Mundial de Enduro FIM 2010 já tem um campeão

Foto por Jonty Edmunds | 10 de setembro de 2010 - 11:42

Pelo segundo fim de semana consecutivo, as feras do Campeonato Mundial de Enduro entraram em ação para a disputa de mais duas etapas da temporada 2010. E o primeiro campeão mundial foi conhecido nesta etapa, disputada pela primeira vez na história do campeonato em terras turcas.

Mas os pilotos não tiveram tempo para admirar as lindas paisagens na bela cidade turca de Fethiye, no sul do país. Seguindo o exemplo da etapa grega, eles tiveram que se aclimatar as temperaturas escaldantes e se familiarizar com o terreno local, travado e repleto de pedras lisas e escorregadias, sendo que as sessões de velocidade foram raras.

Visual do local da etapa do GP da Turquia do Mundial de Enduro

Visual do local da etapa do GP da Turquia do Mundial de Enduro

Confira agora como foi a sétima rodada, com a 13ª e 14ª etapas do Campeonato Mundial de Enduro 2010, disputadas neste final de semana, 4 e 5 de setembro em Fethiye, na Turquia.

Primeiro dia

Líder da categoria Enduro 1, o francês Antoine Meo da equipe Husqvarna abriu a primeira volta no sábado, mas não estava forma. Enfrentando dificuldades por causa de uma lesão no nariz, ele optou por não correr riscos e garantiu um cauteloso quinto lugar. Seu conterrâneo Johnny Aubert da equipe oficial KTM cometeu erros no início do Extreme Teste, mas foi melhor no restante do dia e garantiu a vitória. O espanhol Cristobal Guerrero da Yamaha garantiu o segundo lugar. Companheiro de equipe de Aubert, o finlandês Eero Remes finalizou na terceira posição. Julien Gauthier da equipe HM Honda, outro francês, foi o quarto.

Na categoria Enduro 2, ao contrário das etapas anteriores, o espanhol Ivan Cervantes da equipe oficial KTM não cometeu erros e ao final do dia foi premiado com uma vantagem de 4,6 segundos sobre o líder do campeonato, o finlandês Mika Ahola da equipe HM Honda. Companheiro de Cervantes na KTM, o italiano Thomas Oldrati se redimiu dos erros cometidos na Grécia com um excelente terceiro lugar. Depois de fraturar o fêmur e se privar do início da temporada, o francês Marc Bourgeois da Husqvarna voltou à cena em uma prova internacional em grande estilo, finalizando na quarta posição. O quinto lugar ficou com o italiano Oscar Balletti da equipe HM Honda.

Na categoria Enduro 3 a situação ficou ainda mais clara. O britânico David Knight da equipe Farioli KTM deu mais um passo rumo ao título mundial, que ele iria confirmar no domingo. Principal adversário da Knight na briga pelo título até o momento, o francês Christophe Nambotin da equipe Gas Gas encerrou a corrida de sábado precocemente. Desmotivado depois de quebrar a suspensão de sua moto na Grécia, ele sofreu um problema mecânico novamente. Para piorar caiu do segundo para o quarto lugar na classificação do campeonato. A vitória ficou com o seu conterrâneo Sebastien Guillaume da Husqvarna, 1,07 segundos à frente de Knight.

Guillaume foi o vencedor do primeiro dia na categoria Enduro 3

Guillaume foi o vencedor do primeiro dia na categoria Enduro 3

No entanto, Guillaume quase colocou tudo a perder na última sessão cronometrada, onde apesar de uma confortável vantagem, sofreu um tombo e perdeu 20 segundos. O espanhol Oriol Mena da Husaberg, campeão mundial da categoria Júnior em 2009, conquistou seu primeiro pódio em uma categoria profissional, finalizando em terceiro. Ainda sentindo o dedo lesionado, o italiano Simone Albergoni da equipe oficial KTM finalizou em quarto. A quinta posição ficou com o polonês Bartosz Oblucki da Husqvarna.

Segundo dia

No domingo, o suspense acabou em duas categorias. Vencer a segunda etapa do GP da Turquia significou para o britânico David Knight conquistar de forma antecipada o terceiro título mundial de sua carreira na categoria Enduro 3. “É uma sensação incrível ganhar este título antes do final do campeonato. Diverti-me hoje na minha moto, mesmo que a situação fosse estressante. Eu senti que o perigo estava em todo lugar, por isso fiquei muito focado. Aqui em particular era muito fácil cometer um erro. Minha mãe veio para a Turquia apoiar-me, é muito comovente”, comentou Knight.

“Quero também saudar o trabalho da minha equipe. Depois da minha temporada ruim em 2009, muitas pessoas criticaram-me, mas eu nunca parei de acreditar em mim mesmo. Outras pessoas também acreditavam e agora elas estão aqui ao meu redor. Fico feliz que elas possam compartilhar minha felicidade”, completou David Knight.

A batalha pelo segundo lugar entre os franceses Sebastien Guillaume e Christophe Nambotin também foi interessante. Fisicamente melhor depois de abandonar no sábado, Nambotin se saiu melhor, com 6,67 segundos de vantagem, deixando Guillaume em terceiro. Simone Albergoni finalizou em quarto e seu conterrâneo Alessandro Botturi da Husaberg em quinto.

Na categoria Enduro 1, nada a vontade no terreno da Turquia, o líder do campeonato Antoine Meo caiu no Extreme Teste e perdeu muito tempo, finalizando em quarto lugar, graças a um desempenho mais lento do companheiro de equipe, o finlandês Matti Seistola, que finalizou em quinto, perdendo mais pontos preciosos. Indo para a última etapa com uma vantagem de 11 pontos na liderança, Antoine Meo deverá ser cuidadoso, já que o vencedor do dia e vice-líder da tabela, o finlandês Eero Remes da KTM, vai para a última etapa buscando aproveitar os erros do piloto da Husqvarna. Mas o francês já prometeu que não irá falhar. Aliás a Enduro 1 foi a categoria mais disputada. 17,73 segundos atrás do líder, Johnny Aubert da equipe oficial KTM, outro francês teve que sem contentar com  o segundo lugar. Cristobal Guerrero finalizou na terceira posição.

Aubert foi o vencedor do GP da Turquia na categoria E1

Aubert foi o vencedor do GP da Turquia na categoria E1

Na categoria Enduro 2, a vitória de Ivan Cervantes reduziu significativamente sua diferença total que o separa do líder do campeonato, Mika Ahola, da equipe HM Honda. Faz o finlandês fez uma prova sem correr riscos, garantindo o terceiro lugar, mesmo com um tombo no Cross Teste na parte da manhã. O italiano Thomas Oldrati, companheiro de Cervantes na KTM fez uma boa corrida, vencendo a disputa pelo segundo lugar contra o francês Pierre Alexandre Renet, que parecia em desacordo com o terreno turco e acabou finalizando em quinto. A quarta posição ficou com o italiano Oscar Balletti, companheiro de equipe de Ahola.

Mika Ahola é o líder do Mundial na categoria Enduro 2

Mika Ahola é o líder do Mundial na categoria Enduro 2

Resultado categoria Enduro 1 – Primeiro dia
1, Johnny Aubert
2, Cristobal Guerrero
3, Eero Remes
4. Julien Gauthier
5, Antoine Meo

Resultado categoria Enduro 1 – Segundo dia
1, Eero Remes
2, Johnny Aubert
3, Cristobal Guerrero
4, Antoine Meo
5, Matti Seistola

Classificação categoria Enduro 1 após quatorze etapas
1, Antoine Meo – 287 pontos
2, Eero Remes – 276
3, Johnny Aubert – 267
4, Cristobal Guerrero – 225
5, Matti Seistola – 214 pontos

Resultado categoria Enduro 2– Primeiro dia
1, Mika Ahola
2, Ivan Cervantes
3, Thomas Oldrati
4, Marc Bourgeois
5, Oscar Balletti

Resultado categoria Enduro 2– Segundo dia
1, Ivan Cervantes
2, Thomas Oldrati
3, Mika Ahola
4, Oscar Balletti
5, Pierre Alexandre Renet

Classificação categoria Enduro 2 após quatorze etapas
1, Mika Ahola – 333 pontos
2, Ivan Cervantes – 305
3, Thomas Oldrati – 249
4, Pierre Alexandre Renet – 239
5, Joakim Ljunggren – 201 pontos

Resultado categoria Enduro 3 – Primeiro dia
1, Sébastien Guillaume
2, David Knight
3, Oriol Mena
4, Simone Albergoni
5, Bartosz Oblucki

Resultado categoria Enduro 3 – Segundo dia
1, David Knight
2, Christophe Nambotin
3, Sébastien Guillaume
4, Simone Albergoni
5, Alessandro Botturi

Classificação categoria Enduro 3 após quatorze etapas
1, David Knight – 328 pontos
2, Simone Albergoni – 264
3, Sébastien Guillaume – 263
4, Christophe Nambotin – 251
5, Marcus Kehr – 213 pontos

Confira como foram as etapas anteriores do Mundial de Enduro FIM 2010

11ª/12ª Etapas – 28 e 29 de agosto – Grécia
9ª/10ª Etapas – 19 e 20 de junho – Eslováquia
7ª/8ª Etapas – 12 e 13 de junho – Polônia
5ª/6ª Etapas – 22 e 23 de maio – Itália

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly