Antes cedo, do que tarde !!

Por Jorge Soares | Foto por Divulgação | 19 de abril de 2011 - 21:50

Tem um ditado que diz, antes tarde, do que nunca !! E infelizmente isso se incorporou a cultura nacional, pois nos faz deixar para amanhã, o que poderíamos ter feito ontem. E por que não começarmos a cultivar um outro ditado: Antes cedo, do que tarde !! Por que deixar para aprontar aquele relatório no último dia, quase na hora de começar a reunião, onde serão usadas as informações ? Por que ?

Por que deixar para última hora para fazer aquele importante trabalho para faculdade ? Por que deixar para divulgar os calendários dos campeonatos Estaduais e Nacionais de Motocross e Supercross somente em março, quase começando a temporada ?

Já sei, ok !! Falta tempo, falta estabilidade política, falta estabilidade econômica, falta estrutura, falta patrocínio, falta isto, falta aquilo !! Desculpas é que não faltam. Pelo que vejo, falta estratégia para conquistar patrocínios, falta planejamento para executar os projetos e em alguns casos, falta boa vontade para fazer acontecer.

Sempre existe desculpa para não ter feito algo dentro do prazo previamente combinado e quase sempre a culpa é colocada em outra pessoa e não em quem era responsável por fazer as coisas acontecerem, e em algumas vezes, nós mesmos !! Tem um ditado que diz assim: Quem quer fazer, acha um jeito. Quem não quer, acha uma desculpa !!

O principal motivo de existência dos Motoclubes, das Federações e da Confederação de Motociclismo é buscar formas de concretizar os anseios dos esportistas desta categoria. Não podemos ser como o marreco, que não sabe caminhar bem, não sabe nadar bem e não sabe voar bem. Por isto as Federações e a CBM devem se ater aquilo que sabem fazer bem, que é dirigir provas e deixar a parte de marketing para empresas especializadas, a exemplo da AMA, que tem a Feld Motor Sports, como a empresa responsável pela venda dos patrocínios e organização das corridas de Supercross.

Antes da Feld Motor Sports, o AMA Supercross tinha a Live Nation na organização dos eventos, empresa esta que faz os maiores shows no mundo, como da Madonna, por exemplo, e isto a credenciava a promover e organizar o AMA SX, o maior campeonato de Supercross do mundo, e no final todos ganham com isto, os pilotos, público, patrocinadores, AMA e os organizadores.

 

Eventos de MX e SX não devem ser simples corridas e sim espetáculos

Eventos de MX e SX não devem ser simples corridas e sim espetáculos

Já a Feld Motor Sports é uma empresa dedicada a promoção de esportes a motor. A Feld organiza, além do AMA Supercross, o Monster Jam, Arenacross, Thunder Jam e provas de Freestyle Motocross, lhes dando com isto uma grande experiência, o que garante que os eventos organizados por eles sejam de alto nível.

Um bom exemplo de organização é que poucas semanas depois de encerrar a temporada de Supercross, que é disputada no primeiro semestre, a AMA já divulga o calendário próxima temporada, acontecendo o mesmo no Motocross, que é disputada no fim do primeiro semestre e início do segundo.

Pois praticamente tudo que é feito no AMA Supercross, é feito pensando nos fãs desta categoria, que está entre as mais incríveis e emocionantes categorias de esportes do Mundo. Que os bons exemplos da ótima organização do Cross americano sejam usados aqui no Brasil, pois não se pode ter vergonha de copiar o que é sucesso. Torço para que estas mudanças venham acontecer e que sejam… mais cedo, do que tarde !!

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Aderailton disse:

para que nos adianta sabermos que tudo mencionado está correto, porem o motocross brasileiro está na mão de pessoas que só pençam em lucrar e mais nada, cade as lojas que vivem do esporte-America,MRP,General, adrenalina, etc que não patrocinam um campeonato amador forte copiado do Loretta Lynns, é facil patrocinar somente os pilotos que já tem nome, oque seria de Carmichael, James Stewart, Pastrana se não fossem patrocinados desde pequenos.
se você vai à um campeonato brasileiro, as lojas montam seus stands nos boxes e apenas pessoas credenciadas podem entrar nos boxes, fala para mim quem é mais interessante para as lojas os pilotos profissionais ou os amadores que realmente compram seus produtos.

VAMOS ACABAR COM ESTÁ DE QUE A ECONOMIA NÃO AJUDA, QUE SOMOS DO TERCEIRO MUNDO, GENTE VAMOS ACORDAR. EU NUNCA COMPREI NA MOTOWORLD DO ESTADOS UNIDOS, APENAS ME CADASTREI E RECEBI UMA AJUDA, SEM NEM ME CONHECEREM DIREITO, NÃO UTILIZEI POIS NÃO ESTAVA COMPETINDO MAIS, E AGORA JÁ RECEBI O FORMULARIO PARA RENOVAÇÃO DO PATROCINIO PARA ESTE ANO, VEJAM Á DIFERENÇA DE FOCO

PIU disse:

Show de bola. Muito boa a matéria, inclisive o comentário do Cláudio da Mata.
Fora isso tem muita outra coisa, por exemplo: O campeonato catarinense de Enduro FIM (que pela qualidade dos pilotos é um dos melhores do país), já teve três etapas, e no site da FCM até hoje não aparece a classificação do campeonato. É muito descaso!!!!!!!!!!

Twitter: claudiodamata38
No Brasil a vaidade atrapalha muito. A Honda não tem esportiva, não sabe perder, noticiou que seu piloto tinha ganho a primeira bateria e que tinha ficado em segundo lugar na segunda bateria. Mas não mostraram imagens e nem falaram do primeiro colocado, o Balbi…

A repórter da matéria tinha camisa oficial da Honda, quer dizer, era funcionária da fábrica e deu a notícia como bem convinha a Honda….

Lá no AMA Supercross todos veem que o patrocínio Máster do campeonato é a Monster, nem por isto os piltos que são patrocinados pela Rockstar, Red Bull, DNA Energy Drink são proibidos de exibir seus energéticos no Podio.

Isto é democracia, isto é organização.

Campeonato como o Arenacross que, por várias vezes foi patrocinado pelos Pneus Maxxis nunca proibiu que a Dunlop, Brigstone participassem das provas…..

Temos sim que copiar o que dá certo, temos que valorizar o público, ele que compra os produtos, ele que faz gerar lucros.

Temos que ter pistas decentes, técnicas, e provas voltadas para preparar nossos pilotos a enfrentarem as duras provas lá fora.

Bem faz o Léo Lopes, que leva seu filho para fazer pré temporadas nos Estados Unidos desde novo, ele está pensando em formar um grande piloto, com base, com capacidade de enfrentar de igual para igual.

Sim, ele pode fazer isto, porque tem condições financeiras, mas cito o exemplo de dedicação, esforço e amor ao esporte que é o Balbi. De família simples, desde pequeno teve que correr com equipamentos sempre piores que os outros.
Lutou, acreditou em um sonho. Olha ele agora, este ano correndo numa categoria que só tem jovens, com grandes equipes, grandes patrocínios e nosso piloto conseguiu aparecer, mostrar seu trabalho e receber elogios por diversas provas do multicampeão Carmichael e Jeff Emig.

Sim, amamos o esporte, mas queremos ver sempre um campeonato com qualidade, não queremos quantidade, uma infinidade de provas num dia, de 15 minutos e pilotos participando de até 3 categorias num dia para quê ? O importante é ter um campeonato forte, com qualidade, onde é aliado técnica, explosão e resistência para mostrar que não somente é necessário uma qualidade, e sim um conjunto de qualidades para destacar no esporte.

Torço muito para que o projeto de lei do Senador Waldir Raupp entre em vigor o quanto antes para baratear os custos de aquisição de motos de competição e aumentar o acesso ao esporte por uma legião de futuras promessas que nunca tiveram a chance de mostrar sua qualidade técnica numa pista !

tarcisio disse:

jorge vc falou tudo !!!! não se pode ter vergonha de copiar o que é sucesso

Juarez/Boston(no Brasil agora) disse:

E isso mesmo Jorge,,,mas se pararmos pra pensar,sera que nao haveria um motivo p toda essa desorganizacao???,,,o Brasileirao continua o mesmo ne???,,,,saberia me dizer o resultado das contas da CBM???Havia varios erros “CONTABEIS”nas contas da mesma na qual tinha ,inclusive,sido reprovada pelas federacoes….alguem sabe no que deu??So p tirar a duvida…

Delcio Bier disse:

Valeu, Jorge!

O site Mundocross é hoje o melhor espaço para quem, como nós, ama este esporte. O teu trabalho é fundamental para nos trazer informações e acesso à provas internacionais e nacionais, que sem tua ajuda, seria impossível. Como eu te falei pessoalmente, a 15 ou 20 anos atrás tínhamos ídolos que nunca tínhamos visto andar! A internet e sites como o Mundocross nos permitem ver as corridas mais legais do planeta ao vivo! Sempre que puder mandarei meus recados, sempre respeitando a todos e se puder ajudar, conte comigo! Este espaço dos comentários já está valendo como o lugar da galera falar e dar sua opinião, o que sempre ajuda e enriquece o esporte.
Abração pra ti, Jorge e pra todos!

Delcio Bier

Murilo disse:

È exatamente isso, nao tem que ter vergonha de copiar o que é sucesso! Eles nao percebem é que se deixarem de ganhar um pouco de dinheiro agora investindo no esporte, no futuro quando o esporte crescer ele vai render muito mais do que rende hoje. Exemplo o AMA mx/sx ja nao se investe tanto igual antigamente, eles so mantem o investimento, pois ja investiram bastante e com isso o esporte se renova por si so, sinal de um bom planejamento no passado.
Abraço

Leandro D Raab disse:

Isso ai Jorge…. A CBM precisa de pessoas como voce na direção…. pois aqui no Brasil infelizmente somos muito prejudicados por causa falta de respeito com os pilotos, equipes, e ate somente os amantes do esporte. Como o fato da palhaçada que foi feita a todos os amantes do esporte que esperaram na manha de domingo assistir uma corrida ao vivo, coisa rara na tv. E aconteceu o que todos viram! Mas isso ai Jorge… continue assim, espero que um dia isso mude no nosso país!

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Quero aproveitar e mandar um abraço virtual para o Délcio Bier, que mesmo a gente morando na mesma cidade (q naum é taum grande assim hehehe) naum nos conhecíamos pessoalmente e sim aqui pelo site e nesta semana acabei conhecendo o Délcio pessoalmente e numa situação inesperada hehehehe

Um abração aí Délcio e valew pelos teus valorosos comentários aqui no Mundocross, o site da galera,

Falowww

Jorge

XYKO disse:

ÓTIMO TEXTO,JORGE E QUE INVEJA DOS AMERICANOS. O PRINCIPAL PROBLEMA MESMO É A FALTA DE VONTADE,E ÁS VEZES QUEM TOMA A FRENTE E TENTA FAZER ALGO É CRITICADO PELOS QUE NADA FAZEM.

Delcio Bier disse:

Perfeito o texto! O profissionalismo do Cross americano é um exemplo a ser seguido.

Abraço

Delcio Bier

Fernando disse:

otimo texto, jorge

Nay Farias disse:

Ótimo Texto Jorge… Isso mostra que ainda temos muito a aprender..

Luccas Sousa disse:

Twitter: luccassousa
Faço destas as minhas palavras.. sem mais..

Mariah disse:

Jorge! Verdade pura o texto, infelizmente é assim que as coisas funcionam no Brasil!!

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly