Zanol é campeão Brasileiro de Cross Country

Por Daniela Burgonovo e Joseane Bulle | Foto por Leo Tavares | 22 de novembro de 2010 - 17:23

Felipe Zanol é o grande vencedor do Campeonato Brasileiro de Cross Country 2010. O piloto patrocinado pela Rinaldi conquistou o título da categoria principal, XC1, neste fim de semana, dias 20 e 21 de novembro, com a realização da última etapa da competição, na cidade de Bocaiuva do Sul, no Paraná.

Com sete pontos de vantagem em relação ao segundo colocado na classificação, Nielsen Bueno, Zanol optou por fazer uma prova tranquila. O mineiro largou em quarto, deixou Nielsen para trás e manteve a terceira posição até receber a bandeira quadriculada.

O piloto retornou ao Brasileiro de Cross Country este ano após ficar afastado da modalidade por dois anos. Durante este período, Zanol se dedicou a prática de enduro no exterior, conquistando títulos importantes em Portugal e resultados expressivos no Mundial de Enduro.

Zanol conquistou mais um título no XC neste final de semana

Zanol conquistou mais um título no XC neste final de semana

“A temporada não poderia ter sido melhor. Neste ano em que completei 10 anos de carreira, comemorei o tetra no nacional de Cross Country, o hexa no brasileiro de Enduro, além de ser vencedor na categoria FIM Production 450cc e segundo colocado na classificação geral entre as motos do Rally dos Sertões. Estou muito feliz”, exaltou.

Veja como foram as outras categorias em disputa

No evento também foram conhecidos os Campeões Brasileiros de Cross Country 2010 nas demais categorias, com exceção da categoria Nacional B, onde Guilherme da Silva garantiu o titulo por antecipação. Para os pilotos que disputavam o Paranaense de XC, a briga continua, pois esta foi a sexta de um total de sete etapas.

A primeira categoria a entrar na pista foi a Nacional A, Guilherme da Silva venceu e de quebra tirou a  invencibilidade de Denis de Almeida que ficou em segundo, mas conquistou o titulo. Guilherme ficou vice campeão da categoria.

A categoria 150cc, válida somente pelo Paranaense de XC, teve Gustavo Oliveira como campeão, seguido por Gaspar  Matos e João Victor Veiga.

Mais um titulo nacional em disputa, Rômulo Alvarenga e Felipe Limonta brigaram pela conquista da XC 2.  Rômulo é o campeão e Felipe ficou com o vice campeonato.

Na categoria Nacional B já estava tudo decidido, Guilherme foi para a etapa como  campeão por antecipação e Gabriel Sena Marques, que não participou, também já havia conquistado o vice campeonato. Luiz Gustavo Fila venceu, Guilherme terminou em segundo e Deivid  de Oliveira em terceiro.

Os mais experientes entraram na pista, e era chegada a vez da Open 35 e Over 40.  Na disputa pelo titulo brasileiro, seis pontos separavam o líder, Luigi Colella, de Francisco Jose Marino. Francisco venceu, mas não foi o suficiente para alcançar Luigi, que ficou em terceiro e com um ponto de diferença comemorou o titulo. Alencar ficou com a segunda colocação na etapa.

Na Over 40 a vitória foi de Lauro Vonsovicz, em segundo lugar ficou José Luiz Torres e em terceiro Erico Honório.

Guilherme da Silva larga na frente na Força Livre Nacional, seguido de perto por Deivid que está um ponto atrás dele no campeonato Paranaense. Mesmo sob pressão e praticamente chegando juntos, Guilherme venceu e abriu mais cinco pontos. Deivid chegou em segundo e Luiz Gustavo em terceiro.

A ultima e mais esperada categoria da tarde entra na pista, a  XC 1, trazendo  o atual líder Felipe Zanol, Nielsen Bueno, Paulo Stedile e o atual campeão brasileiro da XC 2 Rômulo Alvarenga. Nada estava definido e a decisão seria ali naquela corrida. Paulinho largou na frente, seguido por Nielsen, que na segunda volta teve problemas e caiu para a sexta colocação. Quem assumiu a segunda colocação foi Rômulo, enquanto Zanol administrava sua terceira colocação, ciente da vantagem de sete pontos que tem sobre Nielsen.

Rômulo assumiu a primeira colocação a menos de dez minutos do termino da prova, com Paulinho em segundo, Zanol em terceiro e Nielsen em quarto. Com este resultado, Felipe Augusto Zanol levou para Belo Horizonte o troféu de Campeão Brasileiro da XC1 da temporada  2010.  Nielsen ficou com o vice campeonato e Paulo Stedile em terceiro.

A última etapa do Campeonato Brasileiro e sexta etapa do Campeonato Paranaense foi uma realização da Federação Paranaense de Motociclismo – FPRM e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM, com apoio da Jarva Racing, e patrocínio oficial da Pro Tork a maior fabrica de moto peças da América Latina.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly