Silly Season Motocross Brasileiro 2011 – Round 2

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 01 de fevereiro de 2011 - 19:51

Dando seguimento aos rumores, e também as constatações das formações das equipes para  a temporada 2011 do Motocross Brasileiro, vamos ao segundo round do Silly Season. Neste período do ano que é um momento de estagnação, entre o fim de uma temporada e o início da próxima, onde as equipes estão negociando com patrocinadores e pilotos e acabam não dando muitas informações do que está acontecendo para não atrapalhar as negociações. E foi daí que surgiu o Silly Season.

Nem todos os nomes dos pilotos que irão disputar as competições nacionais de Motocross estão nesta lista, por ainda não termos tido contato com eles ou por não termos recebido informações sobre seus futuros no esporte. Independente de quais campeonatos os pilotos e equipes irão disputar, estaremos atualizando semanalmente o Silly Season.

O campeonato Brasileiro de Motocross está programado, assim como nas últimas temporadas, para ser disputado em oito etapas durante o ano, e a Superliga de Motocross em cinco etapas no primeiro semestre. No Arenacross a previsão são de seis etapas no segundo semestre. Já no Brasileiro de Supercross, a CBM agendou dois finais de semana no final do ano para este campeonato.

O Mundocross entrou em contato com o Sr. Wilson Yasuda, e perguntou se os pilotos da equipe oficial Honda e das equipes satélites Honda irão competir também no campeonato Brasileiro de Motocross. Yasuda respondeu o seguinte:

“respondendo a sua pergunta posso dizer que estamos aguardando que o calendário seja definido, pois o que recebemos constam apenas as datas, faltando os locais de realizações. Um outro ponto importante seria a definição de patrocinadores, apoiadores e a infraestrutura que será utilizada, assim como plano de mídia, premiação e divulgação. Quando tivermos todas as informações poderemos definir o direcionamento”, concluiu o Assessor de Competições da Honda.

Silly Season Motocross Brasileiro 2011

Anderson Amaral
O paulista Anderson Amaral, campeão de tudo em 2010 na categoria 85, tem proposta da 2B Duracell Racing, mas há uma tendência forte dele ir correr na categoria MX2 por uma nova equipe satélite da Honda.

 

Anderson Amaral pode estar indo para uma nova equipe satélite Honda

Anderson Amaral pode estar indo para uma nova equipe satélite Honda

Anderson Cidade
O catarinense Anderson Cidade, piloto que fez parte do time do Brasil no Motocross das Nações 2010 nos Estados Unidos, tem proposta para renovar contrato com a Yamaha / Geração, mas também tem propostas de equipes Satélites da Honda.

Ariel Müller
O gaúcho Ariel Müller, que em 2010 se dedicou a categoria MX1 no campeonato Brasileiro de Motocross, voltará a focar a categoria MX2 em 2011. Ariel a princípio deve permanecer no esquema da Müller Racing, que tem o patrocínio master da Calçados Ramarim, e já fechou o patrocínio das roupas com a MSR. Mas nos últimos dias surgiram especulações que a Müller Racing poderia estar formando uma equipe satélite com apoio de alguma fábrica.

Arthur Todeschini
O catarinense Arthur Todeschini, o ‘Thui’, da cidade Chapecó, campeão Gaúcho e Brasileiro de Motocross e também do Arenacross na categoria 50, em 2011 passará a competir focado na categoria 65, sendo que irá começar a treinar de 85. A sua equipe ainda está negociando com alguns patrocinadores, mas já estão fechados com a Expresso Sul Transportes, Primavera Imóveis, Cetric, Concrebal, MotoJeans Yamaha.

Cristopher Castro
O catarinense Cristopher ‘Pipo’ Castro, que correu pela equipe 2B Duracell Racing nas duas últimas temporadas, tem proposta de voltar para a equipe Geração/Yamaha, empresa que o patrocinou nas temporadas de 2007 e 2008.

 

Pipo Castro tem propostas da 2B Racing e da Geração / Yamaha

Pipo Castro tem propostas da 2B Racing e da Geração / Yamaha

Davis Guimarães
Pelas conquistas na temporada de 2010, tendo o direito de usar em 2011 o número 1 tanto no Brasileiro de Motocross, como na Superliga de Motocross na categoria MX3, o paranaense Davis Guimarães deve renovar o seu contrato com a equipe oficial Pro Tork Racing Team para a temporada deste ano.

Djalma Brito
O paulista Djalma Brito, o Djalminha, campeão da Superliga de Motocross na categoria 65, fechou com a Kawasaki para correr as temporadas de 2011 e 2012 nas categorias 65 e 85. Conforme a assessoria do jovem piloto, a sua equipe está negociando com um grande patrocinador.

Douglas Parise
O gaúcho Douglas Scartazzini Parise, o ‘Duda’ comentou para o Mundocross que ainda não fechou com o Team Sananduva, equipe que o patrocinou em 2010. Duda está aberto a negociações, e ele até conversou com a Müller Racing sobre a possibilidade de compor um possível time satélite.

Eduardo Lima
O vice-campeão Brasileiro de Motocross MX2 em 2010, Eduardo Ferreira de Lima, o ‘Dudu’ ou também ‘Camundongo’, como era chamado nos tempos de moleque, permanecerá na equipe oficial Vaz / Kawasaki tendo Marcello Ratinho, seu irmão mais velho, como companheiro de equipe.

Endrews Armstrong
O paranaense Endrews Armstrong, campeão Brasileiro de Motocross na categoria 85 em 2009, continuará na equipe satélite Dunas / Honda, da qual faz parte desde 2008, passando a competir com motos 250F.

Enzo Lopes
O jovem piloto gaúcho deve estar se mudando para os Estados Unidos neste ano, mas ele quer vir correr as etapas dos campeonatos nacionais de Motocross nas categorias 65 e 85. No Brasil Enzo terá o patrocínio da Pirelli e também o apoio da loja Léo Motos, que é da família e deverá renovar com a Freeday. E a novidade é que Enzo informou que andará de Kawasaki em 2011.

Gabriel Gentil
O extrovertido Gabriel Bitencourt Gentil, o ‘Gabico’, que em 2010 correu pela equipe oficial Geração / Yamaha, deverá assinar contrato com a equipe paranaense MX Parts / LS Racing, satélite da Honda.

 

Gabriel Gentil deve assinar com satélite Honda para 2011

Gabriel Gentil deve assinar com satélite Honda para 2011

Gustavo Amaral
O paulista Gustavo Amaral, que em 2010 correu pela 2B Duracell Racing, comentou para o Mundocross que está negociando a renovação com a 2B Racing. Mas nos últimos dias a informação que ele pode estar indo para a equipe satélite Circuit / Honda.

Gustavo Pessoa
Nesta ano o jovem piloto paulista Gustavo Pessoa estará em mais uma temporada na companhia de Roosevelt Assunção e de Hector Assunção, irmão mais novo de Roosevelt, na equipe satélite Itamaracá / Honda, que nas próximas semanas deve fechar com mais alguns patrocinadores.

Gustavo Takahashi
O piloto paulista que em 2010 correu pela equipe satélite Circuit / Honda, está negociando com patrocinadores pessoais para andar em 2011. Já noo restante do seu tempo ele tem se dedicado a sua banda de rock.

Hector Assunção
O ex-campeão Brasileiro de Motocross na categoria 85, o paulista Hector Assunção, será colega de equipe de seu irmão Roosevelt, na equipe satélite Itamaracá / Honda, pilotando na categoria MX2. A equipe ainda está negociando com mais alguns patrocinadores.

Higor Passos
O atual campeão Capixaba de Motocross MX1 e MX2, Higor ‘Cabecinha’ Passos, já fechou com alguns patrocinadores para a temporada deste ano, entre eles um novo patrocinador. a HP Race, que é uma nova loja Off-Road no Espírito Santo, e também renovou com a Dash, Mormaii, Moto Litoral, Castelinho Preparações e Escola São Geraldo, além do suporte da MR-Pró  e da Motul. Higor vai competir no Capixaba de Motocross, na Superliga de Motocross e no Arenacross.

Hugo Amaral
O piloto rondoniense já teve confirmado a renovação de seu contrato com a equipe satélite Mastter Moto / Honda, devendo competir no Rondoniense de Motocross, que começará em abril. Mas antes ele irá participar da Superliga de Motocross, e deseja ainda disputar o Arenacross em 2011.

Humberto Martin
O venezuelano Humberto Martin, piloto que já foi campeão Latino Americano de Motocross MX2 em 2007, já está em Curitiba para fazer parte da equipe satélite MX Parts / LS Racing / Honda, para provavelmente ser companheiro de equipe do catarinense Gabriel Gentil e do gaúcho Leonardo Lizott.

Janaina Todeschini
Uma das novidades da catarinense Jana Todeschini, que corre no campeonato Gaúcho de Motocross, é que ela trocou a Honda pela Kawasaki, e já está correndo com uma KXF 250. E ela pretendo disputar o campeonato Gaúcho de Motocross nas categorias Feminina, Estreante Importada e MX3, e também todo o Campeonato Brasileiro de Motocross Júnior nas categorias Feminina e Júnior. E ainda planeja disputar algumas etapas do Catarinense, do Brasileiro e da Superliga de Motocross.

Jean Ramos
O paranaense Jean Ramos, o ‘Lambari’, que vem correndo desde 2008 na equipe oficial Honda, que nos próximos dias terá publicado o seu Perspectiva 2011 aqui no Mundocross, deverá continuar competindo pela equipe oficial de fábrica nesta temporada.

Jethro Feula
O piloto gaúcho Jethro Feula, que em 2010 esteve afastado das competições, deve voltar com tudo em 2011. Ele vai andar de KTM com apoio da Casa de Máquina / KTM / Pro Race Suspensões. Ele ainda está buscando mais patrocinadores para completar o orçamento para poder competir nos campeonatos Gaúcho de Motocross e Brasileiro de Motocross, e ainda em algumas etapas da Superliga de Motocross nas categorias MX1 e MX2.

João Marronzinho
Em relação ao piloto João Paulino da Silva Jr., o ‘Marronzinho’ , tri-campeão Brasileiro de Motocross MX1 e campeão da Superliga de Motocross MX1, ele renovou com a equipe oficial Honda, mas pela informação recebida pelo Mundocross ele teve proposta da equipe oficial Geração Motos / Yamaha.

 

Marronzinho permanecerá na equipe oficial Honda em 2011

Marronzinho permanecerá na equipe oficial Honda em 2011

João Pinho
O gaúcho de Torres, João Pedro Pinho Ribeiro, campeão Gaúcho e vice Brasileiro de Motocross de 2010 na categoria 85, passará a competir na categoria 250 pilotando uma YZF nas categorias Intermediária e MX2 no Gaúcho de Motocross, e na Júnior no Brasileiro de Motocross Júnior em 2011.

Jorge Balbi Jr.
O piloto mineiro Antonio Jorge Balbi Jr., que está correndo no AMA Supercross Lites Oeste como preparação para a temporada 2011, correrá pela sua equipe, a 2B Duracell Racing, nas categorias MX1 e MX2 nos principais campeonatos de Motocross e Supercross no Brasil.

 

Balbi vai correr os campeonatos nacionais no Brasil em 2011

Balbi vai correr os campeonatos nacionais no Brasil em 2011

Kaio Miranda
O jovem paulista Kaio Miranda vai correr na categoria 150 em 2011 pela recém criada equipe satélite Mira-X / Honda , que esta com uma parceria com a Impacto Marketing, que vai cuidar do marketing da equipe. O time já tem vários patrocinadores interessados em integrar a equipe, que deverá ter mais um piloto na categoria MX2. Em breve a equipe e seus patrocinadores serão anunciados oficialmente. Kaio é um dos favoritos para os títulos nacionais na categoria 150 em 2011.

Leandro Silva
O paranaense Leandro Nunes da Silva, o ‘Nando’, que é um dos donos da equipe satélite MX Parts / LS Racing / Honda, deve continuar por mais uma temporada como piloto oficial da equipe de fábrica da Honda.

Leonardo Lizott
O piloto gaúcho, que em 2010 correu pela equipe satélite MX Parts / LS Racing / Honda, continuará na equipe paranaense em 2011. Em 2011 ele mudará de categoria e andará de 250F. Se a Superliga de Motocross criar uma nova categoria, a Júnior, ele andará nela, se não correrá mesmo na MX2.

Leonardo Sebben
O gaúcho de Caxias do Sul, Leonardo ‘Léo’ Sebben está avaliando quanto a patrocínio. Ele comentou que está bem encaminhado para ele voltar a fazer parte da Viecelli Racing, sendo que ele está negociando com alguns outros co-patrocinadores.

Maiara Basso
A atual campeão Gaúcha de Motocross na categoria Feminina, a piloto Maiara Basso, a ‘Gringa’, informou o site Mundocross que ela ainda não fechou com nenhuma equipe, tendo por enquanto o apoio dos Cereais Basso.

Marçal Müller
O gaúcho Marçal ‘Massa’ Müller, que em 2010 conquistou o título de campeão Brasileiro de Motocross Júnior na categoria MX Júnior, deverá seguir o esquema da Müller Racing.

Marcelo Galiotto
O piloto da serra gaúcha, Marcelo Galiotto, de Flores da Cunha, informou que já fechou com o patrocinador master para 2011, que é a empresa da família, a Morangos Galiotto, e agora estaria indo atrás de co-patrocinadores para fechar o orçamento para a temporada deste ano. A principio ele pretendo correr no Gaúcho de Motocross, no campeonato Regional Centro Serra de Motocross e algumas etapas do Brasileiro de Motocross, dependendo dos acertos com os patrocinadores.

Marcello Lima
O vice-campeão Brasileiro de Motocross MX1 em 2011, o paulista Marcello Ferreira de Lima, o Ratinho, permanece no seu esquema na equipe oficial Vaz / Kawasaki, formando novamente a equipe com o seu irmão Eduardo Lima, o Dudu, e tendo como chefe de equipe Gui Lima, que é o pai dos dois pilotos.

 

Gui Lima e Marcello Ratinho continuam na equipe oficial Kawasaki

Gui Lima e Marcello Ratinho continuam na equipe oficial Kawasaki

Massoud Nassar
O mineiro de Itajubá informou ao Mundocross que irá correr nas categorias MX3 e MX1 do Brasileiro de Motocross e da Superliga de Motocross. Ele fará parte da recém formada equipe Flying / Yamaha. Massoud já está treinando forte para a estreia nos campeonatos, que começam em abril.

Mateus Basso
O jovem piloto gaúcho, um dos destaques no Motocross em 2010, e campeão Gaúcho de Velocross nas categorias VX1 e VX2 em 2010, ainda não fechou com nenhuma equipe e a princípio deverá continuar com o apoio da Cereais Basso, provavelmente correrá o Campeonato Gaúcho de Motocross nas categorias MX2 e MX1, e o Brasileiro de Motocross na categoria 230.

Pedro Bueno
O jovem piloto paranaense Pedro ‘Pepe’ Bueno deverá ser o piloto da categoria 150 da equipe satélite Dunas Race / Honda, e ser companheiro de equipe de Endrews Armstrong, Rafael Faria e Roberto Castro.

Rafael Faria
O paranaense Rafael Faria, que em 2010 correu pela equipe satélite MX Parts / Honda, também deve estar indo para a equipe satélite Dunas Race / Honda para ser piloto na categoria MX2 e ser companheiro de Pepê Bueno na categoria 150, Endrews Armstrong na MX2 e do costa-riquenho Roberto Castro na Mx1.

Rafael Zenni
O ituano Rafael Zenni já confirmou que continuará na equipe satélite IMS / Honda em 2011, competindo na categoria MX1, sendo que a equipe ainda não definiu os campeonatos que ele disputará em 2011.

Raul Guilherme
Os patrocinadores do piloto carioca Raulzinho Guilherme deverão ser os mesmo de 2010, com a Revenda Yamaha Moto-X, Race-Tech, Motorex e a Mormaii, e ainda a Academia O2 Fitness. Quanto aos campeonatos que irá participar, ele pretende correr algumas etapas do Capixaba de Motocross, mas o foco será o campeonato Carioca de Motocross. Quanto a competições nacionais, a tendência é ele disputar a Superliga de Motocross, que na opinião dele esta mais organizado que o Brasileiro de Motocross.

Roberto Castro
O piloto costa-riquenho Roberto Castro, três vezes campeão Latino Americano de Motocross MX1, está próximo de fechar contrato com a equipe satélite Dunas / Honda. Mas ele também manteve contato com a equipe 2B Duracell Racing para tentar fechar contrato e assim continuar correndo no Brasil em 2011.

Rodrigo Andrade
O piloto sergipano Rodrigo de Andrade Santos, o Rodrigo ‘Lama’, ainda decidiu em quais campeonatos ele irá participar em 2010, mas ele tem planos de correr o Brasileiro de Motocross Júnior, o campeonato Brasileiro de Motocross na MX1 e MX2, e algumas etapas da Superliga de Motocross, fora os campeonatos estaduais pelo Nordeste. Em 2010 Lama correu pela 2B Duracell Racing, mas este ano ele estará mudando de patrocinadores e vai competir de KTM.

Roger Hoffmann
Para 2011 o piloto capixaba Roger Hoffmann vai ter o patrocínio da Holeshot Racing que investirá na preparação da moto, e voltará a ter o apoio da Moto Litoral / Honda e em fevereiro vai estrear uma CRF 450R zero cedida pala revenda Honda. Roger ainda terá o apoio da sua loja, a RH41 Moto Esporte.

Roosevelt Assunção
O ex-campeão Brasileiro de Motocross Roosevelt de Freitas Assunção já teria assinado contrato com a equipe satélite Itamaracá / Honda, mas isto ainda não foi anunciado oficialmente. A equipe ainda terá Hector Assunção, irmão mais novo de Roosevelt, e o jovem Gustavo Pessoa.

Scott Simon
Nestes últimos dias a notícia que está circulando é que o piloto americano Scott Bradley Simon, campeão Brasileiro de Motocross MX1 e MX2 em 2010, não voltará a  competir no Motocross Brasileiro em 2011. A informação é que ele está voltando para os Estados Unidos nesta quinta-feira, pois recebeu uma ótima oportunidade de trabalho, que a princípio não seria relacionada com o Motocross. E um outro motivo para Scott estar voltando aos Estados Unidos, seria a vontade de estar perto dos amigos e familiares.

 

O americano Scott Simon renovará com a Pro Tork para 2011

O americano Scott Simon renovará com a Pro Tork para 2011

Stephany Serrão
A jovem piloto paulista já teria assinado a sua renovação de contrato com a equipe satélite IMS / Honda para disputar a categoria 150 da Superliga de Motocross e Arenacross.

Swian Zanoni
O mineiroca, mistura de mineiro com carioca, já que ele nasceu em Minas, mas mora no Rio, Swian Zanoni Coelho Gomes, deve mesmo ir morar na Europa indo competir na temporada 2011 do campeonato Mundial de Motocross MX2 num esquema com a equipe italiana Martin Racing / Honda. A ida de Swian para o Mundial de MX estaria sendo patrocinada pela Honda do Brasil.

Thales Vilardi
O piloto paulista deve mesmo continuar com seus patrocinadores de 2011, que são a KTM, Fox, Oakley, Mega Energy e Orbital. E ele já vem fazendo sua pré temporada pilotando uma KTM 150 2T.

Wellington Garcia
O goiano Wellington Garcia Matos, piloto duas vezes campeão Brasileiro de Motocross na categoria MX1 e duas na categoria MX2 em 2007 e 2009, confirmou que irá continuar competindo pela equipe oficial Honda em 2011.

 

Wellington permanecerá na equipe oficial Honda em 2011

Wellington permanecerá na equipe oficial Honda em 2011

A Mormaii, empresa que patrocinou a 2B Racing em 2010 poderá aparecer como patrocinadora da equipe Geração / Yamaha em 2011. Este Silly Season teve a colaboração do empresário José Neto, da Impacto Marketing Esportivo.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

ze disse:

e a protork sera que mas uma vez vai trazer um gringo e nao ajudar os brasilero???????

roberto macedo disse:

henrique voce falou tudo. é uma pena os pilotos naum se valorizam e aceitam qualquer migalha pra correr. por duas omtos emprestadas eles daum sangue pela equipe e nunca sao valorixzados. ja ta nahora de nao aceitar qualquer coisa, o esporte é perigoso e todo mundo ganha $$$$$$ com isso menos quem faz o show (os pilotos)

paulinho disse:

Aproveita balbilette que o swia ta indo para italia e quem sabe tu ganha a superliga de motocross meuu.

jUNIOR disse:

Twitter: junior hotmail.com
Fonte Fonte o piloto antonio jorge balbi jr ta fechando com a protork aguardem que a protork vem com tudo para destruir a tao poderosa honda do brasil/

vinni disse:

Ouvi dizer que o Hector voltará para equipe principal da Honda para ocupar o lugar do Swian que vai correr o Mundial.
Agora, quem irá ocupar a vaga do Scott na Protork??
A Suzuki vem só com o Nielsen?

henrique disse:

fora os contratados oficias da honda ,kavazaki,…….se somarmos não passa de 10 pilotos o restante esta atras de migalhas nestas equipes satelites, e a maioria e de esquema familiar pago do proprio bolso, abram os olhos rapaziadas, voces estão cortando os dedos pra vender os aneis, ainda e tempo de não aceitarem propostas vazias. e depois no final do ano se lamentarem de terem perdido mais do proprio patrimonio. não deixem se levar pela emoçao do momento. pensem na premiação dos campeonato, nos custos, no tempo de viagem, treinamento….. enfim…. pois tirando alguns que correm com motos montadas pelo fabricante a principal premiação fica com eles mesmo,e principalmente para os organizadores que fazem de tudo para economizar e obter seus expressivos lucros. Sim a maioria dos pilotos tem esquemas na força de vontade e com recursos obtidos da propia familia. ponha na ponta do lapis os custos , antes de assinarem contratos que so dão vantagem para o lado do interessado.

Leandro Weber disse:

e o Rorattinho vai praonde? sabes?

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Paulo, Oi Cristian, oi Julliano…. estamos atrás destas infos e assim que conseguirmos postaremos nos próximos Silly Season.

Falowwww

Jorge

Amarilso disse:

Bacana todas estas especulações…mas alguem sabe dizer se CBM vai mesmo fazer um campeonato decente? Os caras fuderam o restinho que tinha no ano passado…..

quais são os pilotos pro – tork que vão participar …

E quais são os pilotos da equipe PRO-TORK????

paulo disse:

e o piloto rodrigo rodrigues vai pra onde nesta temporada …….. tem noticias dele

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly