Chega de ficar de braços cruzados !!!

05 de outubro de 2010 - 10:27

Na manhã deste domingo o Mundocross recebeu um e-mail de um leitor do site, onde ele citava a importância da televisão no desenvolvimento do Motocross no Brasil, mas também citava os conceitos que a mídia televisiva tem do Motocross, que aliás, é considerado como esporte em grande parte do mundo, mas no Brasil parece que não é !!

E depois de algumas trocas de e-mails entre o editor do site Mundocross e Rafael Abrahão Rocha Barros, autor do e-mail, foi definido que ele escreveria um texto abordando o assunto, o qual segue abaixo. Boa leitura, e boas ações !!

Chega de ficar de braços cruzados !!!

Há muito tempo vem se falando sobre a falta de divulgação do Motocross nacional na mídia televisiva, e por incrível que pareça foi veiculado neste último final de semana para todo o País, e mais uma vez nos deparamos com um ‘espetáculo’ da televisão.

O programa ‘Auto Esporte’ exibido na manhã deste último domingo, 3 de outubro, foi até Lakewood, nos Estados Unidos, palco do Motocross das Nações 2010. Nossa, até que enfim foram mostrar um pouco do nosso esporte em televisão aberta !! Que bacana, mostraram o Motocross das Nações ? Divulgaram os resultados inéditos conquistados por Jorge Balbi Jr., e consequentemente para o Brasil ?

Não, infelizmente não falaram nada disso. Eles foram até lá para fazer uma reportagem sobre mortes envolvendo crianças no esporte !!! Em um evento chamado pelo programa de ‘uma espécie’ de campeonato mundial, o presidente da CBM, Alexandre Caravana, lá presente, apareceu para dar entrevista sobre o Motocross em rede nacional. O quê ?

Exatamente, mas não especificamente do Motocross, mas sim da morte de seu filho, e nosso eterno ídolo Daniel Guelman, que faleceu em uma etapa do Brasileiro de Motocross em Carlos Barbosa, foi isso que o repórter perguntou para ele.

E para encerrar, a reportagem mostrou uma imagem congelada e sem áudio do pequeno ‘japonês voador’ na tela como forma de homenagem. Neste mesmo programa, não só o presidente da CBM foi entrevistado, mas o filho de Alexandre Barros, que também é piloto de motovelocidade (considerado por eles da mídia, um esporte inadequado para crianças) também foi questionado sobre o assunto, e a resposta foi elucidativa:

“Eu tenho amigos que quebram a mão andando de skate, outros o pé jogando futebol e continuam praticando seu esporte até hoje. E eu estou sem nenhum osso quebrado, e ando a 230 Km/h.” Ou seja, é muito relativo, e incabível fazer essa generalização de que o esporte a motor não pode ser disputado por crianças.

E aí fica no ar, porque que eles não mostram o sucesso alcançado no Motocross nacional pelos pilotos de elite hoje no Brasil ? Isto aparece no máximo na ESPN Brasil e no SporTV com duração de meia hora uma vez por mês, e olhe lá. Aí nos perguntamos como teremos condições de tornar o esporte conhecido e respeitado dentro destas circunstancias ?

Podemos pegar como exemplo os skatistas que sofrem até hoje preconceito com o esporte, mas de uma forma ou de outra eles conseguiram um espaço muito maior graças a divulgação da Rede Globo, ou com a divulgação na ESPN e com a mão na massa, fizeram protestos pedindo atenção e apoio do governo que só apoia o futebol. Mas infelizmente para os leigos, são todos motoqueiros.

Enfim, chegou a hora de fazermos algo, de descruzarmos os braços e lutar pelo que nos faz feliz. Mas para isso precisamos da ajuda de todos, inclusive daqueles que ficam esperando lucros e mais lucros a cada etapa que acontece.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Jorge,
sei que existe uma lei que proibe bebidas alcoolicas e cigarros patrocimanrem eventos que tenham menores competindo.
Em 2006 vi uma corrida embargada no estado do RJ por causa disso, era um supercross patrocinado pela Skol… por exigencia de um juiz local os caras acabaram cancelando as categorias 65 e 85 para poder continuar o evento..
De qualquer maneira as empresas de cigarro não patrocinam mais nada, pois é obrigatorio que eles coloquem aquelas frazes(“este produto causa impotencia sexual…”) em qualquer propaganda que fizerem.
Ja pensou uma placa dessas na pista? rsss… acaba sendo propaganda negativa pra eles.
Abraço

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Olá Sobrinho….. pode falar aqui as marcas q vc se refere,,,, pois aqui no Mundocross naum tem censura para quem apoia o Motocross.

Em relação a proibição ou portaria, eu estou na dúvida, pois se o futebol pode ser patrocinado ou as empresas de bebida podem anunciar no futebol (vide placas nos campos nas transmissões da Globo). isto tbém tem q ser válido para o Motocross …. pois os dois saum esportes !!!!

Fica aqui a questão para quem souber de finte segura sobre esta questão de bebidas e cigarros poderem ou não patrocinar eventos de Motocross.

Um abraço

Jorge

sobrinho disse:

tenho 52 anos e ando de motocross;sou dos anos 80, onde uma marca de cigarros americana e uma de cerveja de itu interior de sp ,patrocinava o motocross e o supercross no brasil , inclusive com etapas televisionadas ,assim foi por quase uma decada, e deu certo durante este periodo , ate que chegou uma lei ou portaria que não permitia mais que as empresas deste ramo pudesse ,colocar vossa propaganda relacionada ao esporte. esperavamos que outras empresas então viesse ao socorro de um esporte tão emocionate como é o motocrooss, mas o que vimos hoje e uma participação timida ,porque a tv que é nossa do povo ,e esta, sobre os pilares da concessão , não cede aos interessses do publico apaixonado por este esporte , e não trazendo assim este espetaculo visual e unico ; aos olhares do publico novamente . fica aqui meus parabens a estas duas marcas que tanto contribuiram para o esporte off road,e minha decepção com a tv que e nossa!!!??? e passa o que eles querem!!!

Gabriel Gabiru #98 disse:

Não aguento
mais ligar TV e Só Ter Futebol….
Tem gente que não gosta de Futebol…..
Eu Odeioooo..
mais sim Ridiculoooo tbm o programa não teve nada sobre nações…
=/
podre.
faz parte Estamos no Brasill…

weliton disse:

eu quero que essas emissoras vão pra piiiiiiiiii , só sabem falar de piiiiiii de futebol, mesmo assim e só na base da panelinha é só uns três time , acontece qualquer piiiiiiiii com um jogador deles eles estam la chupando , vai toma …………………………………………………………………

Bolivar disse:

O que o Lauro Falou é exatamente o que ocorre com categorias do automobilismo, um exemplo é a fórmula truck, que tem um fim de semana cheio de programação nos dois dias, mas tudo gira em torno de uma única bateria no domingo a tarde transmitido pela Band

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
O Lauro deu uma explanação perfeita do cenário que temos.

Por isto, teremos que antes de tudo fazer um plano de ação, levando como base as informações do Lauro.

E pelo quadro, que sabemos que será uma tarefa árdua de termos no futuro transmissões na TV aberta, vamos focar nossos esforços no último item que o Lauro escreveu, de batalharmos flashes e comentários nos programas de esporte da TV aberta.

É que infelizmente sem dinheiro na parada nenhuma rede de TV aberta vai transmitir provas de Motocross…… vide que os vídeos do Brasileiro de Motocross que saem na ESPN são pagos.

A Stock Car e a Fórmula Truck só estão na TV aberta porque alguém ali paga a conta…. ou os patrocinadores das corridas ou os anunciantes que as redes conquistam.

Teremos pedras no caminho, mas como o Claudio da Mara comentou….. se fizermos algo agora….. quem sabe daqui a 5 ou 10 anos teremos o Motocross direto aparecendo na TV aberta.

Vamos lá…… foco e determinação

Jorge

Bom, não sei ficar calado… rsssss

Pessoal, temos que lembrar de umas coisinhas::::

1-O MX brasileiro não está tão ruim como muitos acham, uma prova disso é que a CBM consegue fazer seus campeonatos esse ano e ainda levou o time para o Nações, isso tudo sem o “super” patrocinio da Honda, ao contrario de algumas previsões pessimistas que disseram no inicio do ano que, sem o suporte da Honda, a entidade acabaria.
A Pro Tork tem feito videos de alta qualidade(quem ja viu sabe) das etapas do BR de MX e entrega prontos a disposição das TVs, mas infelizmente só a ESPN tem exibido.
Temos o Balbi que mostrou nos ultimos anos que, com trabalho e dedicação, pode-se conquistar o impossivel… graças a ele e a Mariana o MX do Brasil ganhou notoriedade no exterior.
O Canal BandSports exibiu a etapa brasilera do Mundial de MX ao vivo, na integra… todas as baterias. A ESPN passou só a ultima.
Ja o MXdN a ESPN exibiu somente a ultima bateria ao vivo, mas ja é alguma coisa…
Pra quem, como eu, lembra do passado, essas exibições ja estão de bom tamanho.

2-A Superliga de MX achou que suas etapas seriam exibidas ao vivo pela RedeTV… mas conseguiu no maximo reprises, assim mesmo algumas delas anunciadas não foram exibidas… parece que a emissora mudou de ultima hora. Se o motivo de abandonar a CBM era pelo MX não estar nas TVs, eles continuaram na mesma.

3-O MX nos EUA não é desenvolvido por acaso, na verdade tudo la é mais desenvolvido… não é privilegio do MX.
As fabricas vendem motos de cross e enduro la como se fossem agua… por isso investem em patrocinio de corridas, pilotos e ainda fazem planos de contingencia milionarios, como o que a Yamaha ja anunciou para 2011.
E mesmo assim, a AMA mudou o AMA Motocross do domingo para o sabado, pois não tinha espaço na TV nos dias de domingo, perdia para o Futebol Americano, basquete e o baisebol.
O AMA MX passou a ser disputado no sabado, treinos e corridas.
Foi uma atitude drastica, que desagradou muitos fãs do MX por la… mas foi uma atitude pensando em COLOCAR O AMA MX NA TV AO VIVO, exatamente o que queremos no Brasil.
E olha que la também é exibido pelo Speed, um canal pago… não está na TV aberta.

4-Outra coisa, a FIM tem planos de mudar o Mundial, tem muitos dirigentes que tem a ideia de criar uma categoria unica(a KTM ja se antecipou com a 350cc) que reunisse todos os pilotos MX2 e MX1(só ficaria fera) e com 2 baterias de 30 minutos.
Por que isso??? Simples, uma programação enxuta que pode ser exibida ao vivo em menos de uma hora e meia, como uma partida de futebol… seria a formula 1 do MX
Como podem ver, colocar o MX na TV é uma prioridade mundial, não somos os unicos que queremos.
Aqui no Brasil o canal BandSports reprisa todas as etapas do Mundial de MX, mas com apenas 45 a 60 minutos de exibição, ou seja, compactos das 4 baterias, que duram 30 mais duas voltas.

5-Apesar de tudo, ainda somos um pais do 3º mundo… onde o poder aquisitivo é menor e uma moto tem impostos que a deixam 2 vezes mais cara que no EUA. A dificuldade ja começa por aí….

“Donde se conclui que”:
temos varios motivos para que o MX no Brasil estivesse muito pior do que está… mas algumas pessoas continuam acreditando e trabalhando pelo esporte e a coisa ta se mantendo.
Colocar o MX na TV é uma prioridade, mas primeiro é preciso resolver alguns problemas “pendentes”:

1- a ISENSÃO DE IMPOSTOS na importação das motos.

2- a desunião dos cartolas, que acabou dando na criação da LNM e agora temos DUAS ENTIDADES para gerenciar o motociclismo nacional, dividindo os pilotos e enfraquecendo ambas.

3-a criação de um campeonato que CAIBA NA PROGRAMAÇÃO DAS TVs, pois nenhuma delas vai exibir tantas categorias(por isso acho que o Arenacross não vingou na TV).
Tem que ser somente uma categoria com os melhores pilotos… isso que chama a atenção e cria idolos, o que é mais importante.
Até no futebol as TVs só querem exibir a 1ª divisão…

Para finalizar,
a exibição das corridas em si, não seria o mais importante, talvez o que chamaria mais atenção seria a divulgação nos programas de esporte(tipo Globo Esporte e Esporte Espetacular) com resultados das corridas e entrevistas com os campeões, como era antigamente(muito antigamente) quando a TV Globo abria espaço para todos os esportes nestes programas, hoje só aparece o esporte que paga…

Chega… rssss
Abraços

Rogério (Limeira) disse:

APOIADO 100% JORGE SOARES
SOZINHO NINGUÉM FAZ NADA… MAS JUNTOS PODEMOS FAZER BARULHO. TENTAR NÃO CUSTA NADA…. O “NÃO” NÓS JÁ TEMOS… VAMOS LUTAR PARA CONQUISTAR UM “SIM” DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO E DA SOCIEDADE.
TODOS NÓS SABEMOS QUE NÃO MERECEMOS A FAMA DE “MOTOQUEIROS” E TEMOS QUE LUTAR POR ISSO.
CONTE COMIGO!!! AMO O ESPORTE E QUERO CONTINUAR LUTANDO POR ELE SEMPRE.
BOA SORTE!!!!!!

Bolivar disse:

O mais irônico é que o mesmo Globo Esporte tem na sua abertura a silhueta de motocross entre as silhuetas verdes da abertura do programa, isso é muito contraditório, reparei isso olhando justamente este programa de domingo passado.

Twitter: claudiodamata38
Temos que fazer um movimento igual ao “Cala a boca Galvão!!” que por parodiar um papagaio ( fala muito e só besteira) até entidades estrangeiras entraram na onda. Nos estádio tinham faixas com a campanha. Só que ali era uma zoação ( e com razão ) para o palhaço do Galvão. O nosso caso é sério!
Concordo com o Jorge Soares, temos que colocar em prática tudo que pensamos. Se eles vão absorver, só depois de muita luta é que poderemos avaliar. Uma coisa é certa, não será fácil e será muito demorado, mas quem sabe nossos filhos poderão ter este privilégio de ligar a TV aberta e ver uma corrida do Motocross Brasileiro e provas do AMA Motocross!
Baixo todas corridas pelo torrent, aliás, fui eu um dos que mais dissiminou esta ação, pois pouca gente sabia disto. Fui até criticado, pois tinha muita gente que ganhava dinheiro vendendo as corridas para os outros, dizendo que conseguia de pessoas que traziam dos Estados Unidos, mas a filosofia de compartilhamento e colaboração é a ordem do século 21 ! e quem não estiver antenado com isto, está fardado a ficar fora do contexto.
Lembro-me nos anos 80, eu tinha um carro em que exibia um adesivo “I Love Motocross” acho que devemos fazer alguma coisa assim para reforçarmos o esporte que praticamos e amamos !

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Pessoal, obrigado pelos elogios ao texto, que é do Rafael Barros, e valeu pelas palavras de apoio em relação ao Mundocross.

Bem moçada, este é um assunto que devemos levar adiante, e colocar isto como um objetivo a ser alcançado. E para isto é preciso o apoio incondicional de muita gente, pois só nós aqui não daremos conta do recado. Precisaremos convencer e arregimentar muitos e muitos amigos.

Lucas, eu vi que vc naum acredita q possa dar certo, mas te peço, vamos tentar, vamos unir forças e tentar, e aí depois veremos o resultado que dará, mas naum podemos desistir antes de começar.

Este é o primeiro passo para a gente fazer do esporte algo que seja melhor conhecido da mídia em geral, mas principalmente da TV, que é um veículo de,comunicação de massa.

Teremos q contar com a ajuda de muita gente, webdesigners, publicitários, gente que trabalha o desenvolvimento de marcas em redes sociais….

Precisamos de pessoas que doem parte de seu tempo para tocarmos ações, do tipo criarmos um vídeo na tentativa dele ser um viral.

Criar um texto legal sobre o tema e fazermos uma
corrente do Motocross enviando para milhares de pessoas.

Criar uma carta direcionada as redes de TV e fazer uma
campanha para que milhares de pessoas enviem por email.

Criar logomarca e slogan da campanha e criar layout de faixas,
cartazes, adesivos para quem quiser fazer e apoiar levando nas,
corridas, estádios de futebol, colar nos carros, motos, lojas….

E aí, o q vocês me dizem ?

Um abraço, Jorge

Lucas Mx disse:

Vcs acham que a Rede Globo vai transmitir Motocross Brasileiro !!!
Vcs acham que a Rede Record vai transmitr Motocross Brasileiro
Logico que não , isso não vai acontecer nunca nem a Espn Brasil transmiti ,quando transmiti é um programa de 30 minutos , Motocross não dá dinheiro para as emissoras , quem disse que Stock Car é uma corrida de ponta está enganado lá os pilotos fige que corre , a Globo finge que transmiti e os patrocinadores finge ganha dinheiro , quem disse que se mandar email para as emissoras elas vão colocar na grade de programação corrida de Motocross , se vcs quiser ver corrida faz um download no torrent e curte.
A tem um canal ( speed Chanel ) que transmiti o Ama Supercross mais a narração é uma porcaria o cara não entende nada de corrida nem de piloto , não entende p*** nenhuma com aquela voz de taquara rachada
Gente pelo Amor de Deus !!!
vamos descer das nuvens e viver a vida real
Um grande Abraço
Lucas Castro

Twitter: claudiodamata38
Amigos, como disse, não adianta ficarmos lamentando e não agirmos, enviei esta mensagem para a apresentadora do Esporte da Record.
A pressão deve continuar !!!

Mylena, venho pedir a vocês que façam programas diferentes da Globo. Não adianta fazer no mesmo perfil, se fizer igual não conseguirão roubar os espectadores da TV rival. O público continuará lá. O que vocês tem que fazer é uma jogada igual fizeram com o esporte olímpico, pegar outro nicho. Já dei várias vezes aqui sugestões, que não são somente minhas, são milhões de usuários, praticantes do Motocross/Supercross que está carente a procura de uma TV aberta que possa abrir esta fronteira. Somos obrigado a baixar as corridas pela internet do AMA Motocross e do AMA Supercross, campeonatos americanos das modalidades. No Supercross em estádios a média de público é de 45 mil pessoas por prova. Aqui no Brasil o campeonato Brasileiro de Motocross tem este ano vários estrangeiros participando. Um inglês ( Adan Chatifeild ), um americano ( Scott Simon ), um Argentino ( José Felipe ), vários pilotos paraguaios. A média de público aqui é em torno de 20 mil espectadores para provas outdoors e nas provas de Supercross, em estádios ou com estruturas metálicas das arquibancadas gira em torno de 10 mil. Fora o público que acompanha pela internet.
Acho que a Record tem que procurar este nicho diferente. O povo está saturado de futebol, todas os canais passam, então ter mais um não vai fazer a Record a primeira, simplesmente vai dividir o bolo, como a Marina Silva fez na campanha presidencial, não ganhou, simplesmente tirou votos dos líderes. Isto não a fez líder.

Agora, se apostar em um esporte que está aí virgem, precisando de mostrar para o grande público o quanto é bonito, plástico e radical a tendência é só aumentar os espectadores.

Façam diferente, não façam um programa igual aos outros, só vai fazer vocês ficaram com um pequena parcela. Se fizerem algo novo, estarão capturando um público de alto poder aquisitivo, que gosta de coisa boa, que tem opinião e compram, e consequentemente vários anunciantes da área, da indústria que envolve o esporte estarão ao lado da emissora.

Olhem a audiência que a Speed Channel americana, olhem a CBS com seu transmissões do esporte o público é fiel e as emissoras tem um grande retorno.

A indústria motociclística brasileira já está na sua fase madura, investimentos altíssimos estão sendo feitos, várias empresas exportam para mais de 30 países seu produtos. É um mercado consolidado, e o que precisa crescer é o reconhecimento da mídia. Juntos a mídia e a indústria tem condições de aumentarem seus lucros e proporcionalizar ao público o retorno de imagem de um produto que ele compra com respando na TV.

Creio que a grande lição disto tudo é procurar fazer algo novo, e este algo novo está aí às suas mãos, só faltam acreditar!!!

Espero que este país possa mostrar que existe vida ( esporte ) além do futebol !!

Abraços e muito obrigado!

Cláudio da Mata #38 – 45 anos
Praticando do Motocross desde 1983
Amante do esporte desde 1972
Sete Lagoas-MG

Mário de Oliveira disse:

Gostei do comentário do nosso amigo Luciano Rodrigues, alguém procurou saber da verdade sobre a morte do Daniel Guelman?
Ela poderia ter sido evitada, se houvesse gente séria no meio do esporte, onde regras são quebradas por pura pressão, a mesma pressão sofrida pelo pilotinho, que acabou perdendo sua vida. Falta profissionalismo, seriedade, só isso.
Se buscarem a verdade, saberão outras coisas.
Sobre os campeonatos de MX, vejo a falência deste esporte enquanto os dirigentes incapazes de ambos os lados, mantiverem este jogo de interesses, pois todos perdem, entidades, esporte, pilotos e amantes de MX.

Luciano Rodrigues disse:

No final das contas a matéria do Esporte Espetacular não chegou a conclusão nenhuma sobre o assunto, não deu o merecido destaque ao Motocross das Nações, ao fantástico resultado do Balbi e nem mostrou as razões pelas quais Daniel Guelman veio a falecer. Acompanho o esporte há pouco tempo e fiquei intrigado se realmente o que aconteceu com Guelman foi mesmo uma fatalidade ou se a morte dele poderia ter sido evitada.
Essa é a Globo, sempre parcial…

Twitter: claudiodamata38
O duro é que temos representantes lá na emissora, mas na hora de pesar as coisas, prefere ficar do lago onde está dando o “ganha pão” dele. O Fausto Macieira é comentarista dos canais que são da Globo, poderia muito bem começar a fazer um Lobby e convencer os editores dos programas a levarem a sério os eventos. Um gasto que tiveram mandando repórter, jornalista, editores para os USA para fazer uma merda daquela, só me vem a cabeça que isto é de caso pensado. Na verdade querem frear o nosso esporte, querem mostrar o lado triste do esporte, que por sinal é bem menos triste que o futebol onde os jogadores em jogadas desleais quebram pernas, pés e outros membros do adversários como estamos acostumados a ver. E o nosso esporte não tem briga de torcida, tem é uma união inteligente, onde cada pessoa torce por seu piloto sem desmerecer o adversário! E isto no futebol eles nunca vão conseguir !!! As torcidas se enfrentam, quebram, matam por um esporte ridículo !!!! onde os jogadores ganham centenas de milhares de reais, perdem e depois do jogo vão para boates como se tivessem ganhado a partida !!!

Tudo na Globo é de caso pensado, podem ter certeza disto !!! querem frear nosso esporte, querem mostrar o lado infeliz para não ver o crescimento do esporte. As estatísticas indicam que o nosso esporte é perigoso, e por ser perigoso todos os pilotos tem que ter atenção redobrada. Utilização de todo equipamento de proteção, condicionamento físico, estar bem lúcido para praticar, pois não tem meio termo. Isto faz com que o Motocross/Supercross seja praticado com plena consciência dos riscos e por isto quem o pratica ama o esporte, não é por modismo, não é para aparecer para os outros.

Eu fico muito puto com esta Globo, ainda quero ver esta emissora no chão !!! e torço muito para a Record cada vez mais crescer e colocá-la no bolso, pois está sendo a única no Brasil a peitá-la. A propósito, sempre envio e-mails para a redação da Record pedindo para abrirem os olhos aos esportes diferenciados, para não seguir o modelo das outras, divulgando simplesmente o que todas divulgam, tentar criar o próprio nicho e pegar uma grande parcela de público que assistem coisas inteligentes na TV !!!!

A emissora está investindo nos esportes olímpicos, tudo bem, é uma grande iniciativa, mas pode fazer muito mais!!! Vamos encher as caixas postais da emissora com pedidos para cobrirem o Brasileiro, comprar os direitos do AMA Supercross, ou AMA Motocross ou quem sabe o FIM campeonato Mundial de Motocross!!! temos que mostrar que tem muito público para este nicho. Se dependermos da Globo, podem desistir, ela investe alto no Futebol, e dizem que inclusive toma prejuízo com o campeonato brasileiro, então o que ela mais quer é aumentar o público do futebol, e se for preciso passar por cima dos outros esporte, ela faz, e é o que vimos com a matéria do Auto Esporte….

Temos então que procurar outra emissora e lançar o desafio a ela. Como? mostrando que somos centenas, milhões de espectadores!!! Só assim eles vão transformar estes números em dividendos com possíveis vindas de patrocinadores para cobrirem os custos…

Tudo são negócios, temos que convencê-los que o Motocross é viável !!!

O desafio está lançado !!!

Vamos enviar caminhões de e-mails pedindo para investirem no Motocross !!!

Abraços !!!

Rogério (Limeira) disse:

Olá
Como muitos… fiquei vendo a reportagem na certeza que nos próximos minutos eles exibiriam uma matéria bem legal sobre o Motocross das Nações.
Infelizmente, acabei não vendo nada sobre o Nações e, como muitos, pensei: Como a Globo manda uma equipe até lá para fazer uma matéria paralela e nem citar uma competição da grandeza do “Nações”.
Lendo essa matéria pensei se não é o caso de algum reporter do nosso meio, algum organizador, ou um de nós, ou muitos de nós enviar emails para essa emissora ressaltando e explicando um pouco da grandeza das competicões que eles de certa forma “ignoram”.
As vezes nos sentimos com as mãos atadas… mas já passou da hora de mostrarmos que não somos meros “motoqueiros”.
Amo o esporte e tento todos os dias fazer o máximo para que nosso esporte seja cada vez mais reconhecido e divulgado.
Contem comigo!!
Um abraço á todos

Rafaela T. disse:

Acho super pertinente a idéia da matéria nesse site. Realmente como jornalista esportiva e fa das duas rodas, fiquei perplexa com a deslocamento do enfoque da materia do Programa auto esporte . Quando escutei o reporter falando que estava em Lakewood, ja me bateu um sorriso e uma falsa esperança: – Ate que enfim motocross na GLOBO!

Sonho frustrado! (nao desmerecendo a homenagem ao querido Daniel Guelman). Mas acho que muitos esperaram o que eu esperei. A chance do motocross atingir aquela audiência da grande massa, saindo um pouco do que é produzido em canais especializados. De sermos representados em rede nacional por nossos pilotos que lutaram o ano todo para estarem ali!

Tinha muito conteúdo fervendo para ser noticiado! O que foi produzido pelo programa auto esporte foi a reprodução do que chamamos no jornalismo de “matéria fria”, aquela que nao tem tanto caráter noticioso e geralmente é produzida quando nao há assunto recente ou de imediato pra preencher o programa. Ou ,ainda, falando o bom e claro portugues, vimos uma parcialidade editorial de padores globo.Enquanto o brasil e nossa equipe pegava fogo no top MX das Naçoes, com um belo desepenho econseguindo uma ótima classificaçao no sábado, a Globo se da ao trabalho de levar a equipe de reportagem até lá e desfocar a atençao da matéria para outro lado e, ainda, nao ir munida de informacao competente, denominando o Naçoes como uma “especie” de campeonato mundial.

Sinceramente meu sonho foi frustrado, e acredito que o seu também, mas, nao podemos desistir.
Chega de ficarmos de braços Cruzados!

O nível do motocross brasileiro tem cada vez mais aumentado. Novos investimentos que fomentam o mercado, equipes se destacando como 2B racing Duracell e a introduçao de pilotos estrangeiros em solo brasileiro. Tem-se e muita notícia para ser destacada nao apenas uma menção sem nexo como foi a materia publicada no Auto esporte.

è isso ai pessoal!
Parabens ao mundo Cross e Jorge Soares por publicar esta matéria.
è disso que precisamos, atitude!

JUNTOS PELO MOTOCROSS BRASILEIRO!!!!!

ricardo disse:

fico muito triste em ver nosso esporte sendo tratado desta forma, mas já estamos acostumados a ouvir: “esses motoqueiros são todos baderneiros, são tudo doido, ah! esses caras usam droga!, isso não é esporte! Chega desse preconceito, está na hora de unirmos forças para mostrar que o motocross é sim um esporte e de altíssimo escalão, e que deve ser profissionalizado como é no exterior! pois envolve pessoas sérias e responsáveis, podendo ser espelho para a juventude abandonada. precisamos de algo em nivel nacional para abrirmos os olhos desses politicos, e desses empresarios vaidosos. vamos organizar o dia nacional do orgulho off-road, com passeatas ou coisa desse tipo. tá na hora Brasil, acorda!

cidão disse:

fico aqui pensando pq a stok-car ficó tão grande e com tanta grana,não seria por causa de que à aguns anos atras passou a ser trasmitido em rede nacional e assim muitas empresa virão nisso uma oportunidade de mostrar suas marcas e produtos e assim botarão grana de ves nesse esporte!!!!!!!!!será q seria esse o caminho pro motocross da serto aqui no brasil não em CBM?????????????midia traz retorno de dinheiro,publicidade,conhecimento de seus produtos e assim e a vida!!!!!!!será q nenhuma tv do brasil teria um pequeno interesse em trasmitir o motocross ao-vivo não?????cade a esporte interativo???q se coloca como canal 100% de esporte do brasil!!!!!!!!!!!!pó brincadeira fica cada vez mais triste ver um esporte como esse q acada ano tem mais amantes e praticantes,e não tem o reconhecimento pricipalmente de entidades como a CBM e nem do governo……..fala serio

Delcio Bier disse:

“Uma espécie de Campeonato Mundial de Motocross” foi de matar!
Mas eu entendo! Se a Globo falar em Motocross das Nações, 97 % das pessoas vai pensar, “Mas que diabos é isso de Nações?” Bota isso em pouquíssimo tempo dedicado à matéria, eles acharam melhor falar em “uma espécie de Campeonato Mundial.” Falar que o Brasil se classificou direto para a final, com um incrível 6º lugar do Balbi na classificatória de sábado, logo atrás do Vice Campeão Mundial, que por sinal demorou para ultrapassá-lo, seria pedir demais!
Mas sonhar não custa nada. Assim como o Claudio da Matta, acho que todos perdemos com essa maldita divisão no Brasileiro e a tal da Superliga, que de Super não parece ter muita coisa. Essa birra da Honda está prejudicando nosso já sofrido esporte.

Abraço a todos

Delcio Bier

Twitter: claudiodamata38
É o seguinte, enquanto não enchermos as caixas postais destas emissoras dando uma aula para eles o que realmente é perigoso e o que é esporte, eles farão sempre isto, sabem por que? eles querem manter o futebol como o único esporte praticável no país !!!! Sempre fazem isto, mostram acidentes, mortes e nem sequer divulgam o resultado. Como chamam o Paris Dakar? De Rally da Morte !!!! é assim que colocam nas cabeças dos mais ignorantes que esporte viável, bonito e agradável é o futebol, e aproveitam da mídia que tem para denegrir os outros esportes!!! A globo por muitos anos comprou os direitos da Motovelocidade para não passar as provas!!!! e quando passava, colocava de madrugada para poucos assistirem. É desta forma que manipulam o esporte.
Tem um agravante no Motocross, o esporte é de rico !!! eu pratico o Motocross e não sou rico, não consigo treinar todos os finais de semana, porque tenho outras obrigações financeiras que me impede de gastar uma determinada quantia todos os finais de semana. Sou fanático pelo esporte, acho que devo ser o mais apaixonado por Motocross/Supercross no Brasil, pois acompanho o esporte desde 1975 e pratico desde 1983….. Mas como disse, o esporte é de rico e rico não liga se a moto é cara, se o equipamento custa muito, se o custo para praticar o esporte é alto e se as inscrições são altas, de uma certa forma acham até melhor, pois separam a elite dos demais mortais que são apaixonados pelo esporte, mas não condições financeiras para praticá-lo.
Por ser praticado por uma grande parcela da elite, eles não preocupam em fazer um movimento para popularizar o esporte, gostam é disto mesmo, fazem questão de mostrar o equipamento que comprou nos Estados Unidos, do treino que deu na Califórnia e por aí vai.

Não os culpo, afinal todo esporte tem seus praticantes burgueses, mas enquanto o esporte não for praticado por uma grande massa, ele nunca será visto com bons olhos!!!

Da mesma forma as TV’s encaram o esporte, pois por ser um esporte caro, com praticantes mais da elite, fica um número bem pequeno de grupos que fazem o esporte.

Então temos que tentar dar acesso a mais pessoas, mais jovens, mais velhos ( Old School ), inscrições mais acessíveis, provas mais longas ( abaixo as provas de 10 minutos !!!!) e aos poucos iremos formar um contigente enorme com força para reivindicar !!!

Vou morrer apaixonado pelo Motocross, vou lutar por este esporte que escolhi aos meus 10 anos de idade, e hoje com 45 anos muitos dos meus sonhos no esporte não pude realizar, como participar de uma etapa do Brasileiro de Motocross MX3, mas por outro lado, pude participar de etapas do Mineiro de Motocross e isto pelas minhas condições financeiras, basta.

Quero finalizar que devemos unir para lutar por nosso esporte, que temos que ter apoio da elite sim, pois se formos fazer provas só com os que tem condições, vai ser uma prova muito chata, temos que lutar para ter um único campeonato, temos que exigir da Honda que pare com este idiotice de fazer um campeonato paralelo e vamos ter que ter vários campeonatos de acesso ao profissional, mas o profissional tem que ser igual ao AMA Motocross, um campeonato com visibilidade.

Um grande abraço a todos !!!

Vinícius disse:

poxa vida, tu para pra pensar como a tv é sacana com certos esportes…devemos começar a agir de alguma forma, talvez começando pelo respeito e valorizar a imagem do esporte..
muito boa a matéria… valeuu

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly