Vídeo – Apresentação Pro Tork / 2B / Kawasaki Racing

Por Assessoria Imprensa Pro Tork | 31 de março de 2011 - 23:31

A Pro Tork / 2B / Kawasaki Racing está pronta para o maior desafio da temporada. O Campeonato Brasileiro de Motocross tem início neste fim de semana, dias 2 e 3 de abril, em Foz do Iguaçu, Paraná, e a expectativa é grande. Os pilotos não veem a hora de alinhar no gate do evento, que é considerado o maior da modalidade na América Latina.

O chefe de equipe Antonio Jorge Balbi está confiante devido a preparação do grupo. “Todos os nossos atletas fizeram uma excelente pré-temporada, estão treinados e motivados. Além disso, dispomos de uma excelente estrutura. Temos objetivos traçados e queremos manter o foco até alcançá-los. O primeiro passo será na abertura do Brasileiro”, ressalta.

Nas principais categorias em disputa, a MX1 e MX2, a equipe conta com o maior nome do esporte no país, o mineiro Jorge Balbi Júnior. Jorginho traz em seu currículo diversas conquistas no Brasil e também no exterior. Recentemente o piloto surpreendeu a todos pelos grandes resultados no AMA Supercross Lites Oeste. Agora, ele volta sua atenção para a competição nacional, disposto a conquistar os títulos.

Max Balbi colocando os novos adesivos na moto de Jorginho

Max Balbi colocando os novos adesivos na moto de Jorginho

Quem ainda irá representar a Pro Tork / 2B / Kawasaki Racing na MX2 é o atual campeão Brasileiro da 230, o sul-mato-grossense Carlos Eduardo Franco. O sergipano Rodrigo Lama também estará na MX2, além de manter-se na Júnior. Os pilotos foram incentivados a subir de classe após mostrarem grande evolução. Felizes com a oportunidade prometem não decepcionar.

Já na MX3, o paranaense Davis Guimarães tentará manter o título. Seu principal adversário será o companheiro Milton ‘Chumbinho’ Becker. O catarinense conta com 14 títulos brasileiros em seu currículo e está disposto a atrapalhar os planos de Davis. Mariana Balbi também entra na briga da MX3. Nico Rocha estará presente apenas na primeira etapa. Vale lembrar que Chumbinho ainda irá disputar a nova categoria MX4.

Por fim, Nivaldo Vianna está confirmado na 230. O paulista pretende andar entre os ponteiros em todas as etapas, a meta é manter-se sempre no pódio para conquistar o título inédito em sua carreira.
Imagem de Amostra do You Tube

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Paulo disse:

o amigo do comentário acima, o chumbo vai andar nas 2 categorias !!!!
ele tem + folego que qualquer um de nós….

eahehahea

Boa corrida pra quem vai andar

gero disse:

Agora o chumbo na mx4 não vai ter graca nenhuma sacanagem chumbao vai para a mx3 que la tem pilotos para disputar contigo,sei que voce tem idade para a mx4,mais reflita?

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Rossano !!

Dá uma reparada no texto ali acima q está escrito q ele andará na MX2 e naum na 230.

Falowww

Jorge

Paulao disse:

Só pra constar esse guri nao é pilotinho de 230 , ele sempre foi pilotinho de especial , em 2007 salvo engano ele ja estava formalizando contrato com a Honda piloto oficial MX2 , só q deu uma zica q uns dias antes de assinar o contrato ele se quebrou nao lembro o q , ai a Honda desistiu , e ele perdeu a chance dele , na sequencia se alguem lembra ele comecou andar de 230 na seg etapa EM VIRTUDE DA RECUPERACAO patrocinado pelo guri la de Coxim dono da MASTTER MOTOS HONDA

Forte abraco sucesso !

newton junior disse:

Se o Carlos Eduardo andar nas 230cc, vai ficar dificil pra concorrência. Ele e o “cara” das motos nacionais. E impressionante a tocada dele

Rossano disse:

começou mal o brasileiro de mx , carlos eduardo franco não andou de mx2 na ultima prova do brasileiro do ano passado ficando em 6 , c este resultado ela ficou entre os 100 primeiros, automaticamente não poderia andar de 230 este ano….

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly