2X Balbi na Superliga de Motocross em Canelinha

Por Jorge Soares | Fotos por Maurício Arruda | 25 de outubro de 2010 - 9:56

O piloto mineiro Swian Zanoni conquistou o título da categoria MX2 por antecipação na sexta etapa da Superliga Brasil de Motocross, realizada neste domingo, 24 de outubro, em Canelinha, Santa Catarina, no Motódromo Internacional Arthur Jacowicz. O piloto se sagrou campeão com o quinto lugar na categoria. Duas vezes Balbi em Canelinha. Jorge Balbi Jr. foi o grande vencedor do dia, conquistando a primeira posição tanto na MX1 como na MX2, as principais categorias da competição.

Categoria MX1
Balbi assumiu a liderança da prova logo após a largada, mas perdeu o posto para Swian Zanoni, que acabou cometendo um erro em seguida. João Paulino aproveitou a situação para assumir o primeiro lugar, mas foi ultrapassado pelo mineiro Balbi, que abriu vantagem dos outros pilotos e finalizou a prova na primeira posição. O catarinense Marronzinho foi o segundo colocado e Wellington Garcia chegou na terceira posição.

Jorge Balbi Jr. venceu a categoria MX1 em Canelinha

Jorge Balbi Jr. venceu a categoria MX1 em Canelinha

Pódio da categoria MX1 com Balbi no meio dos pilotos Honda

Pódio da categoria MX1 com Balbi no meio dos pilotos Honda

Swian conseguiu se recuperar e terminar a corrida no quinto lugar, mantendo a liderança do campeonato. “Acreditei que dava para entrar em uma mesa da pista e acabei errando. Mas estou feliz com este resultado. Agora só preciso fazer uma matemática em casa e me preparar para última etapa”.

Categoria MX2
Jorge Balbi disparou na frente da corrida logo no início e ganhou distância dos adversários. Sem dar chances para os outros concorrentes, o piloto faturou o primeiro lugar. Restou para os outros competidores a briga pela segunda posição, que passou por Roosevelt Assunção, Jean Ramos e por último por Marronzinho, que segurou a vice-liderança da prova até o final. Hector Assunção foi o terceiro colocado.

Swian é o campeão da Superliga de Motocross na MX2

Swian é o campeão da Superliga de Motocross na MX2

Swian Zanoni levou o título da temporada 2010 por antecipação com o quarto lugar. O mineiro, que reside em Nova Friburgo (RJ), largou mal e foi para a 10ª posição. Porém, com algumas ultrapassagens conseguiu subir ao pódio. “A prova estava difícil. Eu segurei um pouco, preferi não arriscar o título. Agradeço a todos que ajudaram a conquistar essa vitória”, comemorou.

Categoria MX3
Cristiano Lopes saiu na frente depois da largada da MX3. O catarinense Milton Becker “Chumbinho” vinha na segunda posição, mas foi ultrapassado por Davis Guimarães na primeira volta. Em seguida, Davis entrou na briga com Cristiano e assumiu a liderança da prova. Chumbinho sofreu uma queda na segunda volta e caiu para a sexta posição.  Davis abriu vantagem dos outros adversários e terminou a corrida na primeira posição.

Largada da categoria NX3 com Cristiano Lopes fazendo o holeshot

Largada da categoria NX3 com Cristiano Lopes fazendo o holeshot

“Larguei em terceiro, passei os dois pilotos e administreii o primeiro lugar até o final”, disse Davis. Nos instantes finais, o catarinense Chumbinho, que fez uma prova de recuperação, pressionou Cristiano, mas não conseguiu passar. Cristiano ficou com a segunda posição e Chumbinho com a terceira. “Essa é a segunda prova que corro depois que me acidentei. Cometi alguns erros que me fizeram perder tempo. Queria muito ter ganhado essa corrida em casa”, lamenta.

Categoria MX4
Na MX4, quem subiu ao lugar mais alto do pódio foi o paulista Wellington Valadares, que segue na liderança do campeonato. O piloto de Palhoça (SC), Anísio Clasen foi o segundo colocado, seguido do paulista Júlio Xavier.

Categoria MXJR
O líder do campeonato, Endrews Armstrong, caiu logo na primeira curva. Anderson Amaral aproveitou o erro de seu principal adversário para assumir a ponta da corrida e abrir vantagem dos demais concorrentes, terminando a prova no primeiro lugar.

Anderson Amaral venceu na categoria para motos 150 4T

Anderson Amaral venceu na categoria para motos 150 4T

O gaúcho Leonardo Lizott terminou em segunda na MXJR

O gaúcho Leonardo Lizott terminou em segunda na MXJR

“Fiz uma ótima largada e comecei a me distanciar rápido dos meus adversários. Agora vou manter a cabeça no lugar para buscar o título na última etapa”, concluiu Anderson. Leonardo Lizzot foi o segundo colocado, seguido de Endrews, que segue na liderança da categoria.

Categoria CRF 230
Ismael Rojas, segundo colocado no campeonato, saiu na frente depois da largada, mas sofreu uma queda. Com Ismael fora da briga, ficou mais fácil para o paulista Nivaldo Viana assumir a liderança da corrida e conquistar a vitória. O segundo e terceiro lugares ficaram com o gaúcho Fabiano Nestor dos Santos e o catarinense Germano Vandresen, respectivamente.

Pódio da categoria CRF 230 em Canelinha

Pódio da categoria CRF 230 em Canelinha

“Me concentrei muito para essa etapa e tive um novo preparador de motor também. O resultado foi essa vitória. Agradeço à minha equipe e ao Jorge Balbi pela força”, disse Nivaldo.

Categoria 65
A corrida entre os jovens pilotos da 65cc foi acirrada. O catarinense José Bryan assumiu a ponta no começo da prova. O piloto de Massaranduba (SC) foi pressionado por Djalma Brito e Enzo Lopes, mas não abriu espaço para os adversários e conquistou a primeira posição.

Pódio com os jovens talentos que competem na categoria 65

Pódio com os jovens talentos que competem na categoria 65

“Essa pista é maravilhosa, é muito bom correr aqui”, disse Brian. Djalma vinha em segundo lugar até sofrer uma queda na última volta. Enzo Lopes assumiu a segunda colocação e Djalma ficou em terceiro.

Clique aqui e confira dos resultados das categorias MX1 / MX2 / MXJR / CRF 230 / 65

Clique aqui e confira os resultados das categoria MX3 / MX4

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly