Wellington Garcia tem um escudeiro na Itália

Por VipComm Comunicação | Foto por Divulgação | 30 de março de 2011 - 17:49

Há apenas uma semana na Europa, onde irá disputar a primeira etapa do Mundial de Motocross 2011 na Bulgária, nos dias 9 e 10 de abril, o piloto oficial da Equipe Honda Mobil, Wellington Garcia está se adaptando sem qualquer tipo de problema a rotina da Equipe Martin Racing, parceira da Honda no Projeto Internacional Honda Racing Brazil.

O grande responsável pela fácil convivência do piloto brasileiro com toda a equipe italiana, que está localizada na cidade de Padova, na Itália, é o também goiano e mecânico Marcos Pereira de Freitas, o Marquinho, como é conhecido. ‘’Nossa relação é ótima. O Marquinho está sendo um pai para mim. Um amigo e conselheiro. Está me ensinando bastante. Serei sempre grato a ele pela força que está me dando aqui’’, coloca o piloto.

Quando não está treinando, Wellington Garcia aproveita o pouco tempo livre para conhecer algumas cidades históricas. O jovem de 21 anos foi no último final de semana a Veneza e ficou encantado com o município italiano. ‘’Estes dias fui a Veneza conhecer a cidade. Nossa, ela é realmente muito linda’’, afirma encantado.

Wellington em um momento de descontração em sua visita a Veneza

Wellington em um momento de descontração em sua visita a Veneza

Além de conhecer grandes cidades da Itália, o piloto oficial da Equipe Honda Mobil vem mostrando outras habilidades longe das pistas de motocross, ainda que desconhecidas do público brasileiro. Ainda bastante acostumado com a culinária brasileira, Garcia tem se arriscado no fogão e feito a sua própria comida. ‘’Eu gosto de uma alimentação bastante rica e por isso faço a minha própria comida. Tem saído alguns pratos deliciosos’’, declara o goiano.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly