Hot News Mundocross #14

Por Jorge Soares | 06 de abril de 2011 - 16:49

Hot News Mundocross, o tópico semanal do site Mundocross que tem notícias quentes para você, que gosta de estar por dentro das últimas do Mundo do Cross. Em edições semanais, o Hot News reúne várias informações do mundo Off-Road, principalmente, Motocross e Supercross, além de Arenacross, Cross Country e Rally Cross.

Agora para você o Hot News Mundocross #14

Pipo parou no hospital em Foz do Iguaçu
O piloto catarinense sofreu uma queda forte enquanto ocupava a quarta colocação na bateria da MX1 da etapa de abertura do campeonato Brasileiro de Motocross em Foz do Iguaçu, e deslocou o ombro esquerdo. O piloto foi encaminhado ao hospital de Foz do Iguaçu e recebeu alta depois de algumas horas. Foi realizado exame de raio-X e não foram constatadas fraturas. Pipo, que estreava a sua equipe privada, a Eight Motorsports, está em casa, em São José, Santa Catarina, e passa por avaliações médicas.

Novo anunciante do Mundocross
O mais novo anunciante do site Mundocross é a MX Mud Cleaner, que é um produto para lavar as motos de Motocross, Velocross, Enduro e Trilha que normalmente sujam muito nas provas e momentos de lazer. Para conhecer um pouco mais sobre o MX Mud Cleaner, confira o vídeo de apresentação do produto.
Imagem de Amostra do You Tube


Rinaldi foi bem representada no Brasileiro de MX
A Rinaldi dominou o pódio nas principais categorias na etapa de abertura do campeonato Brasileiro de Motocross 2011 realizado nesse fim de semana, 2 e 3 de abril, em Foz do Iguaçu, Paraná. Os irmãos Dudu e Ratinho Lima conquistaram o terceiro e o quarto lugares na categoria MX1. Na MX2, os pilotos Rinaldi ocupando três das cinco posições do pódio. Eduardo Lima, Cristopher ‘Pipo’ Castro e Marcello ‘Ratinho’ Lima conquistaram, respectivamente, a terceira, quarta e quinta colocações. Já Douglas ‘Duda’ Parise venceu a categoria MX3. Na prova que abriu a programação do domingo, 3 de abril, Duda fez uma boa largada e aproveitou para abrir vantagem volta a volta. “Tive pouco tempo para treinar com a moto, por isso, aproveitei a minha boa largada para administrar a vantagem e vencer”, comenta Duda Parise, que também fez sua primeira prova em uma competição nacional defendendo o time de pilotos Rinaldi.

Lançamento Putoline no Brasil
Finalmente a linha de óleos e lubrificantes da Putoline chegou ao Brasil, e mais do que isto, vem com o objetivo de proporcionar o melhor tanto em qualidade quanto em desempenho para sua moto visto que é uma das marcas de maior tecnologia no mundo inteiro. A Putoline Oil é destaque no mercado mundial devido ao desenvolvimento de produtos top de linha para atender ao público mais exigente, consagrando a marca a nível mundial com a criação de várias tecnologias para melhorar tanto a performance quanto a durabilidade da sua moto. Especial destaque são os óleos para amortecedor e suspensão, com tecnologia similar aos usados na indústria aeronáutica. No Brasil você encontra os óleos Putoline na www.jarvaracing.com.br

Pro Tork foi a equipe que mais venceu em Foz
A Pro Tork 2B Kawasaki Racing saiu na frente na disputa pelos principais títulos do campeonato Brasileiro de Motocross. Jorge Balbi Jr. foi o grande destaque da etapa de abertura, garantindo o primeiro lugar nas categorias MX1 e MX2. Balbi manteve o ritmo forte dos treinos cronometrados de sábado e foi o mais rápido na MX1, não encontrando dificuldades para manter a primeira posição desde a largada. Na MX2 Balbi largou em segundo, atrás de Hector Assunção. O piloto passou a pressionar o adversário e na quarta volta conseguiu a ultrapassagem. A partir de então, abriu cada vez mais vantagem até cruzar a linha de chegada. Ao todo foram 45seg767 de diferença para o segundo colocado. Na MX3 Duda Parise garantiu o primeiro lugar, Massoud Nassar Neto o segundo, Davis Guimarães o terceiro, Paulo Stedile o quarto e Chumbinho o quinto. Mariana Balbi encerrou a corrida na oitava colocação. Já na categoria MX4, Chumbinho imprimiu um ritmo forte e não deu chance aos concorrentes. O piloto saiu na frente e manteve a liderança até receber a bandeira quadriculada. A Pro Tork / 2B / Kawasaki Racing se prepara agora para o próximo desafio de nível nacional, a Superliga de Motocross, que será realizada nos dias 16 e 17, em Poços de Caldas. Os pilotos aproveitam os próximos dias para mais acertos nos equipamentos, além de muito treinamento.

Pilotos da Honda no Brasileiro de Motocross
Um dos pontos altos da etapa de abertura do campeonato Brasileiro de Motocross em Foz do Iguaçu no último domingo, foi a volta dos pilotos da Honda para a competição. Em 2010 os pilotos patrocinados pela fábrica não puderam correr no Brasileiro de Motocross, e provavelmente a diretoria da Honda enxergou que quem perdeu com isto foi a própria empresa, os pilotos, o campeonato e o público que é fã do esporte. Com certeza uma atitude digna da diretoria da Honda, que mesmo não tendo liberado seus pilotos oficiais para competirem em Foz, já deu um grande passo em relação a 2010.

Programa Competição na RBS TV
Amigos da Velocidade e do Off-Road, na última semana o Programa Competição, na TVCom, canal do Grupo RBS, e o primeiro bloco do programa destacou a segunda etapa do Catarinense de Enduro FIM. Confira a reportagem agora aqui no Mundocross. A apresentação é de Giovani Martinello e as reportagens são de Chico Vargas.
Imagem de Amostra do You Tube


Oitavo Motocross Freestyle de Campestre
A adrenalina vai subir com o maior e melhor Motocross do sul de Minas com o 8º Motocross Freestyle de Campestre em Minas Gerais nos dias 13 e 14 de agosto na famosa pista do Sitio Pinhalzinho. A pista será remodelada nos padrões da Superliga e Brasileiro de Motocross e as provas terão cronometragem eletrônica. Em breve a organização divulgará as categorias e valores da premiação, que virão com muitas novidades, aguardem !! Para maiores informações, entre em contato com Júnior Moura (35) 9812-1891, ou com Vaninho (35) 9819-1510, ou ainda com Fernando Rocha (35) 8869-1007. A realização do evento é da Equipe Motocross Freestyle de Campestre. E-mail para contato [email protected] e MSN [email protected]

Volume do som
Em algumas provas de Motocross que vou, as pessoas responsáveis pela sonorização parecem não ter intimidade com o Motocross, pois colocam o volume do som ao máximo tocando músicas durante as provas. Estas pessoas não sabem, ou parecem não saber, que as pessoas que vão assistir uma corrida de Motocross vão também para escutar o som dos motores das motos, e não de cantores. A maioria das pessoas que colocam som em provas de Motocross são DJ’s, e acham que no Motocross ele tem que tocar músicas igual ele toca nas festas para que são contratados. Em Foz do Iguaçu neste último final de semana foi um exemplo de falta de preparo da pessoa que colocava o som, pois em certos pontos da pista tinha muitas caixas de som e outros não tinha, e com isto ele colocava o volume no máximo para compensar, mas aí para quem estava próximo das caixas de som ficava quase surdo !! No Motocross eu quero escutar o som das motos e não música com o volume no máximo !!!

Pro Tork Freestyle Show na festa Siga Bem
No próximo domingo tem show da Equipe Pro Tork Freestyle Show em comemoração de aniversário de 15 anos da loja Siga Bem, que fica localizada em frente a Rodoviária da cidade de Rio do Sul, em Santa Catarina. O show vai começar às 15:30 horas e a entrada é gratuita. Prestigie. Pablo Ristov e Elton Becker convidam a todos !!! Confira o vídeo-convite:
Imagem de Amostra do You Tube


Final de semana de má sorte para a Mira-X / Honda
Anderson Amaral não se recuperou a tempo da lesão que sofreu na primeira etapa da Copa São Paulo de Motocross e não pôde competir na etapa de abertura do campeonato Brasileiro de Motocross neste último final de semana em Foz do Iguaçu, mas estará 100% para as próximas etapas. Vamos ao final de semana da equipe Mira-X: Devido as chuvas na sexta feira, a organização optou por apenas um treino, valendo pelo cronometrado, onde Kaio Miranda fez, entre 56 inscritos, o terceiro melhor tempo da categoria 85. Já no treino de domingo Kaio marcou o segundo melhor tempo, e tinha boas expectativas para a prova. A corrida: Começou a chover quando os pilotos da 85 foram chamados para o parque fechado, a pista de terreno duro ficou liso, deixando o terreno um espelho. Mas apesar da condição da pista, a categoria largou e Kaio largou na oitava posição, e quando fazia as ultrapassagens, na entrada da sessão de costela pegou um piloto mais lento, no choque com o mesmo levou a pior, porque a canopla do acelerador quebrou e a moto não acelerava e não teve condição técnicas de retornar a prova, e nem ter completado uma volta. Para a equipe Mira-X / Honda agora é trabalhar para as próximas etapas.

Pro Tork Catarinense de XC começa neste findi em Brusque
Promessa de tempo bom e gate cheio na estreia do Pro Tork Catarinense de Cross Country 2011. Após ser adiada devido ao mau tempo, a etapa de abertura será realizada neste fim de semana, dias 9 e 10, no município de Brusque. As provas acontecerão na pista da Fazenda Schwamberger, localizada no bairro Rio Branco, uma das melhores da região. Ao todo serão oito categorias em disputa: Street 150cc, Intermediária Nacional, Intermediária Especial, Nacional 230cc, Força Livre Nacional, XC3, XC2 e XC1. Pilotos de todo o Estado já confirmaram presença e o público deve comparecer em peso. Os treinos estão programados para a tarde de sábado e a manhã de domingo, sendo que as corridas acontecem na seqüência. Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos no local, por R$10,00. “A expectativa é muito boa, organização e competidores estão bastante ansiosos pelo início do campeonato. Esperamos que o tempo colabore desta vez e que possamos ter um belo evento”, afirma o diretor de Cross-Country da Federação Catarinense de Motociclismo, Osmar Reinert.

Novidades no Catarinense de Cross Country
Com uma estrutura maior em relação as edições anteriores, a competição irá oferecer melhores condições aos participantes do campeonato Catarinense de Cross Country. Uma equipe de trabalho preparada estará a frente da organização do evento, que terá torre de cronometragem, pódio, arco de chegada, fundo de gate e padronização da locução e sonorização. Atendendo a solicitações, a premiação para os dez primeiros colocados de cada classe será realizada logo após o fim das baterias. Uma novidade é a inscrição subsidiada Pro Tork, pilotos equipados com calça, camisa, capacete e bota da marca terão desconto de 50% na sua primeira inscrição.

Frase da semana
“A vitória tem vários pais. A derrota é orfã !!”

Hot News Mundocross by Jorge Soares

Colaboração:
Assessoria Imprensa Pro Tork

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Curingamx disse:

Somente para descontrair, me perdoem e nao levem a serio.

ABPMXXX-
Associaçao Brasileira dos plantadores de mudas de Xuxu,Xiririca e Xicoria .

agora falando serio, acho legal a preocupaçao com meio ambiente, e deve sim existir algumas regras, mas nem no mundial eu vi um tratamento da água nos lavadores das motos , Resumindo, so de plantar arvores, conter erosoes e nao derramar oleo e outros no chao já seria otimo, e isto faz parte da educaçao sendo a informaçao sonora muito bem vinda. Mas alem disto temos que nos preocupar muito com a segurança dos pilotos nas pistas, nao queremos um esporte considerado de alto risco e podemos reduzir muito o risco avaliando as pistas. Valeu.

Marcelo disse:

Meu isso é a maior verdade que o Fernando está falando essa entidade ae ABPMX é pura bucha pq eles sim deveriam estar siente de tudo que rola no motocross

Continuem plantando árvores mas lembrem-se que tem que trabalhar.

Se tem uma única reclamação tem que resolver.

Fernando disse:

Roca, bom dia,,, vc usou a palavra Sindicato…mas na verdade é para existir uma entidade que se encarregue disso … e se chama ABPMX,,,mas não vi ninguem na etapa de Foz com essa Bandeira (ABPMX),,,logo entendesse que ela a ( ABPMX ) , ta mais preocupada em plantar arvores, que por sinal da mais ibope internacionamente,, até se ganha premio lá fora, se fizer isso,, do que com as coisas que vc citou, segurança, bem estar do Pilotos etc…

Roca mineira disse:

Quanto ao som eu concordo plenamente, quanto as reclamacoes ha que peneirar pois muitas denigrem o esporte mas algumas sao para melhorar o esporte que e’ o caso do som que as vezes imcomoda a bessa. Para melhorar o esporte os pilotos devem ter um forte tipo de ( sindicato ) que fiscalizasse as pistas no sentido de seguranca e conforto para os pilotos, mecanicos, familiares e publico. Nao sei se ja existe isto se existe me desculpem. Aproveitando cade os ingressos para o mundial pelo amor de Deus.

Fernando disse:

Valeu Marcelo bem lembrado as suas colocações,,,, Pit Line tinha mais de 100m da largada,,,, tinha que atravessar um barral com os mecanicos na correria quase caindo para chegar lá,,, absurdo isso,, falde de concideração e respeitos há esses proficionais que são tão quanto importantes como os próprios pilotos………. quanto ao som alto,,,, uma vergonha,,, mas me pergunto que mesmo sendo ruinmmm,,, era melhor que ouvir o narrador que não sabia o que estava fazendo lá……… deu até vergonha quando por exemplo tinha um piloto Paraguaio que é patrocinado por uma CASA de CAMBIO, coisa comun no Paraguay e o locutor falou em vez de CAMBIO,,, CARIMBO,,, nada a ver,,,, entre outras,,,, pergunto quem eram os patrocinadores, apoiadores da epata de Foz do Iguaçu, pois tinham empresas locais apoiando,,,, ele falou alguma vez delas???

è uma pena que o Sr. Marlon da Pro Tork não acesse esse site, para sentir o quanto esta ruin esse inicio de campeonato, e os erros que vem acontecendo……. Uma coisa é certa o Valério já foi,,, nem sonhem com ele,,, temos que achar alguem melhor do que a pessoa que estava na 1º Etapa,,, pois,,, é muito facil criticar… mas EU critico e mostro a solução…. como ja falei em outros comentarios ,, contratem o MIXIRICA, que é um otimo proficional,,, ele fazia parte da equipe de Joaninha, ha um tempo atras,,, até foi ele mesmo que arrumou o patrocinio do JOaninha com a Pro Tork,,,, ou seja Sr. Marlon, existe solução e esta facil,,, basta apenas querer…

Marcelo disse:

Verdade isso vamos colaborar mais. Arrumando as caixas de som pq é um absurdo mesmo! Até o piloto que estava correndo na CFR 230 escutou kkkkkkkkkk e se ferrou!

Chamem o Valério para narrar o brasileiro por favor pq este que está ae é muito ruim!

Campeonato Brasileiro tem q ser um campeonato PROFISSIONAL e não para amadores! E este profissionalismo começa pelos organizadores!

Com certeza reclamamos muito. Pq falta melhorar muito e não melhora. Somos os palhaços desse circo chamado Campeonato Brasileiro de Motocross.

E por outro lado estou muito desapontado com a Pro Tork pq tinha fé que eles sim transformariam o Campeonato Brasileiro em um digno CAMPEONATO BRASILEIRO mas o que vemos é que simplesmente trocou a Honda pela Pro Tork pq as mesmas falhas seguem.

Onde ja se viu um Pit Stop a 100 metros do parque fechado, os mecanicos tem q atravessar a pista para chegar no Pit Stop.

Ae Pro Tork vamos dar uma puxada de orelha nesse presidentezinho e fazer o melhor. Contratem uma empresa que vai cuidar do motocross e não simples amadores que nem em som são capazes de mecher.

eliandro porrada disse:

Twitter: porrada lanches
Deus da boca para quem nao sabe comer numa prova do brasileiro de motocross o que menos ia me importar era o som volume posiçao de caixas quem realmente é apaixonado por motociclismo nem repara nesses minimos detalhes . quanto ao horario par treinos e provas existe uma planilha que é dada ao piloto na hora da insciçao .o brasileiro sofre da sindome da reclamite aguda ,galera vamos colaborar mais e reclamar menos

tiago disse:

Muito importante esse comentario do som nas provas. muitas veses acontece o que foi comentado, volume muito alto perto das caixas de som, enquanto em outros pontos nao tem caixa e nao se escuta a chamada pra treinos e provas.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly