Faleceu um grande incentivador do Motocross

Foto por Divulgação | 11 de October de 2010 - 21:53

O empresário Paulo de Tarso Teixeira, foi enterrado por volta das 19 horas de hoje no Cemitério Jardim da Paz, localizado na zona leste de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Ele morreu em um trágico acidente de trânsito na madrugada desta segunda-feira, 11 de outubro, na Avenida dos Estados, em Porto Alegre. O velório e o funeral foram acompanhados por dezenas de pessoas entre familiares e amigos do empresário.

Luto

Nesta segunda-feira foi decretado luto nas unidades das revendas Car House Toyota e também das revendas Sul House Hyundai em todo o Estado do Rio Grande do Sul. As lojas retornarão ao trabalho na quarta-feira, dia 13 de outubro, uma vez que por causa do feriado nesta terça-feira não haveria expediente nas revendas.

Dezenas de pessoas acompanharam o funeral

Dezenas de pessoas acompanharam o funeral

Incentivador do Motocross

Nos anos 80 e 90 Paulo, que tinha revendas Yamaha na região central do Rio Grande do Sul, participava regularmente de provas do campeonato Gaúcho de Enduro de Regularidade. Depois, em meados dos anos 2000, por causa de seu filho Fábio Teixeira, Paulo acabou se envolvendo com o Motocross, sendo inclusive patrocinador, através de suas revendas Car House Toyota, de algumas temporadas do campeonato Gaúcho de Motocross.

E mesmo depois de deixar de patrocinar o Gaúcho de Motocross, Paulo se manteve ligado ao esporte, e como incentivador do esporte ele reativou a categoria dentro do Autódromo de Tarumã, quando construiu uma pista, que servia para treinos de Fábio, e realizou uma etapa do campeonato Gaúcho de Motocross em 2006.

E seu filho Fábio, que começou na categoria Estreantes Importadas no Gaúcho de Motocross, nas temporadas seguintes a sua estreia ele acabou sendo um dos pilotos destaques do campeonato Gaúcho de MX e também do Brasileiro de MX na categoria MX2. Depois da temporada de 2006, Fábio acabou indo para o Veloterra, e tempos depois deixou as pistas para se dedicar aos negócios da família junto com o pai.

Perfil de Paulo Teixeira

Natural de Santa Maria, no coração do Rio Grande do Sul, onde se formou engenheiro mecânico, Paulo de Tarso Teixeira, 53 anos,  começou a carreira no Grupo JMT. Ele tornou-se pioneiro no Brasil na venda de veículos da marca Toyota e líder de mercado à frente das concessionárias Car House, rede que tem cinco lojas, sendo duas na capital e as demais em Novo Hamburgo, Passo Fundo e Santa Maria.

Paulo Teixeira integrava desde 2007, a diretoria do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos (Sincodiv-RS) e da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores no Estado (Fenabrave-RS).

Paulo, ao centro, em evento social em Porto Alegre

Paulo, ao centro, em evento social em Porto Alegre

Casado desde 1979 com a médica Ana Cristina Gründling Teixeira, Paulo tinha três filhos: a estudante de Publicidade e Propaganda, Paula de 25 anos, o estudante de Administração de Empresas, Fábio de 23 anos, e a jovem Maria Eduarda, de 15 anos. Ele também deixa a neta Julie, de apenas um ano.

Sobre o acidente

Diretor presidente das concessionárias Toyota Car House, ele dirigia um Porsche Carrera GT 2 pela Avenida dos Estados, em Porto Alegre, quando perdeu o controle do veículo em uma curva e bateu contra uma mureta nas proximidades do Aeroporto Salgado Filho, ao lado da Estátua do Laçador. O veículo pegou fogo e ficou totalmente destruído.

O empresário Jorge Francisco Keller, 58, que para não deixar Paulo Teixeira voltar sozinho para casa, também estava no veículo, foi socorrido pelo próprio filho, e está internado em estado gravíssimo no Hospital Cristo Redentor – HCR.

O Porsche GT 2 ficou totalmente destruído

O Porsche GT 2 ficou totalmente destruído

O acidente aconteceu depois que Teixeira e o amigo saíram de uma churrascaria localizada na região. Ambos deixaram o local no Porsche e foram seguidos pelo filho de Keller, Jorge André Fernandes Keller, 33, que estava em um automóvel Jetta. Ele também havia participado do jantar. No acidente, o carro modelo esportivo, prendeu fogo, e Paulo Teixeira ficou preso às ferragens do automóvel e não conseguiu se salvar, acabando por falecer carbonizado.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Marcos Peixoto says:

O teu pai era um grande homem….
coragem,Deus concerteza vai fazer com que vocês familia,supere essa perda…
Um abraço

Jorge Soares says:

Twitter: mundocross
Oi Fábio !!

Na real tudo que eu disser aqui de pouco ajudará a tirar a dor que você está sentindo…… sendo que o remédio para isto será o tempo, que vai aliviando a dor aos poucos e ensinando a lembrar dos momentos bons q vc e seu pai passaram juntos..

Desejo que você fiquem bem e pode ter certeza que seu pai será lembrado pelas coisas boas que fez.

Um abraço,

Jorge .

helen silva says:

fui funcionaria do grupo car house, e tinha grande admiração pelo sr. Paulo, uma grande perda , pois seu conhecimento era admiravel………

Rogério Feldmann says:

Uma falta destas para a família e os amigos é insubstituível, porém lembremos dos legados deixados. Força para a família e paz.

leo lopes says:

fábio , teu pai estará sempre conosco , abç. e coragem

Marcos Leitão says:

Força Fábio!

Laguna says:

Força Fábio…É a hora da superação.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly