Brasil começou bem no MX das Nações 2010

Foto por Cesar Araújo | 25 de setembro de 2010 - 18:06

O Brasil começa bem o Motocross das Nações 2010, garantindo a sexta posição na sequência para a escolha do gate nas baterias classificatórias. O Team Brasil ficou atrás somente de França, Suíça, Itália, Espanha e Japão durante o sorteio realizado na manhã deste sábado, 25 de setembro.

O maior evento do Motocross mundial, retorna aos Estados Unidos em sua 64ª edição. O circuito de Thuder Valley Motocross Park, em Lakewood, no Estado do Colorado, terá a presença de Antonio Cairoli, bicampeão mundial na MX1, no time da Itália, e de Ryan Dungey, campeão mundial de Supercross, defendendo a equipe norte-americana.

Quadro do sorteio da escolha do gate no MX das Nações

Quadro do sorteio da escolha do gate no MX das Nações

O Brasil é uma das 30 nações a participar do Motocross das Nações 2010 e tem sua seleção formada por Antônio Jorge Balbi Júnior na classe Open, Anderson Cidade na categoria MX1 e Cristopher ‘Pipo’ Castro na MX2.

Em sua nona participação no evento, o Brasil teve seus melhores resultados alcançados em 2008 e 2009, quando conquistou a 14ª posição na classificação final em ambos os anos.

Resultado do sorteio de escolha do gate

1º) França
2º) Suiça
3º) Itália
4º) Espanha
5º) Japão
6º) Brasil
7º) Canadá
8º) Equador
9º) Irlanda
10º) Lituânia
11º) Guatemala
12º) Islândia
13º) Estados Unidos
14º) Suécia
15º) Alemanha
16º) Portugal
17º) Bélgica
18º) Finlândia
19º) Nova Zelândia
20º) Estônia
21º) Austrália
22º) Letônia
23º) Costa Rica
24º) Venezuela
25º) Porto Rico
26º) México
27º) Ucrânia
28º) Áustria
29º) Filipinas
30º) Grã-Bretanha

Max Balbi fala sobre a preparação das motos do Team Brasil

Imagem de Amostra do You Tube

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly