Perspectiva 2011 – Arthur Todeschini

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 02 de Fevereiro de 2011 - 7:55

O piloto catarinense Arthur Piva Todeschini é uma das promessas para o futuro no Motocross Brasileiro, e ele já está começando com pé direito rumo a uma carreira vitoriosa. ‘Thui’, como a maioria da galera do Motocross o chama, é um piloto de técnica e muita garra.

Um dos pontos positivos na carreira de Thui, que tem 10 anos, que é um fato que acompanha muitos dos jovens pilotos, é que ele tem total apoio da família, que ama o Motocross. Para saber mais dos planos deste jovem campeão, leia agora aqui no Mundocross o Perspectiva 2011 de Arthur Todeschini.

Thui foi campeão da Superliga, do Brasileiro e do Arenacross em 2010

Thui foi campeão da Superliga, do Brasileiro e do Arenacross em 2010

Placa de 5 segundos no ar, largou :

Mundocross – Thui, antes de falar de 2011, faça aí uma avaliação completa da tua temporada em 2010.

Arthur Todeschini –  O ano de 2010 foi maravilhoso, pois atingi todos (quase) os meus objetivos. Fiquei Campeão do Arena Cross, Campeão Brasileiro Júnior categoria 50, Campeão Gaúcho de Motocross 50, e com certeza foi melhor ano de competição. Foi um ano muito disputado, com muitos treinos e muitas, mas muitas viagens. Mas com certeza vale toda a minha dedicação, porque os resultados vieram. Também em 2010 participei de algumas provas na categoria 65, consegui fazer um quinto lugar em Chapecó e um quarto lugar em Indaiatuba pela Superliga Brasil de Motocross e pelo Brasileiro um 4° lugar em Canelinha.

Participei também do campeonato Gaúcho de Motocross na 65. Estava disputando o título até a última etapa,em Tapejara, mas durante o sábado sofri uma queda com minha pit bike, brincando com outros pilotos, pois não teve treino em função das chuvas, e acabei quebrando dois dedos. Por isso não consegui disputar a prova no domingo. Com isso aprendi que mesmo brincando, tem que usar sempre equipamento completo.

Mundocross – Quais os campeonatos nacionais e estaduais que irá disputar em 2011, e em quais categorias ?

Arthur Todeschini –  Quero disputar novamente o Arena Cross, agora na categoria 65, também vou disputar a Superliga Brasil de Motocross na categoria 65, e talvez o Campeonato Brasileiro, se esse definir as etapas, sem tanta mudança de data. Mas isso depende muito ainda dos calendários que não estão todos definidos. Este ano vou começar a treinar com uma moto de 85cc, mas a moto ainda não chegou, estou aguardando ansioso a chegada, para começar os treinamentos.

Mundocross – Sobre a sua pré-temporada, o que tem planejado fazer projetando a temporada 2011 ?

Arthur Todeschini – Voltei a treinar no dia 5 de janeiro. Treinei uma semana aqui na minha cidade, Chapecó, Santa Catarina, com o meu amigo e piloto Enzo Lopes, de Lajeado, Rio Grande do Sul. Também fiz na semana passada treinos com o piloto Chumbinho em Joinville. Está quase tudo acertado para fazer também uma semana de treinos com o Leandro Silva em Curitiba, já que lá tem muitas pistas e muitos pilotos para treinar junto. Estou me dedicando bastante nos treinamentos para os resultados chegaram positivos como foi o ano de 2010.

Mundocross – Você pretende participar de algum campeonato de verão tendo como objetivo reforçar os treinos de pré-temporada, já que normalmente exige mais esforço competir, do que treinar ?

Arthur Todeschini – Não, porque vou me dedicar bastante nos treinamentos e exercícios . Pois vou fazer uma pré-temporada bem forte com pilotos de nível nacional e em outras pistas bem diferentes das que costumo treinar. Isso vai me ajudar muito, pois este ano vou andar com pilotos mais experientes e fortes na categoria 65cc.

Mundocross – Quais patrocínios e apoios que você já tem fechado para 2011 ?

Resposta – Este ano estamos acertando alguns patrocinadores ligados diretamente ao Motocross, mas ainda estamos acertando alguns detalhes, sendo que as parcerias já fechadas serão as mesmas do ano passado, que são a Expresso Sul Transportes, Primavera Imóveis, Cetric, Concrebal, MotoJeans Yamaha. Nada ligado diretamente ao Motocross, mas são muito importante.

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são seus.

Arthur Todeschini – Quero agradecer primeiramente a você Jorge, pela entrevista. Ao meu pai Aço, minha mãe Nani, e irmã Isa, que estão sempre junto nas corridas me apoiando e me ajudando muito. Aos familiares e amigos, que sempre, mesmo longe, estão sempre torcendo por mim. Ao meu mecânico Fabrício, que me treina muito e se dedica junto comigo em tudo. Aos meus patrocinadores pelo apoio do ano passado e que este ano estão comigo novamente. Obrigado.

Arthur recebendo a atenção da sua mãe

Arthur recebendo a atenção da sua mãe

Perfil do piloto Arthur Todeschini

Nome completo : Arthur Piva Todeschini
Data de nascimento : 23 de novembro de 2000
Cidade onde nasceu : Chapecó – SC
Cidade onde mora : Chapecó – SC
Apelido : Thui
Moto atual : KTM 65
Principal título : Campeão Arena Cross e Campeão Brasileiro Júnior 50
Ídolo no Motocross Nacional : Milton ‘Chumbinho’ Becker
Ídolo no Motocross Internacional : Ryan Dungey
Pista favorita no Rio Grande do Sul : Marau
Pista favorita no Brasil : Indaiatuba
Comida favorita : Panqueca
Bebida favorita : Suco de soja sabor uva
Comida antes das corridas : Massa
Bebida nas corridas : Energético
Lazer preferido : Brincar de pit bike e video game com os amigos
Esporte preferido fora o Motocross : Futsal
E-mail : [email protected]
Site : www.thuitodeschini.com.br
MSN : [email protected]

Compartilhe este conteúdo

Comentários

miguell disse:

Arthur, cara vc é o meu piloto favorito para este campeonato, estarei torcendo por vc. meu nome é MIguell moro em Porto que fica em Portugual, vejo suas corridas pela internete . vc tem um grande fâ .bom campionato, em abraço. estarei tocendo por vc

Téo disse:

cara vc é muito bom acompanhei uma corrida sua . Que bom queo brasil tenha otimos pilotos como vc abraçao

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly