Gaúcho de Motocross: Esquentou a briga pelos títulos

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 27 de outubro de 2010 - 9:27

Pela segunda vez na temporada o Moto Clube da Marau – Motomar, agora com nova diretoria, composta somente por mulheres, recebeu as emoções do Campeonato Gaúcho de Motocross 2010. A quinta etapa, realizada neste último domingo, 24 de outubro, teve um dos maiores públicos da temporada, estimado em 3.800 espectadores que torceram pelos pilotos da cidade e da região.

A pista recebeu algumas modificações em relação a primeira etapa, sendo que a principal foi a criação de um salto triplo em frente das arquibancadas onde antes ficava a mesa da chegada. Já a chegada passou para a mesa da reta do hipódromo. E também foi criada mais uma sessão de costelas no miolo da pista. E a galera local não decepcionou, vencendo com Sílvio Lodi na MX4, Gabriel Andrigo na 50A e com Douglas Finatto na Intermediária MX2.

No Campeonato Gaúcho de Motocross, três pilotos estão invictos na temporada 2010. Gabriel ‘Gabi’ Andrigo, de Marau, venceu as cinco etapas da categoria 50A e Arthur ‘Thui’ Todeschini, de Chapecó, não perdeu nenhuma das cinco etapas na categoria 50B. Já a piloto Maiara ‘Gringa’ Basso, que representa Mato Castelhano, está invicta na categoria Feminina A. Confira agora como transcorreram as disputas da quinta etapa em Marau.

Tessaro voltou a vencer na Estreante Importada
Vinícius Nalin, piloto de Pinhalzinho, Santa Catarina, largou na ponta da categoria Estreantes, seguido de Cristian Tessaro, Manolo Magnobosco e Roberto ‘Beto’ Bergmann, os ponteiros entre os 15 inscritos na categoria. Ainda em busca do título, Tessaro foi pra cima e assumiu a liderança da prova logo na segunda volta para liderar até a bandeirada final. Cristian havia vencido em Terra de Areia, e mesmo tendo ficado de fora da terceira etapa por causa de uma lesão, ainda está na briga pelo título da temporada. O líder do campeonato, Roberto, de Santa Rosa, também foi ao ataque, e buscou a segunda colocação na terceira volta. Os dois brigaram até a penúltima volta, quando Beto resolveu administrar a segunda posição para somar pontos e se manter líder da competição. Vinícius se manteve em terceiro, seguido de Ricardo De Cristo e Lucas dos Santos, que largaram em quinto e sexto. Manolo teve problemas com a moto que nas últimas voltas perdeu rendimento, e com isto terminou na décima colocação.

Tessaro venceu a Estreante Importada em Marau

Tessaro venceu a Estreante Importada em Marau

Bergmann é o líder do Gaúcho de MX na Estreante Importada

Bergmann é o líder do Gaúcho de MX na Estreante Importada

Cássio venceu mais uma na categoria 230
Danny Oliveira, líder do campeonato fechou em primeiro a volta inicial, seguido de Cássio Anacleto, que ainda sonha com o título. Os dois abrem boa vantagem do segundo pelotão que era composto por Preslei da Silva, Jonatas Migliorini e Alex Campos. A maldição do quinto lugar !! Alex caiu e abandonou quando estava em quinto, sendo que o mesmo aconteceu com Tito Zaparolli, que fazia prova de recuperação, que caiu e quebrou ao chegar na quinta colocação. Por fim, Cássio pressionou Danny, assumindo a liderança no meio da prova. Danny, com a corrente quebrada não completou a prova, vencida por Cássio, que já havia vencido a etapa anterior em Terra de Areia, seguido de Preslei, Migliorini, Adenilson Dorigon e Guilherme Zottis que largaram entre os dez e fizeram prova de recuperação. A bruxa estava solta na categoria 230, pois vários dos 17 pilotos inscritos tiveram problemas mecânicos.

Largada da categoria 230 Multimarcas

Largada da categoria 230 Multimarcas

Danny Oliveira perdeu a liderança da 230 em Marau

Danny Oliveira perdeu a liderança da 230 em Marau

Novas vitórias para Gabi e Thui na 50A e 50B
Arthur Piva Todeschini, seguido de Felipe Migliorini e Vitor Gonçalves participantes da categoria 50B, e mais Gabriel Andrigo, Garmichel Giehl e Enzo Zorzo da 50A fecharam a volta inicial sob os aplausos dos milhares de torcedores. Bernardo dos Santos, que largou em quinto na geral se uniu aos outros pilotos da categoria 50B e junto com Bruno Schmitz completaram o pódio. No final da corrida, vitória de Arthur ‘Thui’ Todeschini na categoria 50B e de Gabriel ‘Gabi’ Andrigo na 50A. Já o piloto mais novo da etapa, o pequeno Garmichel, de 5 anos, não completou a prova.

O pequeno Gabriel Andrigo está invicto na categoria 50A

O pequeno Gabriel Andrigo está invicto na categoria 50A

Arthur 'Thui' também está invicto na categoria 50B

Arthur 'Thui' também está invicto na categoria 50B

Finatto venceu em casa a Intermediária MX2
Douglas Finatto fez o holeshot, seguido de Cristian Tessaro e Lucas Basso. Finatto, que andava em casa e com toda torcida a seu favor, estava muito concentrado, enquanto que Tessaro e Lucas se respeitavam, e por algumas vezes estiveram lado a lado nas duas voltas iniciais. Na quarta volta, Tessaro assumiu a segunda colocação e partiu pra cima de Finatto que segurou liderança, não permitindo a aproximação de Tessaro. Luis Henrique Zottis também teve a pressão de Jonatas ‘Joaninha’ Migliorini, que teve problemas na moto quando disputava a quarta colocação. Com isso, Vanderlei ‘Chico Loco’ acabou chegando em quinto lugar na etapa. No final da corrida, vitória de ponta a ponta de Douglas Finatto, o ‘Finatinho’.

Largada da categoria Intermediária MX2

Largada da categoria Intermediária MX2

Finatinho venceu em casa a categoria Intermediária MX2

Finatinho venceu em casa a categoria Intermediária MX2

Nazysta venceu a sua primeira no ano na MX3
Walter Tardim, o ‘Carioca’, como o locutor Marcinho Frozza costuma chamá-lo, que mora no Rio de Janeiro, mas é filiado pela FGM, largou na frente, seguido de Fabiano Ribeiro, Carlos ‘Nazysta’ Kettermann, Marco Müller e a representante feminina da categoria, Janaína Todeschini formando o pelotão da frente. Aos poucos Walter foi abrindo vantagem, mas acabou caindo ao estar com 10 segundos de vantagem sobre Ribeiro. O Carioca caiu no salto triplo em frente as arquibancadas, mas teve sorte e não se machucou, e mesmo com a moto avariada continuou na disputa. Com isso Fabiano Ribeiro assumiu a liderança, mas estava recebendo a pressão de Kettermann. Com 10 minutos de prova, Kettermann deu o bote para assumir a liderança da prova e partir rumo à quadriculada. Walter fez uma corrida de recuperação e buscou algumas posições. Kettermann venceu, seguido de Fabiano. Marco Müller, Walter Tardim e Gustavo Visoto. O piloto Marcelo Agostini, que está se recuperando de uma cirurgia, acabou somente alinhando no gate e abandonando ainda na largada, pois pelo regulamento se ele não alinhasse seria computado como não participação e aí esta etapa não poderia ser descartada como pior resultado.

Tardim é o líder do Gaúcho de Motocross na MX3

Tardim é o líder do Gaúcho de Motocross na MX3

Carlos Nazysta venceu a categoria MX3 em Marau

Carlos Nazysta venceu a categoria MX3 em Marau

Na 65 mais uma vitória de Thui Todeschini
Felipe Chagas largou na ponta na categoria 65cc, seguido de Arthur ‘Thui’ Todeschini, Gabriel Della Flora, o ‘Jabutizinho’ e Andrio Seben. Ainda na volta inicial Thui assumiu a liderança e mais tarde Gabriel assumiu a vice-liderança. Com muita alternativa, Gabriel impõe pressão e assume a frente da bateria na primeira metade da corrida. A bruxa estava solta e Gabriel caiu na parte final da prova, e quem assumiu a liderança foi Andrio Seben que ultrapassou Thui e Gabriel na manobra. Abrindo vantagem na liderança, Seben estava fazendo uma ótima corrida até quebrar a roda de sua Kawasaki. Com isto, Thui reassumiu a ponta para vencer em Marau, seguido Gabriel que buscou posições perdidas e do piloto da casa, Felipe Moraes. Felipe Migliorini, também de Marau e Mayrêe Ribeiro, a ‘Gauchinha’ completando o pódio.

Largada da categoria 65 cilindradas

Largada da categoria 65 cilindradas

Arthur 'Thui' venceu a etapa de Marau na categoria 65

Arthur 'Thui' venceu a etapa de Marau na categoria 65

Tatu de ponta a ponta na Intermediária MX1
Mateus Basso, o ‘Tatu’ largou bem, dividindo a curva um com o piloto da casa Douglas Finatto e mais Rodrido Galiotto e Gustavo Visoto, que estava na quarta colocação. O duelo pela 1ª posição durou seis minutos, quando Finatto errou e Tatu, líder do campeonato nesta categoria, começou a abrir vantagem rumo à vitória. Na disputa pelo terceiro lugar, Lucas Basso, que largara em sexto lugar chegou, encostou e ultrapassou Rodrigo ‘Digo’ Galiotto, que se contentou com o quarto lugar na corrida. Walter Tardin que veio de trás chegou em quinto.

Largada da categoria Intermediária MX1

Largada da categoria Intermediária MX1

Disputa por posição entre Visoto e Tardim na Intermediária MX1

Disputa por posição entre Visoto e Tardim na Intermediária MX1

Gringa e Duda Salomoni estão liderando na Feminina
A piloto Maiara Basso, seguida de Janaína Todeschini pela Feminina A e Maria Eduarda Salomoni seguida de Caroline Zatt pela Feminina B, finalizaram a primeira volta na ponta da categoria Feminina em grande estilo. Maiara a cada volta levava muita emoção ao público com seu salto perfeito encaixando o triplo, um dos saltos mais difíceis de serem concluídos. Maiara venceu a etapa de ponta a ponta, seguida de Janaína, que ainda se recupera de lesão no ombro, e Mayrêe Ribeiro terceira colocada na Feminina A. Já na Feminina B a vitória ficou com Maria Eduarda da cidade de Passo Fundo, seguida de Bruna Zanatta de Freitas, Marciane Baldissera e Caroline Zatt.

Jana e Gringa são destaques femininos do Gaúcho de MX

Jana e Gringa são destaques femininos do Gaúcho de MX

Jana Todeschini e Duda Salomoni em ação em Marau

Jana Todeschini e Duda Salomoni em ação em Marau

Gauchinha ficou em terceiro na categoria Feminina A

Gauchinha ficou em terceiro na categoria Feminina A

Maiara emocionou o público ao saltar o triplo em Marau

Maiara emocionou o público ao saltar o triplo em Marau

Duda Parise de ponta a ponta na MX2
Mesmo ainda sentindo uma contratura muscular nas pernas, sofrida durante um treino na semana passada, quem largou na ponta foi Douglas ‘Duda’ Parise, seguido do piloto Ariel Müller, de Nova Hartz, Ainda nas primeiras voltas Marçal Müller, irmão de Ariel, que fechou a primeira volta na sexta posição, começou a superar os concorrentes até chegar na terceira posição e encostar em Ariel. E enquanto Marçal buscava posições, Duda Parise foi abrindo vantagem na ponta.

Quem também estava num ótimo ritmo era Mairon ‘Ferruge’ Mergener, que largou em quinto, passando para quarto nas primeiras voltas, e antes da metade da prova estava próximo dos ponteiros. Depois de uma volta atrás de Ariel, Marçal assumiu a segunda colocação e partiu para tentar buscar o líder Douglas Parise, mas Duda estava seis segundo na frente e conseguiu administrar bem a vantagem para vencer mais uma etapa na categoria e com isto manter a liderança no campeonato. Em segundo chegou Marçal, que também está em segundo na classificação do campeonato. O terceiro colocado foi Ariel, o quarto Ferruge e o quinto Mateus ‘Tatu’ Basso, que correu com a moto do seu irmão Lucas.

Largada da categoria MX2 com Duda Parise fazendo o Holeshot

Largada da categoria MX2 com Duda Parise fazendo o Holeshot

Duda Parise venceu a categoria MX2 e lidera o campeonato

Duda Parise venceu a categoria MX2 e lidera o campeonato

Contando com a sorte Lodi venceu em casa a MX4
O líder do campeonato Eduardo Timm Bergmann caiu na primeira curva, deixando o caminho livre para Rossandro ‘Mano’ Sabbi, piloto da casa, largar na frente seguido de Sílvio Lodi, também de Marau, Fabiano Kubaski, vencedor da quarta etapa em Terra de Areia, e Júlio Zorzo. A cada volta Mano Sabbi abria segundos preciosos rumo à vitória, e quando a diferença já era de 6 segundos sobre o conterrâneo Sílvio Lodi, a duas voltas do fim, Mano deixou sua moto desligar, demorando para fazer pegar o motor, e com isto Lodi assumiu a ponta, com Kubaski em segundo. Lodi passou a bandeirada final em primeiro, seguido de Kubaski, Astor Maldaner, Mano Sabbi e Eduardo Timm, que fez uma corrida de recuperação.

Largada da MX4 a categoria dos mais experientes

Largada da MX4 a categoria dos mais experientes

Silvio Lodi venceu em casa a categoria MX4

Silvio Lodi venceu em casa a categoria MX4

Na 85 Pinho Ribeiro venceu a segunda seguida
Na categoria 85cc João Pedro Pinho Ribeiro, de Torres, vencedor da quarta etapa em Terra de Areia, largou na ponta, seguido do líder do campeonato Gustavo Roratto, de Santo Rosa. Nas primeiras voltas, Roratinho estava no encalço de João Pedro, mas não conseguia ultrapassar. Com uma tocada consistente, aos poucos João Pedro foi abrindo vantagem sobre Roratinho e venceu a segunda seguida no campeonato. O terceiro colocado foi o sananduvense Guilherme Zaparolli, o Gui, companheiro de equipe de Duda Parise. Agora das cinco etapas, Roratinho venceu três e João Pedro duas.

Pinho Ribeiro, Martello e Zaparolli na largada da 85

Pinho Ribeiro, Martello e Zaparolli na largada da 85

Em Marau João Pedro venceu a segunda seguida na 85

Em Marau João Pedro venceu a segunda seguida na 85

Na MX1 a segunda vitória de Duda na etapa
A última categoria do dia foi a MX1, a principal dos campeonatos de Motocross no Brasil e no mundo. Nesta categoria Duda Parise largou novamente na frente, seguido de Marçal Müller. Na terceira posição vinha Mateus ‘Tatu’ Basso, seguido de Ariel Müller e Gustavo ‘Moskito’ Focchesato. No momento da largada parte do público já havia ido embora, pois depois das 18 horas iria começar o Gre-Nal, o maior clássico do futebol gaúcho, que com certeza muitos fãs do Motocross não queriam perder o jogo.

Duda Parise venceu mais uma etapa do Gaúcho na MX1

Duda Parise venceu mais uma etapa do Gaúcho na MX1

Pega entre Mateus Basso e Ariel Müller na MX1 em Marau

Pega entre Mateus Basso e Ariel Müller na MX1 em Marau

Uma ausência sentida na etapa foi de Marcos Cordeiro, que por ter operado o pulso na última quinta-feira, ficará algumas semanas fora das competições. Nas primeiras voltas Marçal colocou uma forte pressão em cima de Duda, que com sua experiência conseguiu segurar a primeira colocação. Pela terceira posição houve uma disputa entre Ariel Müller e Tatu Basso, sendo que depois de 20 minutos de prova quem levou a melhor foi o piloto de Nova Hartz, Ariel Müller, que conquistou dois terceiros lugares na etapa de Marau, um na MX2 e um na MX1. Com o resultado Duda Parise permanece na liderança do campeonato da MX1, com Marçal na vice-liderança.

Moskito Focchesato subiu no pódio da categoria MX1

Moskito Focchesato subiu no pódio da categoria MX1

Marçal andou forte mas não conseguiu superar Duda na MX1

Marçal andou forte mas não conseguiu superar Duda na MX1

Patrocinadores e organizadores
O Campeonato Gaúcho de Motocross 2010 tem como narrador oficial Márcio Frozza e a cenografia da André Produções e Eventos. A promoção da quinta etapa do Gaúcho de Motocross 2010 esteve a cargo do Moto Clube de Marau – Motomar, com apoio da Prefeitura de Marau e supervisão da Federação Gaúcha de Motociclismo – FGM, com o patrocínio de Pneus Rinaldi, Honda Concessionárias do RS e Impacto Motos. O campeonato tem o apoio de IMS Equipamentos, Octano Gráficos, Motul, Mecânica Zapanetti, DG Metalúrgica, BelParts, SSul Lodi, KM Motos e Artemoto Troféus.

Clique aqui e confira a classificação geral do Gaúcho de Motocross 2010

Clique aqui e veja a galeria completa de fotos da quinta etapa do Gaúcho de MX 2010

Resultado da quinta etapa do Campeonato Gaúcho de MX 2010

Categoria Estreante Importada
1º (701) Cristian Tessaro
2º (89) Roberto Bergmann
3º (262) Vinicius Nalin
4º (57) Ricardo De Cristo
5º (103) Lucas dos Santos

Categoria 230
1º (2) Cássio Anacleto
2º (816) Preslei de Carli
3º (221) Jônatas Migliorini (Joaninha)
4º (74) Adenilson Dorigon
5º (256) Guilherme Zottis

Categoria 50A
1º (10) Gabriel Bohrer Andrigo (Gabi)
2º (52) Enzo Zorzo
3º (4) Garmichel Rodriques Giehl

Categoria 50B
1º (3) Arthur Piva Todeschini (Thui)
2º (5) Felipe Miglorini
3º (49) Vitor Della Nina Gonçalves
4º (6) Bernardo dos Santos
5º (14) Bruno Schmitz

Categoria Intermediária MX2
1º (80) Douglas Finato (Finatinho)
2º (8) Lucas Fávero Basso
3º (701) Cristian Luan Tessaro
4º (765) Luis Henrique Formighieiri Zottis (Hike)
5º (581) Vanderlei da Silva (Chico Loco)

Categoria MX3
1º (54) Carlos Kettermann (Nazysta)
2º (75) Fabiano Ribeiro
3º (2) Marco Müller (Milão)
4º (47) Walter Tardim (Carioca)
5º (27) Gustavo Visoto

Categoria 65
1º (20) Arthur Piva Todeschini (Thui)
2º (919) Gabriel Della Flora (Jabutizinho)
3º (8) Felipe Chagas Moraes
4º (5) Felipe Migliorini
5º (74) Mayrêe Ribeiro (Gauchinha)

Categoria Intermediária MX1
1º (7) Mateus Basso (Tatu)
2º (6) Douglas Finatto (Finatinho)
3º (111) Lucas Fávero Basso
4º (720) Rodrigo Galiotto (Digo)
5º (47) Walter Tardim (Carioca)

Categoria Feminina A
1º (8) Maiara Basso (Gringa)
2º (139) Janaína Todeschini (Jana)
3º (74) Mayrêe Ribeiroi (Gauchinha)

Categoria Feminina B
1º (127) Maria Eduarda Salomoni da Silva (Duda)
2º (67) Bruna Zanatta de Freitas
3º (223) Marciane Walmorbida Baldissera

Categoria MX2
1º (951) Douglas Parise (Duda)
2º (544) Marçal Müller
3º (951) Ariel Müller
4º (84) Mairon Mergener (Ferruge)
5º (8) Mateus Basso (Tatu)

Categoria MX4
1º (51) Silvio Lodi
2º (227) Fabiano Kubaski
3º (20) José Astor Maldaner
4º (111) Rossandro Sabbi (Mano)
5º (69) Eduardo Timm Bergmann (Timm Bala)

Categoria 85
1º (82) João Pedro Pinho Ribeiro
2º (811) Gustavo Roratto (Roratinho)
3º (16) Guilherme Antonietti Zaparoli (Gui)
4º (181) Leonardo Limberger
5º (702) Rodrigo Lima da Silva

Categoria MX1
1º (292) Douglas Parise (Duda)
2º (2) Marçal Müller
3º (7) Mateus Fávero Basso (Tatu)
4º (951) Ariel Müller
5º (125) Gustavo Focchesato (Moskito)

Confira como foram as etapas anteriores do Gaúcho de Motocross 2010

4ª Etapa – 26 de setembro – Terra de Areia
3ª Etapa – 6 de junho – Sananduva
2ª Etapa – 2 de maio – Venâncio Aires
1ª Etapa – 21 de março – Marau

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly