Anunciado o locutor do Brasileiro de Motocross 2011

Por Jorge Soares | 29 de março de 2011 - 9:16

Faltam poucos dias para a aguardada etapa de abertura do campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011. A maior fábrica de motopeças da América Latina será pelo segundo ano consecutivo a patrocinadora máster da competição que abre neste final de semana, dias 2 e 3 de abril, na pista da Praia das Três Lagoas, na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná. Com grandes equipes confirmadas, o evento promete ser melhor do que no ano passado.

A pista, que receberá algumas alterações em relação a 2010, deve render disputas eletrizantes em todas as categorias. Na principal delas, a MX1, feras como o mineiro Jorge Balbi, e os paulistas Marcello ‘Ratinho’ Lima, Thales Vilardi, Eduardo ‘ Dudu’ Lima, estarão juntos no gate de largada com o mesmo objetivo: iniciar o ano no alto do pódio. Conquistar a taça e a maior premiação oferecida nesta competição será tarefa das mais difíceis com tantos nomes de peso.

Serviço do evento
O quê : Primeira etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011
Treinos : Sábado – 2 de abril
Corridas : Domingo – 3 de abril
Local : Pista Praia das Três Lagoas
Cidade : Foz do Iguaçu
Estado : Paraná
Valores dos ingressos :
Antecipado – para os dias 2 e 3 de abril R$15,00
Para o dia 2 de abril (no local) – R$5,00
Para o dia 3 de abril (no local) – R$15,00
Credencial de box com camiseta exclusiva – válida para 2 e 3 de abril – R$40,00

Para quem não puder estar presente no evento em Foz do Iguaçu, poderá escutar a narração do locutor Ricardo Vieira, o ‘Ximboca’, através do site www.cbm.esp.br Além disso, os melhores momentos de todas as categorias serão transmitidos em um programa especial de TV por assinatura em dias e horários que serão informados em breve.

“É muito bom continuar narrando o Brasileiro de Motocross, pois este ano estará com um nível técnico incrível. Novas equipes estarão participando e as disputas irão ficar mais acirradas, fazendo com que eu tenha que me empenhar mais, colocando novas trilhas sonoras e o meu melhor para levar a emoção do maior campeonato de Motocross da América Latina”, afirmou Ximboca.

Ximboca será o locutor do Brasileiro de Motocross em Foz

Ximboca será o locutor do Brasileiro de Motocross em Foz

Clique aqui para conferir o regulamento do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011

Inscrições antecipadas
As inscrições antecipadas para a etapa de Foz, e com desconto, para a prova já estão abertas no site oficial da CBM. Clique aqui para fazer a sua

Calendário do Brasileiro de Motocross 2011
1ª Etapa – 3 de abril – Foz do Iguaçu / Paraná
2ª Etapa – 8 de maio – Carlos Barbosa / Rio Grande do Sul
3ª Etapa – 12 de junho – Canelinha / Santa Catarina
4ª Etapa – 17 de julho – Local a definir / Rio de Janeiro
5ª Etapa – 21 de agosto – Anchieta / Espírito Santo
6ª Etapa – 25 de setembro – Aracaju / Sergipe
7ª Etapa – 29 de outubro – Siqueira Campos / Paraná

Lista dos campeões Brasileiro de Motocross por categoria desde 1973

Campeões categoria 125
1973 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1974 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1975 – Roberto Boettcher (Yamaha) Goiás
1976 – Pedro Bernardo Raymundo (Suzuki) Rio Grande do Sul
1977 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1978 – Pedro Bernardo Raymundo (Suzuki) Rio Grande do Sul
1979 – Roberto Boettcher (Yamaha) Goiás
1980 – Pedro Bernardo Raymundo (Yamaha) Rio Grande do Sul
1981 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1982 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1983 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1984 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1985 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1986 – Rodney Smith (Cagiva) Califórnia
1987 – Jorge Negretti (Yamaha) São Paulo
1988 – Jorge Negretti (Cagiva) São Paulo
1989 – Rogério Nogueira (Honda) São Paulo
1990 – Jorge Negretti (Kawasaki) São Paulo
1991 – Cássio Roberto Garcia (Honda) Santa Catarina
1992 – Gilberto Narezzi (Honda) São Paulo
1993 – Gilberto Narezzi (Honda) São Paulo
1994 – Cristiano Lopes (Honda) São Paulo
1995 – Milton Becker (Suzuki) Santa Catarina
1996 – Gilberto Narezzi (Honda) São Paulo
1997 – Paulo Stedile (Yamaha) Paraná
1998 – Massoud Nassar (Suzuki) Minas Gerais
1999 – Jorge Balbi Jr. (Yamaha) Minas Gerais
2000 – Roosevelt Assunção (Honda) São Paulo
2001 – Ismael Pereira Maia (Yamaha) Goiás
2002 – Roosevelt Assunção (Honda) São Paulo
2003 – Milton Becker (Honda) Santa Catarina
2004 – Kristofer Florenzano (Yamaha) Paraná

Campeões categoria MX2
2005 – Marcello Lima (Yamaha) São Paulo
2006 – Leandro Silva (Honda) Paraná
2007 – Wellington Garcia (Honda) Goiás
2008 – Rodrigo Selhorst (KTM) Rondônia
2009 – Wellington Garcia (Honda) Goiás
2010 – Scott Simon (Kawasaki) Califórnia

Campeões categoria 250
1973 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1974 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1975 – Roberto Boettcher (Yamaha) Goiás
1976 – Pedro Bernardo Raymundo (Suzuki) Rio Grande do Sul
1977 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1978 – Nivanor Bernardi (Yamaha) Santa Catarina
1979 – Pedro Bernardo Raymundo (Suzuki) Rio Grande do Sul
1980 – Pedro Bernardo Raymundo (Yamaha) Rio Grande do Sul
1981 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1982 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1983 – Álvaro Cândido Filho (Honda) São Paulo
1984 – Álvaro Cândido Filho (Honda) São Paulo
1985 – Pedro Bernardo Raymundo (Honda) Rio Grande do Sul
1986 – Rodney Smith (KTM) Califórnia
1987 – Jorge Negretti (Yamaha) São Paulo
1988 – Eduardo Saçaki (Yamaha) Paraná*
1989 – Eduardo Saçaki (Kawasaki) Paraná
1990 – Jorge Negretti (Kawasaki) São Paulo
1991 – Jorge Negretti (Honda) São Paulo
1992 – Milton Becker (Yamaha) Santa Catarina
1993 – Gilberto Narazzi (Honda) São Paulo
1994 – Rogério Nogueira (Honda) São Paulo
1995 – Cristiano Lopes (Honda) São Paulo
1996 – Rogério Nogueira (Honda) São Paulo
1997 – Cristiano Lopes (Honda) São Paulo
1998 – Jorge Negretti (Honda) São Paulo
1999 – Antony Pocorobba (Suzuki) Califórnia
2000 – Milton Becker (Honda) Santa Catarina
2001 – Milton Becker (Honda) Santa Catarina
2002 – Massoud Nassar (Honda) Minas Gerais
2003 – Jorge Balbi Jr. (Honda) Minas Gerais
2004 – Jorge Balbi Jr. (Honda) Minas Gerais

Campeões categoria MX1
2005 – João Paulino da Silva Jr. (Suzuki) Santa Catarina
2006 – João Paulino da Silva Jr. (Suzuki) Santa Catarina
2007 – Wellington Garcia (Honda) Goiás
2008 – João Paulino da Silva Jr. (Kawasaki) Santa Catarina
2009 – Wellington Garcia (Honda) Goiás
2010 – Scott Simon (Kawasaki) Califórnia

Campeões categoria MX3
1999 – Wellington Valadares (Yamaha) Distrito Federal
2000 – Leonardo Muller (Yamaha) Goiás
2001 – Marco Müller (Yamaha) Rio Grande do Sul
2002 – Cássio Garcia (Honda) Santa Catarina
2003 – Cássio Garcia (Honda) Santa Catarina
2004 – Milton Becker (Honda) Santa Catarina
2005 – Milton Becker (Honda) Santa Catarina
2006 – Milton Becker (Honda) Santa Catarina
2007 – Milton Becker (Kawasaki) Santa Catarina
2008 – Milton Becker (Kawasaki) Santa Catarina
2009 – Cristiano Lopes (Honda) São Paulo
2010 – Davis Guimarães (Kawasaki) Paraná

Campeões categoria 65
2006 – Cezar Zamboni (KTM) Mato Grosso
2007 – Gustavo Roratto (Kawasaki) Rio Grande do Sul
2008 – Kaio Miranda (KTM) São Paulo
2009 – Rodrigo Riffel (LEM) Santa Catarina
2010 – Kioman Navarro (KTM) Goiás

Campeões categoria 85
2006 – Rodrigo Rodrigues (Honda) São Paulo
2007 – Hector Assunção (Honda) São Paulo
2008 – Rodrigo de Andrade Santos (Honda) Sergipe
2009 – Andrews Armstrong (Honda) Paraná
2010 – Anderson Amaral (Honda) São Paulo

Campeões categoria MXJR
2007 – Jean Carlo Ramos (Kawasaki) Paraná
2008 – Thales Vilardi (Honda) São Paulo
2009 – Rodrigo Rodrigues (Honda) São Paulo
2010 – Marçal Müller (Kawasaki) Rio Grande do Sul

Campeões categoria CRF230
2008 – Carlos Eduardo Mendes Franco (Honda) Mato Grosso do Sul
2009 – Marcos Roza Moraes (Honda) São Paulo

Campeão categoria 50
2009 – Enzo Lopes (KTM) Rio Grande do Sul

Campeão categoria 230 Multimarcas
2010 – Carlos Eduardo Mendes Franco (Honda) Mato Grosso do Sul

Campeão categoria 50A
2010 – Lucas Torres da Costa (LEM) São Paulo

Campeão categoria 50B
2010 – Arthur Piva Todeschini (KTM) Santa Catarina

Campeã categoria MX Feminina
2010 – Brunna Bartz (Kawasaki) Paraná

* Ylton Veloso Cavalcanti, o eterno Paraibinha, faleceu quando era o líder do Brasileiro, e foi homenageado com o título de Campeão In Memorian. Por sinal, muitíssimo merecido, pois era uma grande pessoa e um ótimo piloto.

As informações em relação as categorias de base (50, 65 e 85) antes de 2006 estão sendo resgatadas, e quando estiverem completas serão inseridas nesta relação de campeões Brasileiros de Motocross.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Piloto X disse:

Este comentário foi excluído pelos fatos da pessoa não se identificar e pelo e-mail informado ser um e-mail inválido.

Twitter: FISCHER
XIMBOCA !!! PRIMEIRA PROVA E PRIMEIRA GRAVE RATIADA NA NARRAÇÃO DO BR MX !!!!!!!

PAJA disse:

Comentário removido pelo fato do endereço de email do autor não ser um email ativo. Evite que seus comentários sejam removidos informando um email ativo.

gero disse:

Chimba aprende a desligar o microfone quando tiver em off com os internautas e aprende a ler as menssagem e tentar resolver sua anta.
E tenta tirar o fundo musical quando tiver narrando sua anta.

welinton disse:

O valerio nao e fera nao o valerio e fodao o rei do brasil ou senao dizer do mundo nao é claudio da mata o rei do contra o cara q torce para p motocross brasileiro afunde de vez o cara que ama os USA e ainda mora aqui no brasil por que sera a pobre coitado???

Twitter: FISCHER
TO COM VÇ JOÃO !!! O VALÉRIO É FERA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

joão carlos disse:

locutor do americanos não Sr claudio da mata, vejo que vc sabe muito pouco do esporte, pois o Brasil é aqui nego, se tu acha que os americanos são tudo de bom muda para lá. Ximboca só esta no Brasileiro por que o Valério tá fora ganhado os pila do Carlinhos (honda).E ainda por cima é um puxa saco do Appel que hj ta grandão na tork e rinaldi, O cara é o mais amador que ja vi.
O pior é que teremos que atura´lo .

Mane disse:

Claudio da mata o cara que e contra a honda e contra o brasil pra ele so tem balbi jr e os locutores la de fora ainda bem q nao tenho saco de ouvir eles gritando e nem tao pouco entendo porra nenhuma em ingles quando assisto uma corrida do ama coloco 1 fundo musical de rock rool e sai navegando.
Valerio esse éé brasileirooo de motocross é show.

Twitter: claudiodamata38
Olha, o Valério Neto só precisa parar de gritar éeeeeeee Brasileirooooooo…… isto é ridículo !!!
Olha gente, não tem segredo, é só os pretendentes narradores brasileiros escutarem uma narração dos locutores americanos, os caras lá sim, são feras !!
Eu considero o Valério, o Zezito, Ximboca, e outros aí tudo farinha do mesmo saco, não tem uma preparação especial, ainda faltam muita coisa.
Tem que ter olho clínico, tem que sempre estar falando da marca da moto, dos patrocinadores, da cor da moto, do currículo do piloto, enfim, o cara tem que saber tudo dos pilotos, do esporte, do campeonato, da história do nosso Motocross e saber intercalar todas estas informações no momento certo.
Me descupem, mas todos ainda tem muito a melhorar !

Jesus disse:

Ximboca meu querido desligue o microfone quando for xingar alguen que invadiu a pista, beleza menino eu e o Caio Lopes ( 934 ) gostamos muito de voce, pena que nao vamos ao BR falta um patrocinio.

ARAUJO#79 disse:

Moacir é isso mesmo acompanho o motocross a muito tempo tbm e nao vi nada igual a o VELERIO NETO.O CARA MANJA TUDO DE MX E SX O CARA TEM O DOM.
FELIZ DA SUPER LIGA E DO ARENA CROSS.
HONDA LIBERA O VALERIO NETO AI RAPAZEADA SAGUE BAUM,JA QUE LIBERARAM OS SATELITES LIBERA AGORA O VALERIO POR FAVOR.
VAMOS FAZER UMA CAMPANHA PARA A HONDA LIBERAR O VALERIO URGENTE POR QUE O MOTOCROSS TA DE LUTO EM TERMO DE LOCUÇAO.
ALGUEM AI LEMBRA QUANDO ELE FALAVA:NÀO TENHA VERGONHA DE SE EMOCIONAR É BRASILEIRO DE MOTOCROSS.

moacirfausto disse:

em qualquer lugar bo brasil tem narrador de futebol e dos bons porque que o motocross e táo dificil acompanho o motocross bem antes de o valerio aparecer ainda nao vi ninguem igual a ele nem chicao nem zezito muito menos ximboca alguem me esplica isto …. feliz da super liga que tem ele um abrtaço

dentao82 disse:

o ximboca é um batalhador e merece ser o locutor do brasileiro. muito sucesso à ele e ao campeonato brasileiro de 2011. um grande abraço do amigo dentão.

Fred disse:

Ximboca preste mais atencao na corrida para voce poder nos passar mais informacoes ok e leiam os recados e tente melhora ok?
As tuas ultimas narracoes no brasileiro de motocross na minha opiniao deixaram a desejar e muito.
Aprenda a desligar o microfone quando nao tiver narrando e tentem melhorar o som para quem ta em casa poder torcer e vibrar melhor,e sempre passe informacao do pelotao de traz tbm.
Ximboca tente andar para frente e nao para traz feito caranguejo.
Tente imitar o valeiro sim por que nao?
O cara sabe tudo de motocross entao o imiti.
Wlw tamos na esculta neste sabado e domingo e coloquem 1 link descente.
motocross em primeiro lugar.
quem nao tem cao caça com gato.
Nao tem tu vai tu mesmo.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly