda bateria, novamente Diego Farrari larga na frente, mas Vitim rouba a posição e garante a vitória, com Ferari em segundo, Jackson em terceiro, Eli Júnior em quanto e Robson Rocha # 9 (Rondomotos), de Machadinho na quinta posição. João Robert Chagas # 39 (Chagas Madeiras/Farmácia Brasil Dr.AM), de Santa Luzia, correndo com uma Tornado, caiu na primeira bateria e não coneguiu melhor o desempenho na bateria seguinte, terminando em oitavo e se distanciando mais da liderança do campeonato.

Bucioli venceu etapa na categoria MX3
Correndo junto com a MX2, os 12 pilotos acima dos 35 anos, formando a categoria MX3, travaram duelo bastante acirrado, onde Evandro Bucioli # 27, de Rolim de Moura levou a melhor, sendo o mais rápido de sua categoria na soma das duas baterias. Jean Carlos # 81 (Galegos Motos/Mastter Moto), de Porto Velho, que foi melhor na primeira bateria, não repetir a boa performance na segundo, mas garantiu ainda o segundo lugar, com Aparício Paixão # 723 (Mastter Moto), Porto Velho em terceiro, Elias Marinho # 959 (Champion Motos/Ciclo Cairu) em quatro e Douglas Amaral # 194 em quinto lugar.

Bucioli foi o vencedor da MX3 em Machadinho

Bucioli foi o vencedor da MX3 em Machadinho

Amaral caiu mas ainda venceu a prova na MX2
Na disputa da categoria MX2, a elite do Motocross de Rondônia, o público de Machadinho do Oeste presenciou mais um pega acirrado entre os principais pilotos do MX estadual. Apesar de uma pista preparada com muitos obstáculos, considerada de difícil grau para um piloto com a clavícula ainda fora do lugar, o aguerrido Hugo Amaral # 57 buscou superação andando em ritmo bastante forte para vencer a primeira bateria após largar em segundo, passar Marco Túlio # 1. Cesar Zamboni # 981 largou em terceiro e quando chegou para ganhar posição de Marco Túlio, uma pane em sua moto o tirou da corrida.

Amaral superou os adversários e venceu a categoria MX2

Amaral superou os adversários e venceu a categoria MX2

Na segunda bateria, os dois pilotos mantiveram o mesmo ritmo, porem com Zamboni abrindo vantagem na frente e deixando a briga para trás entre com Marco Túlio e Hugo Amaral. O piloto da Rondomotos de Ariquemes largou a frente, mas perdendo posição para o adversário da Mastter Motos de Porto Velho logo no início. Contudo Hugo erra na curva e Túlio passa á frente novamente. Na volta seguinte Hugo encosta outra vez e quando vai ganhar a dianteira, cai e perde alguns preciosos segundos. O piloto ainda chega a se aproximar do adversário, mas não consegue passar a frente. Zamboni vence a segunda bateria, com Marco Túlio em segundo e Hugo Amaral em terceiro.

Amaral foi o vencedor da principal categoria do Rondoniense

Amaral foi o vencedor da principal categoria do Rondoniense

O resultado que mexeu novamente na tabela de classificação do Estadual, com Marco Túlio reassumindo a liderança, mas com apenas quatro pontos de vantagem sobre o vice líder Hugo Amaral. Cesar Zamboni que até então liderava o campeonato, como não pontuou na primeira bateria, liderou de ponta a ponta e venceu a segunda, ficando na oitava colocação, somando um total de 25 pontos na prova contra 45 d Hugo e 44 de Marco Túlio. Na classificação geral do campeonato, Marco Túlio agora lidera com um total de 222 pontos contra 218 de Hugo Amaral e 208 de Cesar Zamboni, que ficou com 14 pontos atrás do líder faltando três provas para o final da temporada.

Para o presidente da FMR, Reinaldo Selhorst, a cada prova a disputa pelo título das principais categorias ficam mais emocionantes. Se na Força Livre/Nacional, Victor Carlos, João Chagas e Diego Ferrari travam luta ponto a ponto pela liderança, na MX2, a disputa é ainda mais apertada, com um novo líder a cada prova. “Mesmo ainda não recuperado e em pista adversa as suas condições, Hugo Amaral levou a melhor sobre o líder Marco Túlio, enquanto Cesar Zamboni foi traído pelo motor de sua máquina, mas continua forte na disputa pelo título, que se mantém totalmente em aberto”, frisou o presidente, lembrando ainda que a volta de Cândido Chagas coloca um quarto ainda piloto brigando no pelotão da frente.

Presidente Reinaldo agradeceu o apoio ao campeonato

Presidente Reinaldo agradeceu o apoio ao campeonato

Reinaldo enalteceu o empenho do prefeito Mario Alves (PV) e do vice Eder ‘Cuíca’, que não mediram esforças em promover uma grande festa, com estrutura das melhores do Estadual de Motocross. O presidente da federação adiantou que para 2011, a entidade já mantém em seu calendário uma etapa do Estadual para a cidade, em data que novamente coincidindo com o tradicional Festival Garota Cachoeira de Machadinho do Oeste.

Para a realização da 5ª etapa do Rondoniense de Motocross 2010, a FMR contou com a parceria da Prefeitura de Machadinho do Oeste, grupo Rondomotos, apoio Honda do Brasil, Ministérios dos Esportes, Petrobras, Eletrobras, Senador Acir Gurgacz, MegaBom Sorvetes, Ciclo Cairu, Lind’àgua, Castilho Estruturas Metálicas, Menzelub e Cairu Transportes.

Resultados da quinta etapa do Rondoniense de Motocross 2010

Categoria 65
1º # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2º # 17 – Mateus Euclides – Porto Velho
3º # 172 – Igor Vasconcelos – Buritis
4º # 171 – Leandro da Silva – Buritis
5º # 70 – Leandro Kunrath – Ariquemes

Categoria 85
1º # 191 – Diego Henning – Porto Velho
2º # 99 – Gabriel Caiam – Jaru
3º # 7 – Eduardo Alecrim – Porto Velho
4º #  981 – Lucas Belém – Vilhena
5º # 17 – Mateus Zill – Vilhena

Categoria MX Estreante
1º # 706 – Hérico Flores – Alta Floresta
2º #  149 – Gouglas Amaral – Porto Velho
3º # 717 – Artur  Gabriel – Ouro Peto do Oeste
4º #  10 – Nidval Amaral  – Ji-Paraná
5º # 77 – Itamar Tadeu – Cacoal

Categoria Força Livre Nacional
1º # 961 – Diego Ferrari – Espigão do Oeste
2° # 22 – Jackson Bernardino – Vilhena
3º # 171 – Eli Júnior – Buritis
4º # 4 – Victor Carlos – Cacoal
5º # Talles Rodrigues – Ariquemes

Categoria MX3
1º # 27 – Evandro Bucioli – Rolim de Moura
2º # 81 – Jean Carlos – Porto Velho
3º # 723 – Aparício Paixão – Porto Velho
4º # 959 – Elias Marinho – Porto Velho
5º # 149 – Douglas Amaral – Porto Velho

Categoria MX2
1º # 57 – Hugo Amaral – Porto Velho
2º # 1 – Marco Túlio – Ariquemes
3º # 93 – Cândido Chagas – Rolim de Moura
4º # 103 – Alberto ‘Brizola’ Maschio – Pimenta Bueno
5º # 191 – Diego Henning  – Porto Velho

Confira como foram as etapas anteriores do Rondoniense de MX 2010

4ª Etapa – 15 de agosto – Alta Floresta
3ª Etapa – 25 de julho – São Miguel
2ª Etapa – 13 de junho – Buritis
1ª Etapa – 30 de maio – Porto Velho

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly