Juha saiu na frente no Mundial de Enduro 2011

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 15 de abril de 2011 - 8:17

A edição 2011 do campeonato Mundial de Enduro começou neste mês de abril. A primeira etapa foi disputada nos dias 2 e 3, em Ponts, na Espanha, e a segunda neste último final de semana, dias 9 e 10 de abril, em Vale de Cambra, Portugal. Confira um resumo dos dois primeiros GP’s do ano…

Primeira etapa – GP da Espanha

O GP de abertura em Ponts, na Espanha, ficou marcado por dois fatos: o forte calor que dificultou a vida dos pilotos e a tremenda maré de azar dos pilotos daquela que é considerada a mais forte equipe do campeonato, a KTM. Na categoria Enduro 1, o finlandês Juha Salminen da Husqvarna dominou os dois dias de prova, quebrando um jejum de 18 meses sem vencer, devido a problemas com sua antiga equipe, a BMW, que agora se juntou a Husqvarna para colaborar no desenvolvimento das novas motocicletas. No primeiro dia o pódio foi todo finlandês.

Companheiro de equipe de Salminen, Matti Seistola finalizou em segundo, e Eero Remes da KTM em terceiro. No domingo, Seistola repetiu a segunda posição, enquanto Remes participava da maré de azar da KTM, sofrendo vários tombos ao longo do dia e finalizando em sexto. O francês Fabien Planet aproveitou para ficar com o último degrau do pódio, levando a equipe francesa Sherco pela primeira vez ao pódio do mundial de Enduro. Na categoria Enduro 2, foi a vez do francês Johnny Aubert experimentar o azar laranja.

E curiosamente o mesmo problema que havia tirado Aubert da prova no sábado, o tirou também no domingo. No primeiro dia ele liderava com 13 segundos de vantagem, até que um problema na parte elétrica da moto colocou tudo por água abaixo. No domingo, mal havia completado a primeira volta e o mesmo problema voltou a acontecer, lhe tirando novamente da corrida. Quem aproveitou para vencer os dois dias foi o francês Antoine Meo da Husqvarna, que nas duas ocasiões, venceu a disputa contra um dos donos da casa, o piloto Ivan Cervantes, que este ano faz sua estreia pela equipe Gas Gas.

No sábado o terceiro lugar ficou com o também espanhol Cristobal Guerrero, da KTM. No domingo, foi à vez do francês Pierre Alexandre Renet da Husaberg ficar com o terceiro lugar. Na categoria Enduro 3, a equipe KTM levou o balde de água mais gelada. O inglês David Knight, atual campeão e um dos favoritos ao título sofreu uma forte torção no tornozelo na segunda volta de sábado e abandonou com muita dor. No domingo ele nem alinhou para a largada.

Aliás no domingo a situação da KTM piorou ainda mais, já que o polonês Taddy Blazusiak sofreu um forte tombo e abandonou com uma lesão no polegar. Quem aproveitou para vencer os dois dias foi o finlandês Mika Ahola. No primeiro dia os franceses Christophe Nambotin e Sébastien Guillaume foram respectivamente segundo e terceiro colocados. No domingo Nambotin foi novamente o segundo colocado. A terceira posição desta vez ficou com outro finlandês, Marko Tarkkala.

 

Antoine Meo

Antoine Meo

Taddy Blazusiak

Taddy Blazusiak

Christophe Nambotin

Christophe Nambotin

Ivan Cervantes

Ivan Cervantes

Matti Seistola

Matti Seistola

Mika Ahola

Mika Ahola

Local da largada na Espanha

Local da largada na Espanha

Segunda etapa – GP de Portugal

No final de semana seguinte, no GP de Vale de Cambra, em Portugal, pelo menos no que diz respeito ao clima, o mesmo cenário encontrado na Espanha se repetiu: sol forte, com temperaturas médias na casa dos 35 graus. O circuito era “puxado”, com 72 km de extensão, porém o nível técnico foi muito elogiado pelos pilotos, já que ao contrário de edições anteriores, a prova desse ano não teve um grau de dificuldade tão elevado.

Na categoria Enduro 1 o domínio foi novamente finlandês, com a disputa ficando entre Salminen e Remes. No sábado, Salminen levou a melhor, deixando Remes em segundo. Já no domingo, Remes conseguiu sua primeira vitória na temporada, deixando o compatriota se contentar com a segunda posição. Nos dois dias de prova, a terceira posição ficou com o francês Rodrig Thain da Honda. No campeonato, Salminen lidera com 97 pontos, seguido por Remes com 82 e Thain com 74. O italiano Thomas Oldrati da KTM é o quarto com 65, e Seistola fecha os cinco primeiros com 62 pontos.

Na categoria Enduro 2, Aubert dominou os dois dias de prova, se redimindo do péssimo início de campeonato na Espanha. Para recuperar os pontos perdidos, no sábado ele contou com o azar de seu conterrâneo Antoine Meo, que finalizou na quarta posição. Outro que não obteve um bom resultado foi Cervantes, finalizando logo atrás de Meo, em quinto. A segunda posição ficou com outro francês, Pierre Alexandre Renet. O espanhol Cristobal Guerrero completou o pódio de sábado na terceira posição.

Com o domínio de Aubert também no domingo, a disputa ficou novamente pelas demais posições. Meo recuperou o prejuízo do dia anterior e finalizou em segundo. Renet subiu novamente no pódio, desta vez em terceiro. Guerrero foi o quarto, e Cervantes repetiu o quinto lugar de sábado. No campeonato, Meo lidera com 10 pontos de vantagem sobre seu conterrâneo Renet. Cervantes é o terceiro, com o italiano Simone Albergoni em quarto. Guerrero fecha os cinco primeiros.

Na categoria Enduro 3, mesmo ainda sentindo as dores da torção no tornozelo, Knight travou uma bela batalha com Ahola e Nambotin. No sábado o inglês levou a melhor, deixando o finlandês se contentar com a segunda posição. Nambotin finalizou em terceiro. No domingo, Ahola deu o troco e ficou com a vitória, deixando Knight em segundo. Nambotin foi novamente o terceiro.

No campeonato, Ahola lidera com 97 pontos, contra 84 de Nambotin. O sueco Joakim Ljunggren da Husaberg é o terceiro, com o espanhol Oriol Mena, seu companheiro de equipe, em quarto. Tarkkala fecha os cinco primeiros. Knight ocupa a sétima posição. A terceira etapa do campeonato será o GP de Francavilla di Sicilia, na Itália, nos dias 14 e 15 de maio.

Pierre Alexandre Renet

Pierre Alexandre Renet

 

Mika Ahola

Mika Ahola

David Knight

David Knight

Eero Remes

Eero Remes

Johnny Aubert

Johnny Aubert

Juha Salminen

Juha Salminen

Classificação da categoria Enduro 1 após duas etapas
1. Juha Salminen – 97 pontos
2. Eero Remes – 82
3. Rodrig Thain – 74
4. Thomas Oldrati – 65
5. Matti Seistola – 62 pontos

Classificação da categoria Enduro 2 após duas etapas
1. Antoine Meo – 90 pontos
2. Pierre Alexandre Renet – 80
3. Ivan Cervantes – 76
4. Simone Albergoni – 64
5. Cristobal Guerrero – 58 pontos

Classificação da categoria Enduro 3 após duas etapas
1. Mika Ahola – 97 pontos
2. Christophe Nambotin – 84
3. Joakim Ljunggren – 65
4. Oriol Mena – 63
5. Marko Tarkkala – 60 pontos

Calendário do campeonato Mundial de Enduro 2011
3ª Etapa – 14 e 15 de maio – GP da Itália – Francavilla di Sicilia
4ª Etapa – 10 e 11 de junho – GP da Turquia – Fethiye
5ª Etapa – 18 e 19 de junho – GP da Grécia – Kalampaka/Meteora
6ª Etapa – 9 e 10 de julho – GP da Romênia – Buzau
7ª Etapa – 3 e 4 de setembro – GP de Andorra – Sant Julia
8ª Etapa – 1º e 2 de outubro – GP da França – Mende

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly