Chatfield vai correr no Brasil pela IMS / Honda

Por Divulgação | Foto por Divulgação | 31 de março de 2011 - 9:14

Nesta terça-feira, 29 de março, chegou ao Brasil o inglês Adam Chatfield, novo integrante da IMS Racing, equipe satélite Honda. Após um breve reconhecimento das instalações da empresa em Indaiatuba, São Paulo, Chatfield disse estar muito motivado para esse novo desafio em sua carreira.

“Apesar do pouco tempo que tivemos para acertar os detalhes da minha integração ao time, pude sentir a imensa vontade de todos em conseguir o melhor equipamento e acerto para as provas no Brasil. Esse objetivo do Wellington Valadares – proprietário e chefe da equipe – em conquistar títulos em seu segundo ano como equipe satélite Honda é bastante desafiador, e exatamente o que eu esperava nesse retorno ao Brasil”, afirmou o piloto.

O atleta, que participou de algumas provas no Brasil no ano passado, correrá nas seguintes competições: Superliga Brasil de Motocross e campeonato Brasileiro de Motocross na categoria MX2, além do Arenacross na categoria Pro. Também está nos planos do inglês e de seus companheiros na equipe IMS Racing participar de campeonatos regionais, além de provas extra-campeonato e do GP Brasil de Motocross.

Em 2010 Adam correu no Brasil pela equipe 2B Duracell Racing

Em 2010 Adam correu no Brasil pela equipe 2B Duracell Racing

“Agora temos que correr contra o tempo e tentar chegar ao acerto mais próximo do ideal antes da primeira etapa do Campeonato Brasileiro, que acontece nesse final de semana – dias 2 e 3 de abril -, em Foz do Iguaçu, PR”, disse Chatfield.

Wellington Valadares vê diversos benefícios com a vinda de Chatfield: “Não esperava que pudéssemos acertar as coisas tão rápido com o Adam. Em apenas 10 dias conseguimos definir como seria sua integração ao time e como poderíamos juntos conquistar essas metas. Sua experiência vai elevar todo o time em conjunto, seja no desenvolvimento de nossos produtos, na troca de informações com os outros pilotos e até mesmo no acerto mais rápido das motocicletas”, acredita o empresário.

Na pista com Adam Chatfield
Imagem de Amostra do You Tube

A equipe IMS Racing conta ainda com os pilotos Rafael Zenni (MX2), Cristiano Lopes (MX3), Marcos Moraes (230), Thiago Formehl e Stefany Serrão (Júnior/ 85) e tem o apoio das marcas Polisport, Pro Taper, Luxafit e Polivisor.

Além do patrocínio aos pilotos da IMS Racing a IMS Racewear patrocina os pilotos Ratinho Lima e Dudu Lima (MX1 e MX2), ambos correrão nos mesmos campeonatos que os pilotos IMS Racing, mas pela equipe Kawasaki.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Julliano !!

Os pilotos podem correr sim em duas categorias em 2011, apenas o campeão da MX2 terá q subir pra MX1 naum podendo disputar a MX2.

O Chatfield até poderia disputar a MX1 tbém, mas pelo q vejo ele quer se dedicar a MX2.

Já nas satélites cada piloto correrá na sua categoria pré definida

Falowww

Jorge

Jesus disse:

Americano e bom, e bom demais, pra voce ver la nos Estados Unidos
ate os mendigos falam ingles, ruim e o brasileiro, por que nao dao chances
a pilotos bons daqui, tem muitos, ha tem como tem.

Bom dia Jorge!

Em algumas reportagems estou vendo que estão separando os pilotos categorias mx-1 e mx-2, EX: Chatfield cat mx-2, porque? este ano não pode correr as duas categorias não?? no brasileiro ou na superliga,
seria legal se fosse assim daria mais chance aos novatos, um abraço.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly