Vitim e Túlio conquistaram o Rondoniense de MX

Foto por Chico Limeira | 18 de outubro de 2010 - 23:51

Prestigiada por um público de aproximadamente sete mil pessoas presentes no motódromo Lauro Celeni, aconteceu neste domingo, 17 de outubro, a oitava e última etapa do Campeonato Rondoniense de Motocross 2010. Na prova que aconteceu sem o warm-up, devido as fortes chuvas que caíram na região na manhã de domingo, deixando a pista bastante encharcada, a corrida foi cheia de imprevistos, como quatro desclassificações de pilotos e problema mecânico que tirou a liderança de Hugo Amaral # 57 (Mastter Moto).

E depois dos imprevistos, a etapa assistiu a confirmação do título de campeão da temporada para o piloto Victor Carlos o ‘Vitim’ # 4 (MegaBom Sorvetes/Ciclo Cairu/Horse Power) e para Marco Túlio # 1 (Rondomotos/Banco BMG/Alicate Veículos/Post), nas categorias Força Livre/Nacional e MX2 respectivamente. Nidval Amaral surpreendeu e após anos sem conquistas, faturou dois títulos na temporada o de MX Estreante s da MX3. Na oportunidade, Marco Túlio também conquistou o título de campeão regional de Motocross 2010.

Vitinho vence, mas Val Amaral é campeão da MX Estreantes
Abrindo as disputas da etapa final do Estadual 2010 de Motocross, a categoria MX Estreantes levou a pista quatro pilotos brigando diretamente pelo título de campeão. Líder do campeão com 123 pontos, o piloto Nidval Amaral # 10 (Kart Indoor/Rical/Arroz Primavera), de Ji-Paraná foi para a disputa tentando administrar a vantagem que era de cinco pontos para o vice líder Arthur Gabriel # 717 (Lojas Graúna/Honda Moto Peças), de Ouro Preto do Oeste e de oito pontos para Vitor Ferreira # 43 (Prefeito Pastório/Lavador do Guigui), de São Miguel do Guaporé. Vitinho largou bem e abriu vantagem, enquanto Arthur Gabriel tentava chegar a dianteira, mas teve problemas na  sua máquina e por receber ajuda da equipe na pista, acabou desclassificado. Mesmo não largando bem, o líder Val Amaral soube administrar, fazendo uma prova técnica e terminando na terceira posição, o suficiente para garantir a conquista do título de campeão da categoria.

Val foi o grande campeão da categoria MX Importadas

Val foi o grande campeão da categoria MX Importadas

Diego Henning passeio na pista e vence mais uma na 85
Com o título de campeão da categoria 85cc já garantido na etapa anterior, o piloto Diego Henning # 191 (Mastter Moto/Casa do Construtor/Dex Informática/Saga) veio para a prova tranqüilo, mas não quis decepcionar o público presente, fazendo uma corrida em ritmo bastante forte, garanto uma ampla vantagem para o segundo colocado Eduardo Alecrim # 7 (Galegos Moto/Motocross Peças). Lucas Belém, que brigava pela vice liderança da categoria, acabou desclassificado por receber ajuda na pista. Com mais esta vitória garantida, Diego Henning confirmou a oitava vitória consecutiva na temporada. Concorrente direto de Henning na categoria, o piloto Gabriel Caiam # 99, que fraturou a perna nos treinos antes da etapa de Jaru, assistiu a prova de camarote, mas torcendo por uma boa apresentação dos companheiros de pista.

Henning foi campeão invicto na categoria 85

Henning foi campeão invicto na categoria 85

Lucas Belém confirma hegemonia na categoria 65
Entre os pilotos da categoria 65cc, com os iniciantes que estão uma faixa etária dos 6 aos 11 anos, o pequeno e aguerrido Lucas Belém # 444 novamente não tomou conhecimentos dos seus adversários, e mesmo não tendo largado bem, ainda nas primeiras voltas recuperou a ponta para se manter até a bandeirada final. O piloto da cidade de Vilhena venceu as oitos provas da temporada em sua categoria e ao lado de Diego Henning foram os únicos a garantir os 100% de aproveitamentos em suas respectivas categorias. Mateus Zilli # 17, de Vilhena, Leandro da Silva # 171 de Buritis, Mateus Euclides # 71, de Porto Velho e Igor Vasconcelos # 172, de Buritis completaram o pódio da categoria mirim.

O guerreiro Lucas Belém foi o melhor do ano na categoria 65

O guerreiro Lucas Belém foi o melhor do ano na categoria 65

Evandro vence duelo entre os pilotos da MX3
Correndo junto aos pilotos da categoria top (MX2), os participantes da MX3, para pilotos acima dos 35 anos, a disputa mais uma vez foi acirrada entre os pilotos Jean Carlos # 81 (Galegos Motos/Mastter Moto), Elias Marinho # 959 (Champion Motos/Ciclo Cairu), Evandro Bucioli # 27 (Menzelub/Saara Combustível/Capacetes Mixs), Itamar Tadeu # 77 (ITF Multimarcas) Nidval Amaral # 10, com a vitória de Evandro Bucioli, a segunda consecutiva. Os cinco pilotos foram a pista motivados também pela briga pelo título da temporada. Com a quarta posição conquistada no pódio, Nidval Amaral foi o mais regular ao longo do campeonato e faturou o título de campeão 2010 da MX3. A prova foi vencida por Evandro, que mesmo ficando fora por duas provas, terminou na vice liderança.

O campeão Evandro venceu na MX3 em Alvorada

O campeão Evandro venceu na MX3 em Alvorada

Vitim supera Ferrari e conquista título na Força Livre
Na categoria com o maior número de motos na pista, a Força Livre/Nacional foi também que chegou a etapa final com a disputa mais equilibrada com Diego Ferrari # 961 (Decar Auto Peças/Kinutri) e Victor Carlos # 4 empatados com 268 pontos cada. João Roberto Chagas # 39 (Chagas Madeiras/Farmácia Brasil/Dr-AM), vinha em terceiro colocado com 240 pontos, mais ainda na disputa pelo título. A primeira bateria começou com Vitim largando na ponta e abrindo boa vantagem para os demais concorrentes. Diego Ferrari que também precisava da vitória, largou mal, ficando atrás dos seis primeiros e teve dificuldades para ganhar posições. João Roberto ainda acreditando na briga, largou em terceiro, mas logo passou por Talles Rodrigues # 23 (Rondomotos) e passou a perseguir de perto o líder Vitim mas sem sucesso.

Vitim foi o campeão de 2010 na categoria Nacional FL

Vitim foi o campeão de 2010 na categoria Nacional FL

Já na segunda bateria, com a boa vantagem adquirida na primeira bateria, Vitim largou sem muita pressão, enquanto João Chagas largou com liberdade e abriu distancia para os demais. Diego Ferrari foi mais feliz e largou em segundo, mas Vitim não desgrudou do adversário, mantendo-se na cola para garantir a conquista do título com 313 pontos, sete a frente do concorrente Diego Ferrari. Com a primeira colocação garantida na prova, João Chagas manteve a terceira posição no campeonato. Talles terminou a temporada em quarto lugar e Walcenir Montes, o “Leitão” # 102 (Retifica Retima/Cometa MotoNorte), em quinto colocado. A prova marcou também o retorno as pistas do piloto Felipe Carvalho # 112 (Menzelub), de Rolim de Moura, que era tido como a grande promessa, mas estava afastado desde a primeira etapa em Porto Velho.

Sorte sorri para Marco Túlio que faturo título da MX2
O azar de um representa a sorte de outro. O ditado popular marcou a etapa final do Campeonato Rondoniense de Motocross  2010, que chegou para a última etapa com três pilotos brigando pelo título, porém com Hugo Amaral em vantagem sobre o vice líder Marco Túlio e o terceiro colocado Cesar Zamboni # 981 (Mastter Motos/MCR/Prefeitura de Juina). A primeira bateria largou com Marco Túlio assumindo a ponto, com Zamboni na sua cola, ambos imprimindo um ritmo bastante forte. Com problema de embreagem, o líder Hugo Amaral não largou bem e a cada volta sua moto rendia menos. Os esforços para manter o ritmo foram tamanhos, que o piloto acabou desmaiando e ficando de fora da disputa. Marcou Túlio manteve-se a frente até nas voltas finais, embolou com Aparício Paixão # 723 (Mastter Moto) e caiu, perdendo a primeira posição para Zamboni.

Túlio e Zamboni disputaram roda a roda frente a um grande público

Túlio e Zamboni disputaram roda a roda frente a um grande público

Na bateria final, Hugo Amaral volta em seu ritmo e larga na ponta para fazer uma corrida forte, vencendo de ponta a ponta. Cesar Zamboni chegou em segundo e Marco Túlio, apenas administrando a vantagem adquirida na bateria inicial, garantiu a terceira posição, com Cândido Chagas $ 93 (Sicoob/Menzelub/Canapus Motos/Farol), na quarta colocação e Diego Henning em quinto. Com os resultados obtidos e o fato de Hugo não ter pontuado na primeira bateria, Marco Túlio terminou a temporada na frente com 340 pontos, contra 333 de Hugo Amaral. Apesar de ter vencido sete das 16 baterias disputadas na temporada, Hugo foi superado pelo adversário que venceu apenas duas, mas garantiu a melhor média na temporada.

Largada da penúltima bateria da MX2 no Rondoniense 2010

Largada da penúltima bateria da MX2 no Rondoniense 2010

Para o presidente da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR, empresário Reinaldo Selhorst, o MotoCross de Rondônia mais uma vez mostrou que é um dos campeonatos mãos fortes, com disputas fortes e equilibradas. Selhorst enalteceu ainda o empenho dos pilotos e equipes, assim como das parcerias conquistadas, garantindo o evento com grande estrutura, como arquibancada móvel, camarote coberto, entre outros. “Todos estes confortos e estruturas adquiridas são benefícios garantidos graças as emendas de parceiros como o senador Valdir Raupp, deputada federal Marinha Raupp e deputado federal Natan Donadon”, lembrou Reinaldo.

A realização da 8ª Etapa do estadual de Motocross aconteceu numa parceria da FMR com a Prefeitura de Alvorada do Oeste, Cometa MotoNorte (Arnaldo Pereira), apoio Ministério do Esporte, Petrobras, Eletrobras, senador Valdir Raupp, senador Acir Gurgacz, deputado federal Natan Donadon, deputada federal Marinha Raupp, MegaBom Sorvetes, Cairu Transportes, Lind’ Água, Castilhos Estruturas Metálicas, Ciclo Cairu e Honda.

Resultados da oitava etapa do Rondoniense de Motocross 2010

Categoria 65
1ª # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2° # 17 – Mateus Zilli – Vilhena
3° # 171 – Leandro da Silva – Buritis
4° # 71 – Mateus Euclides – Porto Velho
5° # 172 – Igor Vasconcelos – Buritis

Categoria 85
1° # 191 – Diego Henning – Porto Velho
2° # 7 – Eduardo Alecrim – Porto Velho
3° # 17 – Mateus Zilli – Vilhena
4° # 171 – Leandro da Silva – Buritis
5° # 70 – Leonardo Kunranth – Ariquemes

Categoria MX Estreantes
1° # 43 – Vitor Ferreira – São Miguel do Guaporé
2° # 22 – Jacson Bernardino – Vilhena
3° # 77 – Itamar Tadeu – Cacoal
4° # 10 – Nidval Amaral – Ji-Paraná
5° # 161 – Gustavo Garcia – Manaus-AM

Categoria MX3
1° # 27 – Evandro Bucioli – Rolim de Moura
2° # 959 – Elias Marinho – Porto Velho
3° # 81 – Jean Carlos – Porto Velho
4° # 10 – Nidval Amaral – Ji-Paraná
5° # 77 – Itamar Tadeu – Cacoal

Categoria Força Livre/Nacional
1° # 39 – João Roberto Chagas – Santa Luzia
2° # 4 – Victor Carlos – Cacoal
3° # 961 – Diego Ferrari – Espigão do Oeste
4° # 112 – Felipe Carvalho – Rolim de Moura
5° # 23 – Talles Rodrigues – Ariquemes

Categoria MX2 Importadas
1° # 981 – Cesar Zamboni – Alvorada do Oeste
2° # 1 – Marco Túlio – Ariquemes
3° # 93 – Cândido Chagas – Rolim de Moura
4° # 22 – Jacson Bernardino – Vilhena
5° #111 – Rodrigo Mezzomo – Ariquemes

Classificação final do Rondoniense de Motocross 2010 após oito etapas

Categoria 65
1ª # 444 – Lucas Belém – Vilhena  – 200 pontos
2° # 17 – Mateus Zilli – Vilhena – 150
3° # 71 – Mateus Euclides – Porto Velho – 140
4° # 171 – Leandro da Silva – Buritis – 110
5° # 172 – Igor Vasconcelos – Buritis – 86 pontos

Categoria 85
1° # 191 – Diego Henning – Porto Velho – 200 pontos
2° # 444 – Lucas Belém – 134
3° # 99 – Gabriel Caiam – Jaru – 125
4° # 17 – Mateus Zilli – Vilhena – 120
5° # 7 – Eduardo Alecrim – Porto Velho – – 104 pontos

Categoria MX Estreantes
1° # 10 – Nidval Amaral – JI-Paraná – 143 pontos
2° # 43 – Vitor Ferreira – São Miguel do Guaporé – 140
3° # 77 – Itamar Tadeu – Cacoal – 127
4° # 81 – Mailson Evandro – Porto Velho – 127
5° # 717 – Arthur Gabriel – Ouro Preto do Oeste – 118 pontos

Categoria MX3
1° # 10 – Nidval Amaral – Ji-Paraná – 291 pontos
2° # 27 – Evandro Bucioli – Rolim de Moura – 281
3° # 81 – Jean Carlos – Porto Velho – 279
4° # 77 – Itamar Tadeu – Cacoal – 250
5° # 959 – Elias Marinho – Porto Velho – 244 pontos

Categoria Força Livre/Nacional
1° # 4 – Victor Carlos – Cacoal – 313 pontos
2° # 961 – Diego Ferrari – Espigão do Oeste – 306
3° # 39 – João Roberto Chagas – Santa Luzia – 287
4° # 23 – Talles Rodrigues – Ariquemes – 245
5° # 102 – Walcenir “Leitão” Montes – Rolim de Moura – 239 pontos

Categoria MX2 Importadas
1° # 1 – Marco Túlio – Ariquemes – 340 pontos
2° # 57 – Hugo Amaral – Porto Velho – 333
3° # 981 – Cesar Zamboni – Porto Velho – 321
4° # 191 – Diego Henning – Porto Velho 195
5° # 103 – Alberto “Brizola” Maschio – P. Bueno – 182 pontos

Confira como foram as etapas anteriores do Rondoniense de MX 2010

7ª Etapa – 26 de setembro – Jaru
6ª Etapa – 12 de setembro – Ariquemes
5ª Etapa – 5 de setembro – Machadinho
4ª Etapa – 15 de agosto – Alta Floresta
3ª Etapa – 25 de julho – São Miguel
2ª Etapa – 13 de junho – Buritis
1ª Etapa – 30 de maio – Porto Velho

Compartilhe este conteúdo

Comentários

DEIVID disse:

Este comentário foi excluído pelo fato do email informado não ser um email válido. Evite ter seus comentários excluídos informando corretamente seu nome completo e seu email.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly