Suzuki dominou a final do Mundial de MX na Itália

Foto por Divulgação | 12 de setembro de 2010 - 23:50

O final de semana foi movimentado em termos de etapas finais de grandes campeonatos, e além da etapa final do AMA Motocross, rolou também à última etapa do Mundial de Motocross MX1/MX2 2010, com a realização do GP de Fermo, na Itália.

Com o título já decidido a favor do italiano Antônio Cairoli na categoria MX1, e do francês Marvin Musquin na MX2, ambos pilotos oficiais da RedBull/KTM, faltava decidir as demais posições nas duas categorias. Confira agora como foi a décima quinta etapa do Mundial de Motocross MX1/MX2, disputada neste domingo, 12 de setembro na Itália…

Visual do circuito de Fermo na Itália

Visual do circuito de Fermo na Itália

Categoria MX1

O campeão Cairoli caiu na metade da primeira volta na primeira bateria e abandonou a corrida, sendo levado direto para o Hospital, devido a um machucado no pé. Ele voltou ao local da corrida mancando um pouco e com o tornozelo bastante dolorido, apenas para assistir a segunda bateria. Com Cairoli fora, os belgas da equipe Teka/Rockstar/Suzuki dominaram a etapa, com Steve Ramon e Clement Desalle dividindo as vitórias.

Steve Ramon fechou a temporada com um segundo lugar

Steve Ramon fechou a temporada com um segundo lugar

Desalle venceu e a Suzuki fez a dobradinha na Itália

Desalle venceu e a Suzuki fez a dobradinha na Itália

Na segunda bateria Ramon foi o quarto. Já Desalle foi o quarto na primeira bateria. Ambos terminaram empatados no overall, mas Desalle ficou com a vitória graças ao melhor desempenho na segunda bateria. O francês Sebastien Pourcel da Kawasaki completou o pódio em terceiro (3º/2º), com seu conterrâneo Xavier Boog, também da Kawasaki, em quarto (2º/5º).

Philippaerts encerrou a temporada 2010 em terceiro na MX1

Philippaerts encerrou a temporada 2010 em terceiro na MX1

Sebastien Pourcel terminou o GP da Itália na terceria posição

Sebastien Pourcel terminou o GP da Itália na terceira posição

O alemão Max Nagl da equipe oficial RedBull/KTM completou os cinco primeiros (6º/3º). No campeonato, com o título já decidido a favor de Cairoli, Desalle garantiu o vice-campeonato, com o italiano David Phillippaerts da equipe Monster Energy/Yamaha em terceiro. Nagl finalizou em quarto e Ramon fechou os cinco primeiros.

Categoria MX2

Na MX2, novamente o domínio foi da equipe Teka/Rockstar/Suzuki, desta vez com o alemão Ken Roczen, que dominou as duas baterias. Na primeira, o campeão Musquin saiu na frente, mas foi superado logo cedo por Roczen, que venceu a corrida. Musquin garantiu a segunda posição.

Ken Roczen se despediu da Suzuki com vitória

Ken Roczen se despediu da Suzuki com vitória

Na segunda bateria Musquin novamente largou em primeiro e desta vez fez Roczen suar um pouco mais para conseguir superá-lo. Quando isso aconteceu, Musquin também abandonou a bateria, possivelmente por causa de um ombro dolorido. Gautier Paulin da equipe Monster Energy/Yamaha, outro francês, finalizou o overall em segundo (4º/3º), com seu conterrâneo Arnaud Tônus da Suzuki completando o pódio em terceiro (5º/4º).

Paulin ficou em segundo lugar no GP da Itália

Paulin ficou em segundo lugar no GP da Itália

Roczen se despediu da Suzuki com vitória

Seguindo com a legião de franceses, Steven Frossard da Kawasaki foi o quarto (11º/2º) e o belga Joel Roelants completou os cinco primeiros (6º/6º). No campeonato, como todos já sabem, o título já estava decidido a favor de Musquin. e Roczen que já havia garantido o vice-campeonato na penúltima etapa, se despediu da Suzuki com uma dupla vitória.

O jovem alemão está de malas prontas para a KTM, equipe na qual em 2011 irá disputar o Mundial de Motocross MX2, sendo companheiro de equipe de Jeffrey Herlings, já que o bicampeão Marvin Musquin vai disputar o AMA Supercross Lites e AMA Motocross 250 pela KTM dos Estados Unidos.

Completando os cinco primeiros no campeonato, o francês Steven Frossard ficou em terceiro, o norte-americano Zach Osborne da Yamaha em quarto, com o belga Joel Roelants fechando os cinco primeiros da temporada 2010.

Balbi fechou entre os 20 no GP da Itália

O piloto mineiro Jorge Balbi Jr., representou a 2B Duracell Racing e o Brasil na última etapa do Mundial de Motocross, usando a prova como preparação para o Motocross das Nações, evento que será disputado nos dias 25 e 26 de setembro no circuito Thunder Valley,  em Lakewood, no Estado do Colorado, nos Estados Unidos.

Balbi, que correu pela equipe Bud Racing/Kawasaki, finalizou a primeira bateria em 20º lugar, e a segunda bateria em 13º, fechando o GP da Itália na 16ª colocação, somando mais nove pontos na categoria MX1. Com somente três participações (Estados Unidos/Brasil/Itália) nas 15 etapas do campeonato, Balbi fechou a temporada 2010 do Mundial de Motocross MX1 na 27ª colocação com 31 pontos conquistados.

Cairoli e Musquin receberam homenagem da Akrapovic pelos títulos

Cairoli e Musquin receberam homenagem da Akrapovic pelos títulos

Resultado da décima quinta etapa na categoria MX1
1. Clement Desalle – 43 pontos
2. Steve Ramon – 43
3. Sebastien Pourcel – 42
4. Xavier Boog – 38
5. Max Nagl – 35
6. David Philippaerts – 29
7. Josh Coppins – 25
8. Rui Gonçalves – 25
9. Davide Guarneri – 23
10. Gregory Aranda – 21 pontos

Classificação da categoria MX1 após quinze etapas
1. Antonio Cairoli – 625 pontos (Campeão)
2. Clement Desalle – 535 (Vice campeão)
3. David Philippaerts – 502
4. Max Nagl – 498
5. Steve Ramon – 491
6. Tanel Leok – 346
7. Xavier Boog – 337
8. Ken De Dycker – 331
9. Davide Guarneri – 290
10. Evgeny Bobryshev – 270 pontos

Resultado da décima quinta etapa na categoria MX2
1. Ken Roczen – 50 pontos
2. Gautier Paulin – 38
3. Arnaud Tonus – 34
4. Steven Frossard – 32
5. Joel Roelands – 30
6. Zach Osborne – 29
7. Michael Leib – 28
8. Jake Nicholls – 24
9. Christophe Charlier – 23
10. Marvin Musquin – 22 pontos

Classificação da categoria MX2 após quinze etapas
1. Marvin Musquin – 635 pontos (Campeão)
2. Ken Roczen – 574 (Vice campeão)
3. Steven Frossard – 478
4. Zach Osborne – 397
5. Joel Roelants – 396
6. Jeffrey Herlings – 391
7. Arnaud Tonus – 390
8. Shaun Simpson – 367
9. Jeremy van Horebeek – 365
10. Gautier Paulin – 336 pontos

Confira como foram as etapas anteriores do Mundial MX1/MX2 2010

14ª Etapa – 5 de setembro – Lierop / Holanda
13ª Etapa – 22  de agosto – Campo Grande / Brasil
12ª Etapa – 8 de agosto – Loket / República Tcheca
11ª Etapa – 1º de agosto – Lommel / Bélgica
10ª Etapa – 4 de julho – Uddevalla / Suécia
9ª Etapa – 27 de junho – Kegums / Letônia
8ª Etapa – 20 de junho – Teutschenthal / Alemanha
7ª Etapa – 6 de junho – Saint Jean d’Angely / França
6ª Etapa – 30 de maio – Glen Helen / Estados Unidos
5ª Etapa – 16 de maio – Bellpuig / Espanha
4ª Etapa – 9 de maio – Agueda / Portugal
3ª Etapa – 25 de abril – Valkenswaard / Holanda
2ª Etapa – 11 de abril – Mantova / Itália

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Tiago Souza disse:

A homenagem ali nao seria da Akaprovic ??? Tah o kra do lado com a camisa da Ak e os trofeus saum tbm os canos akaprovic :)

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Tens toda a razão Tiago

Brigadaum por indicar a mancada aqui na edição

Erro cometido, erro corrigido

Falowww

Jorge

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly